pesquisa magos da luz

Pesquisa personalizada
-------------------
Mostrando postagens com marcador CÍUMES - Você é ciumento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CÍUMES - Você é ciumento. Mostrar todas as postagens

25 de nov de 2015

Cachorro sonho

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


Interpretacao de sonhos «Cachorro»



 



Interpretação dos Sonhos senhorita Hasse

Vai encontrar um novo jovem amigo.

Freud Interpretação dos Sonhos

Se no sonho você se divertiu com um cachorrinho, isto significa que um ente querido irá apresentar-lhe algum presente original (por sinal, não é necessariamente um animal de estimação). Escolhendo um filhote de cachorro no mercado - é um sonho de alerta: a pessoa que você está correto e alma, e corpo, na verdade, não é sincero com você, na verdade - para ele, ele gera fofoca desagradável sobre você. Encontre um cachorro sem-teto na rua - um sonho encoraja a apoiar a pessoa, desamparado, e em todos os aspectos. Nesta situação, a coisa mais importante é que você fornecer o suporte adequado, não tem medo de assumir responsabilidades. Sonhava-se sob o disfarce de um filhote de cachorro jovem e despreocupado - diz o cansaço devido a problemas. Filho aconselha a se aposentar e passar algum tempo sozinho, e vai ajudá-lo a trazer a ordem a seus próprios sentimentos e pensamentos. Se você sonhou com uma cadela com filhotes, o sonho masculino prediz um encontro com uma mulher que é muito se parece com sua mãe. Acontece que, sem querer, ele vai experimentar seu desejo sexual. Mulher esse sonho prenuncia um encontro com um jovem e atraente - muito mais jovem do que ela - a pessoa a quem ela vai sentir uma grande simpatia.

Interpretação dos Sonhos Tsvetkov

Puppy - um presente.

Esoteric Sonho Livro

Em seu sonho cachorro playing - assim esperamos de amigos próximos de decepção, traição. Adormecido - você vai experimentar uma sensação de calor para as pessoas que são mais jovens do que você, talvez, para as crianças. Lazcano para você - como um homem que vai ser muito mais jovem do que você ou seu ex-parceiro. Imediatamente vi um monte de filhotes - isso significa que você vai comitiva de pessoas mais jovens do que você. Pode muito bem ser que a educação das novas gerações será a sua chamada.

O último sonho do livro

Puppy - vai ensinar um adolescente, que é um parente do.

Interpretação dos sonhos Modern

Se você sonhar que você tem um cachorro em casa, e depois na vida real, você vai encontrar a necessidade de resolver muitos problemas urgentes que não só vai levar o seu tempo, mas também interferir com o trabalho básico. Para o sonho de uma jovem mulher, no qual ela interpreta com um cachorro significa que no fundo ela sonha em procriação. Se isto não é uma só, ela ainda sabe quem gostaria de ver o pai do bebê.

Oriental Dream Livro

Sonhei que você começou um filhote de cachorro em casa - então você terá de enfrentar a necessidade de resolver uma série de questões urgentes que não são apenas demorado, mas também interferir com o trabalho básico.

Interpretação dos sonhos de A a Z

Para sonhar com um cachorro de rua negligenciadas significa que você vai ter que incorrer em custos significativos, a fim de atingir seus objetivos.
Comprar um cachorro de raça pura com um bom pedigree - um aviso para estar alerta para as transações financeiras arriscadas. Filhote de cachorro doente - um sinal de problema grave e doença física. Se você sonha você for mordido por um cachorro mal - isso significa que você estará envolvido em negócios questionável que não vai trazer o resultado esperado, mergulhando você no abismo da dívida e falta de dinheiro.

Sonho pequeno Livro de Veles

Puppy - um presente para um jovem amigo.

A interpretação dos sonhos nobre H. Grishina

Se você tivesse um cachorro preto - um novo amigo / jovem amigo.

Lunar Sonho Livro

Puppy - amigo inesperado.

Sonho para toda a família

Alguns de seus amigos mais jovem do que você. se um pouco cão late em você, então você vai em breve ameaçar pequena discussão ou deve haver algum mal-entendido.

Maya Interpretação dos Sonhos

Boa znachenieEsli você sonhou que você pegou o cachorro (um cachorro que você é emoção, você iria querer isso), logo você vai ter um amigo confiável. Durante a semana, a cada dia gravar em um de seus cabelos na madrugada da noite. Pobre znachenieEsli você sonhou que você deu filhotes, alguém está tentando distraí-lo de algo importante. Que a pessoa não deu certo, amarrá-los ao tornozelo da perna direita três fio de lã de cores diferentes, não retire os 3 dias.

Mulheres Sonho Livro

Um sonho em que você está jogando tranquilamente com um filhote de cachorro - é um reflexo de seus pensamentos sobre a aparência da criança. Se o um dos homens ao seu redor - isto é o que você quer ver o homem como o pai de seu filho.

Infantil Sonho Livro

Puppy - um dos meus amigos mais jovens do que você. Se um pouco de cão late em você -, então você vai em breve ameaçar pequena discussão ou deve haver algum mal-entendido.

Sonho para cadelas

Puppy - uma boa nova vai se divertir e agradar, fazer você esquecer os problemas e dificuldades.
-->

20 de jan de 2013

Histórias reais (relato sobrenatural)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui -->
"Não estamos cá para fazer turismo"

Histórias reais de quem não queria evoluir espiritualmente e trabalhar ao serviço de
Deus Pai para a sua glória e louvor.


A vida para ser compreendida tem de ser vista no espaço de anos e décadas porque um curso feito anos ou décadas atrás sem razão ou nexo, pode vir a ser muito útil posteriormente.
Toda a caminhada é feita por passos e as forças do destino encarregam-se de nos encaminhar para os locais e conhecer as pessoas que nos vão ensinar fazendo sofrer, dando conhecimentos e presenteando alegrias ao mesmo tempo que o carma é saldado, ou, aumentado.
Nesta mecânica o factor "Livre Arbítrio" é que pode estragar tudo, tanto que alguém destinado a um grande serviço para humanidade pode acabar como um desconhecido reaccionário e ignorado.
Casos destes fazem parte dos anunciamentos previstos (não é profecias, porque a "profecia" é de Deus e realiza-se sempre ao contrario da adivinhação feita pelos homens), quantas pessoas foram anunciadas como por exemplo o terceiro anticristo (ou a terceira guerra mundial), entre outras célebres adivinhações feitas por homens com fortíssima espiritualidade - eles não erraram, o Livre Arbítrio dos anunciados é que mudou o futuro pois este não está escrito, encontra-se predestinado. Só as forças do Destino são capazes de fazer cumprir integralmente um evento anunciado, uma Profecia emanada de Deus.

Caso zero: Eu
Hoje, olhando para trás, compreendo que há só duas formas de se estar espiritualmente na vida: como ego_istamente queremos, ou, como Deus Quer!
No 1º caso, queremos em verdade verdade sentirmo-nos como deuses e fazer as coisas à nossa maneira impondo a nossa vontade e visão estrita - estamos por nossa conta (e riscos) - e brincamos à espiritualidade achando-se muita graça a coisas que só fascinam e em nada contribuem para ajudar os outros ou mudar o mundo.
Agora, estar com Deus é obedecer à sua vontade e abandonar as vaidades e vontades estritamente pessoais - o Ego - e integrarmos a estrutura hierárquica que leva a Deus e escutarmos o que ele quer de nós (ou estamos dentro ou estamos sozinhos).

Mesmo antes do nascimento da minha filha, Eu e a minha esposa éramos assolados por azares e ela, por doenças inexplicáveis que persistiram depois do parto; nenhum de muitos médicos entre muitos, e muitos, e muitos exames encontraram razão plausível. E, somente uma terapeuta de medicina alternativa conseguiu devolver parte da saúde estranhamente perdida. A minha caminhada espiritual levou-me ao Reiki e sobre muitos assuntos espirituais, eu sabia que existiam, respeitava mas persistia em não querer saber, mesmo perante as esmagadoras evidências que tudo à minha volta estava errado, os azares eram demais, e como hoje digo: «um acidente é um acaso, muitos acidentes é um padrão»
Mesmo com o destino a ser madrasto, persisti em fazer as coisas à minha maneira, seguir as minhas vontades, evitando conhecer, até ao culminante dia em que a minha filha com 2 anos sofreu a amputação de um dedo num acidente bizarro, improvável e incompreensível.
Depois desse dia, decidi finalmente trilhar os caminhos das respostas que há muito andava a evitar, sendo hoje a mesma pessoa que em 2005 nada sabia sobre verdadeiras matérias espirituais que vos diz: estar com Deus, é estar Bem (eu antes estava sozinho e hoje ainda pago pelos meus erros de ser só ego convicto).
Para concluir, falando sobre o meu destino: se persistisse em não evoluir espiritualmente, teria morrido 5 meses depois num "estranho" acidente de carro - somente resultado das minhas decisões erradas em persistir fugir ao inadiável Real sentido de se existir.

1º Caso: "M"
"M" é uma senhora doutora muito trabalhadora que tem/tinha como destino tornar-se uma grande figura espiritual, alguém para ficar na história, mas M é cobarde.
Quando M soube que era médium, achou somente "interessante".
Descobriu porque a sua vida e de quem com ela vivia estava do avesso repleta de doenças, acidentes e demasiados azares.
M atravessou os anos cobardemente à espera que alguém a safasse, e alguém desse luta às forças malignas que a atacavam, e M descobriu que a sua súbita estranha doença brotada aos 30 que ninguém sabe o que é mas chamam-lhe "ataques de pânico" sem causa aparente (excepto stress) se devia a colegas de trabalho e pessoas de família.
M tinha evoluído ao ponto de fazer alguns trabalhos espirituais e devia começar a incorporar mas recusou-se.
Hoje M tem um conjunto de tumores e as doenças inexplicáveis que os múltiplos exames médicos não acham causa aparente, diversificam-se.
A M foi-lhe dito que ela precisa de evoluir espiritualmente para poder crescer e ganhar forças para combater e se libertar das energias que a assolam, e cada dia que passa, os seus inimigos são cada vez mais fortes - o destino de M está traçado: ou trabalha ou desaparece, porque chegará um momento que não será capaz de trabalhar, mas ninguém pode obrigar M a trabalhar, é o seu Livre Arbítrio e ela não pode exigir protecção se não cumpre o que se comprometeu a realizar antes de nascer.
 
2º Caso: "AV"
Quando conheci "AV" foi mesmo por obra do destino, apresentou-se como "AR", tinha nessa altura uns 19 anos - era nessa altura alguém com conflitos interiores mas positivo.
Estava destinado a ser o maior dos maiores na sua área profissional, mas, descarrilou. Primeiro meteu-se com uma tipa super negativa que usava até o próprio dinheiro dele para lhe fazer macumbas e ia ascendendo na vida - é daquelas "santas" que passam o tempo todo a dizer que são "santas" pois carecem de fazer acreditar, mas até ao mais despercebido se observar as suas tatuagens que são uma mensagem clara da sua real natureza.
Mas AV estava bem acompanhado pois até pessoas próximas dele energeticamente o influenciavam. Mas a vida de AV sofreu um grande golpe quando alguém muito próximo faleceu.
Fui incumbido da missão de informar AV que essa pessoa do outro lado tinha a lhe comunicar algo grandioso, mas a negativa impediu-o e AV desligou-me o telefone na cara - sua decisão, e eu: cumpri a minha missão, lavei as mãos.
Depois AV tornou-se presunçoso e negativo e a sua vida é alvo de espiolhice, e como vislumbrei - pois até através da razão, podemos prever o futuro previsível - AV entrou numa negatividade e decadência que um dia nem servirá para defender as comunidades sociais proscritas...
E a família só ajuda pois ocasionalmente, em sonhos vívidos encontro o espirito de AV no astral, e que coisa (não é pessoa pois essas não se metem com prostitutas e desprezam-nas) se tornou.

Para a glória de Deus não carece se dizer e fazer-se espiritual, é preciso o ser!
AV envolveu-se com coisas malignas pois também aprendeu a recorrer ao oculto o que o levou à sua perdição pois toda a porcaria que realiza, terá de a pagar pois tudo nos retorna.
Nesta encarnação AV começou pobre e o destino destinava-lhe a riqueza pois na encarnação anterior retiraram-lhe o dinheiro, mas esta já é outra história. Neste momento AV está somente acompanhado pelas malignidades que semeou.

3º Caso: "MF"
MF é outra senhora doutora muito honorável que passa o tempo inteiro a vender a sua pseudo espiritualidade e é claro, a sua bondade. MF fez todos os cursos espirituais que desencantou e é a teórica perfeita, que curiosamente, em primeira mão assisti MF a ser tocada por uma entidade extra física, e, é claro borrou-se toda.
Assim são as pessoas, muito espirituais até verem ao vivo.
MF tinha um defeito, ficava entre as pernas e não podia ser apagado e marchava tudo. MF tinha 36 anos e queria companhia que é o sonho das mulheres, mas MF estava fora de prazo, a única coisa dentro do prazo era a conta bancária e como gostava mesmo de cafajeste, envolveu-se com um demónio vivo que lhe dizia coisas hilariantes que iria deixar mulher e filhos e foi lhe sacando às dezenas de milhares de euros enquanto lhe fazia a cabeça e programava energeticamente pois era um macumbeiro de algibeira, que estragasse fortunas em Gurus da treta para fazerem macumbas aos seus inimigos.
MF teve a possibilidade a tempo de se libertar do mal, mas, optou por o seguir, e tinha uma amiga médium que a alertou mas ignorou-a. MF apanhou SIDA com o santo homem que só lhe sacou a cheta e a deixou parva e estúpida atacando inocentes e praguejando contra desconhecidos. No caso de MF, explicitamente afirmo que se a estupidez desse cêntimos, as baboseiras que ela vocifera faziam-na multimilionária. Assim a pseudo espiritualidade descamba na malignidade e no bater das portas dos Professores de Jornal.

4º Caso: "P"
"P" é uma senhora directora que não tinha problemas, só invejas.
P quis saber coisas da sua vida espiritual e foi lhe dito: cresce!
P não o fez mas a vida tem de ser vista no espaço de anos e as forças do destino colocam as soluções antes dos problemas, das tempestades.
P hoje é alvo de macumbas de quem a quer pôr fora do seu posto e só vai piorar - foi a decisão de P não evoluir antes de chegarem os problemas, as lições da vida...

5º Caso: "M"
"M" era uma pessoa simples superpositiva que promovia vendas.
Enquanto falei com M, falei-lhe das minhas experiências com as lutas travadas contra as forças da bruxaria e como fui vitima, era impelido só a falar sobre isso e a minha intuição nada me dizia.
Chegou o momento que considerei que não tenho que estar atrás das pessoas pois o interesse é delas e nesse momento a minha intuição disse-me que M sofria de uma macumba feita pelo namorado (também tem outra).
Enviei-lhe um email em que frontalmente lhe disse que estava disponível quando ela quisesse crescer mas o interesse era dela e tinha que se mexer. Ainda a informei que tinha um problema de natureza espiritual que não lhe diria qual era mas que procurasse um médium verdadeiro para a informar.
Hoje sei através do registo akáshico que M foi procurar um Guru e este lhe disse que tinha essa macumba e M em vez de crescer, involuiu e pediu ao Guru como havia de fazer uma macumba contra o namorado para o agarrar também.
Haja estupidez.

6º Caso: "R"
Este é dos casos em que a pessoa está destinada ao estrelado e vive para o anonimato. "R" é uma pessoa super positiva, super bem disposto e destinado a ser na sua área profissional um nome de renome internacional, mas R trabalha para outrem e deixou os seus projectos na gaveta - morreu para a vida.
É assim que o Livre Arbítrio individual contradiz o predestinado.

7º Caso: "J"
"J" é uma pessoa com uma força espiritual inimaginável mas também é um profissional muito bem colocado numa grande multinacional. J queria ir ao Tibete um dia para procurar satisfazer as suas ocultas motivações espirituais mas fez um percurso mais demorado, foi pela IC19 e teve as respostas para a sua vida e o incubimento de ter que se desenvolver espiritualmente.
J ao contrario das pessoas que existem, quando cá aterrou já vinha com todo o equipamento, só falta o ligar.
Mas J tem um grave defeito: é um jogador, a vida é um jogo e as pessoas servem para serem manipuladas e extorquidas a elas informação - isto não é uma pessoa espiritual tanto que aquilo que fazemos é o reflexo do que somos e em verdade, verdade, J não tem amigos, somente conhecidos que possa usar (tanto que teme e procura nas pessoas insistentemente aquilo que ele lhes faz).
J terá que crescer interiormente e espiritualmente, por muito protegido que seja, de nada serve ao mundo um jogador compulsivo. J está sozinho com os demónios que o rodeiam e que ela afirma saber controlar.

8º Caso: "H"
"H" é um grande médium que pouco sabia de si e que aprendeu a controlar as suas faculdades. A sua ocupação favorita era estragar torneiras, mal o dizia e já estava.
Recordo-me vivamente de o ver subitamente a olhar para alguém a cantar maravilhosamente bem e subitamente ficar sem falar.
H achava muita piada a tudo o que fazia até ao dia em que sentiu a glória de Deus e foi tocado pela sua força grandiosa durante um serviço religioso, desapareceu e nunca mais foi visto.

9º Caso: "G"
"G" é uma senhora inteligente, bonita na casa dos 30 e qualquer coisa, formada em gestão e muito competente.
G como acontece normalmente nas empresas que os cargos mais altos são disputados de todas as maneiras, principalmente as ocultas, começou a sentir-se ser vitima e o destino apresentou-lhe alguém que lhe disse que o caminho do Bem era árduo e levaria tempo pois somos constantemente provados.
G optou por uma solução mais fácil, foi para o Brasil ser mãe de santo. A vida de G despencou, perdeu o emprego, os amigos e os poucos que tinha e lhe aturavam a nova personalidade e péssima atitude negativa (quando era bastante positiva antes), afastou-os.
A vida de G segundo o registo akáshico afundou-se, ficou gorda e deformada e dificilmente arranjou trabalho.
G para viver entregou-se a subsistência nada dignas e as forças negativas dos terreiros em vez de a ajudarem, enterraram-na.
G teve a solução do caminho longo e árduo do Bem Supremo, mas optou pelo facilítismo e pagou o alto preço.
 
10º Caso: "M"
Este é um caso diferente, é daqueles casos que tropeçamos na vida e com o tempo, passamos a reconhecer. Vou apenas citar os factos.
M é Padre, Padre Católico Romano, M desdiz-se na fé que professa; afirma categoricamente que não acredita no destino mas professa o Evangelho na Missa dos factos que estavam destinados a acontecer a Jesus (mas não acredita no destino).
M afirma que não há bruxaria ou espíritos e as suas influencias, mas no sermão de Pentecostes alude aos Dons dados pelo Espirito Santo aos Apóstolos e escuta as expulsões dos espíritos realizados por Jesus durante as homilias.
M tem uma particularidade muito estranha, que consiste em pedir para falar com as pessoas a sós - até aqui nada de diferente - nada ou pouco diz e as pessoas falam, falam e ficam profundamente consternadas sem razão aparente, mas ficam afectadas, saindo algumas a chorar profundamente sem quase nada terem dito (mas algos não dito ou visto as afecta profundamente).
M tem uma certa excentricidade (vaidade) e mesmo algum toque mais...
Cultiva a modéstia aos outros, pode o ser mas o é também exuberante (vaidoso) e um pouco chocante na forma de se expressar.
M é algo por dentro (e á volta) que o olho não experienciado nestas vivências espirituais não detectará, e acreditará somente na sua crosta exterior.
M não tem nenhum interesse que as pessoas resolvam os seus problemas espirituais, diz-lhes que tal não existe e afecta-as, e contradiz-se depois no altar.

11º Caso: "C"
"C" é uma senhora de certa idade profundamente espiritual com uns dons de cura soberbos pois quando aplica as mãos, faz a diferença. Pode ser descrita como uma beata pois profundamente acredita e devota-se a Deus e vai todos os dias à Igreja (Romana).
C tem muito a ensinar pois a sua idade dá-lhe muita experiência, mas C está perdida há uma vida inteira entre o que constata e o que os Padres lhe dizem e C acredita no que lhe dizem e não no que vê e sente, e assim é que C durante 7 décadas não cresceu e não vai crescer, e C sabe que está insatisfeita, C sente-se vazia por dentro por sentir que não está a realizar a sua missão.
C recusa-se a ver que as verdades superiores que em nada são o que os homens querem fazer os outros acreditar, afinal, Deus é infinito e o homem finito, e estes querem fazer entender a sua curta visão de assuntos que a racionalidade não explica, só a intuição esclarece.

12º Caso: "P"
"P" é uma rapariga trintona, médium e que se recusa a trabalhar. As suas palavras são "não gosto de ser pressionada" o que nas entrelinhas quer dizer: "não me chateiem que eu não quero fazer nada".
P tem forças negativas em cima e sabe que as tem e quer viver a sua vida banal. P brinca às cartas como muita gente faz, mas as cartas como os pêndulos são muito falíveis (não são espiritualidade mas sim brincadeiras inconscientes).
P é igual a muitas outras pessoas que querem aqui fazer turismo mas o seu caso deve ser relatado porque P vai na sua 3ª encarnação em que deveria de fazer alguma coisa espiritual, e depois de cá estar, não quer saber - o que é muito comum.
Quando as pessoas que tem missões a cumprir se recusam, bem, observemos o 1º caso, vem os inimigos, fazem e geram coisas muito malignas e vem as doenças e os acidentes com fartura.
A decisão é somente de P e sua a responsabilidade, nós não devemos de facto insistir porque cada um é responsável por si.

13º Caso: "P"
"P" é uma senhora de família com filhos que gosta de materialismos, embora acredite em coisas espirituais, e tem muita força, mais do que ela imagina.
P foi informada que tinha uma macumba que a impedia de encontrar trabalho. Bem: gestora, grandes empresas, competição com recurso às artes malignas da bruxaria, o filme de sempre e já tinha um resultado, o olha da rua, agora desfilavam os meses e os anos sem encontrar trabalho, obra da macumba.
P foi a uma cartomante que obviamente, as forças inteligentes da macumba ausentaram-se e a cartomante nada encontrou, por isso as cartas são puras falíveis brincadeiras.
P acreditou nas cartas e já conseguiu emprego e já foi despedida outra vez e não consegue arranjar emprego mas as decisões são dela e ela faz o que bem entender, é a sua vida.

14º Caso: "V"
"V" é uma rapariga muito jeitosa formada mas que realiza trabalho de secretariado. Tem um grande problema: ausência de linhas rectas, o que é claro tendo um chefe guloso e uma colega de trabalho super obesa, a palavra cobiça e a palavra inveja misturam-se.
V é muito positiva e tem trabalho espiritual a realizar. Fui intuído que tinha macumbas feitas por ambas as partes e que deveria começar a lutar e aprender com as experiências da vida - nada fez, respeito qualquer que fosse a sua decisão.
Já foi despedida e no novo emprego as coisas não vão assim tão bem...
 
15º Caso: "R"
"R" é uma rapariga na casa dos 20 - idade da inconsequência - que contactou após ter lido o site da espiritualidade. É médium e está a ser atacada por entidades - ajudei-a à distância mas R não compreende e recusa-se a compreender que a vida tem responsabilidades, precisamos de nos disciplinar e que as coisas não são como nós exigimos.
A vida e as suas experiências são formas de aprendermos, quer gostemos ou não e para agravar, sendo jovens, escusamos o conceito de ordem, hierarquia e disciplina, mas, o nosso Anjo da Guarda é o nosso superior, e como tudo no Universo, há ordem e hierarquia.
As decisões de cada um são só suas e assim R é assolada por entidades negativas que a atacam porque quer as coisas como ela entende.

16º Caso: 70 anos e nunca nada fez
A história foi descrita pela sua filha, queixando-se como o seu pai é assolado e possuído por espíritos negativos, os seus olhos mudam para o vazio ou um puro mal e maltrata a mãe e não pode ver os filhos pois de imediato muda de humor, de temperamento, de personalidades.
Este senhor é médium e devia de ter ajudado muitas pessoas, ter auxiliado, ter cumprido a sua missão na terra, mas, nada quis fazer, nada quis realizar e hoje além do castigo como o Rei Saul recebeu o espirito maligno que o atormentava, sem protecção por não a ter desenvolvido, este homem pena as suas decisões conscientes- miseravelmente sobrevive penosamente cada dia.
Com a sua idade, já é tarde para algo fazer e só lhe resta a morte e uma próxima encarnação para cumprir o que aqui, nesta não fez.
Este é um destino daqueles que não cumprem o que o destino e a intuição lhes mostram.

17º Caso: As mães preocupadas
Estes dois casos introduzem uma outra vertente que é a das mães que tem filhos com mediunidade activa.
A primeira senhora contactou porque tinha um filho com 9 anos que não consegue dormir sozinho e vê coisas que mais ninguém vê.
Como será de esperar a um progenitor, forçosamente tem de acordar para outras realidades que ninguém fala e acreditam aqueles que as vivem, à qual recomendei que falasse de igual com quem tenha vivenciado uma infância assim.
Mas, as pessoas querem fazer as coisas à sua maneira, e uma pessoa além de perder o latim, cumpriu o seu dever de ajudar (tentando).
O segundo relato é mais recambolesco pois segundo a apresentação, uma criança de 4 anos fala sozinha com amigos invisíveis e à mãe já havia sido dito que o filho era alguém muito especial.
Sugeri recomendando que falasse com um médium de nascença.
O mesmo quando contactado disse que cobraria uma consulta ao qual a senhora ficou escandalizada. Depois de ouvir as duas partes compreendi que o médium sabia o que estava a fazer pois uma coisa é ajudar quem quer ajuda, outra, é ser espelho calado de quem quer fazer as coisas à sua maneira.
A senhora queria saber em verdade como controlar as conversas do filho, queria se intrometer em assuntos que não lhe dizem respeito pois em verdade não há conhecimento vivo que possa ensinar crianças especiais e só os Grandes Irmãos em espírito podem ensinar.
Á senhora a qual compreendi que somente quer como ela quer, adverti que as pedras que hoje atira, amanhã receberá as de volta porque o filho é médium e quem ela hoje critica por cobrar, no futuro os mesmos ventos retornarão como tempestades à sua casa de vidro, ao mesmo filho que julga querer proteger e controlar.
A situação é que quando as pessoas descobrem que alguém tem faculdades, querem abusar e falo com experiência; fazer-se cobrar é uma forma de delimitar uma fronteira e conter o abuso e o que o médium que disse que lhe cobrava uma consulta, na sua vasta experiência o que fez foi: "o filho eu ajudo incondicionalmente, a mãe e tudo ademais, eu cobro" - o que o médium explicou é que senhora não queria ajuda, queria fazer as coisas à sua maneira e ao seu feitio, seja lá o que isso seja, e consultá-lo iria ser uma perda de tempo.

18º Caso: O iluminado
De pseudo iluminados estou farto, o mesmo posso dizer de mim por assim também o ter sido no passado.
De que vale querer saber como construir um foguetão se nunca iremos passar das teorias. Há algum tempo fui contactado por alguém que começou por questionar as explicação contidas no espaço espiritualidade.no.sapo.pt e também tinha uma história interessante para contar, ao qual julguei estar a encontrar coisas novas, mas depois de uma análise, concluí não ser nada de novo e informei do que se tratava e como o resolver - quero dizer - passar à acção!
Veio o silêncio.
Aquele sinal de quem quer o mundo á sua visão a partir das suas radicais crenças pessoais.
Semanas depois recebi mais questões sofistas ou filosóficas sobre os conteúdos anunciados aos quais não dei resposta porque as minhas experiências pessoais são reais e independentes de decalques ou teorias massificadamente difundidas. E não discuto como será óbvio, a certeza do que já vivi. Também recuso-me a embarcar em monólogos com pessoas que só se querem ouvir e querem fazer provar algo somente a elas mesmo.
Sim, respondi cordialmente mas perguntando se já tinha o senhor em causa passado dos teoremas visto que já lhe tinha identificado o seu problema, à acção de acabar com o mesmo.
Cada dificuldade na vida além de uma provação, é uma jornada individual que se destina a aprendermos, evoluirmos e podermos ajudar os outros, e por esta mesma razão, eu não irei embarcar em teorizações do que é vivido.
Esqueçam as teorias pois só a prática nos permitirá falar.
E não façam dos outros espelhos para se fazerem provar algo que não tem qualquer sentido excepto no mundo próprio da mente que se fecha às realidades - Aquele que quer à sua maneira!

19º Caso: "J"
"J" é alguém que está bem com a vida pois a vida tem sido boa com ele, não a infância ou a adolescência, por isso "J" é uma criança em ponto adulto.
Ele tem de fazer trabalho espiritual e levou dois anos a decidir dar o passo, em decidir evoluir espiritualmente e, a primeira coisa a fazer era descobrir se realmente estava preparado para falar com a mãe falecida há mais de uma década, e que queria falar com ele desde há dois anos como fora informado, mas ele preferiu refugiar-se na sua concha de puto grande.
Deu o passo, enfrentou, e, desapareceu.
Assim é a espiritualidade, uma granda curte, uma brincadeira porreira, até que, se descobre a seriedade de que temos de ser adultos responsáveis - e aí é que se descobre quem é quem.

20º Caso: "C"
Esta senhora é mais um caso típico de espiritualidade comtemporânea, de gaveta, que afirma convictamente ser muito espiritual, e fez o Reiki entre muitas outras coisas, mas, assusta-a saber que é médium, acredita que existe mas tem medo e foge e recusa-se terminantemente a saber porque o é e o que Deus espera de si - que importantes trabalhos tem para realizar em prole da humanidade.
"C" é como eu era, mas afirma que não faz nada pois nenhum medo do destino a fará trabalhar em prole dos outros, e na sua visão pessoal, já faz muitas coisas, que ela considera "importantes".
Como tenho hoje a percepção como o destino opera, compreendi que aquele momento é um daqueles muitos momentos que a pessoa na sua jornada diária tem como marcos ou sinais; encerrei o caso pois a minha missão estava concluída.
Somente a esclareci sobre a minha história pessoal - e como muito tarde acordei, e hoje ainda sofro por isso, pelas minhas persistentes erradas pessoais decisões - que descrevo aqui no inicio, e que um facto recente que ela havia descrito ter sucedido a alguém próximo dela, na minha visão mais experiente sobre o real mundo, informei que não são os desencarnados que causam problemas, mas sim os vivos que passam a vida a recorrer a artes malignas de uma forma ou de outra para subir na vida destruindo os que os rodeiam.
Numa empresa pode ser entre 5% a 70% das pessoas que de uma forma ou de outra, envolvem-se na bruxaria ou em assuntos mais pesados adorando condenando-se na vã busca de prazeres insípidos - fazendo as coisas à sua convicta maneira.

21º Caso: "L"
O "L" é aquele maravilhas habituado à vida mansa, a ter tudo feito; malandro por escola da vida e cheio de tretas e lérias com uma vastíssima cultura geral, capaz de doutorar todas as teses da conspiração que por aí existam - o teórico perfeito.
Estas pessoas sofrem de uma grande falta de disciplina e implicitamente responsabilidade porque quando L descobriu que não era espectador, mas sim parte do filme, do filme da vida que é a realidade, e, que tinha de trabalhar espiritualmente, dar sentido à sua existência, L, habituado a tudo feito, ficou no marasmo por incapacidade de saber se aplicar, a realmente trabalhar, saber lutar pela sua vida - dar-lhe sentido.
Até o há muito falecido irmão de L, de quem ele tinha muitas saudades, em sonhos lhe transmitiu "...o tempo está a passar" mas acham que L fez alguma coisa?
Este é o problema dos teóricos, dos aprendizes, dos iluminados, dos pseudo controladores e pseudo espirituais à sua estrita maneira, e dos decalcadores, quando lhes toca a realidade, borram-se todos e desaparecem julgando que neste mundo há sitio para se esconderem - esconderem das suas responsabilidades de cá existirem; este não é o lugar para turismo, mas para singrar para uma existência melhor.

22º Caso: "V"
"V" é alguém que espiritualidade, Deus e em tudo da sua Vida é:
Como Ela Quer !
Diz Sim hoje, é agendado tempo, marcam-se horas, aparece duas horas depois atrasada, vai-se embora mais cedo porque quer ir visitar uma amiga ou somente estar na praia...
E no final de uma semana de suposto trabalho, ao receber a lista de dias e horas que tão pouco se trabalhou com os respectivos atrasos, reage como IRRESPONSÁVEL QUE É, afirmando que já não está interessada pois as suas meditações é que são boas pois faz quando quer, não tem que cumprir horários, desvaloriza as suas Reais experiências espirituais num longuíssimo monólogo a desfilar argumentos que só a ela no seu mundo interior de quereres fazem sentido.
E a única resposta responsável possível a esta pessoa é:

"A minha Responsabilidade termina quando as pessoas dizem não."

Responsabilidade, Compromisso, Disciplina, Valores,
acatar o que é dito!
É o que as pessoas precisam para realmente crescer espiritualmente.

«O Mestre aparece quando o aluno está pronto»
 http://global.serespiritual.org/casostristes.html
Outros Sites
www.wellnessplace.net | Cursos espirituais praticos e teóricos, e serviços espirituais
www.serespiritual.org | espaço destinado à formação pratica espiritual diária
espiritualidade.no.sapo.pt | espaço complementar para explicar duvidas e termos
macumba.no.sapo.pt | relato na 1ª pessoa por ser vitima de forças negativas

17 de jan de 2013

simpatias para emagrecer

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui -->



Simpatia dos Grãos de Arroz

Na manha de quarta-feira pegue meio copo de água e coloque dentro dele o numero de grãos de arroz que corresponde a quantidade de quilos que você deseja perder. É preciso ter cuidado e não exagerar colocando mais grãos do que seria o ideal uma vez que os quilos que você perder não poderá mais recuperar. Quando chegar a noite beba a água, mas deixe os grãos de arroz no copo e novamente coloque água pelo meio do copo. Quinta de manhã em jejum beba novamente a água, deixe os grãos e novamente acrescente água até o meio do copo e finalmente sexta-feira pela manhã beba a água com os grão de arroz junto.
Observações:
  • Durante todo o processo não troque de copo, mantenha sempre o mesmo.
  • Como a simpatia é infalível não faça regime junto
  • Veja bem os quilos que deseja perder e tire o mesmo numero em copias da simpatia
  • Comece na quarta-feira após ter distribuído todas as cópias
  • Mande publicar na mesma semana

Simpatia de Emagrecimento Estelar

Num período de lua minguante peque uma fita amarela e saia de casa segurando a fita com as duas mãos, olhe para o céu e escolha a menor estrela que encontrar e então de acordo com a quantidade de quilos que quer perder vá dando nós na fita na medida que vai dizendo a cada nó: “Estrela, estrelinha, formosa e magrinha, me de sua magreza que eu te dou minha gordurinha.” Feito isso amarre a fita no seu pulso e conforme for perdendo peso vá então desatando os nós um a um.

Simpatia para Emagrecimento Rápido

Corte um dente de alho ao meio e coloque as duas partes num copo com água. Tampe o copo com um pires e deixe na rua para tomar sereno. Na manhã seguinte jogue a água do copo na pia e pegue as duas metades do dente de alho e enterre em um vaso de flores ou então em um jardim. Lave então o copo e o pires e volte a usar de forma habitual. A simpatia deve ser feita durante sete dias.
Como fazer simpatia para emagrecer Pegue um dente de alho e parta ao meio, coloque as duas partes do mesmo em um copo com água e tampe-o com um pires. depois deixe o copo durante uma noite no tempo para que leve friagem noturna. No dia seguinte, remova o pires, jogue a água e enterre as duas partes do alho em algum vaso ou canteiro de flores. Depois, lave o copo e o pires e utilize-os diariamente. Realize esta simpatia durante uma semana. Boa sorte!

Fonte: http://simpatiasmagiasebanhos.blogspot.com.br/2012/08/simpatia-para-emagrecer.html

17 de jun de 2011

dois olhos bem grandes (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
Galera, já vi tanta coisa..Cada coisa..
Me sinto acostumado quando vejo, claro que eu levo susto e tal..
É estranho, bizarro..
sempre vejo
Numa casa que eu morei(há uns 2 anos), via tanto uma menina, que um dia ela disse no meu quarto que a casa era dela...eu disse pra minha mãe e ela não acreditou, até o dia que ela viu(alguns dias depois de eu ter falado do que a menina tinha me dito)
encontramos uma casa,e uns 2 dias antes de eu me mudar, eu tava sozinho em casa e ela apareceu com alguém enorme (tipo a morte, se liga?) com um pau na mão querendo me bater, eu sai correndo..
Minha tia que é medium disse que ela tinha uma força negra muito pesada pois sempre que eu a via nunca conseguia ir atrás, sempre me afastava pra longe..
ela já tinha empurrado o portão em mim a ponto de eu cair, borrou um desenho que eu fiz no meu quarto(desenhei dois olhos bem grandes, e ficou com a aparencia de que um deles tinha lagrimado), eu sempre via ela..
me mudei pra outra casa, continuo vendo..
Quase todo dia
Outro dia eu conto..
falow..

28 de mai de 2011

preciso de 1 resposta

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

preciso de 1 resposta

tipo acordei agora com sede(agora são 4:46 da madrugada) qndo voltei ao meu quarto estava pensando como e foda ser meio excluido ai, senti espiritos em meu quarto e ouvi um barulho no meu teclado do computador como si alguem tivesse passado a mão nele(passe a mão em todas as teclas e isso q flo) como eu tava olhando o teclado do pc(o computadot fia na frente da minha cama entaum si eu olhar pra frente e o computador q verei) eu vi q ele ñ si mexeu + sera q o espirito leu minha mente o q eu tava pensando e qer flar algo pra mim?




18 de dez de 2010

O DESESPERO POS ARREBATAMENTO

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

O DESESPERO POS ARREBATAMENTO

"portanto assim diz Yehua dos exércitos, em todas as praças haverá
pranto, em todas as ruas dirão, ai, ai, e o lavrador chamarão para o
pranto, e para o choro os que sabem prantear. Em todas as vinhas
havera pranto porque passarei pelo meio de ti, diz yehua dos
exércitos. Ai de vós, desejais o dia do senhor, para que desejais, é
dia de trevas e não de luz." amós 5,16
-
-
-
-
esta profecia assustadora ja se cumpriu com israel no passado e agora
vai se cumprir com toda a humanidade quando ocorrer o arrebatamento.
-
-
Os que conhecem a palavra ficarão horrorizados quando ficarem, não
sendo arrebatados, uma comoção e dor geral estará nas almas.
-
-
A dor será profunda.
-

-
A evacuação mundial ou resgate será maravilhosa para os que forem
levados e terriveis para os que ficarem.;

-
-
-
será um dia de trevas e não de luz para os que ficarem.
-
-
-
Muitos desejam ver o apocalipse, o julgamento da terra, mas quando ele
vir será de dor para estas mesmas pessoas que desejam o apocalipse,
pois não estão preparando suas almas para o encontro com seu destino,
como destino do planeta.
-
-
-
-
Portanto que possamos estar preparados, levando a mensagem do
apocalipse as pessoas que estão despreocupadas.
-
-
Temos que mostrar a verdade em todos os grupos sociais e religiões,
independentes se são evangélicos ou católicos, judeus ou islamicos,
cristãos ou budistas. Pois todos devem saber o que acontecerá ao
mundo, assim poderão tomar uma posição quando ficarem, fugindo do
controle da besta ao rejeitar o sinal, o 666.

4 de nov de 2010

Necromancia

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Necromancia

A Necromancia é um termo Grego que vem das palavras "morte" (necro) e "adivinhação (mancia), vinda da Pérsia, Grécia e Roma. Era mais praticado pela Idade Média foi proibida pela Igreja Católica por ser considerada uma bruxaria, inclusive muitos Necromantes foram queimados ou enforcados.
Ela pertence à religião vodoo e é uma forma de magia negra praticada por bruxos e magos. Nos dias de hoje, apenas muitas poucas pessoas a praticam. Muitos magos dizem que a Necromancia é uma coisa maléfica e sem propósito. Para os Necromantes a morte é a benção eterna. Eles crêem que quando morrerem vão para o seu deus Elan.
O contato com Demonios e Anjos (como na Goétia) não pode ser chamado de Necromancia, isso porque essas entidades nunca estiveram vivas. Elas não são espiritos mortos, mas entidades de outras esferas, nunca nascidas.
O tabuleiro de Ouija é um dos meios de Necromancia mais famosos no mundo, o uso de pêndulos ou varas também são chamados de meios Necromanticos.
Os Necromantes apenas chamam os espíritos de pessoas mortas para descobrir o futuro. Eles acreditam que uma vez que uma pessoa morre, esta já não tem mais as limitações de um corpo terrestre e que irá ser capaz de ver o passado ou o futuro, e pegar informações que os mortais não podem.

RITUAL NECROMANTE

Premissas necessárias.

1º. É necessário realizar escrupulosamente tudo o que se segue.
2º. Há que banir as dúvidas da mente.
3º. Não comentar com ninguém que se está fazer a operação.
4º. Guardar segredo dos seus resultados.

Advertências:

1ª Não entrar em diálogo com entidades que possam aparecer.
2ª Não realizar duas vezes uma operação bem sucedida.
3ª Não zombar com nenhum espírito que apareça, seja em sonhos ou na realidade.
4ª Não ceder às tentações que poderão ser expostas.

Primeira operação.
Preparação preliminar:
Comprar:
- 3 Candeias novas, azeite novo;
- 1 Corda, velas brancas;
- Carvão novo e muito incenso;
- Água benta recolhida na pia de uma igreja.
Guardar castidade durante toda a operação.
Tomar apenas refeições leves nos dias da operação.
Vá a um cemitério e informe-se de uma pessoa bem abastada que tenha falecido recentemente. Saiba se esta pessoa era religiosa, pois convém para o caso. Saiba o seu nome e onde viveu.
Num sábado ao final da tarde vá até à campa ou Jazigo do defunto.
Deposite lá uma pilha de sete moedas das mais valiosas do mercado.
Trace uma cruz no chão e diga:
“In nomine Jesu Christum, ego te conjuro!
(Nome da pessoa.)”
Diga isto três vezes.

“Em nome de Jesus Cristo eu te conjuro! (Nome da pessoa.)”

Coloque um cálice de vinho sobre a campa. Chame o nome do defunto sete vezes e diga:
“A ti, (nome do defunto) te chamo ao mundo dos vivos, vem pelo poder da Santa Igreja que te pode ainda salvar! Vem pelo nome de Cristo para fugires às chamas dos infernos que estão à tua espera! Vem pelo poder da Santíssima Trindade que em tudo manda!
Não sou eu que te chamo, mas o Deus que tudo criou! E é em Seu Nome que te faço vir até mim para que me escutes!”

Queime agora um pouco de incenso de Igreja.
Continue:
“Foi pelo poder do baptismo que os homens se remiram dos Infernos, anda pois receber água benta para que te livres do domínio do Tentador!”Borrife água benta recolhida na pia de uma igreja para cima da campa.
“Agora obedece-me e verás que ficarás em paz, tu e os teus!”

Fazer esta operação nove vezes, uma na segunda, outra na quarta e outra no sábado e assim consecutivamente.

Na mesma noite da ultima chamada, entrar no cemitério pelas 23.00H e chamar nove vezes pelo nome do defunto.
“Segue-me e te darei o pão pelo qual tens fome e o vinho pelo qual tens sede. Vem pela riqueza DOS CÉUS e pela Salvação eterna!”
Ir de seguida até a um descampado ou uma praia e acender as três candeias em triângulo, uma pelo Pai, outra pelo Filho e outra pelo Espírito Santo, colocar o fogareiro no centro do triângulo. Se na noite estiver muito vento então tentar noutra noite mais calma.
Fazer um círculo com a corda e ir para o meio do círculo. Dizer:

“Eu traço este círculo e que nenhuma criatura indesejada ou força maléfica aqui possam entrar Traço o círculo em nome do Tetragrammaton.”
Traçar o círculo três vezes.
Acender bem o carvão que deverá ficar em brasa. Queimar Incenso e dizer:

“Oro a vós Anjos de Deus para que em Nome do Altíssimo permitais que as almas dos Mortos possam vir até mim. Por isso Vos Conjuro em Nome do Deus Vivo, em Nome de Adonay, Jehovah, Tetragrammaton, Elohim, Elohim Sabbaoth, Metraton, Agla, Agla, Agla, pelas Hierarquias Universais, Anjo Cassiel, altíssimo Senhor dos Mortos, para que façais com que os que já desencarnaram possam vir ter comigo.“
Orar a Deus e pedir permissão para chamar o defunto.
“Meu Deus, Força que tudo Criou, só a Ti tenho devoção. Peço-te que me permitas chamar a mim, (nome do defunto) aqui e agora e que pelo Teu Nome professado pelos Santos e Mártires, essa alma não possa faltar. Glória Te seja dada para sempre! Que assim seja! Ámen.”
Voltar a chamar o nome do defunto nove vezes e dizer:
“Aparece espírito que te tenho chamado!
É o poder de Deus que te chama, É o poder de Cristo que te Chama!
É o poder de Deus que te Chama, É o poder de Cristo que te Chama!”
É o poder de Deus que te Chama, É o poder de Cristo que te Chama!”
Vem em nome da Santíssima Trindade! Aparece-me aqui e agora, ou perecerás nas chamas dos infernos!
Teme a ira do Senhor e obedece perante a Sua Glória! Pelo poder que Deus me concedeu, vem! Vem! Vem! Faz-te presente, ou cairás nas chamas da morada dos demónios!
O poder de Cristo te obriga!
O poder de Cristo te obriga!
O poder de Cristo te obriga!”

(ter um crucifixo na mão quando se diz esta evocação e mostrá-lo na direção do triângulo que deverá estar virado para norte).
Durante esta chamada ir atirando incenso para as brasas e esperar que o defunto apareça! Esperar cerca de uma hora, não mais. Enquanto a espera conjura-se o espírito dizendo:

“Aparece pois também és filho de Deus e deves-lhe obediência! É por Ele que te chamo e pelo Seu poder te obrigo a vir. Aparece!”
O espírito será forçado a aparecer ou a enviar uma manifestação da sua presença, pois nem todas as pessoas são capazes de ver espíritos e quando isso acontecer diga:

29 de jul de 2010

sinistro.(relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Meu esposo me contou esse relato que eu acho muito sinistro.
Ele estava no computador teclando no msn. Então, ele ouve alguém abrindo o portão e entrando. Do quarto dele, quando a porta está aberta, dá para ver todos que entram. A pessoa que entrou foi a tia dele. Uns 30min depois o telefone tocou... a tia dele que estava dentro do quarto dela abriu a porta e botou só a cabeça para fora (mais pálida do que o normal) e disse: "Vê se é pra mim", e fechou a porta novamente.
Quando ele atendeu o telefone, era a mãe dele querendo falar com a tia. Ele foi e falou: "Tia, é pra você", mas ela não apareceu. Ele bateu na porta, mas ela não respondeu. Ele então abriu a porta e estava tudo escuro. Quando ele acendeu a luz, não tinha ninguém! E a tia verdadeira, agora sim, entrava pelo portão... E viu ele branco feito papel. Perguntou o que era, ele só respondeu que a mãe estava no telefone. Depois que ela desligou ele contou o ocorrido... A tia ficou tão assustada quanto ele.

12 de jul de 2010

aconteceu algo muito estranho comigo (relato)

envie seu relato sobrenatural

piresvale@gmail.com

me ajudem por favor!!

aconteceu algo muito estranho comigo hje algo sinistro até....

de madrugada tive um sonho mais estava meio acordada e meio durmindo ñ sei explicar...eu estava de barriga p/baixo dai senti umas mãos na minhas costas e como se alguém me segurasse ...dai isso veio por cima de mim ...eu tentava acordar e ñ conseguia...tentava gritar chamar minha mãe e ñ conseguia....dai isso veio porcimade mim e disse: "abre a sua mão" dai eu ñ abri... dai tentava acordar e nada....dai a voz sussuro denovo:"Abre a sua mão"...dai eu consegui susurrar "porq??"...dai a voz de novo: "vc não vai abrir??" dai eu abri...e quando abri eu senti algo entrando nela uma sombra e foi escurecendo meu braço!!...dai fiquei muito nervosa com muito medo e acordei com o coração a mil!!.... não sei oq foi isso foi muito real senti tudo ...estou com medo qria achar alguma resposta p/oq aconteceu se isso é ruim oq é?....porfavor me ajudem e se for ruim me digam oq posso fazer?=/


um bejo e obrigada pela atenção.
haa e esqueci de dizer q antes de acordar quando a tal sombra entro pela minha mão eu senti q estive dentro de um tunel...como se estivesse entrando nele...e esse tunel era muito colorido...com varias formas geometricas...foi ai q acordei...
mas era como se eu estivesse acordada pois quando tudo estava acontecendo eu via os moveis do meu quarto....nos seus devido lugares....muito medo...

14 de jun de 2010

MAGIA NEGRA Ritual das Bruxas

MAGIA NEGRA

Ritual das Bruxas
Ritual de auto-dedicação á Bruxaria
Ritual de ordenação sacerdotal
de magia negra


INGREDIENTES:

- 5 Velas negras;
- 1 Vela vermelha;
- Incenso de sangue-de-dragão;
- 1 Túnica negra;
- 1 Taça com sal;
- 1 Copo com água;
- 1 Taça com vinho.




RITUAL:

PREPARATIVOS:

Prepare uma boa refeição com antecedência, pois deverá jejuar pelo menos 6 horas antes de começar o ritual.
Prepare as suas velas, incensos e tudo o mais que precisar, antes de começar o ritual.
Assegure-se de que não será interrompido/a.
Coloque uma vela negra no centro do seu altar, e uma outra a cada um dos pontos cardeais, e a última, a vermelha, igualmente ao centro do altar. No decurso do seu ritual acenderá as velas pela ordem que as colocou.
Sobre o seu altar coloque a taça com vinho, servir-lhe-á a saudar os Elementos e os Deuses.

Antes de começar o ritual, tome um banho para relaxar e se concentrar mentaente no ritual que vai realizar. Coloque a túnica perto da banheira afim de a poder enfiar logo que saia do banho. Tome o banho apenas á luz de velas. Quando se vestir, vista-se em silêncio. Fique nu/a por baixo da túnica, e descalça/o, como simbolo de fidelidade e submissão ás forças espirituais ás quais vai fazer o ritual de dedicação.

RITUAL:

Começe por delimitar o seu circulo mágico com o athame (ou uma faca de cabo preto) de forma a que o seu altar fique ao centro. De seguida consagre o sal, a água, o incenso e a vela vermelha aos elementos.

Uma vez o círculo formado sente-se no chão, de pernas cruzadas e medite acerca de sua escolha: de se dedicar ás forças negras. Quando se sentir pronta/o levante-se, eleve os braços aos céus, pedindo ajuda aos Poderes das Trevas, para que o seu pedido seja aceite.

Acenda então as velas que são o simbolo da Energia que entra em si. Devereá pronunciar as invocações em voz alta e firme.

Vá até ao altar e acenda a vela vermelha que se encontra ao centro, e diga:

“Que a minha alma seja inundada pelas ondas benfeitoras
Do amor e da obscuridade que nascem em mim.
Que eu seja submergida pela visão dos tempos antigos,
Quando a sabedoria sagrada banhava o mundo,
E que me sejam dados a conhecer os segredos.”

Dirija-se para a vela colocada a este, acenda-a e diga:

“Que as minhas mãos sejam abençoadas pelo elemento Ar,
Que o meu sopro me traga a clarividência,
Que o Ar Sagrado abra o meu terceiro olho,
E me permita reconhecer os meus dons psiquicos”

Dirija-se para a vela colocada a oeste, acenda-a e diga:

“Que as lágrimas que trazem as rimas e os escritos
Sejam banidas da minha vida graças ao Elemento da Água
Que banha qualquer coisa.
Que me seja autorizado mergulhar no oceano
Desta água sagrada que dá a vida e o conhecimento”


Dirija-se para a vela colocada a norte, acenda-a e diga:

“Que a alegria vibrante da vida que cresça em mim,
e que todas as criaturas sirvam os meus objectivos e os meus desejos.
Que o canto do ciclo incessante da vida
Se perpetue em mim, agora e para sempre.”

Dirija-se para a vela colocada a sul, acenda-a e diga:

“ Que as chamas sagradas me encham de seu ardor
E que em mim brilhe o fogo sagrado da devoção
Aos meus instintos e aos meus desejos.
Que o elemento do Fogo me assista
Na minha procura de conhecimento e do saber escondido.”

Acenda agora a sua última vela negra (a que está no centro e que representa as Trevas) e diga:

“Pelo poder da Terra, do Ar, da Água, do Fogo,
Sob o olhar benevolente das Trevas,
Falo do que me vou tornar.
Dedico a minha existência ás Trevas,
Afim de conhecer e compreender os seus segredos
Para o meu grande bem
E o cumprimento do meu destino.”

Eleve agora os braços aos céus e diga:

“Eu te invoco ó Lilith, Grande Deusa ignorada,
Mãe de todos os que aderem ao principio antigo das Trevas,
Para que tu me permitas fazer parte do grupo de tuas amadas crias.
Ó Tu, linda e grandiosa Deusa,
Conhecida sob os nomes de Lilith, Astarte, Hécate, Isis e outros mais,
Eu te imploro que me acordes este favor,
De estar ao teu serviço para a vida.
Prometo seguir os éditos de Tua Lei que será igualmente minha.
Prometo viver de acordo com o preceito sagrado:
“Faz o que te aprouver”.
Ó Tu que és a rainha incontestada de todos os que praticam a via da esquerda,
Acolhe-me,
Abro-te a minha alma
Afim que possas julgar da veracidade do meu juramento.
Que assim seja.”

Sente-se por alguns momentos. Pegue no cálice, beba e saúde a Deusa, os Elementos e as Trevas. Agradeça-lhes e desfaça o círculo.

3 de jun de 2010

Oração Contra satanás e Os Anjos Rebeldes

Oração Contra satanás e Os Anjos Rebeldes


ATENÇÂO: As orações incluidas nesse site foram extraidas do The M+G+R Foundation. São orações contra possessões e exorcísmos. Pessoas sem prática não devem enfrentar as forças do mal sozinhas. Se desconfias que haja alguma possessão, procure um sacerdote . Exorcísmo não é brincadeira. 
+Publicada Por Ordem de Sua Santidade o Papa Leão XIII+

O Santo Padre, Leão XIII, anima aos sacerdotes para que rezem esta oração tão frequentemente como lhes seja possivel, como um exorcismo simples para limitar o poder do diabo e prevenir a sua acção maligna. Os fieis tambem podem invocar esta oração individualmente e colectivamente, com o mesmo objectivo.

Recomenda-se para quando se suspeite de acçöes demoniacas causadas pela malicia entre os homens, tentaçöes violentas e até tormentas e outras calamidades.

Pode-se usar como um exorcismo solene - uma cerimonia oficial e pública em Latin - para repelir a acção demoniaca. Neste caso deve ser invocada por um sacerdote, no nome da Igreja e só com autorização especifica do Bispo.

A versão em Inglés leva o Imprimatur de + Henri, O.M.I., Vicario Apostólico de James Bay - 15 de Agosto de 1967

Oração A São Miguel Arcánjo

+Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amen !

Grande e glorioso Príncipe dos exércitos celestes, São Miguel Arcanjo, defendei-nos "Porque para nós a luta não é contra a carne e o sangue, mas sim contra as potestades, contra os poderes mundanos destas trevas, contra os espíritos da maldade celeste." [Efes. 6, 12]. Vem e assiste ao homen que foi criado na sua imagem e a quem Ele redimiu da tiranía do demonio a um grande preço.

A Santa Igreja venera-vos como seu guardião e protector; a ti el Senhor confiou as almas dos redimidos para que as dirijas ao Céu. Ora, portanto, que o Deus da Paz, atire a satanás para baixo dos nossos pés para que ele não possa manter o homem em pecado e fazer mal á Igreja. Oferece as nossas oraçöes ao mais Alto, que sem demora elas atraiam a sua misericordia sobre nós, que vença o dragão, "...a serpente antiga, que é o demónio, satanás, e acorrente-e por mil anos... Lançou-o, no Abismo, a fim de que não seduzisse mais as naçöes..." [Apoc. 20: 2-3].

[Nota: "+" indica uma benção que é dada se um sacerdote invoca o exorcismo. Se um leigo a invoca, então a "+" indica o lugar onde o símbolo da cruz é feito silenciosmente pelo fiel que esteja a oferecer essa secção específica.]

E X O R C I S M O

Em nome de Jesus Cristo, nosso Deus e Senhor, fortalecido pela intercecção da Imaculada Virgen María, Mãe de Deus, do Bendito Miguel Arcanjo, dos Benditos Apóstoles, Pedro e Paulo, e de todos os Santos, confiadamente nos dispomos á tarefa de repudiar os ataques e enganos do diabo.

[Salmo 67]

Deus levanta-se; Os seus inimigos são derrotados e os que o odeiam, fogem ante Ele.

Como o fumo é expulsado, eles são expulsados; como a cera se derrete ante o fogo, também os malvados perecem com a presença de Deus.

V. - Contemplai a cruz do Senhor, fugam todos os Seus inimigos.

R. - Ele conquistou. O Leão da tribo de Juda. O rebento de David.

V. - Permite que a vossa misericordia, Senhor, desça sobre nós.

R. - Em proporção á nossa Esperança e fé em Ti.

Expulsamos-vos de nós, quem quer que sejam, espíritos sujos, todos os poderes satanicos, todos os invasores infernais, todas as legioes malvadas, asembleas e seitas; em nome e pelo poder de Nosso Senhor Jesus Cristo, + que sejam extirpados e sacados de Igreja de Deus e das almas feitas á imagem e semelhança de Deus e redimidas pelo precioso sangue de Divino Cordeiro. + Astuta serpente, não te atreverás mais a enganar a raça humana, perseguir a Igreja, atormentar aos eleitos por Deus e ceifá-los como se fossem trigo. + O Deus Mais Alto ordena-te. + Ele, com quem, na tua grande insolencia, ainda reclamas ser igual.

Deus quer que todos os homens sejan salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. [ 1Tim. 2: 4].

O Deus Pai ordena-te. + O Deus Filho ordena-te. + Deus o Espirito Santo ordena-te. + Cristo, a Palavra de Deus encarnada, ordena-te; + Ele, que para salvar a nossa raça perdida por consequencia da tua inveja, ...humilhou-se Ele mismo, fazendo-se obediente até á morte... [Fil. 2: 8].

Ele que construiu a sua Igreja numa rocha firme e declarou que as portas do inferno não triunfaram contra ela, porque Ele estará com ela; e conosco estará todos os dias até á consumação dos tempos. [S. Mateo 28: 20].

O sagrado sinai da cruz ordena-te, + como tambem o faz o poder dos misterios da fé cristá, + a gloriosa Mãe de Deus, A Virgem maria, ordena-te; + Ela, que pela sua humildade e desde o primeiro momento da sua imaculada Concepção, esmagou a tua orgulosa cabeça. A fé dos santos Apóstoles Pedro e Paulo e os outros Apóstoles ordenam-te. + O sangue de Mártires e a piedosa interceção do Santos ordenam-te.+

Portanto, maldito dragão, e vós, legiöes diabólicas, ordenamos pelo Deus vivo, + pelo Deus verdadeiro, + pelo Deus Santo, + pelo Deus que ...assim amou Deus ao mundo; até dar o Seu Filho único, para que todods aqueles que acreditam nele não se percam, mas sim tenha a vida eterna; [S. Juan 3: 16]; deixa de enganar as criaturas humanas e derramar sore elas o veneno da condenação eterna; deixa de ferir a Igreja interferindo com a sua liberdade. Vai-te, embora satanás, inventor e mestre de todas as mentiras, inimigo da salvação do homem.

Sai do caminho de Cristo a quem não podeste encontrar nenhum dos teus trabalhos; dá-lhe o seu lugar A Unica, Santa, Católica e Apostólica Igreja adquirida por Cristo ao preço do seu sangue. Rebaixa-te por baixo de toda a poderosa mão de Deus; treme e foge quando invocarmos o Santo e terrivel Nome de Jesus, este Nome, o qual causa ao inferno que treme, este Nome ao qual as Virtudes, Poderes e Dominios co Céu estão humildemente submetidos, este Nome ao qual os Querubins e Serafins dizem constantemente repitindo: Santo, Santo, Santo E o Senhor, O Deus dos exercitos.

V. - Oh, Senhor, ouve a minha oração.

R. - Permite que o meu clamor chegue até vós.

V. - Que o Senhor esteja contigo.

R. - Ele está no meio de nós.

Oremos... Deus do Céu, Deus da terra, Deus dos Anjos, Deus dos Arcanjos, Deus dos Patriarcas, Deus dos Profetas, Deus dos Apóstolos, Deus dos Mártires, Deus dos confessores, Deus das Virgens, Deus que tem o poder de dar a vida depois da morte e descanso depois do trabalho, poque não há outro Deus além de Ti e não pode haver outro, porque Tu És o Criador de todas as coisas, visiveis e invisiveis, cujo reino não terá fim, postramos-nos humildemente perante a Tua Gloriosa Majestade e te rogamos que nos libertes com o teu poder de toda a tirania dos espíritos infernais, das suas ciladas, das suas mentiras e da suas furiosas maldades, propícia, oh, Senhor, que desça sobre nós a Tua poderosa protecção e nos mantenhas seguros e saudaveis. Rogamos-te através de Jesus Cristo Nosso Senhor. AMEN !

Das ciladas do demónio, liberta-nos, oh , Senhor.

Que a Tua Igreja possa servir em paz e liberdade, rogamos que nos oiças, Senhor.

Que afaste a todos os inimigos da Tua Igreja, rogamos que nos oiças, Senhor.

[Agua benta debe ser salpicada no lugar onde se pronuncia a oração.]

por The M+G+R Foundation
 

Expurgar o mal

Expurgar o mal

Permitam-me que manche estas páginas níveas que têm pela frente, com o sangue que ainda escorre das minhas mãos assassinas. Eu sempre fui o mais sereno dos homens. Na vila onde vivo, as pessoas fitam-me com alguma compaixão, como se exibisse um cartaz a dizer, "tenham pena de mim". Sempre foi assim. Em casa, na escola, no emprego. As pessoas têm tendência a tratar-me como um "coitadinho". O pior é que eu acomodei-me a esta situação desconfortável, e assim tenho vivido.

Naquela noite de verão, eu estava deitado na cama. Fumava um cigarro e tinha o rádio ligado, quando fui perturbado pela visita dele. Irrompeu brandamente pelo meu quarto, como se ali vivesse. Estremeci ao olhar para ele. A primeira ideia que me assombrou foi a de que ele me ia matar. De seguida achei que ele não era humano. Mas mudei de ideias quando fitei os seus olhos ensanguentados.

-Acaba com eles, Vítor. - Grunhiu ele, sabedor do meu nome.

- Com eles, quem? - Redargui eu, com os lábios trémulos.

- Com os que te espezinham com o olhar... - A voz dele ressoara nas antecâmaras da minha mente. Ele sabia o que eu sentia verdadeiramente, quando as pessoas olhavam para mim com aquele ar penoso. Sentia-me espezinhado, sim!

- O que queres que eu lhes faça? - Inquiri cheio de medo.

- Mata-os. Expurga o mal que há neles. Acaba de uma vez por todas com esse teu sofrimento e verás que amanhã serás outra pessoa. Faz o que eu te mando, e serás dono de um poder e de uma força sobrenatural.



Inexplicavelmente, o ser tinha desaparecido do meu quarto com a mesma descrição com que entrara. Não me senti bem, e como estava calor, decidi dar uma volta pela praia. Precisava de apanhar um pouco de ar. Sentia que a loucura se estava a apoderar de mim. Quando cheguei à praia, deitei-me no areal e ali permaneci a contemplar as ondas, que teimavam em enrolar-se numa espuma branca que se desfazia no areal.

O meu momento de nostalgia foi interrompido pelos gritinhos histéricos de duas raparigas que passaram por mim, e que ao fitarem-me ali sossegado, reagiram com se tivessem acabado de ver um insecto. Além de se rirem, ainda se voltaram para trás, e voltaram a rir-se.

Acaba com eles, Vítor... Com os que te espezinham com o olhar - Vociferou a voz dele, do interior da minha alma sombria. Oh, sim. Ele tinha um poder desconcertante sobre mim. Eu era fraco demais para lhe sucumbir. Senti-me na obrigação de lhe obedecer. Olhei de novo, e lá estavam elas a fazer troça de mim. Fui ao carro, e da mala retirei uma chave de grifes de um metro e vinte, que eu usava nos andaimes, e pus-me ao caminho. Ultrapassei um breve caniçal, até as avistar. Lá estavam elas dentro dos carros, com os namorados. Estavam ambas debruçadas sobre eles. Faziam sexo oral.

Mata-os. Expurga o mal que há neles. Acaba de uma vez por todas com esse teu sofrimento e verás que amanhã serás outra pessoa. Avancei num espasmo de loucura perversa, e mesmo antes que eles tivessem tempo de se aterrorizarem com a minha presença, espanquei-os sem clemência. Desferi inúmeros golpes nas suas cabeças, pernas e braços, que nem tiveram tempo para me suplicarem pela vida. Matei-os a todos. -Então, não se riem agora, suas putas? - Grunhi eu, sentindo um prazer infindável a invadir a minha pessoa.

Faz o que eu te mando, e serás dono de um poder e de uma força sobrenatural.

Oh, sim! Ele sabia. O meu visitante misterioso sabia do que falava. Eu agora sentia e experimentava o poder. Ninguém mais ousava olhar para mim daquela maneira. Eu agora, era Deus!



A aurora irrompeu brandamente pela neblina nocturna, quando eu acordei no silêncio do meu quarto. Sentia-me confuso, tivera um pesadelo macabro, em que assassinara quatro jovens, e...Não! Não pode ser! As minhas mãos estão cheias de sangue!...a minha roupa também...Não! Pranteava desesperadamente, quando notei a presença de alguém perto de mim. A primeira ideia que se me afigurou, foi de um polícia com um mandato de prisão. Mas esta ideia desvaneceu-se quando fitei o vulto do ser que me visitara na noite anterior.

- És grande, Victor! Estou muito orgulhoso de ti. - Grunhiu ele, confiante.

- Quem és tu? O que queres de mim? - Indaguei eu, impacientemente.

- Não interessa quem eu sou; mas sim, o que és tu? - Atalhou ele, exibindo um semblante austero e aterrador.

- O que sentis-te, depois de teres esmigalhado a cabeça aquelas putas, hein? Diz-me. Poder, não foi? Confessa lá!

- Sim! É verdade. Senti uma força tão monumental que era capaz de derrubar um exército de cem homens! - Acrescentei eu, colocando-me de pé, de frente para ele.

-Mas não chega Victor. Não é suficiente. Oh, não! Ainda há por aí, muitos pecadores. Muitos veículos do mal. Acaba com eles todos. Não deixes que eles proliferem por aí. - Avisou ele, esgueirando-se de novo sem eu perceber.

Voltei de novo à praia do osso da baleia. Laureei por ali tranquilamente. O reduto dos pecadores e veículos do mal, era ali. Era só uma questão de tempo e dizimava-os a todos. A lua estava absoluta, e iluminava a noite quente. Vi três indivíduos fortes a virem na minha direcção. Eu continuei com a minha marcha, normalmente. Eles estavam cada vez mais perto, e eu senti que a minha bolha de ar estava a ser invadida pela presença daquele grupo. Senti que um deles me deu um encontrão no ombro quando passou por mim, e sem se deter, voltou-se e desafiou-me:

-És gordo? - Indagou com o rosto cheio de reprovação.

- Tu, é que vieste contra mim! - Respondi eu, secamente.

- Vai-te f...pá. Pareces um rato do esgoto! - Proferiu ele, num tom áspero e de desprezo.

Ainda há por aí, muitos pecadores. Muitos veículos do mal.

As palavras dele ribombaram na minha mente, como um trovão numa noite de placitude. E o meu espírito demoníaco e perverso, actuou, mais uma vez, por mim!

- Deves pensar que estás a falar com o cabrão do teu pai! - Vociferei secamente, quando eles já se alongavam, uns metros adiante de mim. Estas minhas palavras fizeram com que eles interrompessem a marcha e se voltassem para mim. Vi com normalidade, os olhos deles, plenos de raiva a procurarem o meu rosto, e de seguida, volveram na minha direcção para me espancar. Mas eu tinha uma surpresa para eles. Em fracções de segundo puxei de duas 6/35, e apontei na direcção deles. Vocês haviam de ver os rostos deles, repletos de terror quando eu dei o primeiro tiro. Depois o segundo, e o terceiro...enfim. Crivei-lhes as caras odiosas e trocistas com balas incandescentes. Oh, sim. Agora já não troçavam de mais ninguém. Eu é que ainda me ri, quando lhes urinei para cima dos cadáveres.

Na manhã seguinte, a porta do meu quarto foi arrombada pela polícia, que me prendeu, acusando-me do homicidio de sete pessoas. -Sete pessoas? Eu nunca matei ninguém. - Barafustei, cheio de confiança. É obvio que os polícias me fixaram com bastante incredulidade. Um deles mostrou-me a chave de grifes que eu conservava debaixo da cama, e que ainda estava suja com sangue. As duas 6/35, também me foram apreendidas, pois permaneciam sob o meu travesseiro, que até deitava um odor a pólvora desconcertante. E, indiscutivelmente, o sangue das vitimas que se conservava nas minhas mãos e nas minhas roupas.

Aleguei que tinha as provas tinham sido forjadas. Descrevi-lhes o individuo que me visitava todas as noites, e que era concerteza o autor daqueles tenebrosos crimes. O comandante, demonstrando grande lucidez, pegou no que me pareceu, um processo policial, e dele libertou uma fotografia.

- É este o individuo que o visita? - Inquiriu ele, exibindo o retrato na direcção dos meus olhos.

-Sim. É este mesmo! - Clamei eu, com um fluxo ávido de alívio, que me ventilou o cérebro que estava quase a rebentar de tanta inquietação.

-Então o senhor confessa ser o autor de todos estes crimes, não é verdade? - Afirmou ele, com grande naturalidade.

-Porquê que havia de confessar? - Inquiri eu, repleto de incredulidade.



Foi quando o Comissário segurou um espelho em frente da minha face, obrigando-me a encarar com o horror a minha outra face demoníaca.


por Alexandre Faleiro

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs