pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Mostrando postagens com marcador magias afastamento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador magias afastamento. Mostrar todas as postagens

19 de dez de 2011

Toda mulher merece ser Amada!!


Toda mulher tem o direito de ser feliz...
De ter momentos inesquecíveis em sua vida...e como!

Toda mulher deve ser compreendida, amada
e respeitada.

Toda mulher merece um homem que a faça feliz
que dê a ela momentos felizes que a faça sentir
amada e única!

Toda mulher merece um homem que entenda
suas fases e que saiba o que sente
sem que ela precise falar, e que faça com/para ela
o que ela quer que faça, sem que ela tenha que pedir.

Toda mulher merece um presente sem motivo,
um abraço e um carinho quando menos se espera...

Toda mulher merece um elogio sem razão,
um sorriso de alegria e descontração...

Toda mulher merece ser ouvida, admirada, realizada
e principalmente amada por toda a sua vida!




envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

22 de nov de 2011

Dimenção Das Sombras! (relato )

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


Dimenção Das Sombras!

Quando eu durmo vou para um lugar a beira da realidade como se fosse esse mundo mas é diferente la tem varios tipos de criaturas e eu me transformo de certa forma quando eu era criança era pior eu era indefeso mas mesmo assim agora tenho problemas com isso por favor se vcs sabem ou passam por isso me avissem !
Exemplo de coisas que cheguei a ver e até conversar: anjos caídos Espectros ,sucubus, e incubus muitas vezes são violentos !

19 de jul de 2011

evocando Genios do Nuctemeron

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


O "Nuctemeron" de Apolônio de Thyana

Atualizado pela última vez no dia
Publicado em grego, conforme um antigo manuscrito, por Gilberto Gautrinus: De Vita et Morte Moysis, livro III, pág. 206, reproduzido por Laurent Moshémius nas suas observações sagradas e histórico-críticas. Amsterdã, MDCCXXI, traduzido e explicado, pela primeira vez, por Eliphas Levi.
Nuctemeron quer dizer o dia da noite ou a noite alumiada pelo dia. É um título análogo ao da Luz saindo das Trevas, título de uma obra hermética assaz conhecida; poderíamos traduzi-lo assim: "A Luz DO OCULTISMO".
Este monumento da alta magia dos assírios é muito curioso para nos dispensar de fazer sobressair a sua importância. Não somente evocamos Apolônio, talvez chegamos a ressuscitá-lo.

O "Nuctemeron"

Primeira hora

Na unidade, os demônios cantam os louvores de Deus, perdem a sua malícia e a sua cólera.
Segunda hora

Pelo binário, os peixes do Zodíaco cantam os louvores de Deus, as serpentes de fogo se entrelaçam em redor do caduceu e o raio torna-se harmonioso.
Terceira hora

As serpentes do caduceu de Hermes se entrelaçam três vezes. Cérbero abre a sua tríplice goela e o fogo canta os louvores de Deus pelas três línguas do raio.
Quarta hora

Na quarta hora, a alma volta a visitar os túmulos, é o momento em que se acendem as lâmpadas mágicas nos quatro cantos dos círculos, é a hora dos encantamentos e prestígios.
Quinta hora

(Aquae supra coelestes tabula marmoris mundi Hebraeorum).
A voz das grandes águas canta o Deus das esferas celestes.
Sexta hora

O espírito fica imóvel, vê os monstros infernais caminharem contra si e fica sem temor.
Sétima hora

Um fogo que dá a vida a todos os seres animados é dirigido pela vontade dos homens puros. O iniciado estende a mão e os sofrimentos cessam.
Oitava hora

As estrelas se falam, a alma dos sóis correspondem com o suspiro das flores, cadeias de harmonia fazem corresponder entre si todos os seres da natureza.
Nona hora

O número que não deve ser revelado.
Décima hora

É a chave do ciclo astronômico e do movimento circular da vida dos homens.
Undécima hora

As asas dos gênios se agitam com um ruído misterioso; eles voam de uma esfera à outra e levam, de mundo em mundo, as mensagens de Deus.
Duodécima hora

Aqui se realizam pelo fogo as obras da eterna luz.

Explicação

Estas doze horas simbólicas, análogas aos signos do Zodíaco mágico e aos trabalhos alegóricos de Hércules, representam a série das obras da iniciação.
é preciso, pois, primeiramente;
1.° — Dominar as paixões más e forçar, conforme a expres-são do sábio Hierofante, os próprios demônios a louvarem a Deus.
2.° — Estudar as forças equilibradas da natureza e saber como a harmonia resulta da analogia dos contrários. Conhecer o grande agente mágico e a dupla polarização da luz universal.
3.° — Iniciar-se ao simbolismo do ternário, princípio de todas as íeogonias e de todos os símbolos religiosos.
4.° — Saber dominar todos os fantasmas da imaginação o triunfar de todos os prestígios.
5.° — Compreender como a harmonia universal se produz, no centro das quatro forças elementares.
6.° — Tornar-se inacessível ao temor.
7.° — Exercitar-se na direção da luz magnética.
8.° — Aprender a prever os efeitos pelo cálculo de ponderação das causas.
9.° — Compreender a hierarquia do ensino, respeitar os mistérios do dogma e calar-se diante dos profanos.
10.° — Estudar a fundo a astronomia.
11.° — Iniciar-se pela analogia às leis da vida e da inteligência universais.
12.° — Operar as grandes obras da natureza pela direção da luz.
Eis aqui, agora, os nomes e as atribuições dos gênios que presidem às doze horas do Nuctemeron.
Por estes gênios, os antigos hierofantes não entendiam nem deuses, nem anjos, nem demônios, mas sim forças morais ou virtudes personificadas.

Gênios da primeira hora

Heiglot, gênio das neves.
Mizkun, gênio dos amuletos.
Haven, gênio da dignidade.
Papus, médico.
Sinbuck, juiz.
Rasphuia, necromante.
Zahun, gênio do escândalo.

Explicação

"É preciso tornar-se o médico e o juiz de si mesmo para vencer os malefícios do necromante. Conjurar e desprezar o gênio do escândalo, triunfar na opinião que gela todos os entusiasmos e confunde todas as coisas numa mesma fria palidez, como faz o gênio das neves. Conhecer a virtude dos signos e prender, assim, o gênio dos amuletos para chegar à dignidade de mago.

Gênios da segunda hora

Sisera, gênio do desejo.
Torvatus, gênio da discórdia.
Nitibus, gênio das estrelas.
Hizarbín, gênio dos mares.
Sachlup, gênio das plantas.
Baglis, gênio da medida e do equilíbrio.
Labezerin, gênio do êxito.

Explicação

É preciso aprender a querer e transformar, assim, em força o gênio do desejo; o obstáculo da vontade é o gênio da discórdia, que se prende pela ciência da harmonia, A harmonia é o gênio das estrelas e dos mares; é preciso estudar as virtudes das plantas, entender as leis do equilíbrio da medida, para chegar ao êxito.

Gênios da terceira hora

Hahabi, gênio do temor.
Phlogabitus, gênio dos ornamentos.
Eimeus, gênio destruidor dos ídolos.
Mascarum, gênio da morte.
Zaroby, gênio dos precipícios.
Butatar, gênio dos cálculos.
Cahor, gênio da decepção.

Explicação

Quando, pela força crescente da tua vontade, tiveres venci do o gênio do temor, saberás que os dogmas são os ornamentos sagrados da verdade desconhecida ao vulgo; mas destruirás, na tua inteligência, todos os ídolos e prenderás o gênio da morte, sondarás todos os precipícios e submeterás, até o infinito, à pro porção dos teus cálculos; assim evitarás para sempre os enganos no gênio da decepção.

Gênios da quarta hora

Phalgus, gênio do juízo.
Thagrinus, gênio da confusão.
Eistibus, gênio da adivinhação.
Pharzuph, gênio da fornicação.
Sislau, gênio dos venenos.
Schikron, gênio do amor dos animais.
Âclahayr, gênio do jogo.

Explicação

A força do mago está no seu juízo, que lhe faz evitar a confusão que resulta da antinomia e do antagonismo dos princípios, pratica a adivinhação dos sábios: mas despreza os prestígios dos encantadores, escravos da fornicação, artistas em venenos, servidores do amor dos animais, triunfa, assim, da fatalidade, que é o gênio do jogo.

Gênios da quinta hora

Zeirna, gênio das enfermidades.
Tablibik, gênio da fascinação.
Tacritau, gênio da goecia.
Suplathu, gênio do pó.
Sair, gênio do antimônio dos sábios.
Barcus, gênio da quintessência.
Camaysar, gênio da união dos contrários.

Explicação

Triunfando das enfermidades humanas, o mago não é mais joguete da fascinação, lança aos pés as vãs e perigosas práticas da goécia, cuja força está toda num pó, que o vento leva; mas possui o antimônio dos sábios, arma-se com todas as forças criadoras da quintessência e produz à vontade, a harmonia que resulta da analogia e da união dos contrários.

Gênios da sexta hora

Tabris, gênio do livre arbítrio.
Susabo, gênio das viagens.
Eirnibus, gênio dos frutos.
Nitika, gênio das pedras preciosas.
Haatan, gênio que esconde os tesouros.
Hatiphas, gênio dos enfeites.
Zaren, gênio vingador.

Explicação

O mago é livre, é o rei oculto da terra e a percorre como seu domínio. Nas suas viagens, aprende a conhecer os sucos das plantas e dos frutos, as virtudes das pedras preciosas, força o gênio que esconde os tesouros da natureza a lhe dar todos os seus segredos; penetra, assim, nos mistérios da forma, compreende os enfeites da terra e da palavra, e se é desconhecido, se os povos lhe são inospitaleiros, se passa fazendo o bem e recebendo ultrajes, é sempre seguido pelo gênio vingador.

Gênios da sétima hora

Sialul, gênio da prosperidade.
Sabrus, gênio que sustenta.
Librabis, gênio do ouro oculto.
Mitzgitari, gênio das águias.
Causub, gênio encantador das serpentes.
Salilus, gênio que abre as portas.
Jazer, gênio que faz ser amado.

Explicação

O setenário exprime o triunfo do mago, dá a prosperidade aos homens e às nações e os sustenta pelos seus ensinos sublimes; voa como a águia, dirige as correntes do fogo astral representadas pelas serpentes, todas as portas do santuário lhe são abertas e todas as almas que aspiram à verdade lhe dão sua confiança; é belo em elevação moral e traz consigo, em toda parte, o gênio pelo poder do qual alguém é amado.

Gênios da oitava hora

Nantur, gênio da escritura.
Toglas, gênio dos tesouros.
Zalburis, gênio da terapêutica.
Atphum, gênio das pombas.
Tukiphat, gênio do schamir.
Zizuph, gênio dos mistérios.
Cuniali, gênio da associação.

Explicação

Tais são os gênios que obedecem ao verdadeiro mago, as pombas representam as idéias religiosas; o schamir é um diamante alegórico que, nas tradições mágicas, representa a pedra dos sábios, ou esta força baseada na verdade e à qual nada resiste. Os árabes dizem ainda que o schamir, dado primitivamente a Adão e perdido por êle, depois da sua queda, foi achado por Henoque e possuído por Zoroastro, que depois Salomão o recebeu de um anjo, quando pediu a Deus a sabedoria. Por meio deste diamante mágico, Salomão cortou, sem esforço e sem martelo, todas as pedras do templo, somente tocando-as com o schamir.

Gênios da nona hora

Rishnuch, gênio da agricultura.
Suclagus, gênio do fogo.
Kirtabus, gênio das línguas.
Sablil, gênio que descobre os ladrões.
Schachlil, gênio dos cavalos do sol.
Colopatiron, gênio que abre as prisões.
Zeffar, gênio da escolha irrevogável.

Explicação

Este número, diz Apolônio, deve ser passado em silêncio, porque contém os grandes segredos do iniciado, a forças que faz a terra fecunda, os mistérios do fogo oculto, a chave universal das línguas, a segunda vista, diante da qual os malfeitores não poderiam ficar escondidos. As grandes leis do equilíbrio e do movimento luminoso, representadas pelos quatro animais simbólicos na Cabala e na mitologia dos gregos pelos quatro cavalos do sol. A chave da emancipação dos corpos e das almas que abre todas as prisões e esta força da escolha eterna que termina a criação do homem e o fixa na imortalidade.

Gênios da décima hora

Sezarbil, diabo ou gênio inimigo.
Azeuph, matador de crianças.
Armilus, gênio da cupidez.
Kataris, gênio dos cães e dos profanos.
Razanil, gênio da pedra de ônix.
Buchaphi, gênio das estriges.
Mastho, gênio das vãs aparências.

Explicação

Os números acabam em nove e o sinal distintivo da dezena é o zero, sem valor próprio, ajuntado à unidade. Os gênios da décima hora representam, pois, tudo o que, nada sendo por si mesmo, recebe uma grande força da opinião e pode sofrer, por conseguinte, a onipotência do sábio. Caminhamos, aqui, num terreno ardente e nos permitirão não explicar aos profanos nem o diabo que é o seu senhor, nem o matador de crianças que é seu amor, nem a cupidez que é o seu deus, nem os cães aos quais não os comparamos, nem a pedra de ônix que lhes escapa, nem as estriges que são suas cortesãs, nem as falsas aparências que tomam pela verdade.

Gênios da undécima hora

AEglun, gênio do raio.
Zuphlas, gênio das florestas.
Phaldor, gênio dos oráculos.
Rosabis, gênio dos metais.
Adjuchas, gênio dos rochedos.
Zophas, gênio dos pentáculos.
Halacho, gênio das simpatias.

Explicação

O raio obedece ao homem, torna-se o veículo da sua vontade, o instrumento da sua força, a luz dos seus fachos; os carvalhos das florestas sagradas dão oráculos, os metais se transformam e se mudam em ouro, ou tornam-se talismã, os rochedos se separam da sua base, e, arrastados pela lira do grande hierofante, tocados pelo misterioso schamir, mudam-se em templo ou palácio, os dogmas se formulam, os símbolos representados pelos pentáculos tornam-se eficazes, os espíritos são presos por forças simpáticas e obedecem às leis da família e da amizade.

Gênios da duodécima hora

Tarab, gênio da concussão.
Misram, gênio da perseguição.
Labus, gênio da inquisição.
Kalab, gênio dos vasos sagrados.
Hahab, gênio das mesas reais.
Marnés, gênio do discernimento dos espíritos.
Sellen, gênio do favor dos grandes.

Explicação

Eis, agora, a que sorte devem esperar os magos e como se consumará o seu sacrifício; porque, depois da conquista da vida, é preciso saber sacrificar-se para renascer imortal. Sofrerão a concussão, pedir-lhes-ão ouro, prazeres, vinganças, e, se não satisfizerem a cupidez do vulgo, estarão expostos à perseguição, à inquisição; mas ninguém profana os vasos sagrados, eles são feitos para as mesas reais, isto é, para os banquetes da inteligência. Pelo discernimento dos espíritos, saberão abster-se do favor dos grandes e ficarão invencíveis na sua força e na sua liberdade.



16 de jun de 2011

Horóscopo do Chimarrão

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Horóscopo do Chimarrão

Áries - Esse, acha que a cuia é dele! Tu tá recém pondo a chaleira no fogo, e ele já tá ali, perguntando se tá pronto. Esbaforido, sempre se queima, ou fica com a bomba entupida, pois que não tem paciência pra esperar que a erva assente. Dá-lhe um trancaço, diz que no Natal ele vai ganhar uma cuia só prá ele. Não te preocupa, que é loco manso.


Touro - ele primeiro vê se a cuia é linda, no más... depois, fica ali, acariciando a dita, com cara de libidinoso. Como em geral, é guloso pra caraca, te passa o mate, mas fica te olhando atravessado, e ruminando... como é do seu feitio. Não vale a pena discutir com o bagual, pois além de cabeçudo, quase sempre é o dono da cuia e da bomba.


Gêmeos - o vivente já entra no rancho falando e contando causo, trovando e atraqueando que é um inferno. Tudo com a cuia na mão. Até que o povaréu começa a ficar nervoso. Conselho: antes que esfrie até a água da térmica, saiam de fininho e vão tomar mate em outro lugar. Ele nem vai notar.


Câncer - esse já pega a cuia com ar de desolado, pois que a cuia lhe lembra a mãe. De tão sentimental, às vezes, até chora, lembrando do primeiro chimarrão (que a gauchada nunca esquece). Quando sente medo do escuro, dorme com a cuia embaixo do travesseiro. E tem pencas de cuias e bombas entupindo as gavetas... de recordação, diz o infeliz...

Leão - louco e convicto, não é que me inventou de mandar gravar um brasão de família na cuia e outro na bomba? Só toma chimarrão se tiver um povo em volta pra ficar lhe olhando, e aí, aproveita, e desata a trovar e a declamar, esperando que lhe aplaudam. Sempre é bom não contrariar.
 
Virgem - Primeiro, ele lava as mãos e todos os apetrechos, depois, confere se a erva é ecológica, e por aí vai. Acha que, o certo mesmo, era cada um ter a sua própria cuia, bomba e mate. Mas, por via das dúvidas, carrega sempre um paninho que, discretamente, vai passando no bocal da bomba. Como é metido a botiqueiro, e conhece todo tipo de erva deste Rio Grande, enquanto mateia, vai dando receitas e curando, de lombriga a esquizofrenia.

Libra - Flor de fresco, chega a pegar a bomba com o dedinho levantado. Mas compensa, pelo senso de justiça. Só toma o mate depois que todo mundo já se serviu. Pra ele, matear, também pode ser sinônimo de namorar; daí que, se prenda, só faz roda de mate com a indiada marmanja, e, se marmanjo, põe açúcar e mel na cuia, e vai, todo lampero, pro Brique, ver se atrai as mosca, quer dizer, as moça.

Escorpião - pega a cuia, e matreiro... sai de fininho para algum canto, remoendo traumas, encucações e toda a sorte de loucuras. Sem essa de que vingança é um prato que se come frio, pois que, na água quente do amargo, fica tramando seus planos de vingança (inclusive, e principalmente: Revolução Farroupilha, a revanche!). E, ai daquele que não lhe passar a cuia. Outro que tem fantasias sexuais com a cuia, com a bomba e com a térmica. Só não me pergunte quais.

Sagitário - em geral estrangeiro, pois sagitariano que é sagitariano, nunca está em seu país de origem; aqui, no Rio Grande, pode ser um carioca, paulista ou baiano que, sem entender nada de tradição, fica mexendo o mate, com a bomba como se o amargo fosse um milk-shake. Conheci um que queria misturar mate com fanta uva.

Capricórnio - inventou o tele-chimarrão com pingo-boy e tudo, e o chimarrão de negócios, o qual pratica toda a sexta-feira na sua empresa, que, aliás, exporta cuia, bomba, erva e demais aparatos para a gringolândia. Diz que já tá fazendo até inglês largar o chá e pegar a cuia.

Aquário - rebelde até a última cuia, acha que esse negócio de chimarrão tá superado.Só não sabe pelo quê. Doido, mas metido a bonzinho, adora um povaréu; daí que, convida todo o vivente que estiver passando, pra sua roda de mate. Acha que se o chimarrão fosse servido na ONU, o mundo seria outro.

Peixes - inventou a leitura de cuia e recebe entidades durante a mateada. Se desconhece o tipo de ervas que usa... mas, diz que faz roda de chimarrão com os daqui e com os do além. Por isso, um conselho de amigo: se a roda de chimarrão for em outra estância, que volte de táxi.

21 de abr de 2011

SAO JORGE GUERREIRO

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


SAO JORGE GUERREIRO

Oração a São Jorge

Eu estou vestido e armado com as roupas e as armas de São Jorge,
para que os meus inimigos tenham pés e não me alcancem,
tenham mãos e não me toquem, tenham olhos e não me vejam,
e nem mesmo em pensamento eles possam me fazer mal.

Armas de fogo o meu corpo não alcançarão.
Facas e espadas, se quebrem sem o meu corpo tocar.
Cordas e correntes, arrebentem sem o meu corpo amarrar.

Jesus Cristo, me proteja e me defenda
com o poder de sua santa e divina graça
Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições,
e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder,
seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meu inimigos.
Glorioso São Jorge, em nome de Deus,
estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas,
defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza,
e que debaixo das patas de seu fiel ginete
meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós.
Assim seja com o poder de Deus
de Jesus e da Falange do Divino Espírito Santo.

visualizar


9 de nov de 2010

olho gordo ISSO EXISTE MESMO

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

ISSO EXISTE MESMO?

Não são todos os que acreditam, mas por via das dúvidas.....
Não é bom facilitar......
Desde a antiguidade, os olhos são visos como sendo a expressão da alma e considerado um órgão sagrado.
O olho humano tem um potencial oculto e emite energias que podem intensificar as palavras ditas. Um olhar penetrante e bem dirigido, pode reforçar muito uma mensagem ou um ensinamento. E, muitas vezes, sozinhos já conseguem passar toda a informação necessária.

Vemos, portanto, que grande parte da energia gerada por nossos processos internos - como nossos pensamentos e sentimentos - são emitidos pelos olhos para o mundo exterior. Além de ser o espelho da alma, o olho é também um grande emissor de magnetismo e energia.

Existem relatos de homens santos que, apenas com seu olhar, curavam os doentes. Isso nada mais é do que uma energia de cura muito poderosa que é canalizada através dos olhos.
Mas, infelizmente, nem só de santos vive a Terra. Muitos seres interiormente desequilibrados emitem, através do seu olhar, toda a energia desgovernada que habita em seu interior e saem por aí matando plantas, murchando bolos, causando quebranto em crianças pequenas, quebrando objetos, enguiçando máquinas, e provocando até doenças e muito mal estar em suas vítimas.

Muitos consideram o fenômeno do Olho Gordo como pura superstição, mas o tema já era tratado por Lao-Tse, criador do Taoísmo, que viveu há mais de 350 anos antes de Cristo e por Confúcio que viveu 600 anos antes de Cristo, ambos na China.
O Olho Gordo nada mais é do que a canalização, através dos olhos, de uma energia interna gerada pelo desejo de possuir o que é dos outros e pela inveja, que não deixa de ser um roubo de energia.

Os possuidores de Olho Gordo são pessoas em pemanente estado de descontentamento e que têm complexo de inferioridade (mesmo que camuflado), uma vez que não se julgam capazes de conseguir por si mesmos o objeto de sua cobiça. Seguem a vida lamentando-se de sua má sorte, mas nada fazem pra construir uma vida mais feliz. Poderíamos considerá-los vampiros de energia e estão ligados aos baixos desejos, à mesquinhez, ao egocentrismo e a uma série de assuntos internos mal resolvidos. Gostam de estar sempre por perto e sabedores dos acontecimentos, são solícitos e companheiros, utilizando-se do recurso da aproximação.
Seis dicas para lidar com o Olho Gordo
Uma coisa é certa: a nossa felicidade certamente incomoda muita gente e durante toda a vida nos veremos obrigados a lidar com isso, portanto não adiante fugir e nem fingir que não é com você. Aprender a nos portar diante do fato é o melhor que temos a fazer. Veja a seguir algumas dicas que podem nos ajudar muito:

1. Muitas pessoas costumam usar amuletos para evitar as energias negativas.. Embora muitos não acreditem em sua eficiência, na verdade esses objetos são receptores de energias desarmoniosas, abosorvendo-as e neutralizando-as. Mas são de pouca valia caso a pessoa que a porta esteja vibrando no mal ou com baixa auto estima.
2. Deixar a ingenuidade de lado também é muito útil nessas horas. Com um pouco de conhecimento, prática e atenção é possível começar a pressentir as intenções dos outros para não sermos pegos de surpresa. Isso não significa ser malicioso e apenas ver o mal em tudo e todos, mas com um pouco de sensibilidade aprenderemos a nos posicionar de forma correta em cada situação, nos abrindo para quem merece nossa confiança e nos colocando em posição de defesa com relação àqueles que não nos inspiram bons agouros. O segredo é não nos deixar levar pelas aparências e somente pela razão, a intuição também conta muito nesses casos, além de uma observação muito apurada. A partir daí, vamos selecionar nossos amigos, saber a quem confiar nossos segredos e principalmente determinar quem deve ou não frequentar nossa casa. Costumo trabalhar muito esse aspecto nos meus cursos de Bioenergias.

3. Outra boa dica é o uso de visualização criativa e do mentalismo. Imagine-se involto em luz dourada, que o torna invulnerável às investidas do invejoso. Aproveite também para mandar um pouco de luz para ele, afinal a generosidade é uma energia que nos protege. Faça o mesmo com sua casa, animais e objetos de valor. O azul é outra cor muito boa para a proteção: a cor do arcanjo Miguel.
4. Mas, em se tratando de Olho Gordo, o mais importante é a postura da pessoa diante do fato. Seres de vontade fraca, indecisas, medrosas, supersticiosas, que não se julgam merecedoras de felicidade são alvos fáceis para o invejoso. O fortalecimento interior é a melhor arma contra as investidas externas.

5. Outro aspecto importante é a naturalidade. Nada de esconder o carro novo, a promoção merecida e muito menos os seus dons pessoais, nunca use de falsa modéstica, assuma com firmeza e merecimento as suas riquezas. Por outro lado, também não caia no outro extremo, saindo por aí exibindo-se e atiçando a inveja dos outros. Repito: a naturalidade aliada à segurança do senso de merecimento nos protegem da inveja alheia.
6. Nunca olhe para o invejoso com medo ou se sentindo inferior a ele em termos de poder. Lembre-se que quem tem inveja é porque não é feliz e não tem a capacidade de conquistar o que deseja. A sua firmeza é que vai te proteger e o medo só dará forças ao invejoso. Use e abuse do senso de humor. A alegria aliada à presença de espírito (sem agressividade) cortam o padrão vibratório do invejoso, deixando-o sem ação. E não se esqueça: 'Nunca tenha vergonha ou culpa por ser feliz'


Artigo enviado pela Profª de Bioenergias Vera Caballero
É jornalista, terapêuta holística,
ministra cursos e palestras sobre Bioenergias

Tel. 287.2786 - 9409.3290
e-mail: fvct@uol.com.br

27 de set de 2010

Magia para criar sua Guirlanda de Natal!

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
Magia para criar sua Guirlanda de Natal!
A vantagem de criar a sua própria Guirlanda é que a energia que você vai colocar em sua criação, vai energizar sua entrada no Ano Novo.
A técnica de montagem uni especiarias que trazem um resultado surpreendente de boas energias para proteger você, sua família e sua casa.
Você vai criar o visual combinado com suas necessidades, assim além de decorar, vai curar o ambiente.
O material usado para montar a guirlanda é barato e simples.
Da lista sugestiva de materiais à seguir, tirando o cipó que você compra em floriculturas, o restante você encontra em sacolão, feiras e mercados.
A montagem é super simples. Basta torcer duas ou três tiras de cipó e emendar as extremidades formando um circulo.
Em seguida você posiciona os ingredientes escolhidos previamente em toda volta para ter uma base da disposição.
Então, com cola quente em pequena quantidade para não ficar grosseiro, você vai colando um a um e observando se esta ficando do seu agrado.
Enfeite também com laços de tecido com as cores verde e vermelho.
Com a criatividade de sempre, sua guirlanda vai ficar maravilhosa e cheia de energia boa.
Lembre-se de fabricá-la no seu melhor bom humor!
Para cada material, você tem um significado:
ALHO: Contra a inveja.
ANIS: Sexualidade.
CAFÉ: Fartura.
CANELA: Transmite harmonia.
CIPÓ: Força.
CRAVO: Equilíbrio.
GUARANÁ: Energético.
LENTILHA: Atrai fortuna.
LOURO: Sucesso.
PIMENTA: Combate a inveja e a fofoca.
SOJA: Saúde.
TRIGO: Prosperidade.
FELIZ FESTAS!

10 de mai de 2010

Prece Espirita - Allan Kardec - Anjos Guardioes e Espiritos Protetores

visualizar


http://www.youtube.com/watch?v=E_ZPmjmRI2w

14 de set de 2009

Magia de amor, feitiços de amor, amarrações, amarrar amor, feitiços dinheiro, magias dinheiro, feitiços afastamento, magias afastamento

Magia de amor, feitiços de amor, amarrações, amarrar amor,

feitiços dinheiro, magias dinheiro, feitiços afastamento, magias afastamento

Magias e feitiços de amor: o que é?

Feitiço é um processo realizado atraves de feitiçaria, ou seja, de uma arte magica, ou seja: de magia.

Normalmente, os feitiços são materializados na forma de uma poção, ou de um filtro preparado através de processos msiticos e religiosos.

O termo feitiço, advem do latim «facticiu», que significa «artificial».

Na verdade, assim se chamam os feitiços, pois eles tem por objectivo produzir eventos, estados de espírito ou alterações no rumos dos eventos, que não são normais, sendo por isso «artificialmente» gerados por meios espirituais.

Os feitiços podem tambem ser realizados através de encantamentos, ou seja: por processos de oração que visam conjurar a intervenção de forças espirituais neste mundo. Quando assim sucede, a feitiçaria resulta num «sortilégio». O termo «sortilégio» advem do latim «sortilegiu», que significa:«escolha de sortes». Assim é chamado o sortilégio, pois por ele se escolhe a sorte de uma pessoa, evento ou instituição, através de processos místicos.

Magias de amor, feitiços de amor, magias de dinheiro, feitiços de dinheiro, e mais….

Para fazer voltar a pessoa amada:

ás 24h00 de numa noite de sexta feira, quando a lua estiver em Touro, (sob a magnânime regência de Vénus), ou em Escorpião, (sob a poderosíssima regência de Plutão), consagre uma vela vermelha com mel e óleo liturgico. Deverá depois gravar na vela o seu nome e o nome da pessoa amada. Faça-o com uma agulha previamente mergulhada numa taça de vinho tinto, ao qual foi misturado uma pequeníssima pitada de valeriana. Enquanto grava na vela os nomes com agulha molhada pelo vinho, diga a seguinte oração: «Poderosa e irresistível Vénus, sublime Senhora do amor, este vinho é sangue e nele reside o meu amor, este vinho é meu desejo e também minha dor. Com sangue gravei nossos nomes, e que assim no sangue de, ( nome da pessoa amada), corra meu sentimento para que de mim não tires o teu pensamento.» Assim dito, a agulha deve ser espetada na vela, de forma a cruzar ambos os nomes, e a vela deve ser acesa. Com a vela já ardendo, assim orar: «Força de Vénus, toda poderosa senhora da luz do amor, como arde esta vela, assim arda o coração de ( nome da pessoa amada), por mim. Pelo Teu poder, força de Vénus, regresse ele para mim. Assim seja.» Beba o vinho, ele actuará como forte poção de apelo ás forças espirituais de Vénus.Conserve todos os elementos do ritual em local secreto. Se necessário, repetir nas sextas em que a conjunção lunar for favorável. Aguardar os fortes resultados, não forçando eventos, deixando o caminho livre para que a Deusa abra os seus caminhos.

Para atrair o amor:

numa sexta feira á noite, ( depois das 21h00), coloque uma pétala de rosa vermelha numa taça de vinho tinto. Tape o cálice com um pano de ceda vermelho. Deixe a taça na sua mesa de cabeceira, e ao deitar pense: «Poderosa Vénus, senhora do amor, senhora dos meus destinos: aceitai visitar-me, aceitai minha adoração, aceitai meu puro coração. Vinde a mim e partilhai deste divino vinho que Vos oferendo, e trazei para mim quem eu amo, inflamado pela poderosa chama do irresistível amor de que sois imperatriz. Assim seja» Durma tranquilamente. De manha, ao acordar, bebei o vinho e agradecei á Deusa. A pétala de rosa vermelha deve ser colocada num pequeno saquinho, que deverá andar sempre junto ao seu corpo: será um fortíssimo chamamento ao amor.

Talismã do amor:

O diamante é a pedra sagrada da Deusa do amor, a eterna representação do inigualável brilho do planeta Vénus. Numa sexta feira, ás 24h00, faça oferendas de mal vinho licoroso e incenso á Deusa Vénus. Deixe que o diamente permaneça no altar dedicado vénus por toda essa noite. De manha, quando o sol estiver nascendo, colocai o diamante num saquinho. Usai-o sempre junto do corpo e toda a sexta feira repita o ritual de Vénus. Será poderoso talismã desblqueador de caminhos e protector do amor.

Afastamento de pessoas:

Retirai o espinho de uma rosa negra. Num sábado ás 24h00, com o espinho gravai o nome da pessoa indesejada numa vela negra. Depois cravai o espinho na vela. Acendei a vela e dizei: «Poderoso e temível Saturno, força devastadora e de desolação: apartai do meu caminho , ( nome da pessoa), para que ela jamais regresse; que a Tua força de catástrofe e desolação recaia sobre ( nome da pessoa), se a mim retornar. Assim seja, Ò poderoso e temível Saturno.» Deixai a vela arder. Os restos de cera, assim como o espinho, devem ser depositados em terra.

Para negócios, dinheiro e projectos:

Quinta feira, ás 12h00, encher um cálice com incenso em pó. Arder o incenso, defumando-o fortemente em fogo. Depositar 5 moedas no fogo do incenso, dizendo a seguinte oração: «Poderoso e justo Júpiter, Sol e luz do mundo, fazei-me prosperar em todos os meus passos, amparai-me e conservai-me. Assim seja pelo poder de Júpiter». Depois acendei uma vela vermelha, e sob a chama da vela colocai um faca de ritual, e dizei: «Magnânime Marte, imparável força das conquistas, favorecei os meus empreendimentos. Assim seja, pela conquista de Marte». A faca de ritual, a taça com o incenso onde estão as 5 moedas, devem ser guardadas secretamente. Este ritual deverá ser realizado sempre que se for necessário atrair as imparáveis forças espirituais e astrológicas que favorecem as conquistas e os empreendimentos.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs