pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Mostrando postagens com marcador cigana. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cigana. Mostrar todas as postagens

7 de fev de 2011

Casa Grande (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Casa Grande


No caminho da escola havia uma casa que todos conheciam como “A Casa Grande”... Era uma casa diferente, tinha quatro fachadas iguais, como se fossem entradas e saídas, mas só duas fachadas realmente tinham portas para entrar e sair. A casa tinha o formato de uma cruz, janelas e portas grandes e vidros embaçados e alguns rachados, como se fosse mal cuidada. Ali morava apenas um casal de velhinhos que estavam sempre andando de um lado para o outro, a velhinha sempre estava cuidando do jardim, regando um pé de flor (rosa vermelha) e outro de laranjeira e o velhinho sempre cuidando de algumas galinhas,
patos, galinhas de angola e um peru solitário que sempre que passávamos perecia o cachorro da casa, fazia barulho e abria as asas. O casal de velhinhos nos olhava de forma diferente, mas o olhar para Lucy, minha irmã de cinco anos, era amigável e com sorrisos... e Lucy retribuía. O casal tinha um filho e uma filha que não moravam com eles, já estavam casados e moravam em cidades diferentes e quase não os visitavam, era raro quando aparecia um ou outro, geralmente no final de ano ou em período de festas juninas.

Lembro-me que tiramos um período de férias escolar, não sei quanto tempo, mas demorou e quando passamos em frente à "Casa Grande” ela já não era a mesma. A casa parecia sombria, sem vida, as plantas morrendo e secas, não vimos o peru barulhento e as galinhas, tudo estava calmo, seguindo o silêncio e as sombras frias que a casa fazia, apenas o pé de rosa vermelha e o de laranjeira estavam verdes como se fossem regados todos os dias. Na volta da escola, bem de tardezinha, a 
casa aparentava mais sombria e assustadora, mas sabíamos que era o único caminho e tínhamos que passar. Quando estávamos de frente com a casa ela parecia maior que o normal, como se crescesse, parecia ter vida, a noite parecia chegar mais rápido e as sombras em sua volta ficavam cada vez mais negras. Lucy ficou um pouco para trás, talvez pela pressa causada pelo medo que apareceu de repente, apressamos o passo e a esquecemos, quando demos conta e olhamos para trás, Lucy acenava o braço e com um sorriso falava com alguém que não conseguíamos ver, na verdade não havia ninguém na frente da casa. Nesse momento eu, meu irmão e o colega voltamos rápido, pegamos na mão de Lucy e saímos correndo feito doidos para casa com o coração batendo como se o espaço no peito fosse pouco para acomodá-lo.

Meu colega Juarez se despediu e partiu correndo, ele morava mais longe que nós, minha mãe percebeu alguma coisa e começou a nos perguntar o que tinha acontecido, ficamos por um momento calados e Lucy estava como se nada estivesse acontecido. Com a insistência de minha mãe tivemos que comentar o ocorrido, esta apenas nos informou que o casal de velhinhos tinha morrido, o velhinho morreu numa semana e a velhinha logo em seguida, então a casa estava abandonada há vários dias, os filhos só vieram para o enterro e deixaram a casa só. Esta informação nos preocupou mais ainda, e ficamos a pensar um olhando para outro: "Com quem Lucy falou? Para quem ela acenou? Se não havia ninguém..." Combinamos de falar com o nosso colega o que nossa mãe contou. No caminho para a escola começamos a contar para Juarez que os velhinhos tinham morrido, durante nossa conversa Lucy intercedeu e falou: "Mentira de vocês, eles estão lá cuidando da casa. Eu falei com eles ontem"... O medo tomou conta de nós, não sabíamos o que dizer! Passar na frente daquela casa à tarde já fazia medo... E na volta, como seria?... Já meio escuro, com o canto de agouro dos pássaros noturnos.
Para atender uma encomenda de minha mãe tivemos que nos atrasar. A noite vinha e parecia mais escura, a lua não tinha surgido, as estrelas pareciam mais distantes, além do canto dos pássaros noturnos... O medo começou a tomar conta de nós. Lucy parecia indiferente, mas como era o único caminho, tínhamos que ir. Quando estamos diante da cerca que separa “A Casa Grande” da estrada sentimos um frio percorrer a espinha chegando até a ponta dos dedos, a escuridão era intensa, a casa era sombria... De repente Lucy grita: "Tem alguém lá!" e sai correndo... Quando percebemos, Lucy estava na porta da casa tentando entrar. Havia uma pequena luz dentro da casa, como se fosse a luz de um candeeiro, esta luz começa a percorrer as dependências da casa como se alguém realmente a estivesse conduzindo. Mesmo morrendo de medo fomos buscar Lucy, era nossa obrigação e responsabilidade.

Ao entrar na casa não vimos Lucy e a luz tinha sumido, de um momento para outro a luz da lua começou a entrar pelas janelas de vidros embaçados como também os agouros dos pássaros noturnos... Ouvimos uma voz e fomos em direção dela, quando chegamos parecia uma sala de jantar, Lucy estava sentada na mesa como se estivesse para ser servida, aguardando ansiosa, olhando o prato posto e com talheres na mão, chamei por Lucy e esta com tranqüilidade falou: "Vocês também estão convidados para o jantar, a vovó já vem com a comida"... De repente a porta da cozinha começou a se abrir, com a reação do medo pegamos Lucy e saímos correndo da casa o mais rápido possível, não olhamos para trás e corremos tanto que sentíamos os calcanhares tocando nossas cabeças. Desde então começaram muitas histórias sobre a “A Casa Grande”, luzes que apareciam dentro da casa, a galinha cantando e os pintinhos piando, o barulho do peru, as portas que se abrem e se fecham e muitos andantes que diziam ter feito um farto jantar servido por uma velhinha bondosa e um senhor de olhar frio.

2 de fev de 2011

dormindo e sentir alguém perto (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
Bom, esse tpw de caso aconteceu comigo 1 vez soh, a mto tempo atras. mas n havia sido nessa intensidade. Foi realmente MUITO sinistro. =/

Há alguns dias atrás, estava eu, sozinho em ksa, pela parte da tarde, como é comum acontecer. Eu fui na área dos fundos, pegar um pouco de coca-cola. O tempo estava normal, sem vento nenhum. Poderia dizer até calmo d+.
Qndo eu abri o freezer horizontal, meu cachorro veio me fazer compania. Ele é mto atentado, vive pulando na gente. normal. Ele chegou como sempre, pulando na minha perna. Mas parou de repente, do nd. Achei até legal na hr, q ele havia parado de me encher.
Eu abaixei pra pegar a coca, então eu escutei um barulho de algo arrastando no chão. Fiquei paralisado na hr. Eu fechei o freezer, olhei pra baixo, vi meu cachorro olhando em direção da mesa quietinho, o q não eh o normal dele (ficar quieto).
Virei pra conferir, e vi que a cadeira havia se afastado da mesa uns 3 ou 4 passos! Sem vento nenhum!
Fiquei um tempo parado pra raciocinar, mais tava mto gelado pra isso. Fui
correndo pra dentro de ksa, assistir TV :P
Rapaz, foi FODA esse dia.
Jah tinha visto vultos e talz, mais presenciar uma interferência é mto mais sinistro.

Abraços ae. =) 

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

aconteceu comigo uma vez só, mas foi horrível.
Eu estava dormindo com minha mãe (ela é separada e de vez em quando eu durmo na cama dela do nada) no quarto dela quando eu senti alguém entrando pela porta do quarto.
Eu "acordei", olhei para a porta e tinha uma menina de uns 10 anos parada lá e sorrindo pra mim, mas sorrindo de uma forma muuuuito maligna.
Então eu comecei a berrar mandando ela sair da minha casa, se afastar da minha família, eu dizia que a odiava e eu realmente sentia um ódio profundo pela menina e, ao que pareceu, ela sentia o mesmo por mim.
Ela só me olhava e ria, com aquela cara de quem vai fazer mal de alguma forma. E eu berrava descontroladamente. Cheguei a sentir minha garganta doendo.
Lá pelas tantas ela se aproximou da cama, bem pertinho de mim e disse que jamais iria embora por que era minha filha.
Caaaara... eu dei um berro muito sinistro e acordei berrando.
Minha mãe quase teve um treco pq estava dormindo ao meu lado e de repente eu começo a berrar muito alto. Mas eu não consigo lembrar de ter acordado, sabe??? Ficou aquela dúvida se o que tinha me acontecido era sonho ou não. Eu acredito que sim por que eu berrei muito com a menina e só depois que ela disse ser minha filha é que eu berrei "de verdade".
De qualquer forma, eu passei a ter medo de ter filhos depois dessa...

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

9 de nov de 2010

pra ganhar na loteria

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
INFALIVEL! Pelos poderes de São Cipriano;Que os numero da Mega Sena e etc.. virá agora em sonhos. toda noite para mim. Apostarei e ganharei os numero acumulados. São Cipriano, eu terei esse poder, que o sonho de ganhar na Mega Sena e etc.. torne se real com o seu poder , agora. poderei realizar meu sonho ,comprar minha casa própria , conhecer o mundo ,ajudar a todos que necessitam de minha ajuda. São Cipriano afaste todo o azar toda a inveja, todas as coisas ruins que me impessam de ganhar na Megasena e etc... HOJE e AGORA, tenha a certeza que eu sou à pessoa perfeita para ganhar essa bolada. e ninguem mais além de mim. Que os numeros que serão sorteados não saim mais do meu pensamento todos os momentos.Até a hora que eu ganhar . E ao deitar que tenha sonhos com os numeros e ao acordar que os numeros sejam claros em meu pensamento . São Cipriano, faça isso por mim como nunca fez por outra pessoa e talvez fará dependendo da fé de cada um. . Agradeço por estar trabalhando em meu favor e vou divulgar seu nome, São Cipriano em troca de sonhar com os numeros certeiro da Mega sena e etc...Apostarei e com a fé nessa oração ganharei meus primeiros milhões, ajudarei outras pessoas realizarei meu sonho. conhecerei esse mundo que DEus fez pra mim.desfrutarei da melhor maneira possivel tudo que o dinheiro pode oferecer graças a minha fé nessa oração. Peço isso aos poderes de SÃO CIPRIANO. Amém! Divulgue essa oração que terás uma surpresa....

25 de ago de 2010

Baronesa de branco em busca de vingança

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Erguendo-se com arruinada magestade às margens do Danúbio, a fortaleza bávara de Wolfsegg jamais caiu em mãos inimigas, em uma história que se estende por mais de mil anos. Mas enquanto seuas muros esistiam, a sitios e lutas do lado de fora, abrigavam a violência do lado de dentro, deixando feridas que, diz-se, ecoam ainda na forma fantasmagórica de uma mulher que ali morreu a séculos.
Construida em 1028, a fortaleza pertenceu sucessivamente a vários nobres bávaros encrenqueiros, a maioria deles envolvida nas incessantes disputas dinásticas da região. Uma história renacentista de assassinato triplo rodeia um desses clãs guereiros aristocráticos, Os Laaber de Wolfsegg. A história conta que, no século XIV, um Barão Laaber casou-se com uma mulher adoravel, que foi vitima de um complo nafário. Querendo conquistar a valiosa propriedade, os gananciosos parentes do barão conspiraram para colocar a jovem esposa em situação comprometedora com um homem que não era seu marido. Depois disso, contaram ao barão que sua mulher estava tendo um encontro ilicito. Ele apareceu no castelo e deparou com o que parecia um encontro galante. Matou então a esposa e seu suposto amante, sendo em seguida morto pelos parentes, que alegaram esdtar fazendo justiça. Juntamente com a propriedade feudal, os parentes podem ter herdado também uma maldição, pois há quem diga que a baronesa, vestida com roupas brancas luminosas, ainda caminha pelos salões e escadarias de Wolfsegg. Residentes do castelo afirmam ter visto aparições brilhantes, ouvido passos fantasmagoricos e sentido inexplicáveis correntes de ar frio.
Os céticos dizem que as luminecências de Wolfsegg não pasam de fogo-fátuo, emanações gasosas de uma caverna repleta de morcegos sob o castelo.Outros, porém, acreditam na volta da Dama Branca ao lugar da traição, para limpar seu nome e obter justiça.

29 de jul de 2010

um sonho que eu tive quando menina. (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Olá! Esse é o meu primeiro relato aqui. E vou contar um sonho que eu tive quando menina.
Não lembro que idade eu tinha na época... Acho que era uns 6 ou 7 anos. Meu Pai estava com começo de câncer (ele ainda não sabia). Como ele estava fazendo uns exames, aproveitava pra ir logo pro trabalho. Ele saia bem cedo.
Pois bem, numa noite eu estava dormindo quando tive esse sonho... Nele eu estava passando numa rua e via o meu pai caido no chão, morto. Tinha um homem do lado dele cortando ele em pedaços. Entrei em desespero e saí do lugar onde ele se encontrava. Quando fui pra rua eu vi um prédio laranja, azul e branco, era um prédio de apartamentos, olhei para os dois lados da rua e vi do lado direito um estacionamento enorme e do lado esquerdo dois guarda-volumes, uma entrada de hotel e outro prédio.
Bom, eu acordei desesperada, pois sempre fui muito ligada ao meu pai. Minha mãe se assustou e disse que ele estava na sala. Quando ele me viu ficou abismado, pois eu estava em desespero mesmo.
Contei pra ele o sonho e ele me tranquilizou falando que não iria acontecer nada daquilo, que eu sonhei e que ele não estava tão doente assim. Voltei a dormir, e acordei mais sossegada, mas o sonho não saia da minha cabeça.
Quando foi no ano de 2001, nós nos mudamos aqui para o centro e fomos morar num prédio, nisso eu tinha 9 anos.
Quando eu olhei pra esse prédio tive a impressão de que já tinha visto ele em algum lugar, alias não só o prédio, mas a rua toda.
Meu pai já sabia que estava com câncer e era maligno. Teve uma noite, era uma sexta, que o meu pai passou muito mal. O câncer tinha chegado ao pulmão e ele estava com falta de ar. Minha mãe é Adventista e nesse dia umas amigas dela chegaram na casa onde nós morávamos e começaram a orar pelo meu pai que gritava de dor.
Não aguentando mais ele pediu que chamássemos uma ambulância. Quando meu pai estava entrando na ambulância eu lembrei do sonho e fui até o outro lado da rua, era a mesma visão do sonho. O lugar que eu disse que o meu pai estava no sonho era um bar.
Bom, eu fiquei besta. Não sabia o que pensar, e uma vozinha que sempre está comigo falou para eu me despedir, pois meu pai não iria voltar. Eu só falei pro meu pai que eu amava ele muito e que ele fosse com Deus.
Minha mãe fala que estava com as duas mãos dele no colo, e que não tinha como, mas eu vi ele me dar um tchalzinho com a mão, não vi o rosto, só a palma da mão mesmo.
No dia seguinte o telefone toca e eu sinto um aperto no peito, quando fui atender minha mãe falou que ele não tinha resistido.
Depois disso eu e meu irmão começamos a vê-lo na casa e tivemos que nos mudar, pois meu irmão não aguentava ver ele. Meu irmão é três anos mais novo do que eu, então praticamente nem conheceu o meu pai.
A ultima vez que vi o meu pai foi na casa onde moro hoje. Eu tinha pintado o cabelo e enquanto eu secava o cabelo eu o vi sorrindo pra mim na frente da geladeira, só vi metade do rosto, mas foi o suficiente pra saber que ele sempre vai estar comigo aonde eu for.
Bom, espero que vocês gostem do meu relato. Mais pra frente vou falar de outras coisas que já aconteceram comigo e com conhecidos.
Abraços!

23 de abr de 2010

ALEM DO SEGREDO

visualizar


http://www.youtube.com/watch?v=obstwu2iW8U&feature=related

visualizar


http://www.youtube.com/watch?v=wWLKv9w1ON4&feature=related

visualizar


http://www.youtube.com/watch?v=r0ylBOkSdSM&feature=related

visualizar


http://www.youtube.com/watch?v=hHORnIp24io&feature=related

visualizar


http://www.youtube.com/watch?v=opEwPEqk3xg&feature=related

24 de mar de 2010

ESTRELAS ORACULO DAS ESTRELAS

User-agent: Mediapartners-Google*
Disallow:

faça uma preçe e escolha sua estrela e veja o que tem a lhe dizer 



clique aqui

20 de mar de 2010

Símbolos relacionados ao sexo

User-agent: Mediapartners-Google*
Disallow:
Símbolos que você nem imagina estarem relacionados ao sexo

Montada num cavalo
significa a própria relação sexual. Se o cavalo estiver tranquilo, quer dizer que a sua vida sexual está em ordem. Cavalo espantado é sinônimo de alguma anormalidade na vida íntima.
Estar dentro de um avião
essa imagem significa o pênis ereto. Sonhar com avião também significa a busca pela liberdade física e mental, ainda, que você vai conseguir realizar seus desejos.
Recipientes com buraco
na maioria das vezes, sonhos desse tipo, indicam a sexualidade feminina. Nos sonhos, os objetos circulares representam os órgãos genitais femininos.
Banana madura
sonhos com objetos compridos, como bananas, têm sempre relação com o pênis. A banana madura significa,ainda, felicidade amorosa.
Nariz cortado
esse sonho, quando sonhado por um homem, significa que a pessoa tem muito medo de ser castrada. Nariz é um símbolo de sexualidade, porque os cheiros desempenham um papel importante na vida sexual.
Água fluindo de fontes
representa o desejo de ter relações sexuais. A água também é o símbolo de nossos sentimentos mais profundos. É o símbolo da vida. Limpa e clara significa sucesso e prosperidade. Suja e turva indica dificuldade que precisa ser vencida. Inundando a casa é sinal de mudanças. Beber água significa que você vencerá seus inimigos.
Peixes agitando as águas
é sinal de alegria e saúde. Os peixes são símbolos de procriação e sabedoria. O fato de se multiplicarem rapidamente faz com que eles também tenham um significado sexual. Fora de seu meio, como em sofás ou em camas, eles indicam queda da vitalidade sexual.

17 de nov de 2009

REFLEXÃO --- NELSON MANDELA

User-agent: Mediapartners-Google*
Disallow:

REFLEXÃO --- NELSON MANDELA

Eis um texto que me tocou profundamente e tem tudo a ver com o lema "Sede a luz e o sal da Terra...":
.
Nosso medo mais profundo não é o de sermos inadequados.

Nosso medo mais profundo é o de sermos poderosos além da medida.

É nossa luz, não nossa escuridão, que mais assusta.

Nós nos perguntamos: quem sou eu para ser brilhante, atraente, talentoso, fabuloso?

Na verdade, quem é você para não ser?

Você é uma criança do Espírito.

Você, pretendendo ser pequeno, não serve ao mundo.

Não tem nada de iluminado no ato de se encolher, pois os outros se sentirão inseguros ao seu redor.

Nascemos para manifestar a glória do Espírito que está dentro de nós.

E a medida que deixamos nossa luz brilhar, damos permissão para os outros fazerem o mesmo.

À medida que libertamos nosso medo, nossa presença libera outros.

Autor: Nelson Mandela

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs