pesquisa magos da luz

Pesquisa personalizada
-------------------
Mostrando postagens com marcador flores. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador flores. Mostrar todas as postagens

11 de mar de 2013

A vingança de Nossa Senhora (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui -->

A vingança de Nossa Senhora

Em um sítio no interior do estado de São Paulo, exatamente no município de Olímpia, aconteceu algo que poucos puderam explicar.... Era na parte da tarde, aproximadamente três horas, quando um mascate( Vendedor ambulante ) passou pela cede da fazenda, e pediu ao dono se podia oferecer seus produtos na colônia; o dono da fazenda permitiu que o mascate entrasse na colônia. O mascate consegui vender em uma das casas a imagem de Nossa Senhora; o filho do proprietário da casa foi avisar seu pai que estava na roça, que sua mãe havia comprado uma imagem. Quando o pai do garoto, ficou sabendo do acontecido, começo a xingar a santa, porque sua mulher havia gastado dinheiro com ela. No final da tarde, o pai do garoto retornou para casa, e começo a discutir com sua mulher, pelo fato dela ter gastado dinheiro com uma imagem de santa. Horas mais tarde, aproximadamente vinte e uma horas, o dono da fazenda foi chamado, pois os moradores da casa onde a santa estava, com exceção do garoto, ficaram totalmente loucos.

Este fato está documentado na antiga Santa Casa de Misericórdia de Ribeirão Preto, ocorrido aproximadamente no ano de 1965. Caso vocês precisem de testemunhas, eu tenho uma testemunha ocular deste fato.

O sítio mencionado acima, pertencia a família Meneghelli.


Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.

2 de fev de 2011

O Galpão (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

O Galpão

O relato que vou passar agora não aconteceu comigo. Um amigo meu me contou um tempo atrás e eu resolvi tentar montar o cenário e contar o que houve... divirtam-se!!

Julho de 2003, Pedro, seu irmão (Daniel) e suas primas (Camila e Larissa) estavam numa fazenda passando o fim de semana juntos com o resto de suas famílias. Era uma fazenda enorme e bem estruturada, seu dono (amigo do pai de Pedro) tinha o bolso farto. Sexta de tarde eles receberam a notícia que iriam receber visitas para o jantar do dia (uns amigos do dono).
Dono desligou o celular e ainda sorrindo da conversa chamou: “Pedro, essa mesa é bem grande, mas acho que vamos precisar de bem mais cadeiras. Olha só, aquele galpão lá em cima virou depósito, e tem muitas cadeiras empilhadas lá no fundo. Que tal você ir lá e me trazer umas 8?? Hehehe!!” 
Deu uma esfregada no cabelo bagunçando-o e uns tapinhas bem fortes nas costas e voltou para a conversa. Pedro, com muita preguiça se esforçou em sorrir e acabar logo com essa tarefa de merda que lhe foi imposta, às 9hs da noite. Mas ele teve um plano, pois só de pensar nas várias viagens, já se arrepiava de desgosto! Aproximou-se de seu irmão e suas primas que estavam reunidos e sentados ao lado da churrasqueira se aquecendo e sentindo o cheiro das picanhas e costelas, enfim... nham!!! Sentou-se ao lado deles e, já com um sorriso carinhoso e teatral falou: “fala minha gente, que cheirinho heim!!” Os outros ao mesmo tempo: “Éééé...”. Pedro sem tirar o sorriso: “tenho que ir láááááá no depósito pegar OOOITO cadeiras!!”.... silêncio. Finalmente Camila quebrou o silêncio abruptamente: “Aaaahhh seu frouxo, vá trabalhar vagabundo!! Hahaha!!”. Larissa e Daniel juntos: “Hahahaha, se ferrou otário!! Vai logo antes que o pessoal chega!”. Pedro, demonstrando muuita tristeza e decepção no olhar (teatral, é claro) se levanta e começa a andar pesadamente. Os outros três ficaram um tempo observando a cena hilária, mas depois se lembraram do OOOITO e repararam na subida de 200 metros que ele iria fazer por quatro vezes... pesou no coração. Levantaram-se e o alcançou dando tapões, empurrando, fazendo farra.
Todos sorrindo novamente apertaram os passos para terminar logo o serviço até que o dono os parou gritando: “Peera aii! Esqueci de duas coisas importantíssimas. Primeiro, ta trancado... toma essa chave. Segundo, não tem energia lá, toma essa lanterna. Tem um bom tempo que ninguém entra lá e provavelmente está muito empoeirado, então não fiquem lá dentro por muito tempo, principalmente você, Daniel. Obrigado!!”.Daniel: “pode deixar, dono” (não pretendo revelar seu nome real... vai ficar “dono” mesmo).
Larissa: “Aaahh não gente, eu morro de medo de escuro, ainda mais num lugar como aquele. Deve ta cheio de ratos!!
Pedro: “Poxa Larissa, seria ideal se você fosse, pois com você, vamos fazer uma viagem só!! Por favor!! Somos nós 4 juntos... não há o que temer!”
Depois de muito dengo, a moça acabou por ceder: “Ai, ta bom!! Mas vamos logo acabar com isso antes que eu me borre toda aqui!!”
Já com a lanterna e a chave nas mãos de Pedro, os quatros continuaram a subida. A lanterna já era requisitada, pois a ultima luz era uma lâmpada improvisada pendurada num galho acima da churrasqueira. O caminho era uma estrada de terra batida com muito cascalho e pedregulhos grandes (pouco utilizada)... não tinha como andar só olhando para frente sem tropeçar. Pedro se deu conta de um silêncio intenso, só se ouvia passos no cascalho... deu uma olhada para trás e viu semblantes pesados em seus companheiros. Algo ali os deixavam tensos inconscientemente.
Pedro sentiu certa culpa por aquele clima e tentou animar o grupo puxando um assunto descontraído, relembrando algumas coisas do dia e zoando de seu irmão... todos simulavam sorrisos e gargalhadas com perfeição, mas os olhos de medo já.... não era possível esconder. Pedro de repente confessou: “Esse lugar me dá arrepios!! Que merda!!”. Daniel completou de pronto: “Poisé cara, se o dono sabia que iríamos ter visitas hoje, por que não providenciou tudo com o caseiro, porra!! Ou pelo menos pudesse ter pedido antes de escurecer... tsc que coisa!!”. Daniel estava claramente aborrecido e já demonstrava medo. As meninas... caladas e sérias lado a lado.
Pedro: “Chegamos gente... olha lá em baixo a churrasqueira, como está pequena... isso aqui é longe pra porra!! E vocês queriam que eu viesse só né... e nessa escuridão!! Grandes amigos que eu tenho heim, rsss!” Brincou, e o outros três contribuíram na hora, na tentativa de melhorar o clima: “Aaahh safado, bem que merecia, seu bosta!! Hahaha!”(Daniel) “Seu bobo, você acha mesmo que a gente não viria te ajudar, hehe!! (Camila)”. Larissa se manteve em silêncio, apenas tentou um sorriso carinhoso.
Pedro se aproxima da porta ainda rindo, já meio descontraído e, com as chaves numa mão e a lanterna na outra iluminando a fechadura, habilmente destranca e escancara a porta com um empurrão. Ao mesmo tempo em que a porta abria (iiiinheeeeeééééé) Pedro se vira para trás iluminando o rosto de Daniel, que fazia gracinhas no momento. E a porta (iiiinheeeeéééé).
Nisso, Pedro olha ocasionalmente para Camila e... estanca seu sorriso. Camila com olho esbugalhado e pálida solta, O Grito: Aaaaaaaaaaahhh Aaaaaaaaaaahhhh!!!!!! Dá três passos para trás, tropeça numa moita e só não cai porque Daniel a segura. Nisso, Larissa, que já estava amedrontada mais que todos grita tb “Aaaaaii Meu Deuus!!” e corre para acudir Camila, que estava atordoada com algo. Daniel: “Caralho Camila!! Que porra é essa mulher? Por que gritou assim... o que houve??”. Daniel estava irritado, mas ao mesmo tempo com pena. Camila quase chorando: “Aaafff.....aaaaff.... e..eeeeu... Ai Meu Deus o Que foi aquiiilo??? Meu Deus Meu Deus Meu Deus Meu Deus eu to com meeedoooo!!”. E com um gemido fino começou a chorar.
Pedro com muito medo e muito irritado se virou para dentro do galpão e iluminou o interior. Realmente era um depósito agora, via-se mesas e cadeiras quebradas empilhadas, colchões velhos, máquinas de cortar grama, etc.... nada de anormal. Pedro grita para dentro: “Olaaaaa!!! Quem ta ai? Aparece porraa!!”. Mas Pedro se deu conta que Camila poderia ter visto um mero rato, então virou-se e foi conversar: “Camila, tenha calma agora e me diga... o que exatamente você viu?”. Levou trinta segundos para retornar à sobriedade, tremia muito todo o corpo e chorava copiosamente. Com certa dificuldade foi falando: “Pedro, me...me leva de voltaa, por favooor!! E..eu vi algo...mmmuito estranho ali!! Acho que tem alguém ai dentro!!”. Daniel: “Eu não vi nada, o idiota do Pedro tava me cegando com essa luz!!” Larissa: “Eu também não nada, eu tava atrás do Pedro.”. Pedro já muito preocupado olha para Camila e depois para porta aberta... depois retorna o olhar para sua prima em prantos: “Camila, olha pra mim... então você viu um homem lá dentro?”. Camila encara Pedro com um semblante sombrio: “Não sei, Pedro. Eu vi um vulto passando rapidamente pela porta!! A lanterna só iluminou os pés!! Estupidamente brancos!! E era muito baixinho para ser um adulto, e....e... era corcunda e... sem... roupas!! Quando eu vi aquele pé, que tava iluminado... eu... eer... tinha apenas três dedos bem grossos!!!
Pedro já ignorando a ultima frase de Camila pensa: “Puta que pariu, era só o que me faltava... um ladrão anão corcunda e pelad...” pensamento interrompido Pela Camila: “Tinha uma cabeça enorme... ERA MONSTRUOSOO!!” Outro pensamento de Pedro: “Há muito tempo ninguém entra ali... foi o que o dono nos disse... alem do mais, o único acesso (a porta) estava bem trancada!! Caralho... que porra é aquela então??”. Depois olhou para Daniel... este confirmou com a cabeça. Logo em seguida se voltou para as meninas e sugeriu: “Camila, Larissa, quero que fiquem aqui sentadas... eu e meu irmão vamos checar, ok?? Vocês só esperam aqui”. Camila desesperada: “Nããooo, não quero ficar aqui também nesse escuro! Quero ir embora, vamos embora de vez!! Fodam-se essas cadeiras dos infernos!! A gente dá colo para as visitas!!” Ninguém conseguiu rir. Larissa surpreendeu com sua súbita coragem: “Ok, ok, prefiro enfrentar essa escuridão no caminho de volta do que ficar aqui esperando vocês ou entrar nesse buraco ai. Eu desço com a Camilinha e, chegando lá, aviso a todos o que se passa por aqui! Tchau viu!! Tomem cuidado!!” Larissa puxou Camila para se levantar e começou uma descida lenta... mas rapidamente sumiram da vista de Pedro e Daniel, tal era o escuro.
Pedro: “Vamo nessa Dan! Pega aquele toco ali ó!! Eu já achei um bem resistente!” Guardou a chave no bolso e ficou com o galho na mão do braço forte. Daniel com firmeza na voz: “ Bora quebrar esse nanico filho da Puta!!”
Os dois, na adrenalina total, se aproximaram quase correndo da porta e ali pararam. Pedro iluminou bem à sua frente, foi entrando com a cabeça na frente e olhando para os lados e iluminando.... nada... foram entrando. Em segundos já não se via os dois lá dentro, só a mancha luminosa da lanterna dançando no ar. Máquinas, colchões, moveis velhos passavam rapidamente pela luz da lanterna e resultavam em sombras assustadoras que se moviam à medida que a luz passava.... cada um escutava seu coração palpitando. Mas Pedro começou a ouvir bem do seu lado algo como um miado de gato, era Daniel (asmático) e seu peito chiava muito a cada respiração: “Ta tudo bem cara?” Daniel: “Eu agüento, segue em frente. Ilumina ali, ta vendo aquela porta? É do banheiro e vestuário... as cadeiras estão lá dentro!”. Pedro:”Se liga cara!! Foda-se essas cadeiras... quero é ver se esse filho da puta existe mesmo! Depois a gente pensa nisso!” Falou com autoridade, mas mal percebeu que a luz da lanterna tremia muito: “Aparece seu desgraçado!! Eu vou..... Aaaaaaaaaaaaahh!!!”. Algo muito rápido se moveu e Pedro notou pelo canto do olho!! Virou rapidamente a lanterna trêmula. Respiração ofegante. Miado de gato do Daniel mais forte. Estancou o movimento.... paralisou... arregalou os olhos... e viu com nitidez!!
Um bracinho bem fino e branco!! “Ele está atrás do armário... caralho que criatura é aquela Meu Deus!!” pensou Pedro. Depois resolveu tentar algo: “Quem.... eer.. quem está ai?? Quem...”. A criatura saiu em disparada para a direção do banheiro e escapou da Luz. Os dois contraíram todos os músculos com o susto, deram um pulo e gritaram juntos: Aaaahhh!! Nisso a luz da lanterna apagou.... escuridão total.... não se enxergava um palmo sequer!! E eles escutaram logo em seguida o barulho de algo se movendo (som semelhante ao de um cachorro andando no concreto, as unhas batendo no chão)!! “Peeedrooo!!! Liigaa!! Liigaaa!! Caraaalhooo!!” Pedro desesperado, quase chorando dava tapas alucinadamente na lanterna, apertava a tampa: “Aaahh ahh aahh aafff aafff aaaarrrff!!! Aaaaaaaahhh!!! NÃO (tapa) QUEEER (tapa) LIGAAARRRRR (tapa tapa soco)!!! Daniel: “Bora saiirr!!! Bora saiir daqui caraa!! (miado de gato) Aaii Meus Deus ajuuda!!” Começa a chorar!! Pedro:”Ssshhhh!! Silêncio!! (miado de gato inevitável) Bora sair daqui então... em silêncio!!” Sussurrou Pedro já meio insano (não queria atrair atenção).
Alguns segundos depois, os dois ouviram o mesmo barulho em algum lugar... estava ou estavam se movendo rapidamente. De repente, perceberam que a criatura corria em suas direções, o barulho de corrida aumentando!! “QUE ISSO??” Daniel grita!! Breu puro... só os ouvidos eram úteis!! Pedro sentiu algo passando muito rápido bem ao seu lado (o deslocamento de ar, a roupa sendo levemente puxada e o barulho passando ao lado)!! “AAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHH!!! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHH!!!” Pedro deu o grito alucinante, deu um pulo para trás, bateu com força em seu irmão!! Ambos desmoronaram batendo as costas numa estante cheia de coisas nela derrubando-a para trás. Largaram suas armas inúteis. O estrondo foi ensurdecedor!! Agora ambos gritavam!!! Com a queda, a lanterna bateu com força no chão e... ligou!! No desespero, Pedro a agarrou e começou a iluminar tudo ao seu redor. A cada foco, era um grito insano: “Aaahh (para frente), aahh (para trás), aahhh (para o lado), aaaahh (...para o banheiro)”.

29 de jul de 2010

Declaração Post Mortem (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Há muitos anos atrás, quando eu tinha 15 anos, eu me apaixonei por um garoto. A paixão foi o que chamam "amor platônico", pois apesar do clima que existia entre nós, nunca houve por parte de nenhum dos dois uma declaração de sentimento.
Sempre havia desencontros, coisas estranhas... nunca davam certo as tentativas de qualquer coisa no sentido da minha declaração se efetivar.
Éramos de cidades diferentes. Conhecemo-nos num curso pré-vestibular. Após concluído o cursinho, cada um foi para um lado e nunca foi possível eu dizer nada o que sentia por ele...
Não sei explicar, mas esse garoto era tão lindo, tão meigo, que parecia um anjo. Tinha uma aura dourada que nunca vi em ninguém mais nessa vida.
Passaram-se anos. E vivi muitas coisas na vida. Conheci muitos outros amores e desamores. A vida seguiu o rumo comum.
E numa certa noite, eu já adulta, sonhei com esse garoto da minha adolescência. Não sei exatamente o sonho, sei apenas que o vi no meu sonho.
Então de manhã, por ocasião do sonho, eu reabri uma memória esquecida. Senti vontade de saber onde é que ele andava, o que fazia. E como na internet tudo é possível encontrar, pela primeira vez eu fiz uma pesquisa básica no google procurando pelo nome inteiro dele.
Eis que eu encontrei. Infelizmente más notícias... Na verdade o nome dele estava num site, num convite de missa de sétimo ano de seu falecimento. Dramático, mas real. No convite tinha a foto dele e um poema, dessas coisas bem tristes, sabem? E eu nem lembrava mais do rosto dele exatamente como era... fui rever justamente naquela situação!
Confesso que fiquei muito triste, muito triste mesmo. Era estranho... pois não havia nenhum vínculo entre nós, porém aquela notícia me deixou muito estarrecida. Fiquei pensando no fato de nunca eu ter dito nada, e agora... nunca mais iria mesmo dizer. E que importância tinha? Não sei... Apenas achei triste saber que deixamos de fazer certas coisas por bobagens e a vida é tão curta...
Não sei explicar...
Então quando eu voltava do trabalho eu passava sempre perto de uma igreja, e resolvi entrar e rezar para a alma dele (Sempre que havia tempo eu dava jeito de entrar lá e rezar, ou por algum motivo especial, como foi o caso).
E me concentrei, pedi muito onde quer que ele estivesse que soubesse que eu tinha gostado muito dele, e contei tudo e como soube da notícia da morte.
No outro dia, durante a noite aconteceu algo estranho que eu acabei conectando com essa oração que eu fiz.
Durante a noite, quando eu fui dormir, de repente eu senti algo se mexer debaixo do meu corpo. Despertei pensando que era um bicho, sei lá... Foi como se existisse alguém entre eu e o colchão, logo abaixo do lençol.
Eu acordei, continuei sentindo o movimento e não consegui mexer um músculo sequer, a não ser meus olhos abertos. Fiquei paralisada. Eu senti uma angústia, pois estava muito acordada, de forma que eu ouvia tudo que acontecia na rua (tem vários bares aqui perto, música tocando, pessoas conversando...) e não conseguia me mexer.
Foi então que com um esforço eu me livrei da paralisia e olhei para minha cama: nada de errado. Acendi a luz, não havia nada diferente. Nem debaixo da cama, nem sobre ela, nem nada estranho no quarto. Imaginei: Deve ser algum pesadelo "lúcido", sei lá o que... E voltei para cama.
Na hora, eu achei muito estranho, mas não liguei com a história da minha oração que falei.
Só me dei conta disso, quando eu, voltando a deitar, senti nitidamente uma mão suave acariciar meus cabelos. Novamente eu não consegui me mexer. Apenas, como da outra vez, apenas conseguira abrir os olhos. Só que não senti nenhuma aflição. Senti uma paz.
Foi então que eu imediatamente concluí: "Foi 'ele' que veio agradecer a oração e dizer que estava sabendo da minha confissão tanto tempo depois e daquela forma."
Parece uma história de filme... mas é real. Confesso que é triste, mas não de todo...
O mundo é poético, basta prestarmos a atenção.
Apenas deixo meu relato para que pensem um pouco sobre isso... se há algo a dizer para alguém, pedir desculpas, qualquer coisa, faça-o logo... enquanto puder.
Acredito que é uma boa oportunidade para propor isso a vocês! ;)

16 de jul de 2010

A AMANTE (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta
piresvale@gmail.com os  relatos serão divulgado aqui

"Uma alma atormentada pode clamar por justiça, mesmo estando já em outra dimensão!"

A família da minha mãe tem como país de origiem, a Inglaterra, e tem uma história bem interessante de um dos nossos familiares antepassados, uma empregada de um certo Lorde Breckly.

A história começa em 1856. Lorde Breckly era muito rico e tinha muitas posses, incluindo uma casa em Londres, onde ele ficava a maior parte do tempo. Lorde Breckly tinha um temperamento muito difícil e se dizia que ele tratava todo mundo da pior maneira possível, desde empregados até parentes e até outros Lordes e Leides que iam para visitar casa. E isso incluía a sua amante também.
A sua amante era uma linda garota de descendência escocesa, muito mais nova do que o seu filho mais novo. Segundo os rumores ela era a filha bastarda de um nobre com uma garota escocesa. O nome dela era Ailee.

Ailee era a amante de Lorde Breckly já fazia 6 anos. Em uma noite todos na casa ouviram um grito desesperador. Lorde Breckly e Ailee estavam tendo uma enorme discussão e a minha parenta, que era uma das empregadas, ficou preocupada com a segurança de Ailee.
Todos os empregados subiram correndo para ver o que tinha acontecido, mas eles pararam na escada quando viram Lorde Breckly. Ele estava agindo muito estranhamente e não deixou nenhum dos empregados subirem a escada.
Ele falou que Ailee tinha batido o pé e gritou. Os empregados voltaram para os seus aposentos, não acreditando na história de Lorde Breckly, mas tinham aprendido a ficarem quietos se quisessem ficar com os seus empregos.

Na manhã seguinte, Ailee não estava na cozinha, onde sempre tomava o café da manhã.
Os empregados acharam isso estranho e estavam suspeitando de que Lorde Breckly tinha finalmente ido longe demais, que havia matado sua amante e escondido seu corpo durante a noite.
Por semanas não havia sinal de Ailee, mas a vida na casa seguia o seu rumo, até que barulhos e gemidos começaram a acontecer.
Toda noite por volta das 22:00' (mesmo horário em que haviam ouvido o grito de Ailee naquela noite atribulada), eles ouviam terríveis gemidos e barulhos estranhos. A voz, claramente era de uma mulher que gritava, chorava e implorava por piedade, mas para ela claramente não havia nenhuma.
Isso ocorreu por vários meses, até que em que um determinado dia os empregados resolveram ver se descobriam a causa de todos aqueles barulhos terríveis.
Uma noite quando os gemidos começaram, os empregados juntaram a coragem que tinham e seguiram na direção do som. O som estava vindo do quarto do Lorde, e eles podiam ouvir uma horrível lamentação lá dentro.
Lorde Breckly, sem conseguir agüentar mais as lamentações estava na sua casa em Yorkshire.
Quando eles abriram a porta eles quase desmaiaram de medo, pois Ailee estava de pé no meio do quarto.
Os seus olhos estavam apáticos e sem vida e os seus braços estavam esticados como se estivesse pedindo ajuda.
A minha parenta chegou perto dela e tentou pegar a sua mão.
Por um momento Ailee estava sólida, mas então ela se virou para o closet e desapareceu.
Depois de se recuperarem do choque, os empregados entraram no closet e olharam lá dentro, e olharam do lado de fora perto da porta do closet, mas não acharam o que o fantasma de Ailee queria que eles encontrassem.
Quando Lorde Breckly voltou, os empregados falaram para ele o que tinham visto.
O Lorde ficou branco feito fantasma e no dia seguinte despediu todo mundo e colocou a casa à venda.

A visita noturna de Ailee continuou pelos anos seguintes. Toda noite por volta das 22:00' ela começava a gemer até alguém encontrá-la, então ela apontava para o closet e em seguida desaparecia.
Ninguém sabe o que aconteceu com Ailee, mas alguns dizem que Lorde Breckly a matou e colocou o seu corpo em um compartimento secreto no closet, sendo que ficou apavorado quando o seu segredo quase foi descoberto.
Outras pessoas elaboraram outras teorias, mas a verdade real nunca foi descoberta, permanecendo em segredo até os dias de hoje.
Priscila - Rio de Janeiro - RJ

13 de jul de 2010

como fazer contato espiritual com meu cachorro morto?

envie seu relato sobrenatural

piresvale@gmail.com

maio pergunta
é possível fazer contato espiritual com seu cachorro morto?
r -
amigo não sei  responder esta pergunta
nunca ouvi ninguem falar nada sobre isto .

caso algum leitor saiba a resposta poste aqui

28 de jun de 2010

A Magia Negra Existe?

A Magia Negra Existe?

usarei este espaço para tentar trazer os leitores conceitos mais claros e definições menos “achistas” sobre diversos temas relacionados ao que chamamos de Ciências Esotéricas (e não Ocultas). Para iniciar escolhi um tema que tem sido constantemente dicutido e apresentado na mídia, a Magia Negra.
á faz algum tempo que estudo bastante a esse respeito. Busco informações em livros em vários idiomas e de diversas culturas, converso com pessoas, vasculho a internet. E o que me leva a escrever este “post” é justamente a quantidade de informações incompletas ou sem fundamentos que encontro em especial na internet, espaço ao qual milhões de pessoas tem acesso.

Não é de hoje que o interesse por assuntos Esotéricos tem aumentado, ainda mais com o advento da Nova Era, a Era de Aquário. Isso não é ruim, pelo contrário. Principalmente para nós que por tantos séculos tivemos que ficar escondidos, levando inclusive a criação do conceito moderno de “Ciência Oculta”. Porém trazer ao conhecimento das pessoas definições errôneas ou dúbias não contribui em nada, pelo contrário. Isso só ajuda o surgimento de novos mitos ridículos e estimula a perseguição infundada pelos fundamentalistas religiosos que veem na Nova Era um risco (real) ao seu domínio sobre o Conhecimento. Assim, usarei este espaço para tentar trazer os leitores conceitos mais claros e definições menos “achistas” sobre diversos temas relacionados ao que chamamos de Ciências Esotéricas (e não Ocultas).

Para iniciar escolhi um tema que tem sido constantemente discutido e apresentado na mídia, que se trata da Magia Negra. Para começo de conversa e já tentando acabar com esse conceito absurdo, a Magia é uma só e consiste, basicamente, em interagir de forma absoluta com a Natureza e com sua Energia. O termo “Magia Negra” foi disseminado em especial durante o período da Idade Média, a fim de facilitar a perseguição e a segregação dos Esotéricos e impedindo e desestimulando as pessoas de buscarem conhecimento. O termo “Ciências Ocultas” com o tom pejorativo a fim de afastar as pessoas dos estudos de Astrologia e da Cabala, por exemplo, também vem desse período. O que há, de fato, é a forma de como se usa os conhecimentos obtidos. A Magia, em si, nada tem de ruim ou bom, assim como qualquer fonte de conhecimento, que pode ser utilizada de forma ética ou não, de forma benéfica ou não. Igualmente, podemos ter o mal uso da política, mas não há “Política Negra”. Apenas e tão somente existe a política.
Também é incorreta a afirmação que Magos são bons, os Bruxos maus e os Feiticeiros maus ou bons. Os termos Feiticeiro, Bruxo e Mago denominam níveis de conhecimento e domínio da Magia e a forma de sua aplicação. O Feiticeiro é algo mais intuitivo, ligado mais a manifestação simples dos eventos da Natureza. Indica um nível inicial e basicamente limita-se ao uso de encantamentos pré-concebidos e busca resultados rápidos, porém pouco duradouros. O Bruxo, por sua vez, indica um nível intermediário de conhecimento e nem sempre limita-se ao uso de encantamentos já existentes, podendo criar os seus. Os resultados nem sempre são rápidos e sua duração é incerta.
Já o Mago é o nível mais elevado, sendo necessários anos de estudos e a constante busca pelo saber que envolve Astrologia, Cabala, Hermética e atuo-conhecimento, entre outros. Seus encantamentos e procedimentos são próprios e geralmente são anotados cuidadosamente em seus grimórios (diários).Todos eles Feiticeiros, Bruxos e Magos podem usar esses conhecimentos como bem lhe aprouverem (como qualquer profissional por exemplo), sabendo porém que tudo pode regressar a si com tripla força.
Espero que ao fim deste texto os leitores possam compreender melhor essa questão e antes de utilizar o termo “Magia Negra” pensem também que há “Política Negra”, “Engenharia Negra”, “Medicina Negra”...

Fiquem bem!
fonte sobrenatural

2 de mai de 2010

Oração de São Francisco

visualizar


http://www.youtube.com/watch?v=Mi7F9g0fsXo&feature=related

26 de mar de 2010

pense bem

User-agent: Mediapartners-Google*
Disallow:Durante nossa vida, muitas vezes nos defrontamos com certas situações que exigem muita capacidade de raciocínio e muito tirocínio, para que não façamos coisas ou tomemos certas atitudes das quais talvez venhamos a nos arrependerdepois. Aliás, sempre é necessário meditarmos profundamente ante qualquer situação. Nem sempre se pode consertar algo mal feito.

A esse respeito, li um pensamento atribuído a Magda Almodóvar, que considero uma das maiores verdades desta vida, vejam:
,
Existem quatro coisas na vida que não se recuperam:

a pedra, depois de atirada; a palavra depois de proferida;

a ocasião, depois de perdida e o tempo, depois de passado".

Se atirarmos uma pedra, seja o próprio artefato, ou palavras imponde,radas, sempre será difícil para as recuperarmos. Por essa razão, antes de se dizer coisas que poderão desagradar a alguém, deveremos sempre analisar profundamente a questão, pesarmos na balança o que deve haver de justo ou injusto naquilo que vamos fazer.,

Existem certas palavras ou atitudes que, por serem injustas, magoam muito profundamente a "vítima" de nossas acusações. Daí a necessidade de se pensar bem antes de falarmos certas coisas. Não custa nada perder-se alguns minutos numa análise mais acur,ada da situação, inclusive serve para esfriar-se a cabeça...

Muitas vezes, no calor de uma discussão, dizemos palavras ásperas, e até ofendemos alguém. Depois, ao vermos que nos precipitamos, é tarde demais... o mal já está feito.

Perdem-se boas a,mizades por atitudes irrefletidas. Certas coisas ditas não mais são esquecidas. Há que se refletir antes de agir, antes de dizermos palavras mais ásperas ou ofensivas. Mesmo que as achemos justas.. devem ser pensadas e muito bem pensadas.

Da mesma man,eira, devemos sempre examinar bem certas oportunidades que surgem em nossa vida, antes de jogarmos fora um projeto, antes de desprezarmos uma possibilidade de mudança. Quem sabe não estará lá sua grande chance para uma "virada de mesa"?

Em nossa vida,, muitas vezes deixamos passar grandes oportunidades, por termos medo de encarar uma mudança. Até mesmo na vida sentimental, quando encontramos "aquela" pessoa que irá causar uma modificação muito grande em nossa vida e que preferimos deixá-la partir, por, receio de uma transformação em nosso modus vivendi.

Depois, nos arrependemos por ter desprezado essa oportunidade de ser feliz. Mas a ocasião foi perdida, e o tempo já passou.

Então, dessa linda mensagem de Magda Almodóvar, tiramos um grande ens,inamento que se resume na grande necessidade que existe de sempre usarmos de muita ponderação em nossas atitudes, pois as pedras que atirarmos sobre alguém, poderão ser atiradas de volta. As palavras que dirigirmos a alguém ou sobre alguém, poderão causar, danos irreparáveis, e penso que não existe prazer nenhum em procurar destruir outra pessoa. Que prazer pode existir em ofender-se alguém?

Devemos pensar bem antes de deixar passar uma ocasião em nossa vida. Pode estar nessa viagem, nesse namoro, nes,sa mudança de emprego, nessa proposta maluca, a grande chance.

E, principalmente, não podemos nos esquecer de que o tempo não volta. É inexorável, e por essa razão, devemos viver um dia de cada vez, para não deixarmos passar para amanhã tudo aquilo qu,e podemos fazer hoje, principalmente se for alguma atitude de ajuda. Se pudermos ser úteis, se alguém precisa de nós, não devemos deixar essa ajuda para ama
nhã. Poderá ser tarde demais.

18 de fev de 2010

ENCONTRO DE ALMAS Ge�MEAS

User-agent: Mediapartners-Google*
Disallow:
ENCONTRO DE ALMAS Ge�MEAS

encontro
 das almas...
O encontro das almas g�meas acontece muito antes do que no plano f�sico.
Primeiro � o IDEAL ESPIRITUAL ou seja miss�o. Nesse est�gio, juntas, as almas g�meas tem um desenvolvimento que jamais conseguiriam estando separadas. H� uma imensa felicidade e se brigam ou se separam, parecem decair ou chegam mesmo a perder a raz�o da vida.
Segundo est�gio � o IDEAL INTELECTUAL. Nesse est�gio as almas g�meas tem os mesmos ideais, gostam dos mesmos assuntos. Ambas querem obter uma eleva��o cultural e intelectual.
O terceiro est�gio � CONSCI�NCIA E INTERESSE. Nesse est�gio, n�o h� lamenta��es, pois sabem que s�o como um todo, um �nico e perfeito. O estado de �nimo reflete como um espelho no outro. A doen�a de um entristece o outro. Aqui � onde o sentimento enobrece, e esse est�gio geralmente acaba quando um dos parceiros falecem.
O quarto est�gio SIMPATIA. Elas se atraem geralmente quando s�o bem humoradase tem uma vida sempre ativa. Aqui n�o h� sentimento de raiva, de �dio, de rancor. Nesse est�gio, as almas g�meas por estarem unidas por uma consci�ncia superior,n�o existe, a necessidade de palavras de baixo cal�o.
O quinto est�gio DESEJO. Aqui, as almas g�meas, homem e mulher, se entregam a paix�o, � procura. Existe a consci�ncia de di�logo a fio, respeito e planos para o futuro.
O sexto est�gio � o F�SICO. � o per�odo do contato, do abra�o,dos beijos, dos carinhos, do ato sexual, � onde tudo se torna mais intenso, � onde h� a liberta��o k�rmica (�xtase sexual). � a evolu��o dos dois. Esses s�o os est�gios das Almas G�meas.

A procura das Almas G�meas s�o intuitivas, s�o desejos puros.
Quando h� esse encontro, n�o existe quotidiano, regras, ou sentimentos mais puros. H� uma harmonia de esp�rito, intelecto, desejos, conquistas.
Os encontros das Almas G�meas, n�o como regra, mas sim pelos elementais, t�m seus
encontros:
Signos de TERRA como Virgem, Capric�rnio e Touro, encontrar�o seu par em ambiente de trabalho.
Os de elemento FOGO como �ries, Le�o e Sagit�rio, v�o ao encontro de sua alma g�mea, em variados lugares. E, quando se acham, geralmente brigam com a pessoa, n�o simpatizam � primeira vista e discordam dos assuntos que discutem.
Nos elementos de �GUA como Escorpi�o, Peixes e C�ncer, tem maiores facilidades em encontros familiares.
Os elementos de AR, como G�meos, Libra e Aqu�rio, podem se conhecer atrav�s da comunica��o, telefonemas, correspond�ncias, amigos.
Tudo isso dito acima, deve ser analisado atrav�s da Astrologia, aqui � apenas uma probabilidade.
Mais adiante, iremos abordar sobre esse assunto.


Jamais se esque�am que a atra��o das almas g�meas se d�o pelo fato de terem o mesmo magnetismo, as mesmas qualidades espirituais e possivelmente emocionais.
Para os alquimistas, a Alma � o pr�prio Graal, a ta�a que Maria Madalena e Jos� de Arimat�ia tinham em m�os durante a crucifica��o de cristo.
Dizem que quem encontrar o Graal ter� todas as recompensas universais e obter� o Elixir da juventude. O Graal jamais ser� encontrado, pois � a nossa alma e o cora��o de todos igualmente com vontades de alegrias e satisfa��es, desejos de verdade e felicidade.
Um dia, alguém me disse: "Voc� est� assistindo muita novela!", pelo fato de sempre tentar obter a compreens�o e a uni�o das pessoas. Parei e n�o respondi, pois a resposta foi enviada através de gestos e carinhos. Eu poderia ter dito que n�o assisto novelas, mas talvez, a compreens�o desta, n�o seria t�o clara quanto a minha atitude.

Por essa raz�o, fa�a com que seu companheiro lhe conhe�a, fale sobre seus problemas, suas lembran�as, seus medos, suas paix�es, emo��es, ideais, aprenda, ensine...a vida se tornar� mais d�cil, mais amena. N�o coloque regras e nem muita disciplina, na verdade qualquer bom relacionamento deve-se ao respeito de personalidade.
Alma � sin�nimo de Vida. Quando estiver apto a fazer essa pergunta, fa�a a si mesmo: "Por quem ou por que voc� daria a sua vida, ou passaria longas horas trabalhando prazerosamente?"
Essa � uma pergunta delicada, mas veja se essa essoa faria o mesmo pela sua alma. � uma maneira sutil de encontrar a resposta certa, ela � ou n�o a minha alma g�mea? Mas, para se obter essa resposta, sinta a pesonalidade da pessoa, sinta o esp�rito, os desejos, os anseios dessa pessoa.
Russ Michael, autor do livro Como encontrar sua Alma G�mea, diz : "O conhecimento de

certas leis pode ser utilizado para acelerar o encontro f�sico com sua Alma G�mea. A seguinte lei � b�sica e muito importante, podendo ser utilizada por qualquer um: a energia acompanha o pensamento. Se voc� n�o se importa se sua alma g�mea vai aparecer ou n�o, a pr�pria frieza de sua atitude a mant�m afastada, conservando-a a uma dist�ncia segura.".
Concluindo, � necess�rio que voc� v� a luta. N�o espere que ora��es dos outros fa�am isso por voc�. Sua pr�pria energia resulta e concretiza os seus desejos. Voc� trabalhando nisso, estar� gerando Energia, e consequentemente Luz e Calor.

Uma vez me perguntaram por que homens de neg�cios s�o na realidade t�o sozinhos? E o mais engra�ado nisso, � que essa pergunta foi feito por um homem. Eu, pelas pesquisas feitas, cheguei a conclus�o de que as pessoas de neg�cios est�o em um est�gio de materialismo t�o intenso, que esquecem de cuidar da alma. Elas compram seus desejos, usam de seus poderes para concretizarem suas emo��es, mas com solid�o. Chegam a ter depress�es t�o profundas que se entregam ao trabalho como se fossem tudo na vida. Procuram desesperadamente o aconchego, mas se recentem de que essa ou esse esteja com ele por interesse.
Uma outra conclus�o sobre esse assunto, � que todo homem de neg�cio n�o tem tempo, ou tem medo de um relacionamento, pois todo relacionamento � uma doa��o. � muito prov�vel que esses homens sejam solit�rios em seu �ntimo e se perguntam o tempo todo onde estar� sua Alma G�mea? E eu, responderia numa simples e singela frase: "O homem que conhece a si mesmo, obt�m o Elixir da Vida". Se Alma � sin�nimo de Vida, ent�o se d� tempo do auto-conhecimento, pois sua Alma G�mea est� a sua espera e voc� n�o a senti por falta de espa�o no seu �ntimo.
Almas Companheiras: S�o g�meos, ou amigos cada um com sua personalidade, tem geralmente intui��es com rela��o ao irm�o. S�o pessoas geralmente que em vidas passadas foram amigas e retornaram como tais. As almas amigas, s�o aquelas que est�o t�o pr�ximas a n�s que chegamos a dizer "meu irm�o". S�o pessoas t�o unidas que chegam at� sentir mesmos sentimentos com rela��o a vida. S�o companheiros, s�o sentinelas, nos ajudam nos amam do jeito que somos. N�o tentam consertar o modo de vida do outro, mas sim ajudar a resolver seus conflitos mais �ntimos. S�o os verdadeiros amigos. N�o foram almas g�meas no passado, s�o amigos.

� poss�vel que, duas pessoas que quando iniciam um relacionamento via Internet finalmente se encontrem pessoalmente, pois o f�sico se torna secund�rio, sendo at� mais verdadeiro, pois se torna mais f�cil e menos inibido o conhecimento entre elas, para o amor n�o h� limites, mas sim a coragem e ousadia.
BIBLIOGRAFIA:
O tar� dos Anjos autor: Kinberly Marroney
Almas G�meas autor: Monica Buonfiglio
Las estrejjas fijas y las constelacion�s autor: Silvia

16 de nov de 2009

Cirurgia Espiritual gratuita a distancia

User-agent: Mediapartners-Google*
Disallow:

CIRURGIA ESPIRITUAL À DISTÂNCIA



O homem é um grande receptor de energias negativas. Essas energias começam a aflorar em sua vida desde a mais tenra idade. Situações, emoções e sensações que passa pela infância, para não dizer em vidas passadas, contribuem para este arquétipo. As doenças são provenientes desse processo e são plasmadas inconscientemente através do corpo emocional, que é um dos corpos mais difíceis de ser equilibrado.

A cobrança, em todos os sentidos, tem sido a principal promotora dos recalcamentos de tendências instintivas gravadas pelas glândulas, dependendo sempre de como cada pessoa recebe cada emoção.

O corpo biológico é uma máquina excepcional que comporta uma determinada carga de energia negativa (pensamentos e sentimentos). Quando esta carga é exagerada, a hipófise (glândula pituitária) se preocupa em dividir e transferir o excesso por outros órgãos, na tentativa de auxiliar o corpo biológico a não receber uma carga aniquilante. Muitas vezes o órgão que recebeu sua parte do excesso não suporta sua quota, se danifica e gera, assim, o aparecimento de alguma doença que nada mais é do que a informação de que algo não vai bem. A doença não é uma situação normal; ao contrário, é o alarme de que algo está errado na máquina e que deve ser consertado.

Doença é um conceito que se refere ao estado geral da pessoa e não de seus órgãos ou partes do seu corpo. O corpo nunca está doente. O corpo deve o seu funcionamento a duas forças imateriais que são denominadas consciência (alma) e vida (espírito). A consciência apenas toca o alarme, apresentando as informações de que algo está errado no mecanismo da vida.

Quando as funções corporais se desenvolvem harmoniosamente recebe o nome de saúde. Se alguma função falha, comprometendo a harmonia do todo, então se fala em doença. A doença nada mais é do que a perda de uma ordem até então equilibrada. A perturbação da harmonia acontece unicamente ao nível de consciência, mostrando pura e simplesmente o que está acontecendo no corpo.

A consciência de uma pessoa está desequilibrada quando torna evidente o desequilíbrio corporal. É o ser que está doente e não o seu corpo. Assim que um sintoma se revela, chama a atenção e interrompe muitas vezes a continuidade do caminho de vida até então vigente. O sintoma é um alarme usado para chamar a atenção sobre uma perturbação, motivado por um elemento irritante que necessita ser localizado, resolvido e eliminado.

As cirurgias espirituais à distância são técnicas desenvolvidas por diversos espiritualistas que sob a inspiração dos seus mentores procuram resolver a parte espiritual que toca à doença, eliminando a causa e não a conseqüência. Esta cirurgia espiritual não possui nenhuma relação com a medicina, curas médicas ou práticas médicas. Serve exclusivamente para a cura no sentido Divino, onde o bem-estar energético e espiritual determinam as condições de harmonização energética. Por isso não é recomendada a interrupção de qualquer tipo de tratamento médico.

Doença e cura são conceitos que somente têm importância para a consciência e não se aplicam ao corpo, pois, como já foi explicado, um corpo nunca está doente. Tudo o que o corpo faz é refletir os estados correspondentes e as condições da própria consciência. Quanto maior for a compreensão sobre isso e a expansão da consciência do indivíduo, melhor será o seu aproveitamento na cura. Ampliar a consciência significa diminuir as dúvidas, os medos e suas derivações. É ter a certeza da cura!

A cirurgia espiritual tem o objetivo de orientar o espírito no sentido de libertar-se das suas tendências e imperfeições, alcançando a "saúde moral".

Este tratamento espiritual independe de fé, religião, crença ou filosofia de vida, porém a consciencialização da pessoa sobre a causa da doença ajudará na aceleração do processo de cura.

É bem verdade que as curas espirituais despertam e seduzem os ateus, médicos ortodoxos, religiosos dogmáticos e até os indiferentes que, depois de sacudidos em sua velha atitude mental, começam a respeitar e se interessar pelos ensinamentos preciosos da vida imortal. O conforto, o reajuste físico ou as curas conseguidas por intermédio dessa propriedade é importante no combate ao ateísmo do enfermo, despertando-lhe o entendimento para os ensinamentos da vida espiritual.

Nessas cirurgias são utilizadas diversas técnicas, tais como passes magnéticos, reiki, alchemist-healing, cura quântica, cromoterapia, cristais, etc., que são utilizadas pelos médicos espirituais para refazer e religar o corpo energético (corpo elétrico), auxiliando as células do corpo biológico a se refazerem. Durante a cirurgia espiritual há a utilização de aparelhos energéticos trazidos do mundo etéreo (outras dimensões) para reconstrução de corpos danificados e reestruturação do DNA. Não existem cortes no corpo físico. Também são desmaterializados bloqueios físico, mental, emocional e espiritual de vidas passadas e multidimensionais. Limpeza de registros cármicos (sublimação de bloqueios, energias e outros limites pessoais) e desobsessão.

Essas cirurgias espirituais se caracterizam pela atuação de uma equipe médica espiritual que mobiliza recursos fluídicos diretamente junto ao corpo físico e ao Perispírito do doente. Em alguns casos o doente é conduzido a naves ou hospitais do mundo extra físico e lá é submetido a complexos processos de reparação perispiritual.

Se estiver interessado, o PORTAL SAINT GERMAIN está abrindo o cadastro para aqueles que desejam realizar cirurgia espiritual à distância. Para isso entre no link abaixo e saiba mais sobre o assunto: http://somostodosum.ig.com.br/clube/servicos.asp?id=2367.

Cirurgia Espiritual  gratuita a distancia
A cirurgia espiritual NÃO É COBRADA, não faz restrições a crenças religiosas e não obriga o paciente a nada. Temos procedimentos específicos, os quais serão explicados para aqueles que se cadastrarem. Contudo, a intenção da preparação é permitir um ambiente propício para atuação da espiritualidade superior.
Não realizamos diagnósticos sobre as doenças dos pacientes e não temos acesso a nenhuma informação relativa ao que foi realizado em cada um. Todo o trabalho de assistência fica sob responsabilidade da espiritualidade, preservando assim a intimidade de cada um, sem expor os médiuns que se dedicam a essa tarefa.

outros link onde voce pode realiza a cirugia espiritual  
http://www.franciscodeassis.org.br/gerenciaCirurgia/indexCirurgia.do

atendimento medico espiritual a distancia
http://www.espirito.org.br/atend/irma-duca.html

http://www.lema.not.br/indexxq2.php?pageartigo=faq&acao=resposta&sub=&princi=&recstart=0&q_id=250

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs