pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Mostrando postagens com marcador Jogo das Mandalas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Jogo das Mandalas. Mostrar todas as postagens

23 de nov de 2011

Pai Nosso de Abdruschin/Graal na Terra

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


Pai Nosso de Abdruschin/Graal na Terra

Pai Nosso de Abdruschin/Graal na Terra
Lendo a doutrina A Luz da Verdade, desenvolvida sob os dogmas do Zoroastrismo, de autoria de abdruschin, encontrei interessantíssima abordagem do Pai Nosso, e de seu significado, afora as austeras e enérgicas chamadas à regulagem que nos é dada, enquanto em espécie em contato com o Criador; a título de conhecimento e aspiração a mais da cristandade, vista de um prisma que ao brasileiro não é convencional, porém idêntico...compensa!
PAI NOSSO (meu e de meu pior inimigo, de todos) que estais NO CÉU (pois a Terra é a escola de teus filhos, morada transitória e não vos comporta) santificado seja teu nome (seja qual nome for, ÉS O QUE ÉS) venha a nós o teu reino (leva-nos em regresso pra casa), seja feita A SUA VONTADE (inda que eu não a entenda) assim na terra como no céu (um é reflexo destorcido e corrompido da perfeição do outro), o pão nosso de cada dia nos dai (alimentando corpo e espírito, através das provações da alma), perdoai as nossas ofensas assim como perdoamos a quem nos ofende(sois nosso pai, a ti cabe a justa correição de cada qual) não nos deixe cair em tentação e livrai-nos do mal(inda que isso nos custe o corpo orgânico)...
Não copiei em íntegra, o livro não está agora a meu alcance, apenas repassando dentro da conceituação proposta. E Abdruschin sai, se desprende da temática piedosa da caridade e nos puxa as orelhas; tipo por qual razão ELE teria de voltar, PQ NÃO NÓS teríamos de nos obrigar a IR DE ENCONTRO A ELE, quem seríamos nós para ficar, "de pirrraça", batendo o pé e insistindo para que ELE regresse a nos buscar...se a obrigação de evoluir é nossa, não dele. Inda assim, ELE SE DISPÕE A VIR...a grandeza do Cristo torna-se então inda maior... É muito interessante a quebra da apatia humana proposta na busca do nosso amado Cristo. Taí uma bela versão do Pai Nosso...

8 de nov de 2011

todos os coraçoes aflitos

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Orção por todos os coraçoes aflitos!!!!

Ave Maria, cheia de graça,
o Senhor é convosco
e bendita sois vós entre as mulheres
e bendito é o fruto do vosso ventre,Jesus
Santa Maria, mãe de Deus,
rogai por nós, pecadores,
agora e na hora de nossa morte.Amém 
 
Oração à Nossa Senhora Desatadora dos Nós:

Virgem Maria, Mãe do belo amor, Mãe que jamais deixa de vir em socorro a um filho
aflito.
Mãe cujas mãos não param nunca de servir seus amados filhos, pois são
movidas pelo amor divino e a imensa misericórdia que existem em teu coração,
volta teu olhar compassivo sobre mim e vê o emaranhado de nós que há em minha vida.
Tu bem conheces o meu desespero, a minha dor e o quanto estou amarrado por causa destes nós.
Maria, Mãe de Deus encarregou de desatar os nós da vida deseus filhos, confio hoje a fita da minha vida em tuas mãos.
Nnguem, nem mesmo o maligno poderá tira-la do teu precioso amparo.
Em tuas mãos não há nó que não poderá ser desfeito.
Mãe poderosa, por tua graça e teu poder intercessor junto a teu filho e meu libertador Jesus , recebe em tuas mãos estes nós (pelos pedidos acima) por todo o sempre.
Vós sois a minha única consolação dada por Deus, a fortaleza das minhas débeis forças a riqueza das minhas miseria , a liberdade, com Cristo, das minhas cadeias.
Ouve minha súplica.
Guarda-me, guia-me, proteje-me.
Ó seguro refugio.

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres,
e bendito é o fruto do Vosso ventre Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amém.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós.


Maria Desatadora dos Nós, Rogai por todos nós. Amém.

11 de jan de 2011

Jogo das Mandalas

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
As mandalas estão presentes em todos os lugares: na íris dos olhos, nas conchas do mar, nas sementes do kiwi. E o caminho circular das mandalas (palavra que significa "círculo mágico" em sânscrito) tem o dom de nos levar ao centro da nossa consciência. Planeta na Web apresenta com exclusividade na web o Jogo das Mandalas - um trabalho de Marco Winther e Fany Zatyrko, artistas plásticos brasileiros, autores do livro Mandala, a Arte do Conhecimento.
Mandalas não revelam o futuro, mas apresentam um retrato do seu próprio interior.

18 de out de 2009

inveja

Dentre os sete pecados capitais, a inveja talvez seja o mais comum...e o mais perigoso para os relacionamentos. 73% dos brasileiros já admitiram ter sentido inveja, segundo o Ibope. "A inveja nasce como um desejo de ter o que as pessoas ao seu lado têm, é um sentimento natural. Ele se transforma em inveja quando, em vez de querer algo, você quer evitar que o outro consiga qualquer coisa", explicou o rabino Nilton Bonder, autor de "A cabala da inveja".

De onde surge esse monstrinho verde?

Bonder explica que a inveja é construída em cima de raiva e frustração. "O invejoso se sente fracassado em determinadas áreas da vida e, para não sentir raiva de si mesmo, transfere esse ódio para o outro".

A inveja só aparece em grupos de pessoas que estão próximas, seja uma família ou um escritório. "Sentimos inveja de pessoas que estão ao nosso lado e que nos lembram de uma forma ou de outra que não estamos conseguindo atingir as nossas metas de vida. Logo, não há como sentir inveja de uma celebridade, por exemplo", explicou Bonder.

Para o psicólogo Carlos Byington, devemos ficar atentos à inveja porque ela nos indica uma vocação, um desejo reprimido. Ela só se torna maligna quando não nos esforçarmos para conseguir o que queremos.

Mas achar que os invejados são sempre as vítimas é um erro, alerta a terapeuta Amélia Nascimento. "A inveja nasce de uma relação e muitas vezes, mesmo inconscientemente provocamos este sentimento, seja desmerecendo o esforço do outro, seja irradiando sem parar nossas conquistas".

Os que gostam de provocar inveja geralmente possuem um certo sentimento de inferioridade, explicou o rabino: "Se vangloriar de algo é uma tentativa de se valorizar diante do outro e isso causa inveja".

A inveja é sempre igual?

Segundo Byington, existem três tipos de inveja. O primeiro deles é a inveja autodestrutiva. "É quando nos sentimos inferiores diante da aparência ou conquista de outras pessoas", explicou.

O segundo tipo, o mais grave, é a inveja patológica, aquela que nos faz querer destruir aquele que invejamos. "Mas a inveja patológica como a retratada na novela 'Celebridade', onde a personagem de Claudia Abreu quer destruir a de Malu Mader, é uma coisa completamente diferente de nosso dia-a-dia", avisou Amélia.

Carlos Byington defende um terceiro tipo de inveja, a criativa. O termo ele tirou de uma declaração de Cazuza, que morria de inveja da letra de "Que país é esse?", de Renato Russo. O músico usou esse sentimento para compor "Brasil". "A inveja criativa é aquela que você sente e usa para conquistar o que deseja", explicou o psicólogo.

O que fazer com a inveja que eu sinto?
Transformar a inveja que você sente em algo positivo é mais fácil do que se imagina. Primeiro, tente observar o que você gosta na pessoa que inveja: é a aparência? O cargo? A família? Amigos?

Depois dessa análise, será que você não exagerou na idealização dessa pessoa? "Coloque o alvo de sua inveja em perspectiva. Costumamos idealizar a vida de quem invejamos e quando analisamos friamente a situação, vemos que ela é tão cor-de-rosa assim, que existem dificuldades, problemas", aconselhou Bonder.

É preciso também valorizar mais o que temos. "Quando sentimos inveja, ampliamos a figura da pessoa e diminuímos tudo que temos e conquistamos. É preciso equilibrar isso. Nem a pessoa está em um pedestal e nem você na sarjeta", falou Bonder.

Tente transformar a inveja em admiração. "É muito simples fazer essa mudança. Em vez de odiar o outro pelo que ele tem, tente encará-lo como um exemplo a ser seguido", disse Amélia.

E quando as pessoas me invejam?
Se você acha que é alvo de inveja, deve primeiro observar se não a provoca. E mantenha-se relaxado ao receber alfinetadas. "A inveja é muito mais prejudicial ao invejoso. Se você está seguro que merece o que tem, nada vai te atingir", explicou Amélia.

Mostrar-se amigável é uma boa forma de desarmar os botes do invejoso. "Tente ser mais amoroso com as pessoas, ser menos competitivo", disse Nilton Bonder.

No caso de o invejoso causar algum dano real, uma conversa franca pode ser a solução. "Chame a pessoa para conversar e pergunte por que ela te quer tão mal. Mas só faça isso se realmente ela te prejudicou", aconselhou Amélia.

E nada de acreditar em olho gordo! "O outro pode até fantasiar que te destrói, mas quem atrapalha a sua vida é você! Se inveja atrapalhasse a vida de alguém, Pelé seria um Zé Ninguém hoje", disse a terapeuta.

Finalmente, tenha cuidado também em não inventar inimigos. "Isso acontece muito em escritórios. Você recebe uma promoção ou um aumento, mas não se sente segura de que o mereceu, então tem a impressão de que todos pensam a mesma coisa. Cuidado com a paranóia", alertou Amélia.

Para ler e refletir

13 de out de 2009

velas e suas magias

Para termos uma vida feliz, é preciso, antes de tudo, harmonizar o coração e entrar em equilíbrio através dos nossos centros de energia vital.
O corpo humano possui sete pontos que são chamados chacras e que vibram com uma determinada cor. Na Antigüidade, os sábios e sacerdotes hindus conseguiam ver perfeitamente essas cores girando em sete pontos ao longo da coluna vertebral.
Se ativarmos esses centros energéticos com as chamas das velas podemos gerar equilíbrio interno e proteção divina. Cada dia da semana corresponde a um chacra e conseqüentemente a uma vela com sua cor.

As velas e os chacras

1- Chacra básico: localiza-se na base da coluna. Nos dá sustentação para a vida e para a força física. Relaciona-se com os rins, coluna vertebral, pernas e pés. Use a vela vermelha.

2- Chacra do sacro ou umbilical: está localizado entre o osso púbico e o umbigo. Comanda a energia emocional, os relacionamentos sexuais e os órgãos reprodutores. Use a vela laranja.

3- Chacra do plexo solar ou esplênico: localiza-se sob o diafragma. Sustenta o baço, o estômago, o fígado, a vesícula e o sistema nervoso. Rege o poder, o valor pessoal e a percepção intuitiva. Use a vela amarela.

4- Chacra cardíaco: está localizado à direita do coração. Rege o caminho em direção à luz e à consciência superior. Sua energia traz alegria, felicidade, amor fraternal e compaixão. Use as velas rosa e verde.

5- Chacra laríngeo: localiza-se na garganta. Rege o maxilar, cordas vocais, boca, dentes, língua, canal alimentar e aparelho respiratório. Use a vela azul.

6- Chacra central ou frontal: está localizado na testa. Rege o crescimento e a coordenação. Canaliza energia para o corpo físico através da glândula pituitária. Use a vela lilás.

7- Chacra coronário: localiza-se na parte de cima da cabeça. Rege a parte superior do cérebro, o olho direito e a glândula pineal. Use a vela branca.

As velas o os anjos

Os anjos são os mensageiros de Deus. São seres inteligentes,delicados, puros e amáveis. Para entrar em contato com os anjos, você poderá utilizar-se de velas. Acender uma vela todos os dias para o seu anjo é muito bom, saudável e eficaz. Você pode fazer pedidos a seu anjo e usar velas de cores diferentes. Veja a relação das velas referentes a cada arcanjo (tipo elevado de anjo):

Metraton: vela azul-esverdeada
Raziel: vela violeta e laranja
Tzaphkiel: vela verde ou turquesa
Tzadkiel: vela azul clara com detalhes dourados
Kamael: vela vermelha-escura ou vinho com detalhes dourados
Raphael: vela verde-clara, lilás o azul clara
Haniel: vela amarela, azul clara e verde clara
Mikael: vela amarela
Gabriel: vela creme ou amarelo-claro

As velas o os Orixás

Orixás são divindades que se originaram da África Ocidental e que atuam como intermediárias entre o Deus Supremo e os homens.
No Brasil são conhecidos e cultuados 16 Orixás e você pode acender velas para cada um deles:

Xangô: vela marrom e vermelha
Ogum: vela azul-marinho
Obaluaiê: vela branca e preta
lemanjá: vela branca, prata e azul-clara
Oxossi: vela azul-clara
Oxum: vela amarela, dourada e branca
Oxalá: vela branca e azul-clara
Logun-Edé:a amarela e azul-clara
Exu: vela preta e vermelha
Iansã: vela marrom
Nanã: vela lilás
Euá: vela vermelha a branca
Ossaim: vela branca e verde
Oxumarê: vela amarela e preta
Obá: vela laranja e branca
Ibeji: velas de todas as cores

As velas e os dias da semana

As velas também estão relacionadas com cada dia da semana. Você pode, a cada dia, acender uma vela de determinada cor e pedir ajuda e proteção para o seu anjo da guarda:

Domingo: vela amarela ou dourada
Segunda-feira: vela creme
Terça-feira: vela vermelha
Quarta-feira: vela amarela
Quinta-feira: vela azul e turquesa
Sexta-feira: vela rosa e verde-clara
Sábado: vela cinza

As velas e a cromoterapia

Estamos constantemente absorvendo e irradiando luz de todas as cores. Somos receptores e emissores de luz em forma de energia.
Podemos usar as velas na cromoterapia associando as vibrações de nossos sentimentos e pensamentos e, assim, transmitindo energia.

Vermelho: aumenta o calor, estimula a circulação do sangue e libera a adrenalina. Traz autoconfiança, iniciativa e força de vontade. Combate à depressão, o medo. a preocupação excessiva, a inércia e a insegurança.


Laranja: assimila idéias novas e liberta as limitações. Combate o ciúme, a intolerância a inflexibilidade, a inveja, a inibição, a imaturidade e a possessividade.

Amarelo: representa a energia vital. Combate o stress, o cansaço mental, a falta de autocontrole, a culpa e a autopunição. Atua no tratamento do fígado e ajuda na desintegração de cálculos.

Verde: traz sensação de paz e harmonia. Contribui para o equilíbrio interior relaxando os nervos e acelerando o processo de cura. Ajuda na eliminação de mágoas, ressentimentos, raivas, ansiedades, egoísmo e medo de envolvimento.

Azul celeste: traz calma e estabiliza o ambiente. Atua sobre o sistema nervoso central, circulatório e muscular. Indicada para orgulho, irritabilidade, nervosismo, violência, histeria, agressividade, intolerância, obsessão, insatisfação e falta de criatividade.

Azul índigo: purifica a corrente sangüínea e expande a mente. Alivia medos, inibições, problemas mentais e psíquicos. Atua na lubrificação de juntas o ossos.

Lilás ou violeta: desenvolve a percepção, a intuição e o equilíbrio espiritual. Indicada para melancolia, solidão, falta de fé, problemas mentais e neuroses. Ajuda a eliminar impurezas do sangue.

Rosa: traz harmonização interior e exterior, equilíbrio físico e psicoemocional. Favorável aos tratamentos de problemas sentimentais, falta de paz e conflitos.

Branca: estimula a lado feminino e maternal. Ajuda a apaziguar brigas e ter melhor entendimento com os filhos.

Turquesa: auxilia a organizar a vida e o espaço da casa. Está relacionada com o aparecimento de novas idéias e sentimentos profundos.

Marrom: para assuntos da Terra, como prosperidade, investimentos, financiamentos, empréstimos e tudo que se relaciona com o material.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs