pesquisa magos da luz

Pesquisa personalizada
-------------------
Mostrando postagens com marcador ferramenta para desvendar sua vida passada. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ferramenta para desvendar sua vida passada. Mostrar todas as postagens

15 de mai de 2017

Sonhar com a própria morte


Sonhar com a própria morte

Significado sonhar com A própria morte .
Sonhar com a própria morte simboliza mudanças, transformações, descobertas e desenvolvimento positivo que estão ocorrendo dentro de você ou em sua vida. Embora o sonho com a própria morte possa provocar sentimentos de medo e ansiedade não é nenhuma causa para alarme e é considerado freqüentemente um símbolo positivo.
Sonhar com sua própria morte é sinal de que grandes mudanças estão à sua frente. Você está passando um recomeço e deixando para trás o passado. Estas mudanças serão para melhor.
Este sonho também simboliza a morte de velhos hábitos. Morte, pode não significar uma morte física, mas um fim de ciclo ou período.
Este sonho também ocorre quando você está muito preocupado com alguém acometido por doença grave ou terminal.
Ver alguém morrendo em seu sonho significa que seus sentimentos em relação a ela estão mortos ou que uma perda significante está acontecendo em sua relação com aquela pessoa.
-->

Sonhar com pessoas

Resultado de imagem para Sonhar com pessoas
Sonhar com pessoas - sejam estas conhecidas, desconhecidas, vivas, mortas ou famosas - é algo comum e frequente em quase todos os sonhos. Assim como cada componente do sonho (cenário, objeto, animal, ação) retrata o sonhador, não é diferente sobre quem sonhamos.

Velhinha Simpática (RELATO)

Velhinha Simpática

8837690_qpmuR_thumb[3]Olá, foi no ano de 1976, eu trabalhava num consultório. E na casa ao lado, por sinal, muito antiga, a velhinha logo veio conversar comigo, fazer amizade. Engraçado que ela vinha sempre na hora do almoco quando eu estava sozinha. Eu achava normal pois se o doutor estava lá, eu, claro, estava trabalhando. No começo a gente só conversava, mas não demorou e ela me levou para sua casa, almocei lá várias vezes. A única coisa que eu achava estranho era que tudo na casa era muito antigo, desde louças, copos, talheres.... Tenho minhas avós, mas donas de casa cotumam ter coisas mais modernas.
Enfim, acabei achando normal também, com tempo fui comentando da minha amizade com o dentista e quando ele soube que era na casa ao lado tomou um susto, pois a senhora que morava lá tinha morrido há uns 20 anos. Eu entrei em parafuso, corri atrás e descobri com vizinhos, os donos do local. Consegui junto com eles entrar na casa e era exatamente como eu via quando estava com ela, e pela foto era mesmo a dona Clercy que vinha me ver no horário do almoço...
Quando descobri tudo, ela não veio mais... Engraçado que da última vez que almoçamos juntas, na hora de ir embora, ela me disse adeus, e não, tchau como sempre dizia. E curioso que tinha uma banca de revista em frente o consultório e a dona disse que nunca me viu sair no horário do almoco....
Enfim essa é minha história.
por: Suzi
-->

24 de set de 2016

sorriso da caveira (RELATO)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Em alguns casos, não importa a idade em que a pessoa esteja, um fato pode marcar profundamente sua vida, principalmente sendo algo "Além da Imaginação"!

====================================================================================


Bem, é o seguinte.....quando eu tinha tinha 4 anos, em 1982, eu morava com minha avó materna, meus tios (irmãos da minha mãe).
Nesta época a minha mãe estava separando do meu pai e mesmo assim os dois eram funcionários públicos, então como minha mãe e avó eram praticamente vizinhas, minha mãe ao ir trabalhar me deixava com ela, e assim acabei por ficar de vez na casa da minha avó, mas todas as noites após o trabalho minha mãe ia jantar lá e me ver.

Por estar se separando do meu pai, a minha mãe começou a beber muito aos finais de semana e em várias ocasiões eu vi ela bêbada.
Nós morávamos em um sobrado de 3 quartos, em uma atravessa da Av. Morumbi, no Brooklin, em SP, próximo ao Shopping Morumbi.
Eu era uma criança alegre, adorava brincar com as crianças da vizinhança e com minhas bonecas.
Era muito paparicada, afinal era a primeira filha e neta.
Só que as vezes eu tinha dificuldade de dormir a noite e minha avó me dava chá de erva cidreira.

No sobrado cada tio meu dormia num quarto e eu e minha querida avó dormíamos no quarto da frente.
Na maioria das vezes minha avó dormia primeiro que eu, pois eu a escutava roncar e eu ficava virando de um lado pro outro até pegar no sono.
Na cama comigo tinha uma boneca amiguinha, daquelas grandonas da Estrela e um urso de pelúcia.
O quarto nunca ficava totalmente escuro, tinha um abajur, ou seja, ficava uma penumbra.
Um determinado dia eu rolando de um lado pro outro tentando dormir, eu estava com a cara pra parede, quando fui virar pro outro lado, apesar de criança, eu não quis acreditar no que estava vendo.......

Em frente à minha cama tinha uma pessoa muito magra, alta, com uma capa preta e o cabelo dele me chamou muito atenção, era um corte Chanel, daqueles da década de 20 e 30 e ruivo, totalmente ruivo.
O cabelo era hiper liso e tinha uma franjinha, ele apareceu sorrindo pra mim, e o rosto dele era quase de uma caveira, mas ainda tinha traços humanos, mas era cadavérico.
Na hora eu queria berrar, imagine até um adulto se assustaria, imagine uma criança de 4 anos, só que eu berrava e a voz não saia, era como se eu tivesse ficado muda, queria me mexer, mas estava paralisada !!!!!!!!!!!!

ELE conseguiu falar comigo, mas não pela boca, é como se o pensamento dele estivesse entrado na minha cabeça.
Ele disse que eu era uma criança bobona e medrosa, mas que ele jamais faria nenhum mal pra mim, e que eu me lembraria dele até o meu último minuto de vida nessa Terra.
EU pus o urso de pelúcia na cara pra me esconder dele, mas a imagem dele passava pelo urso e não sumia.
De repente ele esfumaçou e sumiu, ai eu levantei da cama, com as pernas bambas, acendi a luz e corri aos berros pra cama da minha avó.
A gritaria foi tanta que meus tios acordaram e invadiram o nosso quarto achando que fosse um ladrão.

Tremendo, contei para minha avó que tinha uma caveira de capa preta do quarto e de cabelos vermelhos, eu chorava, soluçava, fui a cozinha com minha avó e ela me deu chá de erva cidreira.
QUERO DEIXAR CLARO, MINHA AVÓ PEGOU UM TERÇO E FOI NESSE DIA, AOS 4 ANOS QUE APRENDI A ORAÇÃO DO PAI NOSSO E AVE MARIA, e de lá pra cá, eu toda vez que ia dormir, rezava com minha avó.
Minha avó era super amiga da vizinha que morava no sobrado ao lado.
As duas adoravam comidas e cozinhas e sempre estavam trocando receitas.

No dia seguinte, minha avó saiu no portão pra levar o lixo e essa vizinha veio perguntar o que tinha acontecido de madrugada, pois o sobrado era um encostado no outro e ela ouviu meus berros.
Minha avó me chamou e disse pra eu contar pra tia Constância (esse era o nome da vizinha e amiga da minha avó) o que eu tinha visto, e eu contei tudo pra ela, e fui brincar.
A dona Constância disse o seguinte pra minha avó: Benedita, essa menina tem mediunidade e já está se manifestando muito cedo, e quando ela estiver maior ela vai precisar desenvolver esse dom.

Minha avó perguntou o que eu poderia ter visto, e como a dona Constância frequentava um centro de Umbanda, ela disse pra minha avó que eu tinha visto uma entidade de esquerda, ou seja, EXU CAVEIRA, e que provavelmente quando adulta eu seria médium e teria q desenvolver na Umbanda.
Minha avó não gostou muito, ela não gostava dessas coisas e era muito católica.
Ela contou pra minha mãe que achou que fosse um pesadelo que eu tinha tido, mas eu passei a escutar vozes e ver vultos.
Minha mãe então contou para meu avô, e ELE era Espírita Kardecista, dava passes na Federação Espírita e já tinha ido a Uberaba conhecer Chico Xavier.

Na hora meu avô me levou na Federação e passei a frequentar lá, sendo que depois de adulta fiz alguns cursos.
A minha mãe que achou que fosse pesadelo meu, passou a acreditar que eu realmente vi aquilo, porque ela disse que se fosse um simples pesadelo eu não ia ter isso na memória e contar os detalhes, depois de adulta.
Minha mãe teve mais duas filhas e minhas irmãs quando tinham 9 e 10 anos pediam para que eu contasse o que eu tinha visto.
Aí sim minha mãe acreditou em mim.

Hoje é meu aniversário e estou fazendo 38 anos..............jamais esquecerei disso.
Hoje não frequento mais a Federação, respeito todas as religiões, mas hoje sou membro da Igreja Universal do Reino de Deus.
Gostaria muito que fosse publicada minha história nos relatos do site além da imaginação. Agradeço desde já e Parabéns pelo site de vocês.
 
-->

11 de mar de 2013

A vingança de Nossa Senhora (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui -->

A vingança de Nossa Senhora

Em um sítio no interior do estado de São Paulo, exatamente no município de Olímpia, aconteceu algo que poucos puderam explicar.... Era na parte da tarde, aproximadamente três horas, quando um mascate( Vendedor ambulante ) passou pela cede da fazenda, e pediu ao dono se podia oferecer seus produtos na colônia; o dono da fazenda permitiu que o mascate entrasse na colônia. O mascate consegui vender em uma das casas a imagem de Nossa Senhora; o filho do proprietário da casa foi avisar seu pai que estava na roça, que sua mãe havia comprado uma imagem. Quando o pai do garoto, ficou sabendo do acontecido, começo a xingar a santa, porque sua mulher havia gastado dinheiro com ela. No final da tarde, o pai do garoto retornou para casa, e começo a discutir com sua mulher, pelo fato dela ter gastado dinheiro com uma imagem de santa. Horas mais tarde, aproximadamente vinte e uma horas, o dono da fazenda foi chamado, pois os moradores da casa onde a santa estava, com exceção do garoto, ficaram totalmente loucos.

Este fato está documentado na antiga Santa Casa de Misericórdia de Ribeirão Preto, ocorrido aproximadamente no ano de 1965. Caso vocês precisem de testemunhas, eu tenho uma testemunha ocular deste fato.

O sítio mencionado acima, pertencia a família Meneghelli.


Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.

parece que ela nunca existiu.(relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui -->
Quando em minha adolescência, eu era uma garota que não possuía muitos amigos.
Era meu jeito. Eu não gostava muito de sair, e ficava mais em casa lendo, assistindo filmes e estudando.
Muitos achavam estranho minha atitude, mas eu não fazia por mal, eu gostava de ser assim.
Tudo começou quando certo dia na escola no horário do intervalo uma garota se aproximou de mim e começou a puxar conversa.
Ela era muito simpática e se mostrou muito amiga. Ela disse que se chamava Luiza.
Conversando, descobri que tínhamos muitas coisas em comum. Ela dizia que também não gostava muito de sair,e ficava mais em casa fazendo atividades, como ler livros e assistir filmes.
Devido à isso, e também à assuntos em comum, ficamos amigas, e começamos a nos encontrar na escola e conversar quando possível.
Apesar de construirmos uma bela amizade, ela se esquivava em me dizer onde morava. Sempre mudava de assunto.
Dizia apenas que morava perto de uma Igreja em outro bairro.
Talvez pela idade que eu tinha na época, não ligava muito para as coisas, e nem liguei em descobrir os detalhes de onde ela morava.

Uma coisa que eu notava, é que a Luiza só conversava comigo.
Nunca a vi conversando com outras pessoas na escola, mas como eu também era um tanto retraída, não dei muita importância para esse comportamento dela.

O tempo foi passando, e chegaram as férias.
No último dia de aula nós nos despedimos, e nesse momento senti uma tristeza muito grande nela.
Eu disse à ela que eu iria viajar, mas no retorno das férias nós nos veríamos novamente e então teríamos muito o que conversar.
Então ela apenas me olhou com um olhar de despedida e foi embora de cabeça baixa.

Eu fiquei muito triste com aquela cena. Não entendi muito bem o porque que ela se comportou daquela forma.
Fiquei até alguns dias com aquela imagem triste da minha amiga.
Naquele tempo nem todas as pessoas possuiam telefone, e os celulares nem existiam no Brasil, motivo pelo qual era mais difícil as pessoas se comunicarem, então não conversei mais com minha amiga especial durante as férias.

Alguns dias após o início das férias, viajei com meus pais, sendo que fomos passar algum tempo no sítio do meu avô no interior.
Lá era um lugar muito lindo e gostoso, o que fez com que o tempo passasse rápido.
Quando menos percebi as férias já estavam acabando.
Retornamos então para casa, onde passei o restante das férias, como sempre, lendo e assistindo alguns filmes.
Passaram-se alguns dias, e finalmente chegou o dia do reinício das aulas. E eu não via hora de rever minha grande amiga.
Quando cheguei na escola, procurei por ela, mas não à vi na entrada. Chegando o intervalo, também não à vi.
Então pensei que, como nem todos voltam no primeiro dia de aula, ela poderia também ter faltado.
Mas eu também não a encontrei no segundo dia de aula, e nem no terceiro.
Fiquei então preocupada e fui pesquisar nas salas de aula próximas. Mas não à encontrei.
Perguntei para os outros alunos sobre minha amiga, e perguntei se alguém à tinha visto, mas todos disseram que não conheciam ninguém com aquela descrição.
Eu fiquei preocupada e assustada ao mesmo tempo. Então recorri à secretaria da escola e perguntei sobre ela.
Na secretaria me perguntaram como era minha amiga.
E eu a descrevi com detalhes: "cabelos castanhos, olhos castanhos, pele branca, etc...."
E perguntaram seu nome, e eu disse que ela se chamava Luiza.
As pessoas da secretaria perguntaram se eu tinha certeza sobre o nome e descrição da minha amiga, e eu disse que sim.
Então eles me disseram que a única Luiza que estudava na escola, era uma garota da 5ª série.
Eu disse que não podia ser, pois a minha amiga disse que estudava na 7ª séria.
Fui então até a 5ª série e verifiquei eu mesma que a Luiza de lá não era minha amiga.
Procurei, pesquisei, perguntei, mas ninguém conhecia Luiza, minha amiga.
Eu fiquei confusa, em pânico e assustada, pois tudo indicava que a minha amiga Luiza nunca esteve na minha escola.
Eu nunca mais vi, encontrei ou tive notícias da minha amiga, e até hoje fico imaginando o que aconteceu, pois parece que ela nunca existiu.
Eu evito comentar isso com muitas pessoas, pois nem todos acreditam, mas foi real e aconteceu comigo.
O que será que foi aquilo? De onde veio minha amiga Luiza e para onde ela foi?
Hoje, com mais conhecimento e consciência, eu fico imaginando:
Será que a minha amiga veio de outra dimensão ou de outra época, e quando nos separamos nas férias ela voltou para o seu lugar de origem?
Acredito que nunca saberei a resposta.
Só sei que foi algo que me marcou profundamente, fazendo com que esse fato fosse uma experiência sobrenatural em minha vida, tendo sonhos com isso até hoje. Foi algo, conforme o site diz: "Além da Imaginação"!

13 de set de 2011

prece para o Momento Antes de Dormir

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

prece para o Momento Antes de Dormir

"Minha alma vai encontrar-se por um instante com os outros Espíritos.
Que venham os Bons ajudar-me com os seus conselhos.
Meu Anjo Guardião, fazei que ao acordar eu possa conservar
uma impressão durável e benéfica desse encontro!
Que meus mentores me guiem!
Amém."

9 de ago de 2011

Países que mais acreditam em Deus.

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Países que mais acreditam em Deus.

Uma sondagem realizada pela empresa Ipsos da Reuters News, com mais de 18 mil pessoas em 23 países concluiu que metade (51%) dos cidadãos globais definitivamente acreditam em uma “entidade divina“.
Também estabeleceu os países que em menor porcentagem de seus habitantes declaram crer em alguma divindade.

Confira como ficou o ranking:


Países que declararam que acreditam em um Ser Supremo:

Indonésia: 93%
Turquia: 91%
Brasil: 84%
África do Sul: 83%
México: 78%
Estados Unidos: 70%
Argentina: 62%
Índia: 56%
Rússia: 56%
Polônia: 51%

Países que declararam que não acreditam em Deus / Ser Supremo

França: 39%
Suécia: 37%
Bélgica: 36%
Grã-Bretanha: 34%
Japão: 33%
Alemanha: 31%
Espanha: 28%
Austrália: 26%
China: 26%
Hungria: 26%
Fonte: Ipsos


E você acredita?

FONTE: http://lista10.org/miscelanea/os-10-paises-que-mais-e-menos-acreditam-em-deus/
Uma sondagem realizada pela empresa Ipsos da Reuters News, com mais de 18 mil pessoas em 23 países concluiu que metade (51%) dos cidadãos globais definitivamente acreditam em uma “entidade divina“.
Também estabeleceu os países que em menor porcentagem de seus habitantes declaram crer em alguma divindade.

Confira como ficou o ranking:


Países que declararam que acreditam em um Ser Supremo:

Indonésia: 93%
Turquia: 91%
Brasil: 84%
África do Sul: 83%
México: 78%
Estados Unidos: 70%
Argentina: 62%
Índia: 56%
Rússia: 56%
Polônia: 51%

Países que declararam que não acreditam em Deus / Ser Supremo

França: 39%
Suécia: 37%
Bélgica: 36%
Grã-Bretanha: 34%
Japão: 33%
Alemanha: 31%
Espanha: 28%
Austrália: 26%
China: 26%
Hungria: 26%
Fonte: Ipsos


E você acredita?


4 de dez de 2010

corpo fechado contra faca, veneno de cobra, feitiço, encosto, mau-olhado, arma de fogo.

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

;Imunizar-se contra acidentes, perigos, moléstias ou sortilégios. O mesmo que sarar. O povo quer ter o corpo fechado para não entrar nenhum mal: faca, veneno de cobra, feitiço, encosto, mau-olhado, arma de fogo.
Alguns meios para fechar o corpo: simpatias, Santo Antônio Pequenino enterrado no corpo, oração forte.
Nos passes e nas orações para fechar o corpo detectamos os sofrimentos e a insegurança que cercam o pobre.
Existem orações escritas em forma de cruz para fechar o corpo contra balas, facas, correntes e outros maus elementos. Por ex.: Deus te salve, Cruz preciosa por ti salve quem por ti remiu. Diz a cruz de N.S. Jesus Cristo que F. tornou-se mais feliz e sem perseguição. Eu creio porque nela está a verdade, nela está o poder, nela está a fé a esperança, nela está a salvação, nela está a vida, nela está a caridade. 5 P.N., 5 A.M., G.P.. oferecidos pela sagrada paixão e morte de N.S. J.Cristo. Amém.[1] Os 5 P.N. e A.M. se explicam pelas cinco chagas de Jesus Crucificado. Em Rui Barbosa (BA), achamos este outra prece: Em Roma foi nascido/ com leite de Nossa Senhora foi lavado/ Com a chave de Nosso Senhor Jesus Cristo/ o meu corpo está fechado.// Entre as muitas orações para fechar o corpo, estão as de São Jorge, São Silvestre, São Bartolomeu, a oração do Justo Juiz, as da cruz de São Bento, da pedra cristalina e a oração do padre Cícero, o Breve de Roma e a Força do credo. Freqüente também é a oração de Sta. Catarina: Santa Catarina milagrosa, se tiver alguma coisa atada dentro de minha casa ou do meu corpo, sairá em nome de Santa Catarina; se eu tiver inimigo não me enxergarão; não serei ferido com armas de fogo, nem com faca; não serei preso, em nome de Deus e de Santa Catarina; de hoje em diante entra a luz Divina dentro da minha casa, em nome de Deus e a Nossa Senhora Santa Catarina; não serei mordido de cobras, nem de aranhas, em nome de Santa Catarina; de hoje em diante que se abram os meus negócios, em nome de Santa Catarina. Em nome de Deus e de Santa Catarina não me botarão inveja, olho gordo e mal olhado.(MG)  E outra de Nossa Senhora de Fátima: Que a Nossa Senhora de Fátima me cubra com o seu manto protetor e que a corte dos anjos do céu me proteja e amparem, que eu seja feliz de hoje em diante e que a luz Divina penetre no meu lar, em nome da puríssima e milagrosa Nossa Senhora de Fátima; que não entre doenças no meu corpo, em nome de Nossa Senhora de Fátima e do Poderoso Pae Celestial. (MG) Várias destas rezas para a defesa do corpo usam o simbolismo da chave do sacrário. Outra oração encontrada num patuá diz: As três pessoas distintas/ da Santíssima Trindade/ rodeia este corpo/ que peço por caridade.// Com a chave do sagrado/ que feche todo meu corpo/ para livrar-me do inimigo/ que posso encontrar de tôpo.// Pois quando o azar vier/ contai no meu coração/ guardai-me dentro da estrela/ do signo de Salomão.// Olhai-me quando eu estiver dormindo/ e quando estiver acordado/ que pelos Dez Mandamentos/ meu corpo estará fechado.// Se algum dia eu for chamado/ em sessão pra me fazer mal/ encontrarão em mim firmeza/ só feita de dura pedra de cal.// Deus adiante e paz na guia/ o anjo da guarda ao lado/ as três pessoas distintas/ que traz meu corpo fechado.// 
Dificilmente o povo revela sua oração contra os inimigos ou a reza para fechar o corpo. Temem que perca o encanto. Para não abrir o corpo, não se deve comer tapioca, sentar em pedra de amolar ou no pilão, nem atravessar riacho, passar por baixo de uma cerca sem tirar o chapéu, beber água de bruços ou atravessar uma encruzilhada.
No folheto “Pavoroso Desastre de Trem no Dia 31 de outubro de 1949 – 7 Mortos e 9 feridos”, o poeta popular Moisés Matias de Moura dá uns conselhos aos maquinistas de trem: Aconselho os maquinistas/ que tenha muito cuidado/ Quando passar na Moitinga/ não passa muito apressado/ sempre se lembra da hora/ que este trem foi virado.// Mas não precisa ficarem/ divido isto medroso/ rezem e se encomenda a Deus/ que serão vitorioso/ não esmoreçam com isto/ Nosso Deus é poderoso.// Na hora que for deitar-se/ faça seu pelo sinal/ reze uma salve-rainha/ ao Pai celestial/ que feichará o seu corpo/ e estar (estará) livre do mal.// E quando se levantarem/ se benzem neste momento/ e faça sua viagem/ com Deus no pensamento/ que não aconteça nada/ Deus nos dar (dará) o livramento.// Se todos amassem a Deus/ com inteira devoção/ nunca havia em seu negócio/ nenhuma contradição/ Na terra ganhava a vida/ e na morte a salvação.//
Segundo Luís da Câmara Cascudo, também o catimbó conhece rituais para fechar o corpo contra “balas quentes, facas frias, águas mortas e vivas, fogo, dentada peçonhenta, praga e malefício”.[2]
[1] ORTÊNCIO, Bariani. Dicionário do Brasil Central. São Paulo, Ed. Ática, 1983. p.309.
[2] Apud: MAIOR, Mário Souto. Orações que o Povo reza. São Paulo, IBRASA, 1998. p.61.


9 de nov de 2010

A Cura e os Curadores.

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
]
A Saúde, A Doença , A Cura e os Curadores.
( Folhas de Outono )

Dedicado a todos os que se preocupam em ajudar pessoas doentes
Antes de qualquer coisa é preciso gerar um grau de clareza e objetividade, para que o entendimento seja acessível a qualquer pessoa que queira se aplicar em saber um pouco além do que as situações atuais normalmente permitem. Somos todos semelhantes no Físico, todos temos uma Mente como instrumento que permite que a Inteligência enfoque pontos de referência (idéias) no cérebro, mas primordialmente somos uma Consciência que pode ser atuante em qualquer idade.

Quando o organismo como um todo apresenta um estado de equilíbrio em suas reações químicas e em seus níveis de energia, experimentamos uma sensação agradável que corresponde a perfeita harmonia no funcionamento dos conjuntos de órgãos como Sistemas e Aparelhos. Temos então uma condição que poderíamos denominar de uma experiência de saúde.
A DOENÇA
Se tomamos consciência de situações que provocam emoções conflitantes e que resultam em sensações desagradáveis de desconforto, como tristeza, amargura, medo, incerteza, insegurança e que gerem estados de tensão na consciência, experimentamos um desequilíbrio energético que pode ou não evoluir para uma sensação ou sintoma desagradável como uma dor de cabeça, uma gastrite, uma colite, e essa é uma experiência não saudável.

O importante é perceber que se a nossa consciência não passa por tensões e se permanece em um estado de equilíbrio que podemos denominar de um estado de paz, seja superficial ou mais profunda, não há desequilíbrio energético nem desequilíbrio nas reações químicas e a experiência de saúde permanece. Inversamente, se tensões na consciência mantém o desequilíbrio, mantém-se os sintomas e estes evoluem para uma doença declarada. Experimentamos então um estado de doença.
A CURA
Denominamos "Cura" ao processo que se estabelece na intenção de fazer voltar o estado de equilíbrio energético, equilíbrio das reações químicas internas (homeostasia) e ao bom funcionamento de todos os órgãos. É também o nome que damos ao resultado final quando o processo é bem sucedido.

A "cura" pode ser expontânea, quando o organismo reage à condições adversas, ou quando há mudança de posicionamento de consciência e de atitudes por conta própria. A cura expontânea pode ser total ou parcial. Total se a mudança interna foi radical ; parcial se há uma volta as condições de tensão e desequilíbrio anteriores.

Quando a pessoa não consegue voltar ao estado de equilíbrio sozinha e necessita de ajuda, poderá entrar em cena alguém que participa do Processo de Cura com a intenção de ajudar a pessoa doente a voltar a experimentar um estado de saúde. Essa pessoa que ajuda pode ser denominado de "Curador", mas ninguém cura ninguém, apenas ajuda ao que o outro se cure.
A pessoa é um ser integrado por um físico e por uma consciência que manifesta maior ou menor grau de percepção e de inteligência. A pessoa se relaciona com o meio ambiente, tendo percepções de modo objetivo e de modo subjetivo. Diante de um tipo de percepção a pessoa pode ter uma reação que poderá ficar apenas no nível subjetivo, ou ainda se expressa-la de modo objetivo. Quando o adulto é amadurecido e controlado, tem a oportunidade de escolher o tipo de reação. Quanto mais infantil, mais rápida é a reação manifesta por uma explosão em palavras, em gestos e em atitudes.

A criança aprende a agir e a reagir na medida que adquire a noção de espaço. Aprende a sentir na medida que interage com as pessoas de seu ambiente. Aprende a pensar de modo dedutivo e depois indutivamente desenvolvendo o raciocínio que deve ser lógico a partir dos sete anos. Acreditamos que o adulto normal, tendo desenvolvido essas etapas, possa desenvolver a noção de tempo e de causalidade, reagindo às condições do ambiente e escolhendo como agir, como sentir e o que pensar. Estamos sempre escolhendo e fazendo opções. Se agimos ou reagimos de maneira adequada há equilíbrio. Se fazemos opções que gerem tensões, quando se toma consciência dos resultados, a tensão na consciência provoca um desequilíbrio energético e este abala a integridade do físico, surgindo um sintoma. O estado natural é o equilíbrio.

A saúde é conseqüência do equilíbrio e a cura é voltar ao mesmo equilíbrio com integridade física. Levando em conta que uma pessoa é um ser integrado por um físico, e por uma consciência que manifesta maior ou menor inteligência, e que um estado de consciência pode influir energeticamente nas reações químicas que determinam o estado físico, podemos considerar que haja um grande número de motivos e de tipos de tensões de ordem física, emocional, intelectual e espiritual, e em função disso a possibilidade de que haja mais do que um tipo de curador.
OS CURADORES
Há curadores que equilibram a energia no nível do físico. Há curadores que equilibram a energia no nível das emoções. Há curadores que interferem no nível da consciência. Há curadores que interferem no nível mental.
Alguns usam substâncias químicas que agem nas reações do físico, obedecendo a Leis relativamente estabelecidas pela pesquisa. Há curadores que usam substâncias químicas de ervas, usando conhecimentos empíricos. Há curadores que usam as palavras para interferir nos processos da consciência, como na psicologia e na sugestologia. Nos xamãs e nos conselheiros espirituais e religiosos, além das palavras pode haver algum tipo de impressionismo com relação aos sentidos e às emoções. Há curadores que interferem diretamente, sem palavras, mente a mente, de consciência para consciência.

Jesus , por exemplo, demonstrou que era um curador por excelência, e de certa maneira manifestou taxativamente que todos são curadores, manifestos ou em potencial, quando afirmou : "se vós fizerdes as coisas que digo que façam, coisas maiores do que esta que eu faço, vós fareis." Pelas medidas de Jesus todas as pessoas nascem com essa habilidade, supostamente porque trariam em si o "Sopro Divino", ou, o Pai em nós.("O Pai em mim opera as Obras" J.C.).

Ao que parece, é uma questão de ter algum tipo de atitude de início e depois possuir um sistema, ou "ferramentas" que viabilizem o processo. Para seguir as atitudes de Jesus, é preciso ter um bom senso de ética e um desenvolvido e desinteressado amor ao próximo. As evidências mostram que é possível ter outros tipos de atitudes dentro de uma ética religiosa ou filosófica, uma vez que o "Sopro Divino" se existe, existe desde "Adão" como princípio de formação da humanidade e há curadores em todas as culturas e em todas as religiões e mesmo entre ateus.

Além da atitude ética, é preciso ter um tipo de procedimento que funcione como ferramenta. O procedimento e as ferramentas podem ser intuitivos ou ainda aprendidos, mas a base está em que se alguém desenvolveu intuitivamente ou aprendeu um tipo de procedimento que funcionou, que esse alguém permaneça fiel a sí mesmo, mesmo que isto o faça diferente dos demais que de alguma maneira se achem entendidos no assunto. Observamos que os curadores que usam procedimentos "mágicos", ensinam seus filhos desde a idade de 4 anos, fixando assim no subconsciente dos mesmos algum tipo de ferramenta psíquica.
Com base nessas idéias que tem origem em fatos de observação e na experiência, é possível acreditar que todos são curadores latentes quando já não estão atualizados.

Na medicina oficial e tradicional, os curadores devem aprender anatomia, histologia, citologia, fisiologia, farmacologia, bioquímica, práticas médicas etc. etc. como informação e depois fazer residência médica para desenvolver a formação como curador. Na primeira fase armazenam informações objetivas e na segunda fase associam o lado objetivo com o lado subjetivo da percepção no diagnóstico e no prognóstico. Quando conseguem se completar tratam dos sintomas e dos 10% das doenças que se tornaram orgânicas, passíveis de observação objetiva. Da observação dos resultados, sabemos que os medicamentos ajudam, mas nem sempre curam.

Nos demais casos em que as doenças são de fundo subjetivo (90%), o sucesso depende do grau de maestria do curador, do tipo de "ferramentas" disponíveis, do grau de receptividade do paciente que precisa de uma mudança na consciência e nas atitudes, bem como depende da interação entre paciente e curador. Talvez por essa razão nem na medicina oficial nem fora da mesma o processo de cura pode ser garantido. Muitas vezes o afeto maternal de uma enfermeira é mais efetivo do que o procedimento médico.

Saindo do aspecto físico e orgânico de constatação objetiva, há toda uma gama de níveis de distúrbios energéticos, seja em nível físico ou seja emocional, mental ou ainda espiritual, daí as inúmeras categorias de curadores oficiais tradicionais e extra oficiais, alternativos legalizados ou ilegais, cada qual tentando um tipo de abordagem.

Os primeiros curadores "oficiais" antes da Renascença foram os religiosos, desde os ecléticos sacerdotes egípcios até os padres e freiras milagreiros, que tomaram para si o direito da "cura divina" no ocidente, isto antes que a medicina tradicional e oficial se desenvolvesse como ciência. Muitos curadores que estavam "fora" da Igreja, embora no mesmo nível de atitude e com as mesmas ferramentas dos religiosos, foram queimados pela "santa inquisição" como bruxos. Ainda hoje em dia há curadores que trabalham com energia vinda de Deus e se apresentam como canais para que Deus "possa" operar nesse trabalho. Muitos acreditam que sendo o corpo um veículo da energia divina ou cósmica, deve ser mantido puro, enquanto que há outros que acreditam mais em um envolvimento pessoal com o amor ao próximo, sentindo que é deles que flui uma energia curadora, independentemente de serem puros ou não, podendo muitas vezes se dar o caso de não acreditarem em Deus.

O importante é que em todos os casos a cura poderá ocorrer, desde que haja receptividade do paciente ("a tua fé te curou,..." "a tua fé te salvou" de J.C.)........A segunda coisa importante é que o que uma pessoa pode fazer, todos tem o potencial de fazer. Não existe doença que não tenha sido curada em algum lugar, espontaneamente ou com a ajuda de alguém. Nenhum método ou procedimento é o único ou o melhor.
Na medida em que percebemos que tudo começa na consciência, e assumimos a responsabilidade por tudo o que acontece em nossa vida, quando podemos escolher e temos opções, somos também responsáveis pelo que se estabeleça em nossa consciência no sentido de criar a nossa realidade. É a auto consciência, seja ela adquirida através da filosofia ou do caminho religioso.

Alberto Barbosa Pinto Dias
Atibaia, 31 de Agosto de 01
Fone 0xx 11 4415-1613



Enviado pelo leitor e Prof. Alberto Dias
e-mail: diasmind@uol.com.br

4 de out de 2010

História la morsa

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
Johnny Baima sofreu abuso sexual quando criança. E
entrou na idade adulta e decidiu se tornar uma drag queen
renomeado Sandy Crisp, com quem ganhou
popularidade na subcultura gay e transexual.

Depois de sofrer de poliomielite, recebeu um tratamento descuidado e irresponsável dos médicos que implantou uma barra de aço que se estende do topo para a base da sua coluna para reforçá-lo, afetando a sua postura e parado crescimento.
http://es.wikipedia.org/wiki/Johnnie_Baima
Em meados de 2007 começou a crescer um fenômeno da Internet , vídeo onde ele aparece dançando com um guarda-chuva na mão. O vídeo foi intitulado "Obdeça la morsa", uma resposta ao vídeo disse que era um trote na montagem de vídeo, que indicou que ele continha mensagens subliminares e uma organização satânica chamada travestis ou transexuais chamado La Morsa . No entanto, nenhuma evidência de tais alegações. Muitos acreditam que foi uma tentativa de alarmar o público ou para ser deixada para espalhar o vídeo.
.
Pra quem ainda não viu o video:http://www.youtube.com/watch?v=wW6YrdVzyEQ

16 de jul de 2010

A AMANTE (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta
piresvale@gmail.com os  relatos serão divulgado aqui

"Uma alma atormentada pode clamar por justiça, mesmo estando já em outra dimensão!"

A família da minha mãe tem como país de origiem, a Inglaterra, e tem uma história bem interessante de um dos nossos familiares antepassados, uma empregada de um certo Lorde Breckly.

A história começa em 1856. Lorde Breckly era muito rico e tinha muitas posses, incluindo uma casa em Londres, onde ele ficava a maior parte do tempo. Lorde Breckly tinha um temperamento muito difícil e se dizia que ele tratava todo mundo da pior maneira possível, desde empregados até parentes e até outros Lordes e Leides que iam para visitar casa. E isso incluía a sua amante também.
A sua amante era uma linda garota de descendência escocesa, muito mais nova do que o seu filho mais novo. Segundo os rumores ela era a filha bastarda de um nobre com uma garota escocesa. O nome dela era Ailee.

Ailee era a amante de Lorde Breckly já fazia 6 anos. Em uma noite todos na casa ouviram um grito desesperador. Lorde Breckly e Ailee estavam tendo uma enorme discussão e a minha parenta, que era uma das empregadas, ficou preocupada com a segurança de Ailee.
Todos os empregados subiram correndo para ver o que tinha acontecido, mas eles pararam na escada quando viram Lorde Breckly. Ele estava agindo muito estranhamente e não deixou nenhum dos empregados subirem a escada.
Ele falou que Ailee tinha batido o pé e gritou. Os empregados voltaram para os seus aposentos, não acreditando na história de Lorde Breckly, mas tinham aprendido a ficarem quietos se quisessem ficar com os seus empregos.

Na manhã seguinte, Ailee não estava na cozinha, onde sempre tomava o café da manhã.
Os empregados acharam isso estranho e estavam suspeitando de que Lorde Breckly tinha finalmente ido longe demais, que havia matado sua amante e escondido seu corpo durante a noite.
Por semanas não havia sinal de Ailee, mas a vida na casa seguia o seu rumo, até que barulhos e gemidos começaram a acontecer.
Toda noite por volta das 22:00' (mesmo horário em que haviam ouvido o grito de Ailee naquela noite atribulada), eles ouviam terríveis gemidos e barulhos estranhos. A voz, claramente era de uma mulher que gritava, chorava e implorava por piedade, mas para ela claramente não havia nenhuma.
Isso ocorreu por vários meses, até que em que um determinado dia os empregados resolveram ver se descobriam a causa de todos aqueles barulhos terríveis.
Uma noite quando os gemidos começaram, os empregados juntaram a coragem que tinham e seguiram na direção do som. O som estava vindo do quarto do Lorde, e eles podiam ouvir uma horrível lamentação lá dentro.
Lorde Breckly, sem conseguir agüentar mais as lamentações estava na sua casa em Yorkshire.
Quando eles abriram a porta eles quase desmaiaram de medo, pois Ailee estava de pé no meio do quarto.
Os seus olhos estavam apáticos e sem vida e os seus braços estavam esticados como se estivesse pedindo ajuda.
A minha parenta chegou perto dela e tentou pegar a sua mão.
Por um momento Ailee estava sólida, mas então ela se virou para o closet e desapareceu.
Depois de se recuperarem do choque, os empregados entraram no closet e olharam lá dentro, e olharam do lado de fora perto da porta do closet, mas não acharam o que o fantasma de Ailee queria que eles encontrassem.
Quando Lorde Breckly voltou, os empregados falaram para ele o que tinham visto.
O Lorde ficou branco feito fantasma e no dia seguinte despediu todo mundo e colocou a casa à venda.

A visita noturna de Ailee continuou pelos anos seguintes. Toda noite por volta das 22:00' ela começava a gemer até alguém encontrá-la, então ela apontava para o closet e em seguida desaparecia.
Ninguém sabe o que aconteceu com Ailee, mas alguns dizem que Lorde Breckly a matou e colocou o seu corpo em um compartimento secreto no closet, sendo que ficou apavorado quando o seu segredo quase foi descoberto.
Outras pessoas elaboraram outras teorias, mas a verdade real nunca foi descoberta, permanecendo em segredo até os dias de hoje.
Priscila - Rio de Janeiro - RJ

19 de jun de 2010

A Maldição do Navio "GREAT EASTERN"


A Maldição do Navio "GREAT EASTERN"

navio
"Considerado como o maior navio da sua época, o vapor Great Eastern, desenhado e construído por Isambard Kingdom Brunel, prometia grandes riquezas e prestígio aos seus proprietários... mas só lhes trouxe infelicidades e catástrofes".
Brunel tinha razões para estar orgulhoso do seu navio e do seu desenho. Tinha um casco duplo com 211 metros de comprimento. As folhas de metal estavam separadas por compartimentos, pelo que se se abrisse um rombo, só uma secção se inundaria e o navio continuaria a flutuar.
O Gigantesco transatlântico de casco de ferro "Great Eastern", cinco vezes maior que qualquer outro navio de sua época, foi marcado pelo infortúnio. Cinco homens morreram durante sua construção, e outro, um rebitador, desapareceu. Correu um boato de que seus colegas de trabalho o h aviam selado acidentalmente no cascdo duplo do navio durante uma etapa da construção. Quando o navio foi lançado ao mar em 1859, uma caldeira explodiu, matando cinco tripulantes.
Durante as primeiras viagens, o Capitão logo se queixou de ter sido várias vezes "rudemente acordado por um constante martelar", o qual parecia vir das "entranhas do navio". Esse ruído foi logo atribuído pelos marinheiros, ao fantasma do rebitador que teria sido preso na fuselagem do navio.
O "Martelar" foi relatado repetidamente durante toda a malfadada carreira do "Great Eastern". Nunca foram vendidas passagens suficientes para pagar suas viagens. Era perseguido por tempestades e acidentes constantemente.
Em 1862 ele atingiu um rochedo submerso ao largo de Nova York. Os trabalhadores que estavam consertanbdo o casco ficaram aterrorizados com um barulho de batidas que pareciam vir do casco do navio, mas acabaram por atribuí-lo ao cordoame batendo contra o casco, abaixo da linha d'agua.
Em 1865, a infeliz embarcação encontrou emprego na colocação de caboas transoceânicos, tarefa inimaginável para um transatlântico de luxo.
Em 1887, com sua carreira terminada, quase afundou quando estava sendo rebocado para um estaleiro de demolições em Liverpool (Inglaterra), e segundo consta, o legendário "Martelar" foi mais uma vez ouvido durante o trajeto.

Em 1889, na desmonstagem finaldo navio, quando os trabalhadores cortaram o casco, encontraram um esqueleto humano ao lado de uma bolsa de ferramentas enferrujadas. Eram os restos mortais do "Rebitador Desaparecido", que finalmente acabara de ser encontrado, deixando dessa forma seu fantasma "descansar".
Fonte: AlemDaImaginaçao

2 de mai de 2010

Oração de São Francisco

visualizar


http://www.youtube.com/watch?v=Mi7F9g0fsXo&feature=related

12 de mar de 2010

BIBLIA ON-LINE, BIBLIA VIRTUAL

User-agent: Mediapartners-Google*
Disallow:
BIBLIA ON-LINE, BIBLIA VIRTUAL
LIVRO SAGRADO


Bíblia Sagrada ON-LINE,
Para você consultar,
sempre que o desejar…



Antigo Testamento

 

 

1. GENESIS (50) (introdução Génesis) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11, 12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34,  35,  36,  37,  38,  39,  40,  41,  42,  43,  44,  45,  46,  47,  48,  49,  50.

2. EXODO (40) (introdução Êxodo) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34,  35,  36,  37,  38,  39,  40.

3. LEVÍTICO (27) (introdução Levítico) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27. 

4. NÚMEROS (36) (introdução números) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34,  35,  36. 

5. DEUTERONOMIO (34) (introdução Deuteronomio) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34. 

6. JOSUÉ (24) (introdução Josué) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24.

7. JUÍZES (21) (introdução juízes) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21.

8. RUTE (4) (introdução Rute) 01,  02,  03,  04. 

9. I – SAMUEL (31) (introdução I-Samuel) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31.

10. II- SAMUEL (24) (introdução II-Samuel) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24. 

11. I-REIS (22) (introdução I-Reis) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22. 

12. II-REIS (25) (introdução II-Reis) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25.

13. I-CRONICAS (29) (introdução I-Cronicas)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,   11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29.

14. II-CRONICAS (36) (introdução II-Cronicas)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34,  35,  36.

15. ESDRAS (10) (introdução Esdras)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10. 

16. NEEMIAS (13) (introdução Neemias)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13. 

17. TOBIAS (14)

18. JUDITE (16)

19. ESTER (10) (introdução Ester)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10. 

20. JÓ (42) (introdução Jó)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34,  35,  36,  37,  38,  39,  40,  41,  42.

21. SALMOS (150) (introdução salmos)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34,  35,  36,  37,  38,  39,  40,  41,  42,  43,  44,  45,  46,  47,  48,  49,  50,  51,  52,  53,  54,  55, 56,  57,  58,  59,  60,  61,  62,  63,  64,  65,  66,  67,  68,  69,  70,  71,  72,  73,  74,  75,  76,  77,  78,  79,  80,  81,  82,  83,  84,  85,  86,  87, 88,  89,  90,  91,  92,  93,  94,  95,  96,  97,  98,  99,  100,  101,  102,  103,  104,  105,  106,  107,  108,  109,  110,  111,  112,  113,  114,  115,  116,  117,  118,  119,  120,  121,  122,  123,  124,  125,  126,  127,  128,  129,  130,  131,  132,  133,  134,  135,  136,  137,  138,  139,  140,  141,  142,  143,  144,  145,  146,  147,  148,  149,  150.

22. I-MACABEUS (16)

23. II-MACABEUS (15)

24. PROVERBIOS (31) (introdução Provérbios)   01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31.

25. ECLESIASTES (12) (introdução Eclesiastes)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12. 

26. CÂNTICO DOS CÂNTICOS (8) (introdução Cântico dos Cânticos)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08. 

27. SABEDORIA (19)

28. ECLESIÁSTICO (51)

29. ISAÍAS (66) (introdução Isaías)   01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34,  35,  36,  37,  38,  39,  40,  41,  42,  43,  44,  45,  46,  47,  48,  49,  50,  51,  52,  53,  54,  55, 56,  57,  58,  59,  60,  61,  62,  63,  64,  65,  66 .

30. JEREMIAS (52) (introdução Jeremias)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34,  35,  36,  37,  38,  39,  40,  41,  42,  43,  44,  45,  46,  47,  48,  49,  50,  51,  52. 

31. LAMENTAÇÕES (5) (introdução Lamentações)  01,  02,  03,  04,  05. 

32. BARUC (6) 1 a 6

33. EZEQUEIL (48) (introdução Ezequiel)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28,  29,  30,  31,  32,  33,  34,  35,  36,  37,  38,  39,  40,  41,  42,  43,  44,  45,  46,  47,  48. 

34. DANIEL (12) (introdução Daniel) 01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12.  

35. OSÉIAS (14) (introdução Oséias)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14.

36. JOEL (3) (introdução Joel)  01,  02,  03. 

37. AMÓS (9) (introdução Amós)   01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09.

38. ABDIAS (1) (introdução Abdias)   01.

39. JONAS (4) (introdução Jonas)  01,  02,  03,  04.

40. MIQUÉIAS (7) (introdução Miquéias)   01,  02,  03,  04,  05,  06,  07. 

41. NAUM (3) (introdução Naum)  01,  02,  03.

42. HABACUC (3) (introdução Habacuc)  01,  02,  03.  

43. SOFONIAS (3) (introdução Sofonias)  01,  02,  03. 

44. AGEU (2) (introdução Ageu)   01,  02. 

45. ZACARIAS (14) (introdução Zacarias)   01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14. 

46. MALAQUIAS (4) (introdução Malaquias)  01,  02,  03,  04. 

oracao
Novo Testamento

oracao

 

47. SÃO MATEUS (28) (introdução Mateus)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28. 

48. SÃO MARCOS (16) (introdução Marcos)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16.

49. SÃO LUCAS (24) (introdução Lucas)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24.

50. SÃO JOÃO (21) (introdução João)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21.

51. ATOS DOS APÓSTOLOS (28) (introdução actos)   01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22,  23,  24,  25,  26,  27,  28. 

52. ROMANOS (16) (introdução Romanos)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16.

53. I-CORÍNTIOS (16) (introdução I-Coríntios)   01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16.

54. II-CORÍNTIOS (13) (introdução II-Coríntios)   01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13. 

55. GÁLATAS (6) (introdução Gálatas)   01,  02,  03,  04,  05,  06. 

56. EFÉSIOS (6) (introdução Efésios)  01,  02,  03,  04,  05,  06. 

57. FILIPENSES (4) (introdução Filipenses)   01,  02,  03,  04. 

58. COLOSSENSES (4) (introdução Colossenses)   01,  02,  03,  04. 

59.  I-TESSALONICENSES (5) (introdução I-Tessalonicenses)  01,  02,  03,  04,  05. 

60. II-TESSALONICENSES (3) (introdução II-Tessalonicenses)  01,  02,  03. 

61.  I-TIMÓTEO (6) (introdução I-Timoteo)   01,  02,  03,  04,  05,  06. 

62.  II-TIMÓTEO (4) (introdução II-Timóteo)  01,  02,  03,  04. 

63. TITO (3) (introdução Tito)   01,  02,  03. 

64. FILEMON (1) (introdução Filemon)  01.

65. HEBREUS (13) (introdução Hebreus)   01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13. 

66. SÃO TIAGO (5) (introdução Tiago)  01,  02,  03,  04,  05.

67. I-SÃO PEDRO (5) (introdução I-Pedro)  01,  02,  03,  04,  05. 

68. II-SÃO PEDRO (3) (introdução II-Pedro)  01,  02,  03.

69. I-SÃO JOÃO (5) (introdução I-Joao)  01,  02,  03,  04,  05.

70. II-SÃO JOÃO (1) (introdução II-Joao)  01.

71. III-SÃO JOÃO (1) (introdução III-Joao)  01.

72. SÃO JUDAS (1) (introdução Judas)   01.

73. APOCALIPSE (22) (introdução Apocalipse)  01,  02,  03,  04,  05,  06,  07,  08,  09,  10,  11,  12,  13,  14,  15,  16,  17,  18,  19,  20,  21,  22. 

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs