pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
Mostrando postagens com marcador Amor impossível. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Amor impossível. Mostrar todas as postagens

16 de mai de 2012

APANHOU SEM VER QUEM BATIA (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


APANHOU SEM VER QUEM BATIA...
Quando criança, eu morava no interior, e nesse interior, perto de
Esmeraldas (MG), praticamente na divisa com Esmeraldas, havia um local muito
sinistro chamado "Morro branco".   Enfim, nessa cidade tinha um tal de Sr. Chico que era
famoso por abusar de tudo, dar uma de ateu, de fodão.  O Morro branco
era e é até hoje mal assombrado, todos que passavam ali a noite viam
coisas, teve um episódio que uma pessoa passava e no momento caiu uma
árvore quase em cima da pessoa.  Então, esse tal Sr. Chico falou que ia
passar lá de madrugada de cavalo para provar que não existia nada.  Lá
vai o Sr. Chico todo aparecido com seu cavalo pelo morro branco, e do
nada, ao passar por uma árvore, algo pulou na garupa do cavalo e começou
a bater no Sr. Chico, o cavalo disparou na hora e foi embora, mas o Sr,
Chico tomou um coro, mas foi um couro e o pior é que foi embora e o
bicho foi correndo atrás dele.  Disseram que quando ele entrou todo
sangrando em casa, algo ficou do lado de fora esmurrando a porta e
arranhando as janelas.  A família dele é desse povo conservador do
interior e jamais inventaria isso, e só sei que depois desse fato, o Sr.
Chico foi a missa TODOS OS DOMINGOS até morrer e ficou uma pessoa
calada, sem graça, parecendo um depressivo.  Gente, alguém pode visitar
meu perfil e ver que eu coloquei que não creio em deus, não obedeço
mandamentos e tudo, porém, acho o início do mundo um mistério e creio eu
que possa sim existir outro plano onde vivem coisas desconhecidas e até
entre nós mesmo aqui na terra tem lá os mistérios, porém, eu sou da
religião satanista e procuro viver minha vida sem regras, porém, sem
debochar igual eu ficava antes porque muita coisa mudou na minha vida. 
Eu sou satanista desde os 14 anos, estou com 36 e aconselho a quem for
ateu, a não debochar e não se achar o "sabe tudo" porque qualquer hora o
jogo vira...  E vira bem virado.

7 de fev de 2012

diabo



O diabo existe e seu papel ativo não pertence ao passado e não pode ser reduzido ao espaço da fantasia popular. Na realidade, o diabo continua a induzir os homens ao pecado mesmo hoje. Por tal razão a atitude do discípulo de Cristo frente a Satanás tem que ser de vigilância e de luta e não de indiferença. Na realidade a mentalidade de nosso tempo relegou a figura do diabo à mitologia e ao folclore. Baudelaire afirmava justamente que a obra-prima de Satanás, nos tempos modernos é induzir as pessoas a não acreditarem na sua existência. Conseqüentemente não é fácil imaginar que Satanás deu mostras da sua existência mesmo quando ele foi forçado a se expor para afrontar o Pe. Pio em “duros combates”. Tais batalhas eram brigas sangrentas, como foi escrito em muitas cartas que Pe. Pio enviava aos seus diretores espirituais.

Em 1906 aconteceu um dos primeiros contatos que Pe. Pio teve com o príncipe do mal. Pe. Pio tinha retornado ao convento de Sant'Elia de Pianisi. Uma noite de verão em que ele não conseguia dormir por causa do grande calor ouviu o barulho dos passos de alguém, que no quarto vizinho, caminhava para lá e para cá. "O pobre Anastasio não pode dormir como eu.", pensou Pe. Pio. " Quero chamá-lo, pois, pelo menos conversamos um pouco ". Ele foi até a janela e chamou o confrade mas sua voz permaneceu presa na garganta: no parapeito da janela vizinha, um monstruoso cão se apoiava. Assim contava o próprio Pe. Pio: “Vi horrorizado entrar pela porta um enorme cão feroz de cuja boca saia muita fumaça. Eu caí de bruços na cama e ouvi o que ele dizia: “é este, é este!”. Ainda naquela posição vi a fera pular sobre o parapeito da janela e de lá lançar-se sobre o telhado da frente para em seguida desaparecer.

"O Diabo submeteu Padre Pio à tentações em todos os sentidos. Padre Agostino confirmou que o diabo apareceu a ele de diferentes formas: "O diabo apareceu como meninas jovens que dançavam nuas, em forma de crucifixo, como um jovem amigo dos monges, como o Pai Espiritual, como o Padre Provinciano, como Papa Pio X, como o Anjo da Guarda, como São Francisco e como Nossa Senhora. O diabo também apareceu nas suas formas horríveis, com um exército de espíritos infernais. Às vezes não havia nenhuma aparição, mas Padre Pio estava ferido, ele era torturado com barulhos ensurdecedores, cuspido etc. Padre Pio teve sucesso livrando-se destas agressões ao invocar o nome de Jesus.

As lutas entre Padre Pio e Satanás ficaram mais duras quando Padre Pio livrou as almas possuídas pelo Diabo. Mais de uma vez, falou ao Padre Tarcísio de Cervinara que, antes de ser exorcizado, o Diabo gritava: "Padre Pio você nos dá mais preocupação que São Michael" e também: "Padre Pio, não aliene as almas de nós e nós não o molestaremos".

Vejamos como o Padre Pio descreveu nas cartas que enviou aos seus diretores espirituais, as agressões do Diabo.



Carta para Padre Agostino, de 18 de janeiro de 1912. -

"... O Barba Azul não quer ser derrotado." Ele chegou a mim assumindo todas as formas. Durante vários dias, vem visitar-me com seus espíritos infernais armados com bastões de ferros e pedras. O pior é que eles vêm com os seus próprios semblantes. Várias vezes eles me tiraram da cama e me arrastaram pelo quarto. Mas Jesus, Nossa Senhora, o Anjo da Guarda, São José e São Francisco estão freqüentemente comigo."

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para Padre Agostino 5 de novembro 1912

Querido Padre, esta é a segunda carta, graças a Deus, e segue o mesmo destino da anterior. Eu estou seguro que Padre Evangelista já o informou sobre a nova guerra que os apóstatas impuros estão fazendo contra mim. Meu Padre, eles não podem vencer minha constância. Eu lhe informo sobre as armadilhas que eles gostam de me induzir me privando de suas orientações. Eu encontro nas cartas meu único conforto; mas para glorificar Deus e confusão deles, eu os agüentarei. Eu não posso explicar como eles estão me pegando. Às vezes eu penso que vou morrer. Sábado pensei que eles realmente queriam me matar, eu não sabia a que santo pedir ajuda; Eu me dirigi a meu Anjo da Guarda suplicando ajuda e depois de esperar longo tempo, finalmente ele voou ao redor de mim e com sua voz angelical cantou hinos a Deus. Então uma dessas cenas habituais aconteceu; Eu ralhei severamente porque ele tinha me feito esperar tanto pela sua ajuda, apesar de que o tinha chamado urgentemente, e por castigo eu não quis olhar para sua face, eu queria que ele recebesse mais um castigo de mim e quis escapar, ele me localizou chorando e me levou, até que o vi, encarei fixamente e vi o que ele sentia.

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para Padre Agostino datada de 18 de novembro de 1912 -

"O inimigo não quer me deixar só, me bate continuamente. Ele tenta envenenar minha vida com as armadilhas infernais. Ele se perturba muito porque eu lhe conto estes fatos. Ele me sugere não lhe contar os fatos que acontecem entre ele e eu. Ele me pede que narre as visitas boas que recebo; na realidade ele diz que você gosta de só destas histórias. O pastor esteve informado da batalha que eu travo com estes demônios e com referência às cartas, ele me sugeriu ir até ele abrir a carta assim que tivesse chegado. E quando abri a carta junto do pastor, achamos a carta suja de tinta. Era a vingança do diabo! "__Eu não posso acreditar que você me tenha enviado a carta suja porque você sabe que eu não enxergo bem." No princípio nós não pudemos ler a carta, mas depois de sobrepor o Crucifixo à carta , tivemos sucesso na leitura, até mesmo não sendo capazes de ler letras pequenas.

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para Padre Agostino de 13 de fevereiro de 1913...

"Agora, vinte e dois dias passados desde que Jesus permitiu aos diabos descarregarem a raiva deles em mim, meu corpo, meu Padre, é todo marcado pelos golpes que recebi, até o presente, dos nossos inimigos. Várias vezes, tiraram minha camisa e me golpearam de forma brutal"...

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para Padre Benedetto de 18 de março de 1913...

"Os diabos não deixam de me golpear e me derrubam da cama. Eles removem minha camisa para me bateram. Mas agora eles já não me assustam mais. Jesus me ama, me levanta e me coloca na cama..."

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Satanás foi além de todos os limites da provocação com Padre Pio; até lhe disse que era um penitente.

Este é o testemunho do Padre Pio:

“Um dia, enquanto eu estava ouvindo confissões, um homem veio para o confessionário onde eu estava. Ele era alto, esbelto, vestido com refinamento, era cortês e amável. Começou a confessar seus pecados, que eram de todo tipo: contra Deus, contra os homens e contra o moral. Todos os pecados eram aberrantes! Eu fiquei desorientado com todos os pecados que ele me contou, e respondi ‘ e lhe trago a Palavra de Deus, o exemplo da Igreja e o moral dos Santos", mas o penitente enigmático se opôs às minhas palavras justificando, com habilidade extrema e cortesia, todo o tipo de pecado”. Ele desabafou todas as ações pecadoras e tentou me fazer entender normal, natural e humanamente compreensível todas as ações pecadoras. E isto não só para os pecados que eram horríveis contra Deus, Nossa Senhora e os Santos. Ele foi firme na argumentação dos pecados morais tão sujos e repugnantes. As respostas que me deu, com fineza qualificada e malícia, me surpreenderam. Eu me perguntei: Quem ele é? De que mundo ele vem? E eu tentei olhar bem para ele, ler algo na face dele. Ao mesmo tempo me concentrei em cada palavra dele para dar-lhe o juízo correto que merecia. Mas de repente através de uma luz interna vívida e brilhante eu reconheci claramente que era ele.Com tom definido e imperioso lhe falei: "_Diga, Viva Jesus para sempre, Viva Maria eternamente" Assim que pronunciei estes doces e poderosos nomes, o Satanás desapareceu imediatamente dentro um zigue-zague de fogo deixando um fedor insuportável."

Don Pierino Galeone estava presente ao mesmo episódio. Ele é um padre e um dos filhos espirituais do Padre Pio.

Dom Pierino conta:

"Um dia, Padre Pio estava no confessionário, coberto por duas cortinas. As cortinas do confessionário não estavam fechadas e eu tive oportunidade de ver o Padre Pio. Os homens, enquanto se preparavam, se posicionaram em uma fila única. Do lugar onde eu estava lia o Breviário e, às vezes, erguia o olhar para ver o Padre. Pela porta pequena da igreja, entrou um homem. Ele era bonito, com olhos pequenos e pretos, cabelo grisalho, com uma jaqueta escura e calças compridas. Eu não quis me distrair e continuei recitando o breviário, mas uma voz interna me falou: Pare e olhe! "Eu parei e olhei para Padre Pio. Aquele homem parou em frente do confessionário. E depois que o penitente anterior foi embora desapareceu imediatamente entre as cortinas. Estava em pé, de frente para o Padre Pio . Então eu não vi mais aquele homem de cabelo grisalho. Depois que alguns minutos o vi penetrando no chão. No confessionário, na cadeira onde Padre Pio estava sentado, vi Jesus em seu lugar. Ele era loiro, jovem e bonito e ele parecia fixo naquele homem que penetrou o chão. Então vi Padre Pio surgir novamente. Ele voltou a tomar seu assento, era semelhante a Jesus. Pude então ver claramente o Padre Pio. E imediatamente ouvi sua voz: Se apressem! Ninguém notou este acontecimento e todos permanecemos onde estávamos"



envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

6 de fev de 2012

cores 2012




Confira abaixo mais cores e seus significados:

Laranja
A cor representa vitalidade, força, calor, alegria, intensidade, além de ser estimulante.
Amarelo
Cor alegre, brilhante e forte. Traz ânimo, disposição e otimismo, estimula a criatividade e a inspiração.
Verde
Ligada à natureza, a crescimento, equilíbrio e vida. É uma cor serena e confortante.
Azul
Cor do céu, da divindade, da comunicação e da paz. Costuma ser associada ao masculino e transmite autoridade e credibilidade. É a cor da diplomacia e também da sofisticação, por isso o termo “sangue azul”.
Azul-turquesa
Representa a água, elemento associado aos sentimentos, à intuição e à emoção. Transmite autoconfiança e pensamento independente.


envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

20 de jan de 2012

A Sinhá Desaparecida (relato)


 A Sinhá Desaparecida

Há mais de 200 anos, havia uma fazenda de café na região de Barra Velha, no município de Ilhabela, litoral norte de São Paulo. O dono desta fazenda era um velho coronel aposentado, de índole questionável, e casado com uma mulher bem mais jovem que ele.

Depois do almoço, o coronel tinha o hábito de tirar um cochilo, e nesta hora, a Sinhá se encaminhava para o meio do matagal que rodeava a fazenda para se banhar na cachoeira, que ficava a curta distância da propriedade de seu marido.

No século XVIII, as fazendas de café funcionavam baseadas no trabalho escravo e os negros, propriedades dos barões, eram marcados com argolas de ferro no nariz ou nos calcanhares. Isso para garantir que não fugiriam ou se passariam por alforriados, ainda raros nesta época.

E eis que um dos escravos da fazenda a qual nos referíamos, mais rebelde, encontrava-se justamente próximo à cachoeira quando a Sinhá se aproximou para o banho. Tirou a roupa e, completamente nua, pôs-se a se refrescar debaixo d’água.

Tomado de desejo e após um tempo observando aquela bela silhueta se banhando, o escravo não agüentou e se revelou perante a Sinhá. E sem dizer nada, avançou em sua direção e abusou dela, saciou-se de seu desejo à força, contra a vontade da Sinhá. Quando ela colocava a roupa para i embora, chorando e muito assustada, foi que o escravo se deu conta do que havia feito. E temendo um castigo mais duro do seu cruel senhor, pegou um pedaço de pau e bateu com toda a força na cabeça da Sinhá, pelas costas, perfurando o crânio dela.

O escravo empurrou o corpo da Sinhá para a água e fugiu mata adentro, com medo de ser descoberto pelo coronel e nunca mais foi visto. O corpo desapareceu na cachoeira e nenhum vestígio da Sinhá foi encontrado.

Hoje dizem os que ousaram se banhar na cachoeira, é que bem ao longe, dá pra ouvir os gritos e as súplicas da Sinhá, desesperada, gritando por socorro. Dizem também que é possível escutar o escravo, que apesar de continuar desaparecido, parece continuar vivendo na mata.

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

12 de jan de 2012

descubra quem sao seus inimigos


 No terceiro dia de Lua cheia e à meia-noite em ponto, deve-se colocar diante de nós uma caneca ou alguidar com água e conjurar sobre a água tendo a Lua espelhada na superfície da água.
Devemos proferir o seguinte:
Em nome do Deus todo-poderoso, peço que apareça a pessoa que me faz ou fez mal!
Se imediatamente não se formar a imagem na água, o mais provável é que aparecerá nos seus sonhos a figura da pessoa que lhe faz mal, se mesmo assim não aparecer nos seus sonhos, deverá refazer esta simpatia na próxima Lua cheia por três dias seguidos, se ao fim destes três dias não ter sonho algum, poderá ficar descansada que não existem pessoas a fazer-lhe mal.
Este método é muito simples, mas muito eficaz para podermos saber quem nos deseja prejudicar e de esta maneira conseguirmos prevenir e tomar os cuidados necessários para evitar a tentativa de nos causarem mal. Se descobrir que alguém lhe faz, sugiro-lhe ler a nossa categoria de simpatias e feitiços de proteção e fazer por exemplo uma Cruz de São Cipriano contra feitiços e magia negra para se proteger.
Não Existem Artigos Relacionados.




envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

16 de dez de 2011

Destitute worms (relato)

Destitute worms

Este é o nome de uma pequena banda do Origon nos E.U.A. Não muito conhecida aqui. Porém os fatos delas é que o disco deles tinham as descrições de abrir um portal para o inferno ou manipular entidades sombrias de grande porte. Seu disco contem 19 Musicas que deixariam o Dr. Lecter (do filme silencio dos Inocente) usar fralda de medo.
Os Cinco membros 4 homens e 1 mulher. tiveram um destino estranho além da morte de 3 deles.Sendo que Cris Mc Loren morreu carbonizado as fotos contidas em meu arquivo revela Combustão Espontania, já que mãos/antebraço e pés e pernas estavam intactas. sendo que o local onde ele estava não foi destruindo. além disso ele estava ouvindo seu disco. Taylor Victorio baterista se suicidou e Fred Grey morreu de overdose. Já os sobreviventes tiveram um destino incomum. Mary Cristian vive em sua casa com sindrome do pânico e não sai de sua casa desde 1978. e Peter Colin Jr. virou pastor num igreja Batista na cidade do Missori.
Seus Discos com seu conteudo sinistro somente 18 ainda existe. Sendo 14 em perfeito de estado tocando e 4 com seus estado fragmentados um derretido o que foi encontrado pelo baterista que morreu cabornizado, 1 quebrado em três partes e dois que foram moidos. A capa tem um detalhe interressane nenhuma é igual a outra.Elas possui um Desenho que é um enigma que juntando forma um Ectagrama Mussarai uma forma usada na Necromancia.
Confirmo a todos da comunidade que este discos possui uma energia tão negativa que conseguem drenar um Cristal Puro e tornar ele negro. Felizmente consegui reunir estes disco e estão junto com outros artefatos que possuo. Armazenados e Confinados
Porém a uma musica neste disco que vc ficaria com receio de viver se chama: "Day Lost for anybody to Survive" esta musica relata em detalhes o que ocorreria com a Terra se as Entidades Sombrias passassem pelo portal.Tem um trecho com o Baixo que é comprecissão a agonia das pessoas vivas sobre o mau. Muito Assustador ouvir a Noite.





envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

25 de nov de 2011

resistireis? SONHO PROFETICO (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


resistireis? SONHO PROFETICO

irmãos acabo de acordar de um sonho onde deus me deu uma grande revelação
preparem-se... está muito perto.... a igreja logo subirá e apenas nós ficaremos para a grande tribulação
contem com o meu apoio, devemos formar um exercito no mundo fisico, inclusive com uma SEDE(cede?) vamos estudar lugares paradisiacos, para servir de esconderijo no grande momento de tribulação, aqueles que sobreviverem, ou forem mortos e não aceitar o sistema 666 q é muito mais do que um numero, é o ODEIO CONTRA O CORDEIRO

o sonho me mostrou uma coisa... na hora certa, todos verão que o MESSIAS DO MUNDO, é falso

podem ter certeza, todos voces do triangulo dourado não estão aqui atoa, somos escolhidos, mas sabemos que estamos ficando em certa parte por duvida num DEUS VIVO, mas sabemos em nosso intimo q DEUS nunca abandonou a gente, nunca abandonou nenhum de nós

e ELE estará sempre nos esperando, inclusive no dia de nossas mortes quando nos caçarão, mas será um grito de dor, repleto de alegria, pois estaremos indo para os braços do PAI, e os que sobreviverem, correrão para o ABRAÇO

eh isso!

O FALSO MESSIAS, VAI MOSTRAR SUA CARA VERDADEIRA, E AQUELES QUE CONHECEM A PALAVRA NÃO ACEITARÃO SEUS MANDAMENTOS!

ABRAÇO A TODOS


23 de nov de 2011

VOCÊ SABE O QUANTO SEU ANJO TE CONHECE?

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


VOCÊ SABE O QUANTO SEU ANJO TE CONHECE?

Deus é inteligência, que é manifestada através dos seus pensamentos, que são exteriorizados quando você fala. Sua personalidade é o invólucro de sua alma. Falar, conversar ou pedir para o seu anjo, é o passo mais importante para colocar o que você deseja em ação e em movimento. Para qualquer pedido diga:

"BENDITO É O MEU DESEJO PORQUE ELE É REALIZADO"

Através do seu Mapa Angelical, você conseguirá apreender com seu Anjo Protetor, que muitas coisas que acontecem na sua vida diária, está ligada e relacionada diretamente com seu Anjo.(personalidade, relacionamento, profissão, trabalho,amor, ambiente, cores).

Você ficará surpreso com o que ELE tem para te ensinar!

Envie um e-mail, com sua data de nascimento para: katia.inhuma@hotmail.com / e darei todas as informações em como adquirir este tão belo ensinamento, que somente seu ANJO pode lhe dar, até porque, ele está com você desde o seu nascimento...

Um beijo na palma da sua mão...

KatyaKali


22 de nov de 2011

Fiz o pacto com um ,oq faço? (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


Fiz o pacto com um ,oq faço?

Desde pekena um espirito/demonio me atormenta.. uma vez consegui ter contato , e flei q se ele parace de aparecer de forma 'agreciva' de mais pra mim, eu nao aguentaria e inlokecia, sujeri entao q eu discubriria oq ele qria cmg pra poder ajudalo, e q ele me ajudace em trok ...
acontece que nao sei por onde começa.. eu deveria procuraa storia dele.. mas nao sei se realmente é um espirito.. ou se é um demonio.. ou sei la.. só sei q ele me torma mais forte.. qndo sinto ele perto eu começo a fazer e falar coisas q eu se qr sabia oq era.. e q era pocivel fazer.. me ajudem, nao sei uq á cmg! nao sei mais se oq ta acontecendo cmg é caso msm de paranormalidade ou é coisa da minha cabeça.. me ajudem.. por favor..

13 de set de 2011

em sonho tomei um tiro...(relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

em sonho tomei um tiro...

QDO VI ESTAVA NUM HOSPITAL ABANDONADO,NUMA SALA ESCURA

COM MAIS DOIS HOMENS FERIDOS ,EM UMA CAMA,E NO MEIO HAVIA DEITADOS EM CAMAS AO REDOR DA MINHA DOIS HOMENS

ENTRE HORA E OUTRA UM MÉDICO DE APARÊNCIA QUE NEM OUÇO RELATAR ENTRAVA PELA PORTA,LEVAVA UM FERIDO PARA A CIRURGIA,E LHE AMPUTAVAM AS DUAS PERNAS

QDO ACORDAVAM GRITAVAM,ESBRAVEJAVAM E DIZIAM:

''MEU AMIGO,ELE FEZ DE PROPOSITO,EU SEI QUE FOI DE PROPÓSITO''

ATÉ PERMANECI SOZINHO NA SALA,QDO UM AMIGO JA DESENCARNADO ME APARECEU,AINDA EM VESTES DE SOLDADO,A PRINCIPIO NÃO RECONHECI

E EU DISSE A ELE,''IRMÃO,FIQUEI AQUI MATUTANDO COMIGO MESMO,E VEJO QUE A ÚNICA SAÍDA É MATAR ESSE MÉDICO,ASSIM ELE O FEZ PRA MIM,E EM SEGUIDA ME LEVOU
PARA UM BALSA,E ME DISSE QUE ATRAVESSASSE O RIO SOZINHO,DESSA VEZ NÃO PODERIA ME ACOMPANHAR MAIS...ATRAVESSEI...E ACORDEI DO SONHO

QUASE EM COMA

18 de ago de 2011

COMO DESCOBRIR SE O HOMEM ESTÁ TRAINDO?

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

A Infidelidade é um assunto que está na boca do povo, porém nem sempre fica clara as causas e motivos que faz seu parceiro trair ou procurar alguém além de você.

Alguns estudos dizem que as mulheres são muito mais espertas do que os homens e conseguem disfarçar melhor quando o assunto é traição, ao longo do artigo vocês conferem dicas de como identificar quando seu parceiro, namorado ou mesmo marido esta te traindo.
Leia Mais



Horas extras no trabalho sem Motivo

Desconfie se seu parceiro de uma hora para outra começa a ficar mais horas no trabalho dizendo que tem trabalho “extra” para fazer, imagine se ele chegava às 19h e agora chega as 22h e sempre tem uma desculpa a contar como: estava em reunião e não consegui atender suas ligações, estava corrido hoje, trabalhei tanto que nem vi o tempo passar.
Falta de interesse sexual Repentina

Realmente é hora de se preocupar, se o parceiro sempre te completou nessa parte do relacionamento e de repente era fica sem vontade ou falta de interesse no sexo é porque tem algo estranho nessa história. Outra coisa que pode dar suspeita é se você mulher for supreendida na hora da relação sexual com posições novas e inesperadas. No minímo pergunte onde ele aprendeu tais posições.
Ele quer mais espaço em sua vida

Está claro que ele está vendo a relação com algo sufocante, sempre arruma um jeito para sair com os amigos ou mesmo nos finais de semana para se divertir sem você.

traicao Como descobrir se o homem está traindo? Quais os sinais a observar?
Gastos desnecessários, sem Explicação

Grande parte dos homens não controlam tudo o que gastam, uma das coisas fáceis a se identificar é se os gastos excessivos

Normalmente os homens não controlam os gastos, mas isso pode ser agravado. Você percebe gastos excessivos principalmente se tiverem conta conjunta. Se tiver desconfiada, espere ele adormecer para revistar sua carteira, calças e jaquetas. Procure por bilhetes de cinema ou notas de estacionamentos.
Aumento de vaidade

Outro sinal é se o homem começar a ser vaidoso de uma hora para outra, se ela se preocupa com a roupa íntima quando antes nunca o havia feito.
Chamadas para números desconhecidos

Talvez seja uma das falhas que os homens cometem e muitas mulheres descobrem a traição. Desconfie caso encontre chamadas de longa duração para números desconhecidos, ou mesmo ligações para o mesmo número diversas vezes.
traicao21 Como descobrir se o homem está traindo? Quais os sinais a observar?
Homem incomunicável

Outra dica é ver se o parceiro deixa o celular desligado por muito tempo durante o dia, e como justificativa fala que o aparelho deveria estar sem sinal ou coisa parecida. Ou ainda se ele demora para retornar suas ligações e quando o faz fala com a voz em um tom baixo demais e sem clareza de idéia.
Utiliza uma nova conta de email

Se você descobrir que de um dia para o outro ele tem outra conta de email, significa que a usa para assuntos mais que particulares. Quer dizer que há algo muito privado, que ele não deseja que você saiba.

Ainda, se você deseja saber mais sobre relacionamentos e o você pode estar paranóica pode ser o Sou diva (http://www.soudiva.com) que é um site especializado em mulheres e fala inclusive sobre isso.

Caso você esteja passando por essa situação deixe seu comentário, explique sua situação, talvez alguém de nós possa lhe ajudar.


como atrair um homem



- Aumentar sua auto-confiança é fundamental, e normalmente, isso está relacionado com mudanças físicas. Não significa que você tem que ser uma modelo perfeita, mas tem que se amar como é… e se não ama, mude! Como fazer isso? Pense em um novo corte de cabelo, na perda de peso, roupas mais modernas, passar um lápis no olho, etc.

- Seja misteriosa e os homens que ouvirem sobre você, ficarão intrigados. Exemplo: se está saindo com um homem mais velho, não conte todos os detalhes. No lugar disso, diga que sim, você está saindo com alguém, mas não pode falar muito sobre isso. Esse tipo de mistério se torna mais interessante do que a verdade nua e crua. Gera curiosidade!

- Na hora de se vestir escolha roupas modernas, mas não exagere em decotes e saias curtas. Abuse de sensualidade, mas mostrando apenas uma pequena porção de pele. Deixe que o homem tenha o desejo de ver o resto.

- O modo de andar é a chave da atração sexual, foi revelado em uma pesquisa recentemente. Então muita atenção na sua postura! Ombros para trás, cabeça erguida, sempre olhando para frente. Essa postura passa confiança e te deixa com um corpo mais bonito.

- O tom de voz é outra chave da sedução. Portanto, nada de falar muito alto, nem muito nasal. O tom de voz mais atraente é o suave, calmo e num volume um pouco abaixo do normal.

- Quando estiver em uma balada, use e abuse do poder da dança. Como o andar, a dança é algo extremamente sedutor que uma mulher pode fazer… mas para isso, precisa saber dançar! Gaste um tempo aprendendo e vendo como as mulheres que você considera sensuais dançam. Lembre-se: o que separa a sensualidade da vulgaridade é uma linha muito tênue, portanto repare em comentários de amigos e na sua própria percepção. Só não tente ser sexy mexendo apenas os pezinhos!

- Ignorar o homem um pouco durante o processo de sedução é muito importante. Dando um espaço e tempo para ele pensar nas coisas boas que estão acontecendo entre vocês. Outra idéia que funciona muitas vezes é cancelar um encontro que vocês tinham marcado, pedindo sinceras desculpas. - Outra forma de mostrar interesse é tocar nele durante uma conversa. Esbarre sua mão moderadamente na mão ou nos ombros dele.

- Quando estiverem juntos, use estratégias para quebrar as barreiras físicas: ofereça a ele uma massagem, ou diga que está com sono e encoste a cabeça no ombro dele. Se ele for tímido, depois de uma aproximação dessas, saia da sala por um tempo deixando-o sozinho fantasiando o que pode acontecer quando você voltar.

- Assim como nós mulheres, os homens gostam de ouvir que você gosta dele. Diga que é muito bom quando ele te abraça e aproveite para aumentar a estima dele. Então, se ele não for enorme, diga como ele é forte e assim por diante.

Depois de tudo isso, aproveite para um beijo ardente e muito gostoso… recheado de desejo!
ATENÇÃO: Nem todos os homens podem ser seduzidos. Homens que são muito seguros de si mesmo ou que estão realmente felizes em uma relação, são praticamente impossíveis de serem seduzidos.

Fonte: site www.wikihow.com


envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

19 de jul de 2011

Vela

Vela Branca

A mais pura das velas, a vela branca é inspiração para o despertar da espiritualidade e a ascensão da consciência. Ligada aos chakras superiores, serve ao despertar da pureza essencial do homem. A vela branca também representa a mãe, sendo excelente para despertar e fortalecer a imaginação, a criatividade e a fertilidade. Protege as crianças desde o útero materno até os oito anos. Reforça os laços familiares, representando a harmonia e pureza no lar. Ela purifica todo o organismo, mas ajuda principalmente na cura de doenças estomacais, das glândulas mamárias, do sistema linfático, do sistema nervoso central e do parassimpático. Protege as menstruações, a gravidez e os partos.


Vela Laranja

Esta vela representa o Sol e deve ser utilizada para agradecimento a Deus. Ela incentiva a criatividade, as atividades artísticas e desportivas. E uma revitalizadora de todo o organismo, mas ajuda principalmente a proteger e restabelecer o coração, a coluna vertebral, o baço, o duodeno, a vista e a fertilidade. É excelente auxiliar para quem quer receber luz, espiritualizar-se e aumentar seu poder mental.



Vela Vermelha

Interessante lembrar que esta é uma das velas mais utilizadas em magias ciganas e é a mais ligada à beleza física e à sensualidade. A vela vermelha nos concede autoridade, vitalidade e paixão. Ela nos protege de acidentes e de situações de violência e perigo físico. E a melhor ajuda para a proteção de entes queridos. Auxilia em qualquer intervenção cirúrgica. Traz vitalidade a todo o corpo, mas protege principalmente a cabeça, o rosto, os órgãos sexuais, as vias urinárias, os rins, as glândulas supra-renais, a circulação sangüínea e as secreções biliar e hepática. Ajuda a conectar com o chakra básico e com as forças terrestres. Vela importante quando queremos nos conectar com seres e forças do plano material.


Vela Amarela

Esta vela nos permite dar forma e movimento a nossas idéias. É a vela dacomunicação. Representa a ordem, o raciocínio e a lógica. Protege especialmente os pulmões e os brônquios, a respiração, o sistema cerebral e suas ramificações nervosas, a língua, os ouvidos, os intestinos, os braços e as mãos. Ela ajuda a vencer a timidez e favorece as relações sociais. Intensifica a memória, a agilidade mental, a eloqüência e a capacidade de entender entrelinhas. Também ajuda na cura de doenças psicossomáticas.


Vela Rosa

Por estar muito ligada às forças do coração, esta vela atrai seres e forças ligados a este plano sutil. A vela rosa simboliza o amor incondicional e as relações regidas por afeto intenso. Provoca a atração e desperta a sensibilidade e os sentimentos nobres e puros. Protege o tato, a sensibilidade, o metabolismo, as funções renais, os órgãos sexuais femininos, a região lombar, a derme e o cabelo. Ela concede a harmonia necessária que deve haver entre as funções orgânicas. Evita o contágio e a propagação das doenças venéreas,assim como a depressão.


Vela Violeta


Violeta é a cor da espiritualidade e a cor de Saint Germain, mestre ascensionado da Chama Violeta que auxilia na queima do karma. Ligada ao chakra do fogo, ajuda na purificação de nosso ser. Ela aumenta a nossa capacidade de sacrifício e a perseverança. Protege os missionários e os imigrantes. Atua sobre o pâncreas e o metabolismo endócrino, na circulação arterial e depuração do sangue. Evita processos infecciosos. Protege os pés, a pele, os músculos e as cadeiras. Auxilia para que as pessoas se livrem de diversos tipos de vícios: cigarro, álcool, drogas, fármacos e as depressões suicidas induzidas por este tipo de dependência.


Vela Verde

Ligada ao chakra Svadhistana, ou seja, o chakra dos desejos, esta vela ajuda na realização de nossos sonhos e metas. E também a vela que desperta a vitalidade e recupera a energia vital, sendo aconselhável acendê-la quando nos sentimos exauridos e esgotados. Também utilizada em ritos para alcançar a fertilidade, a abundância e a fartura. A vela verde está ligada ao mundo material, posto que o verde é a cor da natureza. Ela simboliza a estabilidade, a fidelidade, a constância, a responsabilidade, a perseverança, a longevidade, o êxito na profissão, a sabedoria e a transcendência. Protege os idosos e ajuda a evitar as doenças senis. Atua sobre os ossos, os dentes, a hipófise, as ramificações neurológicas e todas as partes do organismo consideradas frágeis e delicadas.


Vela Preta

É sempre bom lembrar que a cor preta é uma espécie de esponja que atrai para si praticamente qualquer coisa. Isso se aplica a roupas e, naturalmente, a velas. Por isso, a vela preta deve ser utilizada somente em rituais esotéricos e por um iniciado, pois ele saberá exatamente que tipo de forças está atraindo.


Vela Azul


Quando azul claro, desperta interiorização, tranqüilidade, paz e harmonização. Abre as portas do mundo oculto, tornando fácil a comunicação astral. Ótima na luta contra o medo. Quando o azul é mais profundo, representa o prazer de viver e tudo aquilo que nos desperta gosto pela vida. Ela estimula a sensualidade, a auto-estima e induz à conquista amorosa. Ela protege a garganta, a laringe, a faringe, a tireóide, a língua, as cordas vocais e a fala, o paladar, a Trompa de Eustáquio, o cerebelo, as vértebras cervicais e a nuca.

7 de fev de 2011

ORAÇÃO CONTRA MAU-OLHADO E QUEBRANTO

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

ORAÇÃO CONTRA MAU-OLHADO E QUEBRANTO



Inveja é a última palavra de Os Lusíadas de Camões.
Inveja, Mau-Olhado, Inveja e Mau-Olhado.
Deus, atendei ao meu pedido, vinde em meu socorro, vinde ajudar-me. Confundidos sejam e envergonhados os que buscam a minha alma. (Fazer o Sinal da Cruz)
Voltem atrás e sejam envergonhados os que me desejam males. Voltem-se logo cheios de confusão os que me dizem: "Bem, bem". (Fazer o Sinal da Cruz)
Regozijem-se e alegrem-se em Vós os que Vos busquem e os que amam Vossa salvação digam sempre: "Engrandecido seja o Senhor". (Fazer o Sinal da Cruz)
Vós sois o meu favorecedor e o meu libertador, Senhor Deus, não vos demoreis.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
Oremus.
Gloriosos São Sebastião e São Jorge, São Lázaro e São Roque, São Benedito, São Cosme e São Damião. Todos Vós. Bem-aventurados Santos do céu, que curais e aliviais os enfermos, intercedei junto ao Senhor Deus pelo seu servo Fulano (dizer o nome da pessoa).
Vinde, Gloriosos Santos, em seu auxílio. Fechem-se os olhos malignos, emudeçam as bocas maldosas, fujam os maus pensamentos e desejos.
Por esta Cruz será Fulano defendido.
Por esta Cruz será Fulano defendido.
Por esta Cruz estará Fulano livre.
(Fazer três cruzes com o crucifixo).
Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.
Para sempre seja louvado.
Rezar em seguida um Pai Nosso e três Ave Maria.

26 de jan de 2011

Lutando com os ceifeiros?(relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Lutando com os ceifeiros?

Viagem astral.

Impressionante!

Hoje tive uma viagem astral,mas não foi como as outras.

Sempre que eu tenho uma, eu não consigo me mover de maneira alguma,mas nessa eu consegui.

1-Acordei durante o sono,mas não conseguia me mover de maneira alguma.

2-Eu vi no meu quarto um homem com capa preta e dizendo: ''Sua hora vai chegar e voce vai receber o nosso poder''.

3- Eu fiquei vários minutos conversando com ele e depois de ele me falar algumas coisas que eu precisava saber (claro que não vou contar pra voces oque ele me falou) ele me convidou para um desafio.

4-Eu ainda não conseguia me mover e me lembrei do que o VÀLOVE me contou e deixei aquilo tomar conta de mim e relaxar e logo depois eu consegui me mover e falar.

5-Eu perguntei pra ele: ''Quem é voce e oque voce quer atrapalhando meu sono?''.

6-Ele disse que estava lá pra me matar e que me desafiava a sobreviver.

7-Eu fiquei com um pouco de medo de morrer lá é claro,mas eu tinha que fazer algo.

8-Eu achei que conseguiria fugir daquilo,pois,acha que era um simples sonho,mas não era.

9-eu fiquei cercado de umas chamas negras e fiquei apavorado com aquilo e logo eu vi que ela estavam lá pra me ajudar.

10-foi pra cima dele e depois de um tempo e consegui me livrar dele. 
 
Nós ficamos lutando pela cidade inteira derrubando as coisas,quebrando e o mais incrível é que eu acordei hoje a tarde e quando fui comprar pão eu vi que minha rua e alguns lugares da cidade estavam semi-destruidas.

Tinha várias pessoas na rua olhando aquilo e os asfaltos,lixeiras,vidros das casas,etc,estavam derrubados ou destruidos. E o pior é que todos aqueles lugares eu tinha passado durante a viagem astral em que lutei contra aquele cara da capa preta.


----------------------------------------
------------------------------------------------------------------

Pra mim esse era um dementador,ceifeiro ou demonio.

Lá vai uma dica então.

Quando voces virem um dementador,não fiquem com medo e sim lutem com ele.

21 de jul de 2010

A foto (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


A foto

Eu morava em Brasília, na cidade satélite de Ceilândia, tinha 10 anos de idade, e como qualquer criança naquele tempo era iniciada a frequentar a igreja, para ver se me mantinha longe de encrencas, coisa que era impossível de ser impedida.

Pois bem, tinha um evento em que as beatas se reuniam para rezar, todas as manhãs. Minha mãe praticamente me obrigava a participar de tal evento para me afastar de problemas. É claro que nunca deu certo! Mas como sempre nesses grupos, existe aquelas pessoas que tem mais sensibilidade espiritual, que servem como instrumento de algo superior, seu nome era Maria (fictício). Ela, numa noite anterior a uma quarta-feira, foi visitada para fazer a seguinte tarefa: pegar uma folha da Bíblia (aquela branca que fica no meio dela) arrancá-la e levá-la a um fotógrafo para que o papiro santo fosse revelado! Isso mesmo: revelado! É claro que ela ficou com receio de ser chamada de louca pelo fotógrafo, por que o papel nem era fotográfico, e temia que quando levasse o papel ele riria dela mandando-a ir embora, que parasse de brincar com o serviço dele, fazendo-o perder tempo. Pois bem, por três semanas ela evitou fazer o que fora pedido. Então, começou a adoecer e ficar fraca, até que tomou coragem e levou o papel. Como temia, foi chacoteada pelo profissional, que só fez o serviço por que ela pagou o equivalente a cem fotos, disse para fazer o mesmo mecanismo que ele fazia para revelar fotos normais... Então, após 3 dias, ela foi buscar a encomenda, e para sua surpresa o profissional a esperava, com uma fisionomia nada agradável. Parecia estar com raiva dela, mas estava era atemorizado. Com o envelope em mãos entregou a ela, dizendo que esta era uma brincadeira muito sem graça, que não se deve brincar com o sobrenatural e nem quis receber o pagamento. Então, chegando em casa, abriu o envelope com temor, pois não sabia o que estava revelado. Seu coração foi tomado de grande temor e desespero, pois o que estava revelado era uma foto panorâmica do dia do Arrebatamento da Igreja de Cristo (ver o filme "Os Esquecidos" com a atriz Julianne Moore)!

Nota:
Este relato é verídico! Pois eu toquei na foto, vi feições humanas aterrorizadas na superfície da terra e corpos transformados no céu, felizes e retumbantes. E o pior: a foto não era um desenho, era como uma cena de filme. Conheço muitos filmes e não poderia, naquele tempo, colar em uma folha de papel uma cena daquelas.


A briga

Este fato ocorreu quando nos mudamos de Ceilândia. A nova casa em que fomos era pitoresca mas dava pra morar e conviver todos juntos. Recordo-me que um dia estávamos na cozinha, eu e meus irmãos, um mais velho e outro mais novo. Conversávamos sobre as tarefas que deveriam ser feitas até o regresso de nossa mãe, pois estava trabalhando. Então, começamos a discutir sem nenhum motivo aparente, nos empurramos e uma fúria começou a tomar conta de mim e do mais novo, enquanto o mais velho pedia para pararmos de brigar, senão íamos acabar nos machucando. Ai, meu irmão mais novo saiu para a rua esbravejando e eu fui para o meu quarto. À noite, meu irmão mais novo me disse que quando estávamos brigando, haviam dois demônios sobre nossas cabeças, atiçando-nos a brigar e nos agredir. Ficavam rindo de nós e quando viram que meu irmão mais velho podia vê-los, foram embora!


15 de jul de 2010

espelho maldito

envie seu relato sobrenatural ou pergunta para que os leitores possa responder


piresvale@gmail.com

os melhores relatos serão divulgado aqui

(Bem este e o meu 1º topico,por isso...Bem,mas digam-me o que acham da historia  Fixe! )

Era uma vez uma rapariga que gostava muito de se pintar antas de ir para a escola(era uma patty..)e um dia ela borrotau um bocado por isso virou costas para o espelho mas ouviu um barulho e virou-se de repente para tras e viu uma mulher(a mulher era tipo a rapariga do  cheia de feridas na cara e com uma faca a pingar sangue na mao dentro do espelho a rapariga pega num porta joias que estava em cima da comoda e atirao contra o espelho partindo-o
Mais tarde a rapariga contou todo aos pais e a psicologa.

Atualmente a rapariga esta num  maniconio.

Dizem que quem virar costas a esse espelho o demonio tenta mata-lo,se o demonio conseguir matar alguem essa pessoa fica presa para sempre no espelho....

obs:Nao ha nenhuma prova que esta historia seja verdadeira por isso nao tenham medo... :'(

12 de jul de 2010

vejo a pomba gira padilha (relato)

envie seu relato sobrenatural

piresvale@gmail.com


Prazer meu nome é Dora Alice tenho 12 anos.

Prazer meu nome é Dora Alice tenho 12 anos,desdos meus 2 aninhos entrei numa religião,com 3 aninhos começei a escutar vozes depois com 4 anos começei a ver duas sombras atras de mim, quando mostrava para minha mãe ficava só uma sombra.
Foi ae que eu fui até minha mãe de Santo,e relatei tudo que estava acontecendo,ela támbem não acreditou em mim.
Com 6 anos começei a ver familiares mortos,foi ae que eu falei pra minha mãe que estava vendo mesmo assim ela não acreditou em mim, minha vida é assim desdos meus 2 aninhos.
Onten dia 11.06.2010
Horas 20:48
Minha mãe estava dormindo meu irmão estava no outro computador la no nosso quarto, quando eu vi meu avó, ele estava abanando sua mão para mim depois ele sentou no nosso sofa e ficou me olhando estava no "MSN" quando falei pro Miller que meu avó estava aqui em casa,e falei para ele que não ia sair da sala porque estava com medo logo depois estava escrito assim "ja volto"falei para o Miller que não tinha sido eu, não sei se eli acreditou.
Logo apos pelas 22:00 minha mãe acorda e eu olho para o sofa e ele não esta mais lá.


Geralmente Vejo parentes mortos,mais ja vi muitos outros espiritos outro espirito que vejo é a Padilha.

Espero vocês terem acreditado em mim porque não e mentira.

3 de jun de 2010

O Barril de Amontilado

O Barril de Amontilado

Suportei o melhor que pude as mil e uma injúrias de Fortunato; mas quando começou a entrar pelo insulto, jurei vingança. Vós, que tão bem conheceis a natureza da minha índole, não ireis supor que me limitei a ameaçar. Acabaria por vingar-me; isto era ponto definitivamente assente, e a própria determinação com que o decidi afastava toda e qualquer ideia de risco. Devia não só castigar, mas castigar ficando impune. Um agravo não é vingado quando a vingança surpreende o vingador. E fica igualmente por vingar quando o vingador não consegue fazer-se reconhecer como tal àquele que o ofendeu.

Deve compreender-se que nem por palavras, nem por atos, dei motivos a Fortunato para duvidar da minha afeição. Continuei, como era meu desejo, a rir-me para ele, que não compreendia que o meu sorriso resultava agora da ideia da sua imolação.

Tinha um ponto fraco, este Fortunato sendo embora, sob outros aspectos, homem digno de respeito e mesmo de receio. Orgulhava-se da sua qualidade de entendido em vinhos. Poucos italianos possuem o verdadeiro espírito de virtuosidade. Na sua maior parte, o seu entusiasmo é adaptado às circunstâncias de tempo e de oportunidade para ludibriar milionários britânicos e austríacos. Em pintura e pedras preciosas, Fortunato, à semelhança dos seus concidadãos, era um charlatão, mas na questão de vinhos era entendido. Neste aspecto eu não diferia substancialmente dele: eu próprio era entendido em vinhos de reserva italianos, e comprava-os em grandes quantidades sempre que podia.

Foi ao escurecer, numa tarde de grande loucura pelo carnaval, que encontrei o meu amigo. Acolheu-me com excessivo calor, pois bebera demais. Trajava de bufão; uma roupa justa e parcialmente às tiras, levando na cabeça um barrete cônico com guizos. Fiquei tão contente de o ver que julguei que nunca mais parava de lhe apertar a mão.

- Meu caro Fortunato - disse eu -, ainda bem que o encontro. Você tem hoje uma aparência notável! Saiba que recebi um barril de um vinho que passa por ser Amontilado; mas tenho cá as minhas dúvidas.

- O quê? - disse ele - Amontilado? Um barril? Impossível! E em pleno Carnaval!

- Tenho as minhas dúvidas - respondi -, e estupidamente paguei o verdadeiro preço do Amontilado sem ter consultado o meu amigo. Não o consegui encontrar e tinha receio de perder o negócio!

- Amontilado!

- Tenho as minhas dúvidas - insisti.

- Amontilado!

- E tenho de as resolver.

- Amontilado!

- Como vejo que está ocupado, vou procurar Luchesi. Se existe alguém com espírito crítico, é ele. Ele me dirá.

- Luchesi não distingue Amontilado de xerez.

- No entanto, há muito idiota que acha que o seu gosto desafia o do meu amigo.

- Venha, vamos lá.

- Aonde?

- À sua cave.

- Não, meu amigo, não exigiria tanto da sua bondade. Vejo que tem compromissos. Luchesi...

- Não tenho compromisso nenhum, vamos.

- Não, meu amigo. Não será o compromisso, mas aquele frio terrível que bem sei que o aflige. A cave é insuportavelmente húmida. Está coberta de salitre.

- Mesmo assim, vamos lá. O frio não é nada. Amontilado! Você foi ludibriado. E quanto a Luchesi, não distingue xerez de Amontilado.

Assim falando, Fortunato pegou-me pelo braço. Depois de pôr uma máscara de seda preta e de envergar um roquelaire cingido ao corpo, tive que suportar-lhe a pressa que levava a caminho do meu palacete. Não havia criados em casa; tinham desaparecido todos para festejar aquela quadra. Eu tinha-lhes dito que não voltaria senão de manhã e dera-lhes ordens explícitas para se não afastarem de casa. Ordens essas que foram o suficiente, disso estava eu certo, para assegurar o rápido desaparecimento de todos eles, mal voltara costas.

Retirei das arandelas dois archotes e, dando um a Fortunato, conduzi-o através de diversos compartimentos até à entrada das caves. Desci uma grande escada em caracol e pedi-lhe que se acautelasse enquanto me seguia. Quando chegamos ao fim da descida encontrávamo-nos ambos sobre o chão húmido das catacumbas dos Montresores. O andar do meu amigo era irregular e os guizos da capa tilintavam quando se movia.

- O barril? - perguntou.

- Está lá mais para diante - disse eu -, mas veja a teia branca de aranha que cintila nas paredes da cave.

Voltou-se para mim e pousou nos meus olhos duas órbitas enevoadas pelos fumos da intoxicação.

- Salitre? - perguntou por fim.

- Sim - respondi. - Há quanto tempo tem essa tosse?

- Hâg!, hâg!, hâg! Hâg!, hâg!, hâg!

O meu amigo ficou sem poder responder-me durante bastante tempo.

- Não é nada - acabou por dizer.

- Venha - disse-lhe com decisão. - Retrocedamos, a sua saúde é preciosa. Você é rico, respeitado, admirado, amado; você é feliz como eu já o fui em tempos. Você é um homem cuja falta se sentiria. Quanto a mim, não importa. Retrocedamos. Ainda é capaz de adoecer e não quero assumir tal responsabilidade. Além disso, há Luchesi...

- Basta! - replicou. - A tosse não é nada, não me vai matar. Não vou morrer por causa da tosse.

- Pois decerto que não, pois decerto - respondi -; não é minha intenção alarmá-lo desnecessariamente, mas deve usar de cautela. Um gole deste médoc defender-nos-á da humidade. Quebrei o gargalo de uma garrafa que retirei de uma longa fila de muitas outras iguais que jaziam no bolor.

- Beba - disse, apresentando-lhe o vinho.

Levou-o aos lábios, olhando-me de soslaio. Fez uma pausa e abanou a cabeça significativamente, enquanto os guizos tilintavam.

- Bebo - disse - aos mortos que repousam à nossa volta.

- E eu para que você viva muito.

Novamente me tomou pelo braço e prosseguimos.

- Estas catacumbas são enormes - disse ele.

- Os Montresores - respondi - constituíam uma família grande e numerosa.

- Não me lembro do vosso brasão.

- Um enorme pé humano, de ouro, em campo azul; o pé esmaga uma serpente rampante cujas presas estão ferradas no calcanhar.

- E a divisa?

- Nemo me impune lacessit.

- Ótimo! - disse ele.

O vinho brilhava no seu olhar e os guizos tilintavam. A minha própria disposição melhorara com o médoc. Tinha passado por entre paredes de ossos empilhados, à mistura com pipas e barris, nos mais recônditos escaninhos das catacumbas. Parei novamente e desta vez fiz questão de segurar Fortunato por um braço, acima do cotovelo.

- Salitre! - disse eu -, veja como aumenta. Parece musgo nas abóbadas. Estamos sob o leito do rio. As gotas de humidade escorrem por entre os ossos. Venha, vamo-nos embora que já é muito tarde. A sua tosse...

- Não faz mal - retorquiu -, continuaremos. Antes, porém, mais um trago de médoc. Abri e passei-lhe uma garrafa de De Grâve. Despejou-a de um trago. Os olhos brilharam-lhe com um fulgor feroz. Riu e atirou a garrafa ao ar, com uns gestos que não entendi. Olhei-o surpreso. Repetiu o movimento grotesco.

- Não compreende?

- Não, não compreendo - respondi.

- Então não pertence à irmandade.

- Como?

- Quero eu dizer que não pertence à Maçonaria.

- Sim, sim - disse -, sim, pertenço.

- Você? Impossível! Um maçom?

- Sim, um maçom - respondi.

- Um sinal - disse ele.

- Aqui o tem - retorqui, mostrando uma colher de pedreiro que retirei das dobras do meu roquelaire.

- Está brincando - exclamou, recuando alguns passos. - Mas vamos lá, ao Amontilado.

- Assim seja - disse eu, tornando a colocar a ferramenta sob a capa e tornando a oferecer-lhe o meu braço. Apoiou-se nele pesadamente. Continuamos o nosso caminho à procura do Amontilado. Passamos por uma série de arcos baixos, descemos, atravessamos outros, descemos novamente e chegamos a uma profunda cripta na qual a rarefacção do ar fazia com que os archotes reluzissem em vez de arderem em chama. No ponto mais afastado da cripta havia uma outra cripta menos espaçosa. As paredes tinham sido forradas com despojos humanos, empilhados até à abóbada, à maneira das grandes catacumbas de Paris. Três das paredes desta cripta interior estavam ainda ornamentadas desta maneira. Na quarta parede, os ossos tinham sido derrubados e jaziam promiscuamente no solo, formando num ponto um montículo de certo vulto. Nessa parede assim exposta pela remoção dos ossos, percebia-se um recesso ainda mais recôndito, com um metro e vinte centímetros de fundo, noventa centímetros de largo e um metro e oitenta a dois metros e dez de alto. Parecia não ter sido construído com qualquer fim específico, constituindo apenas o intervalo entre dois dos colossais suportes do teto das catacumbas, e era limitado, ao fundo, por uma das paredes circundantes em granito sólido. Foi em vão que Fortunato, levantando o seu tíbio archote, tentou sondar a profundidade do recesso. A enfraquecida luz não nos permitia ver-lhe o fim.

- Continue - disse eu -, o Amontilado está aí dentro. Quanto a Luchesi...

- É um ignorante - interrompeu o meu amigo, enquanto avançava, vacilante, seguido por mim. Num instante atingira o extremo do nicho, e vendo que não podia continuar por causa da rocha, ficou estupidamente desorientado. Um momento mais e tinha-o agrilhoado ao granito. Havia na parede dois grampos de ferro, distantes um do outro, na horizontal, cerca de sessenta centímetros. De um deles pendia uma pequena corrente e do outro um cadeado. Lançar-lhe a corrente em volta da cintura e fechá-la foi obra de poucos segundos. Ficara demasiado surpreendido para oferecer resistência. Retirei a chave e recuei.

- Passe a mão pela parede - disse eu. - Não deixará de sentir o salitre. Na realidade está muito húmido. Mais uma vez lhe suplico que nos retiremos. Não lhe convém? Nesse caso, tenho realmente de o deixar. Mas, primeiro, quero prestar-lhe todas as pequenas atenções ao meu alcance.

- O Amontilado! - berrou o meu amigo, que se não recompusera ainda do espanto em que se encontrava.

- É verdade - respondi. - O Amontilado.

Ao dizer isto, pus-me a procurar com todo o afã por entre as pilhas de ossos de que já falei. Atirando com eles para o lado, pus a descoberto uma quantidade de pedras e argamassa. Com estes materiais e com a ajuda da minha trolha, comecei a entaipar com todo o vigor a entrada do nicho. Mal tinha colocado a primeira fiada de pedras quando descobri que a embriaguez de Fortunato tinha em grande parte desaparecido. A este respeito, o primeiro indício foi-me dado por um longo gemido vindo da profundidade do recesso. Não era o gemido de um ébrio. Sucedeu-se um prolongado e obstinado silêncio. Pus a segunda fiada de pedras, a terceira e a quarta. Em seguida ouvi as vibrações furiosas da corrente. O ruído prolongou-se por alguns minutos, durante os quais, para me ser possível ouvi-lo com maior satisfação, suspendi a minha tarefa e sentei-me no montículo de ossos. Quando finalmente cessou o tilintar, retomei a trolha e completei sem interrupção a quinta, a sexta e a sétima fiadas. A parede estava agora quase ao nível do meu peito. Parei novamente e, elevando o archote acima do parapeito, fiz incidir alguns raios de luz sobre a figura que lá estava dentro.

Uma sucessão de gritos altos e agudos, irrompendo de súbito da garganta da figura agrilhoada, quase me atirou violentamente para trás. Por um breve momento hesitei, tremi. Desembainhei o florete e com ele comecei a tatear o recesso, mas bastou pensar um momento para voltar a sentir-me seguro. Coloquei a mão sobre a sólida construção das catacumbas e fiquei satisfeito. Tornei a aproximar-me da parede. Respondi aos gritos daquele que clamava. Repeti-os como um eco, juntei-me a eles, ultrapassei-os em volume e força. Depois disto, o outro sossegou.

Era agora meia-noite e a minha tarefa aproximava-se do fim. Completara já a oitava, a nona e a décima fiadas. Tinha acabado uma porção da décima primeira e última; faltava apenas colocar e fixar uma pequena pedra. Lutava com o seu peso; coloquei-a parcialmente na posição que lhe cabia. Soltou-se então do nicho um riso abafado que me arrepiou os cabelos. Seguiu-se uma voz triste que tive dificuldade em reconhecer como sendo a do nobre Fortunato. Dizia aquela voz:

- Ah!, ah!, ah!, eh!, eh!, boa piada, de fato, excelente gracejo. Havemos de rir bastante acerca disto, lá no palácio, eh!, eh!, eh!, acerca do nosso vinho, eh!, eh!, eh!

- O Amontilado? - disse eu.

- Eh!, eh!, eh!, eh!, eh!, eh!, sim, o Amontilado. Mas não estará a fazer-se tarde? Não estarão à nossa espera no palácio lady Fortunato e os convidados? Vamo-nos embora.

- Sim - disse eu -, vamo-nos.

- Pelo amor de Deus, Montresor!

- Sim - disse eu -, pelo amor de Deus!

Em vão esperei uma resposta a estas palavras. Comecei a ficar impaciente. Chamei em voz alta:

- Fortunato!

Não obtive resposta. Chamei novamente:

- Fortunato!

Continuei sem resposta. Meti um archote pela pequena abertura e deixei-o cair lá dentro. Em resposta ouvi apenas um tilintar de guizos. Senti o coração oprimido, dada a forte humidade das catacumbas. Apressei-me a pôr fim à minha tarefa. Forcei a última pedra no buraco, e fixei-a com a argamassa. De encontro a esta nova parede tornei a colocar a velha muralha de ossos. Durante meio século nenhum mortal os perturbou. In pace requiescat!


por Edgar Allan Poe

17 de mai de 2010

Paralisia do Sono (relatos)

Estava navegando nas comunidades do site e vi uma que fala da paralisia do sono. Me surpreendi em ver que mais alguém sofre desse mal. Pesquisei, e na realidade muita gente tem isso. Li que nessa hora em que a gente fica paralisado não devemos ter medo, pois isso só piora, a gente trava mais, tem alucinações e tal. O melhor é manter a calma e respirar fundo, que assim conseguimos os movimentos de volta. Haha! Espero mesmo que isso nunca mais me ocorra, porque em todas as minhas experiências, assim que eu abro os olhos, já começo a ver e ouvir coisas estranhas, além de pairar um clima assustador no ar. Como não vou ter medo?
Estranho que da última vez eu não me lembro muito bem, só do medo (presente em todas), e de apesar de eu ter lido que essas experiências acontecem quando dormimos de barriga para cima, eu estava de lado, fato que me deixou desesperada por não poder ver o quarto inteiro, principalmente a porta.
É que todas as vezes eu tive impressão de ter alguém na casa (sensação horrível). Em todas as vezes eu podia jurar que não foi sonho, eu estava acordada, era tão real! E bem sinistro! Não recordo com clareza, mas tenho uma lembrança de um som como um zunido.
Na primeira vez me deu uma aflição! Não podia falar, mexer, parecia que eu fazia força para gritar e não conseguia mover um só músculo. Aliás isso aconteceu em todas as vezes, mas como isso nunca tinha ocorrido antes, foi desesperador. Nuca gostei de dormir no escuro, então o abajour estava aceso, e eu vi uma luz forte no espelho, como se saísse de dentro ou estivesse bem na frente dele, uma luz forte e de grande dimensão; não era como reflexo do abajour, que ficava ao lado. Lembro de olhar espantada, com os olhos arregalados para aquilo e de ficar meio sufocada. Foi horrível.
A segunda vez foi a pior de todas. Na época eu deixava alguma luz da casa acesa e a porta aberta, de forma que fazia uma refração na parede do quarto do outro lado da porta. Eu estava virada para essa parede contrária à porta e quando eu abri os olhos (ai... dá até agonia) vi nessa refração uma sombra masculina, prestes a entrar no quarto, ele estava meio encurvado, assim como quem vai se aproximando devagarzinho, me parecia no entanto estar parado nessa posição. Eu ouvia passos também, mas não podia virar a cabeça para a porta. Ai, ai! Eu deitada, vendo, ouvindo, fazendo força para falar, tentando virar a cabeça para ver e não conseguia me mexer! Ufa! Sufocante! Dessa vez eu acordei, mas acho que só depois de adormecer novamente, só me lembro de ter levantado morrendo de medo para checar a casa, mas não sei quanto tempo depois, só sei que me lembrando do ocorrido fui verificar.
É uma sensação estranhíssima, eu sentia como se em nenhuma das vezes eu conseguisse recuperar os movimentos conscientemente, me levantar, acordar de verdade, mas também não entendo como posso ter adormecido aterrorizada do jeito que ficava. Dá impressão que depois de certo tempo nessa angústia eu desmaiava, porque eu nunca me lembrava do momento em que acabavam essas experiências, do momento que eu retomava o controle.
fonte (sobrenatural)

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs