pesquisa magos da luz

Pesquisa personalizada
-------------------

30 de jun de 2011

quem foi vc nas vidas passadas? Faça o TESTE e veja!?

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Vc sabe quem foi vc nas vidas passadas? Faça o TESTE e veja!?

Vc gostaria de saber sua personalidade~, quem vc foi...e algumas coisas...

O meu deu esse resultado...

O senhor feudal, nobre e solitário
O sultão mimado,
O guerreiro sem causa
A mulher sem filhos
“Às vezes fico muito triste com a vida e com as coisas que acontecem ao meu redor e acabo me sentindo entediado. Quero muito mudar tudo isso, mas me sinto sem forças”...
A aparente esterilidade da vida e a solidão são a grande sombra do caminho de vida desta pessoa que, estando nesta sintonia, não se sente realizada. Às vezes inclusive vem a sensação de ter tudo e de não ter nada ao mesmo tempo. É preciso tomar cuidado para não perder a motivação. Saiba que um dia você, que está nessa sintonia já teve tudo a seus pés e fez mau uso das suas possibilidades. Agora é hora de enfrentar dificuldades para aprender a valorizar a vida e tudo o que ela lhe oferece. Lembre-se que todas as situações são passageiras e que dias melhores virão. Tenha e cultive a sua fé.
O desafio é: Abrir o coração, expandir a sua luz e aprender com os semelhantes, porque em vidas passadas, você tendo sido uma pessoa de grande poder e prestígio, não enxergou as necessidades alheias e não ajudou quem poderia ter ajudado; com isso seu coração se fechou e você acabou se tornando uma pessoa muito exigente e triste para consigo mesma. Agora é hora de arregaçar as mangas e se colocar em atividades simples que lhe tragam alegria. Experimente cuidar de suas plantas, aprender a cozinhar ou até mesmo experimentar uma receita diferente no jantar. As alegrias simples trazem grande felicidade...
Trabalhe a sua cura: O caminho de cura desta alma que escolheu para si mesma a provação de já ter tido muita coisa e de não fazer bom uso do poder que já usufruiu em vidas passadas, é procurar oferecer parte do seu tempo ao serviço voluntário. Abrir-se ao próximo e tentar perceber como as pessoas reagem aos desafios que a vida apresenta é um excelente remédio para a falta de prazer de viver. Tenha a certeza de que essa abertura para o próximo trará a você muita alegria e paz.

Observações: Saiba que se uma vida complicada ou infeliz vem à tona é porque você já tem condições de transformar o antigo orgulho, ressentimento, medo, raiva, ou qualquer outra energia desqualificada, em luz, amor e consciência.


Vou passar o link depois pois a pergunta pode não entrar!
Comente um pouco o que vcs acham dessa ideias de vidas passadas!
Aqui está o link do teste!

~~~~> http://somostodosum.ig.com.br/testes/vid…

Quem eu fui na vida passada? grátis

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Testes para você descobrir quem você foi na vida passada:





Teste da Alma

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Faça aqui o Teste da Alma que está bombando no Twitter e Orkut. Teste de Alma!

Advertência: responda o questionário como você tem sido ultimamente.
Só há 4 perguntas. Se você ver o questionário inteiro antes de terminar,
não obterá resultados honestos.
Vá baixando lentamente e faça cada exercício com consciência.
Não olhe à frente.
Use lápis e papel para escrever suas respostas.
Você precisará disso até o fim.

Este é um questionário honesto que lhe contará muito sobre seu eu.

TESTE DE ALMA
Faça um desejo antes de começar o teste.

1. Ordene os seguintes 5 animais de acordo com sua preferência:

a. Beija-flor
b. Cavalo
c. Borboleta
d.Cachorro
e. Pássaro

2. Escreva uma palavra que descreva cada um dos seguintes elementos:

a. Cachorro
b. Gato
c. Rato
d. Café
e. Mar

3. Pense em alguém que conheça que seja importante para você, e relacione com as cores seguintes (por favor, não repita sua resposta duas vezes, nomeie uma pessoa só para cada cor):

a. Amarelo
b. Laranja
c. Vermelho
d. Branco
e. Verde

4. Finalmente, indique o seu dia favorito da semana.

Terminou?

Veja as interpretações abaixo, mas antes de ver, repita seu desejo

1. Isto definirá suas prioridades na vida:

Beija-flor: significa carreira.
Cavalo: significa orgulho
Borboleta: significa amor.
Cachorro: significa a família
Pássaro: significa dinheiro.

2. Sua descrição de Cachorro insinua sua própria personalidade.
Sua descrição de Gato insinua a personalidade de seu par.
Sua descrição de Rato insinua a personalidade de seus nimigos.
Sua descrição de Café mostra como você interpreta o sexo.
Sua descrição de Mar insinua sua própria vida.

3. Amarelo: alguém que você nunca esquecerá.
Laranja:alguém que você pode considerar seu verdadeiro amigo(a).
Vermelho: alguém a quem realmente amas.
Branco: sua alma gêmea.
Verde: uma pessoa que você se lembrará para o resto de sua vida.
Você tem que enviar esta mensagem a tantas pessoas quanto você PODE e seu desejo será realizado no dia que você indicou.
Não mantenha esta mensagem, o mantra deve deixar suas mãos dentro das próximas 96 horas. Você terá uma surpresa muito agradável.
De agora em diante, sabendo suas prioridades, tudo mudará.
Lute para realizar o que você quer.

27 de jun de 2011

boneca-cadáver

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Em 1931 em Key West, na Flórida, o radiologista Carl Von Cosel, 56 anos, tornou-se obcecado por um dos pacientes com tuberculose no sanatório onde ele trabalhava. Seu nome era Maria Elena de Hoyos, e ela tinha 22 anos, uma mulher bonita. Von Cosel esperava se casar com ela, mas antes que pudesse responder a sua atenção, ela enfraqueceu e morreu. Ele pediu à família para não enterrá-la. Temendo a contaminação de seu corpo com águas subterrâneas, ele construiu um mausoléu para ela no cemitério, concervava-a em formol. Em segredo, ele sentava-se e tinha “conversas” com o cadáver. Ele até deixou um telefone no mausoléu, para que ele pudesse falar com ela enquanto estivesse fora. Este homem era claramente obcecado. Um dia ele simplesmente decidiu ilegalmente remover o cadáver dela e levá-lo para sua casa.
Para mantê-la em boa forma, von Cosel trouxe um fornecimento regular de conservantes e perfumes, mas um dia, o cadáver de Maria Elena finalmente começou a se deteriorar. Usando cordas de piano para manter seus ossos juntos, substituindo seus olhos podres por olhos de vidro e cobrindo sua pele decomposta com uma mistura de cera e seda, ele recriou o corpo do cadáver, o transformou em uma espécie de “boneca”. Como o cabelo do cadáver havia caído, ele o usou para fazer uma peruca para colocar em sua cabeça. Encheu o corpo dela com trapos para mantê-la inteira e vesti-a em um vestido de noiva, ele a manteve ao seu lado na cama.Ele havia inserido um tubo no corpo decrépito para servir como uma vagina, para fazer sexo.

Von Cosel e ao lado, sua "boneca-cadáver"
Von Cosel e ao lado, sua "boneca-cadáver"

Ele conseguiu esconder isso por sete anos até Hoyos, sua irmã, acidentalmente cair sobre o “cadáver-boneca”, na casa de von Cosel. Horrorizada, ela chamou a polícia. Von Cosel foi preso, mas o prazo prescricional se esgotou, no seu crime do roubo de sepulturas, assim que foi posto em liberdade, Maria Elena foi enterrada em uma área secreta e sem marcação. Von Cosel mudou para a Flórida, onde venderam postais de sua amada. Mesmo quando ela foi tirada dele, ele não conseguia esquecê-la. Quando ele finalmente morreu em 1952, ele foi encontrado em uma sala com uma boneca grande em seus braços, que usava máscara de morte de Elena.


Criança no corpo de uma boneca

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


http://1.bp.blogspot.com/_6lEGP7zvqfc/TODN04t3pmI/AAAAAAAAAEQ/nRLQz1fYlzs/s1600/okiku.jpg
Aqui com cabelo curto.
Uma boneca misteriosa possuída pelo espírito de uma criança captou a curiosidade das pessoas em todo o Japão durante décadas.
A boneca Okiku está no templo Mannenji na cidade de Iwamizawa desde 1938. De acordo com o templo, a tradicional boneca inicialmente tinha o cabelo cortado curto, mas com o tempo cresceu  cerca de 25 centímetros(10 polegadas). Embora o cabelo seja periodicamente aparado, ele volta a crescer.
Diz-se que a boneca foi comprada em 1918 por um garoto de 17 anos chamado Eikichi Suzuki, enquanto visitava uma exposição em Sapporo. Ele comprou a boneca em Tanuki-koji uma rua famosa de Sapporo como uma lembrança para sua irmã de 2 anos de idade, Okiku. A menina adorou a boneca e brincava com ela todos os dias, mas no ano seguinte, ela morreu de repente de um resfriado. A família colocou a boneca no altar doméstico e orou todos os dias em memória de Okiku.
Algum tempo depois, eles notaram que o cabelo da boneca começou a crescer. Isto foi visto como um sinal de que o espírito inquieto da menina tinha se refugiado na boneca.
Em 1938, a família mudou-se para Sakhalin Suzuki, e eles colocaram a boneca aos cuidados do Templo Mannenji, onde se mantém desde então.
Ninguém jamais foi capaz de explicar totalmente por que o cabelo da boneca continua a crescer. No entanto, uma análise científica da boneca supostamente concluíu que o cabelo é de fato de uma criança.


26 de jun de 2011

Fantasma da Dra. Gladys

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
Quadro "Assombração", que foi exibido no jornal "RJ no Ar" do dia 19/04/2011, na Rede Record.
O Projeto Neblina foi até a casa da Dona Ione, no Rio de Janeiro, para investigar possíveis manifestações que acontecem durante a madrugada, inclusive a aparição de uma mulher que ela desconfia ser a antiga dona do imóvel.
http://www.projetoneblina.com.br/search/label/Casos


Abaixo seguem as duas imagens sequenciais citadas na reportagem. Ambas foram tiradas do mesmo corredor utilizando o equipamento ultravioleta. Na segunda imagem é possível ver uma forma esfumaçada que não aparece em nenhuma das outras imagens feitas naquela noite.







O caso, a princípio, gira em torno da Dra. Gladys Browne, uma conhecida cirurgiã da década de 60, e que era cunhada de Dona Ione, atual proprietária do apartamento.
Os tipos de manifestações, as visões de uma mulher andando pela casa e o próprio relacionamento conturbado entre as duas, sugerem que a possível atividade esteja mesmo ligada a Dra. Gladys.
Porém, novos detalhes descobertos em um velho recorte de jornal podem indicar um outro caminho...



A investigação ganha um elemento à mais quando um suicídio, aparentemente não esclarecido, entra na história. Alguns objetos pessoais do médico que se matou foram levados para dentro do apartamento onde os fenômenos tem acontecido, e eram guardados no banheiro, exatamente o ponto de maior atividade da casa.

a sombra da noite

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


Episódio completo sobre o caso do Poltergeist de Porto Alegre.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=D0Y7vFrA9oQ

Porto Alegre, agosto de 1953. Um apartamento na Rua André da Rocha se tornou o centro das atenções do público e repórteres: estranhos movimentos e aparições acontecem por lá: uma imagem de Santa Bárbara flutua pela sala, louça se espatifa misteriosamente. A polícia é chamada, repórteres fazem vigília esperando os fantasmas e a história fica cada vez mais surpreendente.

Além de diversos depoimentos de familiares e vizinhos que presenciaram a movimentação na década de 1950, o Projeto Neblina esteve no local para procurar evidências sobre o que de fato aconteceu naquela noite...

Direção de Juan Zapata que assina o roteiro junto com Rafael Guimaraens e Edson Gandolfi.
Fotografia de Pablo Chassereaux.
Arte de Bernardo Zortea.
Edição de Nathália Silva.
Produção de Ismael Moraes e de Kiko Cunha.

brincando com o Paranormal

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

O paranormal pode tornar-se perigoso em mãos inexperientes. Peter Hough estuda até onde o sobrenatural penetra na nossa sociedade e questiona se corremos perigo.
Um pouco antes do Natal de 1995, dois estudantes de 15 anos foram convidados para verem alguns vídeos na casa de David McCallu, um fã da música heavy metal. Os dois garotos entraram no quarto de McCallum, que estava cheio de livros sobre o assassino em série Charles Manso e de gravações dos grupos Iron Maiden e Metallica, onde McCallum, de 20 anos, disse-lhes que ele e um amigo cultuavam o diabo.
No centro do quarto havia um altar iluminado com velas e coberto com um pano preto. Em cima dele estava um tabuleiro Ouija. Os dois garotos, Michael Earridge e Stephen Cullan, aceitaram participar de uma sessão e um amigo de McCallum, que chamaremos de Denis juntou-se ao grupo.
Enquanto estavam sentados ao redor do altar tentaram entrar em contato com os mortos. McCallum perguntou ao tabuleiro: “Se és Satanás, o que queres que eu faça?”. Ficando cada vez mais incomodados, os dois garotos decidiram dar por terminar a sessão. Porém, antes que pudessem ir embora, McCallum recebeu uma respostas à sua pergunta.
Seja qual fora resposta recebidas por McCallum, rapidamente ele ergueu uma navalha e dominou Earridge. “Você não vai a lugar algum antes que seja cumprida a vontade de meu amo”, exclamou Dennis. Então, McCallum começou a apunhalar Earridge.
O frenético ataque,no qual Earridge foi apunhalado onde vezes,só terminou quando Dennis exclamou: “Pare. Fique calmo, ele está morto”. Felizmente Cullan conseguiu escapar com vida. O corpo da vitima foi lançado perto do sudeste de Londres.
McCallum foi preso, sendo condenado apenas por homicídio não premeditado, e transferido para a Broadmoor, uma prisão destinada a assassinos com problemas de insanidade.
Era evidente que McCallum estava obcecado pelo macabro e o sobrenatural. Sempre escutava canções relacionadas com rituais satânicos e em sua televisão, estavam escritas as palavras “Homem do Demônio assassino. 666 Slayer. Iron Maiden”. Porém,a obsessão pelo tabuleiro Ouija teria sido a responsável pela transformação de um garoto de 20 anos em um assassino?
O tabuleiro Ouija, que recebe esse nome do francês “Oui” e do alemão “Já” (“sim” nos dois idiomas), normalmente consiste em um quadro de madeira polido com as letras do alfabeto dispostas ao redor de um semicírculo. Em cima dele coloca-se uma pequena placa em forma de coração com rodas ou feltro em sua base. Os “jogadores” apóiam um dedo nesse ponteiro, que se move supostamente dirigido pelos mortos e soletra as respostas e perguntas feitas ao tabuleiro.
Curiosamente, o Ouija nunca foi considerado oficialmente como um dispositivo para contactar os mortos. Contudo, os antigos egípcios usavam um artefato semelhante para entrarem em contato com os seus antepassados. Tratava-se de um anel suspenso por um fio, colocado sobre um tabuleiro gravado com símbolos, com o qual se supunha que os mortos soletravam suas mensagens. O tabuleiro Ouija, idealizado como um “jogo falante”, foi invenção de William e Isaac Fuld, de Baltimore, Maryland, que começaram a fabricá-lo em 1989.
Depois das duas guerras mundiais, a procura pelos tabuleiros Ouija aumentou devido ao interesse das viúvas m comunicar-se com seus maridos mortos em combate e, os irmãos Fuld mal puderam responder à demanda. Posteriormente, em 1966, a empresa fabricante de brinquedos dos Estados Unidos, Parker Brothers comprou os direitos do tabuleiro e, desde então, calcula-se que foram vendidos 25 milhões de unidades na América e na Europa.
Contudo, os fenômenos paranormais manifestados através do uso do tabuleiro Ouija podem ser simulados com facilidade. Mesmo quando não se trata de uma fraude essa simulação pode ter outras explicações. James Randi, o paranormal,sugeriu que as responsáveis pelos movimentos do ponteiro no tabuleiro são as contrações musculares normais e involuntárias, conhecidas como ações ideomotoras.
Porém, muitos pesquisadores e usuários do tabuleiro Ouija duvidam que esses ligeiros espasmos consigam fazer com que uma mão formule frases coerentes no tabuleiro. Essa teoria também pressupõe que a mensagem recebida através do Ouija procede do subconcinte de um ou de mais usuários, porém, existem muitos casos nos quais o Ouija revelou informações que eram desconhecidas por todos os participantes. Além disso, a quantidade de casos nos quais o uso do Ouija traumatizou os participante desse “jogo” nos sugere que ocorre algo além de espasmo musculares.
Medidas de segurança
O contato com o mundo dos espíritos não é um jogo. David Farrant, chefe da British Psychic and Occult Society, sempre  usa uma combinação de símbolos, palavras e talismãs para proteger-se dos espíritos perigosos. Outros ocultistas desaconselham as pessoas sem experiência que entrem em contato com os mortos através do tabuleiro Ouija. Opinam que, se alguém está decidido a empregá-lo, pelo menos deverá adotar algumas precauções para proteger-se de espíritos malignos:
•   Usar sempre alguma jóia de prata ou utilizar uma moeda de prata como ponteiro.
•   Empregar velas para forma um círculo (ou desenhar um circulo com giz) ao redor do tabuleiro.
•   Despedir-se do espírito com o qual entrou em contato para que ele não fique no local depois de terminar a sessão.
•   Não interpretar literalmente nenhuma informação: o Ouija é pouco confiável.

(...)

Fonte: revista Fator X n° 17

25 de jun de 2011

pactos de sangue (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


Meu pai (ateu) já fez um pacto de sangue.... num terreiro de umbanda, com uma entidade chamada perneta, q estava incorporado no irmao da cunhada dele.
Meu pai foi por insistência, pois ele achava tudo aquilo bobagem, era alcolatra e minha tia falou q a umbanda o ajudaria espiritualmente.

as pessoas daquele centro de umbanda, certo dia, foram fazer trabalhos em nossa casa, eu tinha 16 anos....a certa altura meu pai irritou-se com aquilo tudo e o tal perneta falou a destruiria a vida dele.

também tentaram incorporar um espirito no meu pai, mas não conseguiram.
meu pai tinha 40 anos nessa altura, parou de frequentar o tal centro, morreu vitima d atropelamento 10 anos depois, aos 50 anos.
O estranho é que meu pai, odiava religiões, pastores abominava. Qdo foi atropelado ninguém queria socorrê-lo, parou um carro, com dois senhores e o conduziram ao pronto socorro, eram pastores protestante. ainda estava com vida, espero em Deus e em seus últimos momentos de vida ele tenha aceitado Jesus....

24 de jun de 2011

simpatia do arroz

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Simpatia para emagrecer de Chico Xavier


Quarta feira pela manhã coloque meio copo de agua , dentro dele o número de grãos de arroz correspondentes aos quilos que você deseja perder. Nao coloque grãos a mais do que você deseja,pois os quilos perdidos não são recuperados.
A noite beba a água deixando os grãos de arroz, completando novamente com meio copo de água. Quinta feira pela manhã em jejum beba a água deixando os grãos de arroz, complentando novamente com meio copo de água.
Sexta-feira pela manhã em jejum beba a água com os grãos de arroz junto.
Obs: 1- Conserve o mesmo copo durante o processo, 2- Não faça regime pois a simpatia é infalivel, 3- Tire o número de cópias correspondente aos quilos que deseja perder 4- Começe na quarta feira após distribuir as cópias, 5- Publique na mesma semana .
Boa Sorte

simpatia do mel

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

1- Para não perder seu amado(a):
   Você gosta demais de seu(sua) namorado(a)mas tem medo que ele caia fora.
   Mas ele(ela) sempre estará com você e jamais a(o)deixará. É só pegar um pires, caneta com tinta preta, papel branco, um pouco de mel, um copo com água. Coloque o mel no pires. Escreva o nome da pessoa amada no papel e coloque debaixo do pires. Deixe o copo com água ao lado do pires. Não os toque por três dias e nem deixe outra pessoa ver ou tocar. Depois desse tempo, jogue a água do copo no pires para que o mel saia.

2- Para amarrar a namorada: (esta é só pra homens fazer)
   Pegue sete pétalas de rosa amarela e dê um jeito de colocá-las dentro de um livro de sua namorada, sem que ela saiba.
   Firme o pensamento, dizendo a si mesmo que a garota será sempre sua. Se ela perguntar se foi você quem colocou as pétalas no livro, negue pela vida inteira, e só confesse quando já estiverem casados.

3- Para prender o namorado: (só para mulheres)
   a)-Se você quer ter sempre junto de você o seu namorado, toda vez que ele lhe visitar, dê um jeito de vestir uma calcinha em que tenha borrifado um pouco de perfume de alfazema. E, quando ele lhe abraçar, passe as mãos pela sua nuca e faça uma figa. Creia que ele ficará cada vez mais louco por você.

   b)- (para ambos os sexos) - Se você quer ter para sempre a pessoa amada, é só pegar uma fotografia dela e escrever seu nome atrás. Depois coloque a foto dentro de um copo com água bem açucarada, deixando-a ali por 7 dias. Logo a pessoa se entregará totalmente a você e por todo o tempo.
      Atenção: só faça esta se você tiver certeza de que queres a pessoa definitivamente, caso contrário vais te aborrecer quando não mais a quizeres.

4- Para atravessar o caminho de alguém no amor:
   Se você está interessado na garota de alguém, e tem coragem para fazer esta simpatia, vá em frente:
   Pegue três pimentas do reino e enfie-as dentro de uma pimenta vermelha. Dê um jeito de colocar a pimenta no bolso do namorado da garota que você quer para si. Dizem que esta simpatia é infalível.
 
5- Para não perder um namorado(a):
   Se você sentir que seu namorado(a) anda esfriando o relacionamento, já não lhe dando a mesma atenção de antes, pegue um fio de linha vermelha e um sabugo de milho. Amarre o sabugo com a linha, fazendo 3 nós bem apertados e coloque-o dentro de um pote de barro.
   Só o retire dali quando seu namorado voltar ao que era antes.

6- Para arrumar casamento ainda este ano: (para mulheres)
   Adquira uma imagem de Nossa Senhora dos Navegantes, bem pequenina, coloque-a na barra da saia ou dentro de um bolso durante 21 dias.
   Depois disso coloque-a dentro de uma vasilha virgem com água. A Santa deve ficar de cabeça para baixo até arrumar casamento. Vá trocando a água de 7 em 7 dias.

7- Para afastar alguém de seu marido ou de sua mulher:
   Durante três sexta-feiras seguidas, quando o marido estiver dormindo, pegar uma agulha com linha branca e na direção do coração, como se estivesse costurando, dizer três vezes: "Assim como São Jorge dominou o dragão, eu dominarei este coração, que será fechado para todas as mulheres (ou para todos os homens) e ficará aberto só para mim".
   Em seguida, rezar três Pai-Nossos para o anjo da guarda do marido (ou esposa) e também para o da própria pessoa.

8- Para o homem conquistar uma mulher difícil:
   O homem deve conseguir três fios de cabelo da mulher, sem que ela perceba, e amarrar os fios no pênis. Esta simpatia deverá ser feita até que a mulher esteja totalmente dominada, ou seja, repeti-la sempre.

9- Para ter sorte no amor:
   Compre sete rosas brancas no sábado de Aleluia e coloque dentro de um vaso sem água, deixando ali até que as rosas sequem totalmente. Depois faça um pacote com as rosas e deposite na porta de uma igreja que realize bastante casamento.

10-Para curar dor de cotovelo de mulher ou de homem:
   Escreva na areia da praia o nome da pessoa amada 12 vezes, um atrás do outro. Em seguida vá e volte pisando firme sobre os nomes escritos na areia. Depois, dê um mergulho no mar que a dor de cotovelo ficará nas profundezas da água do mar.

23 de jun de 2011

macumba para amor

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Ainda esta noite de madrugada o TEU amor dará conta de que TE ama, algo assim acontecerá entre 1 e 4 horas da manhã esteja preparada para o maior choque de sua vida! Se romper esta corrente terá má sorte no amor. Deus vai lhe abençoará e a sua vida não será a mesma....
LEIA SOZINHO porque no passado eu também não acreditava que ia dar certo, mas... funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS...
Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)...
Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes).
Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre o Thiago de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que o thiago venha para MIM rdm , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele thiago não pense mais nas outras... mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém...).

como fazer macumba

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Para atrair DINHEIRO Na fase da lua crescente.

Compre uma espiga de milho madura (a maior que encontrar).
Vire a palha sem quebrar e amarre com três fitas de cetim: uma verde, uma amarela e outra dourada.
Faça um pedido às divindades da fartura e pendure a espiga na porta de entrada da casa, do lado de dentro.

Para Fartura Na fase da lua crescente.ou cheia

Use três espigas de trigo maduro, ate com uma fita dourada ou amarela. Coloque no canto superior da porta da sala.

Engravidar - abrir uma romã no dia 31 de dezembro, colocar uma a uma seis sementes entre a língua e os dentes, sem morder, enquanto mentaliza o óvulo sendo fecundado e a barriga crescendo. Depois de fazer isso com cada carocinho, sem estourá-los, retire-os da boca e embrulhe todos em guardanapo branco virgem. Esse pacote deve ser guardado até a virada do ano seguinte. Aí sim, joga-se o pacote inteiro no mar ou em água corrente de um rio.

A mulher grávida - deve evitar ir a velórios, senão o filho sofrerá de tristeza.

A mulher grávida - nunca deve passar sobre a corda em que um cavalo está amarrado, senão o parto será muito complicado.

Bebê com menos de um mês de vida não pode tomar chuva no rosto, se isto acontecer ele terá sardas.

Detalhe: eu acho as sardas um charme, por isso aos 15 dias de vida de minha filha levei-a para que recebesse alguns pingos de chuva. Hoje ela tem sardas.

Bebê mijão Leve a fralda da última troca antes do pôr do sol, e deixe sobre um formigueiro.

Bebê que troca dia pela noite - Na hora do banho do nenê retirar a camisetinha e deixar virada pelo avesso debaixo da cama do bebê.
Para vencer competidores em concursos Na fase da lua crescente ou cheia.

Coloque seu nome em um papel amarelo, a data e nome do evento. Acenda uma vela vermelha (Marte) ou azul (Mercúrio) rodeando-a com seis folhas de louro. Deixe queimar até o fim, depois coloque o que sobrar em uma árvore alta, que esteja em franco crescimento.

Para espantar Energia Negativa e Ladrões

- Plante um pé de alecrim na entrada do portão de sua casa ou coloque um galho amarrado com uma fita vermelha no batente das portas.

- Coloque sal grosso em uma cumbuca virgem sobre os armário (mais alto que a cabeça)

- Ponha 3 pedras de carvão em partes baixas da casa se possível nos quatro cantos da casa.

Pancada não ter Hematoma ou Galo - Imediatamente após a pancada colocar as costas do fio de uma faca de aço em cruz, três vezes sobre o lugar atingido.

Soluço - O soluço pode parar imediatamente se você respirar com a boca e nariz dentro de uma bolsa de plástico.

Soluço - Meter a cara dentro de uma bacia com água de modo que tanto o nariz quanto a boca estejam submersos. Tapar os ouvidos enquanto está com a cara dentro d'água.

Soluço de Bebê - a mãe retira um fiapo de roupa do bebê e cola na testa do filho, usando sua saliva.

Pesadelo - Para que um sonho ruim não fique dando voltas em sua cabeça, assim que despertar-se passe as mãos da frente para trás da cabeça, três vezes, não conte para ninguém o seu pesadelo, e ainda vire o travesseiro. Com certeza logo esquecerá o sonho.

A Cama - Quando levantar-se acostume-se a "esfriar" a cama antes de estender os lençóis, o que deve ser feito todos os dias. Jamais deixe sua cama desfeita, pois a desordem pode transladar-se para sua vida pessoal e profissional. Vire os travesseiros e bata-os para espantar os maus sonhos.

Enjôo de Viagem - colocar um tira de esparadrapo sobre o umbigo, tapando-o bem.

Enjôo de Viagem - Levar um prego de ferro no bolso direito.

Bebê dormir Tranquilo
Apanhe três dentes de alho, três galhinhos de arruda, amarre num fio de linha e pendure no quarto da criança. Pegue uma maça madura e deixe num prato de louça. Tudo deve ficar longe da criança e o quarto deve ser arejado. Três dias e a criança terá um sono tranqüilo. Repita quando necessário.

Bebê dormir Tranquilo: lave o piso com uma colherada de vinagre para cada litro de água. Use spray de RESCUE (Flores de Bach) nas roupas de cama do bebê e nos pulsos da criança. Qualquer pessoa, animal ou planta se beneficia dos efeitos maravilhosos de Rescue.

Criança aprender a andar - Tomar a mão direita da criança dar a volta ao redor da casa, enquanto a madrinha vai logo atrás acompanhado com um galho verde varrendo o chão e dizendo estou varrendo...a mãe diz o medo de andar de fulano (nome da criança). Fazer três segundas-feiras.

Filho(a) Rebelde OBS. O(a) filho(a) não pode saber desta simpatia
Coloque uma espada de São Jorge dentro do colchão do(a) filho(a) rebelde e deixe por sete dias. Depois retire a espada e troque por outra nova. Faça isto por sete semanas seguidas, e depois pegue todas as espadas e jogue no mar ou em água corrente. A partir daí, seu filho(a) se tornará obediente.

Tosse - Para a tosse de "cachorro" corte uma laranja em sete pedaços, no sentido vertical, coloque sete colheres de sopa de açúcar e um pouco de vinho branco. Deixe ferver até formar uma borda de espuma. Tome de colheradas o mais quente possível e vá direto para a cama.

Tosse - Faça um chá de marcela bem forte, depois coloque uma gemada (duas gemas batidas com sete colheres de sopa de acícar) por cima. Tome algumas colheradas.

Tosse noturna - Esquente uma colher de sopa de manteiga com uma colher de sopa de mel, ou mais, mas conserve a proporção de 1x1. Quando começar a ferver está no ponto. Coma quente aos pouquinhos. Esta mistura forma uma capa na garganta e acalma a tosse noturna.

Terçol -
Apanhar a aliança de ouro esfregá-la até ficar quente, depois passar no terçol três vezes, de dentro para fora, ou seja para as laterais do rosto.

O terçol desaparecerá.

Mau humor do marido - Quando o marido sair de casa apanhe um pano branco e limpe os sapatos dele por dentro. Acenda um incenso qualquer, molhe o lenço no álcool e jogue o pano no lixo. Isto substituirá o mau humor do marido.

Amansar o marido - a mulher deve colocar sua aliança dentro de um copo de um dia para o outro. Quando o marido tenha sede deverá dar-lhe de beber desta água.

Insetos

Aranhas, grilos e lagartixas representam boa sorte para a casa. Matar uma aranha pode levar à infelicidade no amor. Se não deseja uma aranha dentro de casa "ofereça" a ela um elemento donde agarrar-se (uma vassoura ou um galho) e leve-a com delicadeza ao exterior da casa. Se tiver que livrar-se de uma teia de aranha diga "eu destruo a teia da aranha, mas minha relação com fulano está cada dia mais segura e harmoniosa". Dizem que a teia simboliza os laços.

Brinde

Se você estiver bebendo algo alcoólico, não brinde com quem estiver tomando uma bebida sem álcool, pois vocês podem ter seus desejos invertidos. Uma alternativa seria brindar duas vezes, ou seja tocar os copos duas vezes.

Visitas indesejadas

Colocar uma vassoura com o cabo virado para baixo, atrás da porta, faz visitas indesejáveis irem embora logo. Se for uma destas de fibras naturais e você meter um garfo espetado entre a palha é provável que a visita só volte outra vez se for convidada.




desfazer macumba

esse feitiço tem a finalidade de neutralizar outro feitiço e é ideal ser realizado pela pessoa atingida.

Você vai precisar de um vidro vazio com tampa de metal, um pouco de água de fonte, doze agulhas de aço virgens e um pequeno fogareiro.

Encha o vidro com a água da fonte, coloque dentro todas agulhas e tampe-o muito bem. Deposite o vidro sobre as brasas do fogareiro e deixe-o esquentar até que o vidro exploda. Quando colocar o vidro no fogareiro, repita o seguinte encantamento:

Que minha vida a água purifique,
Que todo pesar vá embora.
Que forte como o aço eu fique,
E que o bem retorne agora!
E que assim seja, E assim se faça!

Nunca realize esse feitiço dentro de casa, nem próximo a ninguém, pois, com a explosão, as agulhas e os cacos de vidro voarão. Portanto, nem você deverá estar perto. Depois de explodido o vidro, recolha tudo, embrulhe num pequeno pano branco e enterre na mata.

padre marcelo vela virtual

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

ACENDA UMA VELA VIRTUAL NO SITE DO PADRE MARCELO ROSSI



Passo a passo para acender a Vela Virtual


1. Acesse o site www.padremarcelorossi.com.br
2. Clique em Capela Virtual
3. Ao acessar a Capela Virtual, Clique em Vela Virtual
4. Abrirá uma página mostrando quatro velas com as cores Branca, Roxa, Verde e Vermelha.


Clique em cima da vela escolhida.
Branca = Agradecimento
Roxa = Por um Ente Querido
Verde = Decepção
Vermelha = Traição


5. A seguir aparecera uma página que tem a seguinte mensagem:
Clique aqui para acender sua vela (Clique em cima desta mensagem)


6. Abrirá uma página onde você precisa preencher os dados solicitados:
(estas informações facilitarão para que você possa depois localizar a vela que você acendeu).


7. Para concluir, clique em ACENDER.
8. Aparecerá a mensagem: Sua vela foi acesa com sucesso!


OBSERVAÇÃO
Hoje as 15:00 hs estarei enviando novamente a Oração de Exorcismo do Papa Leão XIII
Aproveite e faça a diferença, pedindo para que os seus amigos se cadastrem no site
www.padremarcelorossi.com.br.


Para que eles sejam evangelizados com orações e mensagens maravilhosas.
CADASTRE-SE!!!
Vamos formar novos amigos na Rede Eletro-Cristo com MARIA. DIVULGUE.
EVANGELIZAR = FELICIDADE, SEJA FELIZ, EVANGELIZE!
Convide também seus amigos para orar junto com você o Rosário Virtual e o Terço da Misericórdia, que estão
disponíveis em nossa Capela Virtual.


Amados,Abençoe-vos o Deus Todo-Poderoso o Pai † e o Filho e o Espírito Santo. Amém.
Paz e bem! Fique com Deus, e Evangelizem!
Padre Marcelo Rossi


sonhar com gato

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Os gatos têm fama de serem animais matreiros e falsos, que atacam à traição. São também animais associados ao feminismo, mesmo tratando-se de machos.

1. Sonhar com gatos significa que terá uma desilusão, com alguém que considera de confiança a trai-lo. Deve ter cuidado com os falsos amigos e com pessoas que se poderão aproveitar de si, sem medo de o pisar para atingirem o que querem.

2. Um gato no seu sonho significa também a agressividade feminina, o poder de conquista: a sua submissão a ela (se for homem) ou a sua capacidade de o fazer (se for mulher).


17 de jun de 2011

A FACADA (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

A FACADA

A FACADA 9/7/2005 22:00
essa historia n aconteceu comigo e tb n sei c é verdae eu vi essa historia uma vez na tv e achei legal passau nun progama da antiga rede manchete chamado misterio.
uma rapaz de + ou - 20 anos arrumou um emprego perto da casa dele tao perto q ele ia trampa a pé, ele passava todo dia na frente de uma casa meio velha + parecia estar habitada ele reparou q todo dia quando ele passava uma moça mto gata ficava na janela olhando pra ele ele entaum ele ja pensou fmz akela mkna dahora fica me olhando todo dia deve ta pagando um pau pra mim hehehe entao com o tempo ele começou a passa e comprimenta dava xauzinho e tal... + ele era mto timido e naum tinha coragem de ir fla com a moça tudo começou a ficar tao serio q msm so olhandodo pra ela da rua e ela da janela sem ao menos chegar nen perto acabou c apaixonando profundamente saiu espalhando pra todo mundo sobre ela falando pros kmarada q uma mina mto gata tava afim dele q ficava pagando um pau pra ele da janela etc... os kmarada ficaram curiosos e queriam v essa mina + entao quando ele foi trabalhar passou com os kmarada na frente da casa no msm horario de sempre + a mina nao tva na janela os kmarado começaram a zua ele falando q ele era mo chavequeiro etc... ele axou mto estranho ela nao ta janela c ela sabia q ele passava todo dia nakele horario e sempre ficava na janela durante uma semana ele passou na frente da casa e a mina n tava la ele enatum deixou um ramo de flores co uma carta de amor no portao tocou a campainha e foi embora
no outro dia o ramo de flores n estava la e a mina tb n tava na janela entaum ele axou tudo mto estranho pensou.... sea q aconteceu alguma coisa com ela? sera q ela esta bem? tomou coragen e resolveu entrar + a porta da frente tava tramcada ele deu avolta e foi para os fundos da casa q estava todoa em ruinas com as portas pregadas com o capim mto alto ele pensou como uma mina ta lindo pode morar em um lugar tao horrivel? tb nao conseguindo entrar pelos fundos voltou para a frente e aporta por emcrivel q pareça... 
 
......escancarada ele entaum entrou e a casa estava toda mobilhada + os moveis era mto antigos q estavam todos empoerados tudo mto sujo ele foi ate o quarto da mina e encontrou um minininho chorando q saiu corremdo quando viu o rapaz o rapaz foi atraz dele e chegou ate a cozinha a mina estava la de costas cortando sebola na oia entao ele chaomou ela apenas disse ei.. ei... td bem? pq nen o nome dela ele sabia quando ele chegou + perto e tocou em sem hombro ela virou e deu uma facada na sua barriga começou a sair mto sangue a faca perfurou gravemente a sua barriga ele acabou ficando enconsiente e desmaio......cerca de ums 15 minustos de pois ele acordou um poko tonto e com uma forte dor na barriga entaum c lembrou rapidamente do q aconteceu + a sua barriga tava normal nao tinha corte nen sangue nen nada ele entaum saiu da casa um vizinho q era bem idoso viu e perguntou...- o vc estava fazendo ai dentro?? o rapaz entaum resumiu tudo o q aconteceu.. o vizinho disse..- isso é impossivel nao mora ninguem nessa casa des dos anos 60 as utimas pessoas q moraram ai eram um rapaz e a sua filha q era uma adolescente de +ou- 19 anos ela acabou engravidando o pai ficou mto revoltado esfaquiou ela de depois c enforcou. FIM.

DETALHE...

eu escrevi tudo isso com mta pressa deve ter uma par de erros de portugues q eu nen quis ficar corrigindo ok?? c encontraren ,tos erros de portugues ja ta explicado o motivo fuiiiiiizzzzzzzzz



prima assombrada (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


foi uma unica vez também(o resto foi vulto)eu tinha mais ou menos uns 6,7 anos e eu me lembro que tinha feito 1 ou 2 meses que minha prima de 15 anos tinha falecido de Lupos(se não me engano e um tipo de câncer no sangue ou um tipo de leucemia,ha sei la so sei que ela morreu)ai eu e minha mãe estava sozinho em casa,ai ela mando eu ir la no fundo do quintal junto com ela para pegar umas plantas e por dentro do carrinho de mão,ai minha janela do meu quarto ficava de fundo pro quintal,ai eu tava la com minha mãe e olhei para minha janela(tipo ela e de veneziana)e eu vi uma moça de mais ou menos 15 anos,de cabelos escuros e meio crespo,pele escura mais atraz dela era visível,não foi de ralance porque eu olhei e fixamente para ela e quando eu pisquei os olhos ela sumiu!Depois disso jamais vi algo do tipo so de vez equamto eu vejo vultos!

ja vi espiritos (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

ja vi espiritos

ja tive várias experiências vou contar apenas duas: quando tinha na faixa de 15anos
ouvia muitos susurros em meu ouvindo tendo porconta disso muitas insonias e medo noturno, certa noite tive a ideia de c olocar em meus ouvidos dois travesseiro e me embrulhar com um imenso lensol de casal para poder dormir tranquilamente, quando ao passar de 5 minutos eu senti duas mãos bem grande puxa com muita violência o meu lençol a ponto do mesmo ser arremessado para o teto, nunca mais fiz isso sendo obrigado ouvir esses susurros por um bom período de tempo... conto pra vcs a outra numa outra oportunidade. valeu


apertou meu pescoso (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


uma vez eu tirei uma foto no meu quarto e saiu uma menina atras de mim segurando o meu peskoço
e tbem sempre quando eu ia dormi tinha a sensaçao q alguem estava me olhando
isso era muito ruin pois nao conseguia dormi
ate q um dia eu kai no sono + eu me espantei assim do nada q quando abro o olho vejo uma criança me olhando ela era muito branca
passei+ de uma semana sem conseguir dormi
e minha mae me levo numa mulher espirita essas coisas aii
e ela falo q eu tinha 7espiritos no meu quarto
des desse dia so durmo no quanto da minha mae

AVÓ DESENCARNADA . (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
Á. QUANDO MORAVA NA CASA DE MEUS PAIS . A MAIS MARCANTE FOI QNDO MUDAMOS PRA CASA ONDE MEUS PAIS MORAM HJ , NA EPOCA EU TINHA UNS 10 ANOS .TAVA NO MEU QUARTO DORMINDO E SENTI UMA BRISA FRIA SOBRE MEU ROSTO ,O QUE ME FEZ ACORDAR, AO LADO TINHA UMA SENHORA DE CABELOS BRANCOS QUE ESTAVA ME COBRINDO. LEVEI UM SUSTO E CHAMEI MINHA MAE. A SENHORA DESAPARECEU NA MINHA FRENTE ANTES DE MINHA MAE VIR. CONTEI A ELA SOBRE AQUELA SENHORA.E PASSADO UNS DIAS, MINHA MAE COMENTOU COM O DONO DA CASA SOBRE AQUELA SENHORA E ELE DISSE QUE ERA A SUA AVÓ DESENCARNADA . ESSA SENHORA MORAVA NAQUELA CASA JUNTO COMM ELE E SUA MAE, E TODA NOITE SUA VÓ TINHA A MANIA DE COBRI-LO PARA DEPOIS ELA IR SE DEITAR. E ESTA SENHORA MORREU NAQUELA CASA.CONCLUSAO : MESMO DEPOIS DESENCARNADA ELA VINHA NO QUARTO PRA COBRI-LO, SO QUE COMO ELE NAO MORA LA MAIS , ELA APARECEU PRA MIM.


marido penado (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Gente o meu esposo faleceu e eu me mudei com minha filha pra casa da minha mãe. Como lá só tinha 2 quartos e 1 era ocupado por meu irmão ainda solteiro, eu e minha filha passamos a dormir no quarto da minha mãe. E foi numa noite em que eu ja havia feito minhas oraçoes, minha mae já na cama dela dormindo e minha filha do meu lado tambem ja dormindo que eu vi, embora as luzes estivessem apagadas, havia apenas uma pequena claridade proviniente de uma luz da rua que entrava pela janela, um vulto de um homem. Ele estava flutuando sobre minha mãe. Ele parecia ter um grande chapeu na cabeça, parecido com esses que os mexicanos usam, só que um pouco menor. Usava uma capa preta bem comprida, contudo eu via seus braços estidos como se quizessem pegar minha mãe, e eu comecei a gritar. Foi um alvoroço dentro de casa, acordei todo mundo. Contei o acontecido, todos me acalmaram e disseram que tinha sido um sonho. Voltamos a dormir, e eu desta vez dormi, eu sei que eu estava dormindo, so que o mesmo vulto que estava sobre minha mãe agora eu via sobre mim, na mesma atitude que me parecia ameaçadora. Acordei aos gritos e com eles toda a familia novamente. Eu nunca soube o que foi isso. Mas gritar duas vezes na mesma noite, em situaçoes diferentes, nunca havia me acontecido antes. Alias eu nunca acordei gritando antes. A partir dessa noite, as vezes acontece de eu ver vultos, nas sombras se movendo. Não sei dizer quem é nem porque isso esta acontecendo. É assustador, o fato de ser sem explicaçao me assusta mais pois tenho receio de que isso piore. Tenho rezado bastante, e pedido a Deus proteçao pra todos nos aqui de casa, e pra essa visao eu peço muita luz e muita paz.

dois olhos bem grandes (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui
Galera, já vi tanta coisa..Cada coisa..
Me sinto acostumado quando vejo, claro que eu levo susto e tal..
É estranho, bizarro..
sempre vejo
Numa casa que eu morei(há uns 2 anos), via tanto uma menina, que um dia ela disse no meu quarto que a casa era dela...eu disse pra minha mãe e ela não acreditou, até o dia que ela viu(alguns dias depois de eu ter falado do que a menina tinha me dito)
encontramos uma casa,e uns 2 dias antes de eu me mudar, eu tava sozinho em casa e ela apareceu com alguém enorme (tipo a morte, se liga?) com um pau na mão querendo me bater, eu sai correndo..
Minha tia que é medium disse que ela tinha uma força negra muito pesada pois sempre que eu a via nunca conseguia ir atrás, sempre me afastava pra longe..
ela já tinha empurrado o portão em mim a ponto de eu cair, borrou um desenho que eu fiz no meu quarto(desenhei dois olhos bem grandes, e ficou com a aparencia de que um deles tinha lagrimado), eu sempre via ela..
me mudei pra outra casa, continuo vendo..
Quase todo dia
Outro dia eu conto..
falow..

espantei um capeta (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


ja conseguir espantar um, mais foi sem querer :P

meus pais tinham saido e me deixaram fazendo tarefa na sala... (sózinho)<---
até q vi um vulto preto debaixo da mesa q eu estava fazendo a tarefa... eu arrepiei
inteirinho... mais mesmo assim fiquei olhando pra dbaxo da MESA... até q donada... aparece um cachorrinho pudow.. preto... rosnando pra mim... (meu cachorro é um cofap misturado com viralata) até q doladodo meu livro... tinha um pano d chão molhado...
e sem querer eu esbarrei com o cotovelo nele e caiu emcima do cachorrinho encapetado ^^ e aí ele sumiu donada

na hora do desespero tentem isso tbm ^^ se funcionar comentem aí

homem de tres ollhos (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

muito doido

eu um dia vi um homem de tres ollhos veja tambem
eu pensava que estava louco mais estava no meu quarto
quando eu falei o sangue de jesus tem poder ai a coisa foi
embora que que eu tenho que fazer quando isso acontece eu
ja falei de novo mas agora ele não sair que que eu faço agora
me ajudem

cheiro de rosas (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Alguém já sentiu cheiro de rosas?

Eu desde criança, vejo vultos (principalmente uma criança de vestidinho branco), ouço vozes me chamando, sonho com coisas e a maioria acontece....

mas ultimamente ando sentindo cheiro de rosas, ontem mesmo eu não conseguia sentir o cheiro da comida que minha mãe que estava fazendo, apenas de rosas...
Logo minha amiga liga em casa, perguntando pq liguei p ela e desliguei, sendo que eu não liguei p ela, e ela me mostrou hj o meu numero no cel dela.

Alguém saberia o que é sentir esse cheiro de rosas?
seria um espirito por perto?


quero invocar demonios

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

[ajuda]Alguem aqui no rio de janeiro!

Eu queria Aprender a invocar demonios e espiritos do bem!

Mais eu preciso de ajuda pois nao tenho experiencia com essas coisas o maximo que sei fazer é oferendas,Amuletos,poçoes e mecher um pouco com magia! 
 
http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=4962705946170725174


Aconteçeu e tenho prova! (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Aconteçeu e tenho prova!
bom num lenbro o ano mas axo q era 1999 ou 2000 por ai, minha mae muito legal junto dinhero um ano inteiro pra fazer um tour pelo sul do país, o legal eh q ela nao me levou! hehehe mas nem da nda, ai ela paro um dos hoteis pra durmi curti e se divertir, ai ela tava tirando foto do hotel feliz, tirando foto de tudo e todos, ai ela tira uma foto da frente do hotel, onde q na jenela no ultimo andar(hotel divia ter uns 4 andares)apareçe um krinha olhando pra ela, ai ela tira otra foto do krinha e sai feliz, depois de um tempo ela pergunta quem q tava nakele apto, ai a muiezinha da portaria responde q la nao tinha como ter niguem pq akele apto tava fexado fazia anos, q ninguem tinha a xave e tals e num tinha como ter alguem la, hehehehe ai minha mae no memo dia sumiu do hotel heheeheh ai eu vi a foto e tem mesmo um krinha feio olhando pra ela mas o rosto do krainha eh meio estranho sei la heheh lala essa foto ta com ela... vou pedi-la pra mostrar-lhes =]

gente, olha essa historia!!(relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

gente, olha essa historia!!

teve um dia q eu tava no pc, isso era e madrugado po, eu tava jogando counter strike, ai do nd começo a cair panela da cozinha, ai eu fui la cozinha arrumei as panelas, ai 40 minitos depois por ai, comecei a escutar barulho de gente correndo no meu corredor, ai e8u ha comecei a ficar com medo, ai, aki no meu corredor, tem um portao, ai do nd eu escutei alguem mexendo n meu corredor, ai, ai no jogo, eu olhei, no jogo, eu vi um quadro, esse quadro era essa foto ali da comunidade, vcarac, me borrei de medo, ai depois disso eu desliguei o computadro fui durmir

O ursinho (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


O ursinho [O QUE VOCÊS ACHAM?]

Bem, esse tópico eu já tinha postado em uma outra comu, agora eu vou copiar e colar p vcs verem e opinarem

Bem, essa história não aconteceu comigo, foi com uma amiga que eu não vejo a muito tempo, a Fernanda, de Caçapava - SP.
Ela tinha uns 8 anos quando o avô dela (de quem ela gostava muito) deu um ursinho branco de presente, era mto bonitinho, usava uma blusa vermelha escrito ´´I love you´´ e tals...
Não lembro exatamente quanto tempo depois disso, o avô dela morreu de câncer, e o ursinho passou a dar medo dela. Pelo o q eu ela me dizia, no começo era só uma sensação estranha, mas depois, se ela ficava encarando o ursinho... ele fazia cara feia, de zangado! Os pelos que ficavam acima dos olhos se abaixavam, como se ele tivesse sombrancelhas se contraindo! E nao soh um pouquinho, nao, era MUITO!
Eu mesma o vi, várias vezes, e posso garantir que não era impressão: ele FAZIA cara feia mesmo! E nao era possível que ninguém estivesse mexendo nele de qualquer forma, era só deixar em cima da mesa e encará-lo... E também nao tinha pilhas que o fizessem funcionar, era um ursinho comum.

Então, qual seria a explicação??? Se ela tinha ganhado o ursinho do avô, que gostava muito dela, porque ele faria cara de zangado????


[FATO NAO CONFIRMADO AGORA::]
Agora isso eu nao sei se é verdade, a Fe que me disse (ela podia estar mentindo, mas eu nao duvido que nao estivesse)
Ela sempre deixava o ursinho dela na prateleira e nao o tirava de lá desde que ele ficou estranho, e uma noite ela sonhou que o ursinho saía do quarto, ia até a cozinha e pegava uma faca, voltava para o quarto dela e... ela acordou. Quando ela olhou debaixo da cama, o ursinho estava lá o.0


Caso 1949

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


Caso 1949 ( história verdadeira do Exorcista)

CASO 1949. Ellen murphy de 18 anos, consegue a guarda do irmão de 13 anos pelos maus tratos dos pais, logo após o menino apresenta sintomas de possesão demoniaca.

O filme esta dividido em 6 partes !

Trailer: Trailer:

http://www.youtube.com/watch?v=Gq4vlqSXAm8

Parte 1:

http://www.youtube.com/watch?v=BkLKWSl7Tjk&feature=related

Parte 2:

http://www.youtube.com/watch?v=otknHX2K2tM&feature=related

Parte 3:

http://www.youtube.com/watch?v=znkkRD5q7H8&feature=related

Parte 4:

http://www.youtube.com/watch?v=DpTfhiMKiOI&feature=related

Parte 5:

http://www.youtube.com/watch?v=Saz0j0fYboU&feature=related

Parte 6:

http://www.youtube.com/watch?v=JR8y8Wc5x-M


Não fale coisas ruins do filme, sem nem assistiu!

Assista ao filme no youtube em Alta resolução ( Youtube HD )

sim eu acredito (relato)

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui


sim eu acredito
pois é
pessoas naum acreditam em qualquer coisa desse tipo sabe
bem eu era uma delas
naum acreditava em nada até q um dia minha mãe adoeceu
e o medico disse a ela q ela teria somente 3 meses d vida
foi no q minha tia q frequetava um lugar chamado cidade da esperança
disse q era para ir la
levei minha mãe la e ela esta viva até hoje
grassas a Deus e a este homem
este homem q naum t cobra nada para ir la
ele ajuda milhares d pessoas so com chas e ervas
e com muita oração
bom ele nos disse antes desses acidentes acontecerem tudinhu tudinhu mesmu
so q ele naum diz exatamente o q vai acontecer sabe
ele nos disse q ninguem iria descobri o q causou o acidente do voô da tam
ninguem eles iria dizer q foi por causa do motor ou iam invertar varios problemas
mas q o verdadeiro problema ninguem saberia qual é
e q sim o piloto q pilotava o avião na hora da decida ele teve um infarte e por isso naum deu mais conta ele estava conciente mas naum conseguia mexer as mãos
e so gritava meu Deus meu Deus meu Deus
e pedia para o copiloto ajuda e o copiloto na hora naum conseguiu pois ja estava na decida
aff quandu ele falou isso para nois todos q estavamos la ficamos todos arrepiados
bom ele fala mais coisas q vai acontecer ainda
eu naum pude mais ir la mais minha mãe vai uma quinta feira por mes
sabe sei q muitos naum acreditam eu tambem naum acreditava
mas hoje acredito e muito

Acidente e tragédias foram previstas

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Acidente da Tam e outras tragédias foram previstas

Até a poucos minutos atrás não acreditava em predição, previsões,adivinhação e essas coisas mas ao ler estas palavras publicadas no jornal O Dia de 02 de janeiro de 2007 fiquei impressionado...(ainda não acredito piamente nestas coisas, mas fiquei de boca aberta).
No começo do ano, jornais, revistas, televisão dão espaços para os famosos videntes mas um desconhecido de nome "Pai de Santo da Tijuca" (deve ser carioca) em uma entrevista com alguns deste videntes no jornal o Dia escreveu até mesmo de forma escatológica ( o que mais me impressionou) algumas tragédias que aconteceriam no Brasil, ele falou de alguns lugares eu vou mencionar sobre São Paulo e Rio ( além, é claro de falar da vida de famosos e etc...) O trecho que mais me impressionou foi esse que resolvi transcrever:

Sobre São Paulo:

" Ao ano de 2007 não começará bem para a grande cidade do país, vejo desespero e angústias nos primeiros dias do ano. Uma garganta infernal engolirá máquinas e almas." ( A cratera do metro???)

Em outro fragmento:

" Uma gigantesca bola de fogo iluminará a cidade logo após o ocaso trazendo pânico a desolação. Vejo pessoas correndo de um lado para o outro num inútil trabalho para livrar-se de um fogo abrasador e destruidor que não se apaga."


E sobre o Rio

" No final do sétimo mês clarões iluminarão os céus da cidade, uma chuva de fogo espalhará terror e espanto para uma multidão que perdida tentará espacar. Vejo pessoas desesperadas , pisoteadas e mortas. Um rastro de dor e sangue."



Pasmem: No final do mês de julho teremos o final do Pan....Será que dá para acreditar nisso?
De todas as maneiras eu fiquei impressionado.

16 de jun de 2011

AROMATERAPIA.

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

AROMATERAPIA.

A aromaterapia só foi reconhecida como tratamento em 1960, mas, desde os anos 20, já merecia estudos. Gotas de óleos essenciais, obtidos de vegetais, em sua maioria, e sempre diluidas, podem energizar ou acalmar. Você cheira e, em menos de um segundo, alguma coisa acontece no seu coração... É que os aromas dos óleos essenciais influenciam o centro de suas emoções, no cérebro.
Captados pelo olfato, acionam ondas geradoras de calma ou energia.
Os óleos essenciais, obtidos a partir de plantas, salvo raras exceções, devem ser usados sempre diluídos, pois são extremamente fortes. E com muita prudência por doentes graves, pessoas com pele muito sensível e mulheres grávidas. Entretanto, contra-indicações são raras e seu uso é bastante agradável. É necessário conservá-los longe do calor e ao abrigo da luz, uma caixa de madeira ou de papelão grosso. Mantenha-os longe das crianças. Sua durabilidade varia, os óleos cítricos, por exemplo, devem ser usados em seis meses. "Além dos efeitos sobre a pele, eles agem também pelo olfato. Os óleos essenciais, 100% naturais e concentrados, extraídos de vegetais, permitem reencontrar o bem- -estar e a harmonia do corpo e do espírito.


Alecrim: estimula a circulação, analgésico e descongestionante;

Camomila: relaxante, anti-inflamatório, antialérgico e digestivo; refrescante. Indicado para dores de cabeça e depressão;

Cânfora: refrescante e estimulante. Indicado em resfriados, reumatismos, acne, insônia;

Cedro: sedativo. Usado para angústia, bronquite e tosse;

Cipreste: adstringente, estimulante da circulação e antisséptico;

Eucalipto: descongestionante, antiviral, antibacteriano e estimulante. Indicado para edemas e dores musculares;

Gerânio: anti-inflamatório e antidepressivo. Refrescante e antiespasmódico. Para problemas urinários e infecções virais;

Hortelã: digestivo, descongestionante;

Jasmim: relaxante e calmante. Serve para tratar apatia e pele seca;

Lavanda: antiespasmódico;

Limão: refrescante e estimulante. Para problemas circulatórios, hipertensão e acne;

Manjerona: antisséptico, antiespasmódico, anti-inflamatório; Indicado para tratar enxaquecas, cólicas e equimoses.

Patchouli: relaxante. Indicado na depressão e pele seca.

Pimenta Rosa: estimulante. Usado em problemas digestivos, resfriados e diarréia;

Tangerina: antidepressivo, anti-inflamatório.


CUIDADOS

Nunca os use em sua forma pura. Para não irritar a pele, devem ser sempre misturados a uma base oleosa, como o óleo de amêndoas, por exemplo.
Nos três primeiros meses de gravidez, as gestantes devem evitar estes tipos de óleo: camomila, jasmim, cedro, basílico, manjerona, rosmarim e menta.
Em caso de dúvida, deve consultar seu médico ou informar-se com um aromaterapeuta.
Se você vai usar um óleo essencial pela primeira vez, teste-o para se certificar de que não provocará reação alérgica: misture uma gota dele a uma colher (café) de óleo de amêndoas e esfregue na dobra do cotovelo. Se a pele avermelhar em 24 horas, você é sensível ao produto. Não usá-los quando se expuser ao sol.


HORA DA MASSAGEM

Para massagens e banho, os óleos devem ser misturados com outros, de base; puros, eles são muito fortes para a pele. O de amêndoas é considerado o mais suave e tem menor possibilidade de irritar a epiderme. Numa massagem relaxante, para eliminar o estresse e a dor de cabeça de origem nervosa, use algumas gotas da receita a seguir, em massagem circular atrás das orelhas. Ingredientes: 3 colheres(sopa) de óleo de amêndoas, 1/2 colher (café) de óleo de germe de trigo, 10 gotas de óleo essencial de lavanda, 5 gotas de óleo essencial de camomila. Preparo: Ponha os componentes num vidrinho, tampe-os, agite-o e use a mistura. A porção é suficiente para uma massagem total de corpo. Guarde-a ao abrigo da luz e do calor.


PARA UMA MASSAGEM SENSUAL:

Assim como alguns perfumes são mais sensuais que outros, existem óleos essenciais com a reputação de afrodisíacos. Entre os perfumes, rosa, jasmim, néroli e ylang-ylang encabeçam essa lista. Entre os óleos, o de rosa é o mais procurado. Uma receitinha: Ingredientes: 50g de óleo de amêndoas 1/2 colher (café) de óleo de germe de trigo 15 gotas de óleo essencial de rosa 5 gotas de óleo essencial de coriandro 2 gotas de óleo de cedro. Preparo: Coloque tudo num pequeno vidro, tampe, agite e utilize em massagens no corpo. A porção obtida dá para três massagens de corpo ou seis de ombros e pescoço. Guarde ao abrigo da luz e do calor.

BANHOS AROMÁTICOS

Prepare sua espuma de banho adicionando-lhe o óleo essencial preferido. Para melhor resultado, use como ingrediente de base um sabào líquido ou xampu transparente. Banho Estimulante... Ingredientes: 120 g de sabão líquido sem perfume 25 g de glicerina 35 gotas de óleo essencial de pamplemousse 15 gotas de óleo essencial de gengibre Preparo: Misture a glicerina e o sabão líquido. Em seguida, junte os óleos essenciais. Guarde em frasco plástico. Banho Relaxante: Depois de um dia de trabalho, nada melhor que um banho à base de lavanda. Elimina o cansaço e a dor de cabeça provocada por tensão. Ingredientes: 1 frasco de xampu transparente, sem perfume 3 colheres (sopa) de flores de lavanda secas, 5 gotas de óleo essencial de lavanda. Preparo: Coloque os componentes num vidro, tampe-o e agite-o. Deixe-o repousar por duas semanas em local quente, agitando-o de vez em quando. Coe o líquido e guarde-o em frasco plástico.

Cores e Emoções

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Cores e Emoções

Todo mundo sabe que as cores induzem a estados emocionais dos mais diversos. De tristeza, a alegria, passando por melancolia e felicidade, elas influenciam diretamente nossa vida diariamente.
Alguns dos usos terapêuticos das cores:



Vermelho: Aumenta e potencializa a nossa energia vital; combate a depressão. Em excesso causa irritabilidade.

Laranja: Estimula o sistema nervoso; ativa a alegria de viver, a jovialidade e a libido, combate a insegurança e a falta de vontade, elimina gorduras em áreas localizadas.

Amarelo: Desperta e desenvolve a criatividade e o raciocínio lógico, purifica o sistema e é benéfico para a pele; fortifica o corpo e age em tecidos internos.

Verde: Aumenta a capacidade física e mental, é anti-infeccioso, antisséptico e regenerador Promove o equilíbrio, a harmonia e a serenidade. Tem um efeito refrescante e tranquilizador, promove a sensação de confiança e segurança. É utilizado no tratamento de doenças cardíacas e circulatórias.

Rosa: Ativa e potencializa a energia amorosa, elimina impurezas do sangue; age como desobstruidor e cauterizador das veias, vasos e artérias, e elimina impurezas do sangue. Em excesso infantiliza.

Azul: Possui efeito relaxante e apaziguador. Elimina a sensação de angústia e as perturbações nervosas, tem um efeito sedativo, antisséptico e é usado para aliviar cortes e queimaduras, pode ser usado no tratamento de doenças da garganta e dos olhos. Acalma e equilibra, é analgésico, regenera as células dos músculos, nervos, pele e aparelho circulatório, lubrifica as juntas e articulações.
 
Índigo: Promove a elevação da mente e está ligado à beleza e à arte. É utilizado como anestésico e como calmante em estados de grande ansiedade ou excitação. É eficaz no tratamento de inflamações, dores (efeito analgésico), doenças dos pulmões, coagulante e purificador da corrente sanguínea, limpa as correntes psíquicas.

Violeta: Excelente feito sobre os nervos, promovendo a sensação de liberdade e combate as neuroses. Combate doenças dermatológicas, desintoxicando plenamente o organismo. Promove a saúde de todas as células e tecidos. É sedativo dos nervos motores, sistema linfático e inflamações. Excesso: perda de contato com a terceira dimensão.

Dourado: Traz ânimo e exaltação. Aciona a opulência e a riqueza.

Prateado: Ativa a influência da Lua, proporcionando acessos aos mistérios, magia, receptividade e uma natureza mais feminina.

Branco: Não é especificamente uma cor, mas sim a soma de todas as cores. Ao receber a Luz Branca, o organismo liberta todas as vibrações pesadas e negativas provenientes de ambientes, pessoas e das doenças.

Preto: É tecnicamente a ausência total de cor. Deve ser evitada, uma vez que gera desarmonia e atrai energias negativas

Teste de personalidade: QUEM É VOCÊ???

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Teste de personalidade: QUEM É VOCÊ???

Mto legal esse teste. Ao final do resultado vc coloca o mouse sobre as cores e vai indicar qual seu lado mais forte.

http://super.abril.com.br/multimidia/info_503387.shtml

Horóscopo do Chimarrão

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Horóscopo do Chimarrão

Áries - Esse, acha que a cuia é dele! Tu tá recém pondo a chaleira no fogo, e ele já tá ali, perguntando se tá pronto. Esbaforido, sempre se queima, ou fica com a bomba entupida, pois que não tem paciência pra esperar que a erva assente. Dá-lhe um trancaço, diz que no Natal ele vai ganhar uma cuia só prá ele. Não te preocupa, que é loco manso.


Touro - ele primeiro vê se a cuia é linda, no más... depois, fica ali, acariciando a dita, com cara de libidinoso. Como em geral, é guloso pra caraca, te passa o mate, mas fica te olhando atravessado, e ruminando... como é do seu feitio. Não vale a pena discutir com o bagual, pois além de cabeçudo, quase sempre é o dono da cuia e da bomba.


Gêmeos - o vivente já entra no rancho falando e contando causo, trovando e atraqueando que é um inferno. Tudo com a cuia na mão. Até que o povaréu começa a ficar nervoso. Conselho: antes que esfrie até a água da térmica, saiam de fininho e vão tomar mate em outro lugar. Ele nem vai notar.


Câncer - esse já pega a cuia com ar de desolado, pois que a cuia lhe lembra a mãe. De tão sentimental, às vezes, até chora, lembrando do primeiro chimarrão (que a gauchada nunca esquece). Quando sente medo do escuro, dorme com a cuia embaixo do travesseiro. E tem pencas de cuias e bombas entupindo as gavetas... de recordação, diz o infeliz...

Leão - louco e convicto, não é que me inventou de mandar gravar um brasão de família na cuia e outro na bomba? Só toma chimarrão se tiver um povo em volta pra ficar lhe olhando, e aí, aproveita, e desata a trovar e a declamar, esperando que lhe aplaudam. Sempre é bom não contrariar.
 
Virgem - Primeiro, ele lava as mãos e todos os apetrechos, depois, confere se a erva é ecológica, e por aí vai. Acha que, o certo mesmo, era cada um ter a sua própria cuia, bomba e mate. Mas, por via das dúvidas, carrega sempre um paninho que, discretamente, vai passando no bocal da bomba. Como é metido a botiqueiro, e conhece todo tipo de erva deste Rio Grande, enquanto mateia, vai dando receitas e curando, de lombriga a esquizofrenia.

Libra - Flor de fresco, chega a pegar a bomba com o dedinho levantado. Mas compensa, pelo senso de justiça. Só toma o mate depois que todo mundo já se serviu. Pra ele, matear, também pode ser sinônimo de namorar; daí que, se prenda, só faz roda de mate com a indiada marmanja, e, se marmanjo, põe açúcar e mel na cuia, e vai, todo lampero, pro Brique, ver se atrai as mosca, quer dizer, as moça.

Escorpião - pega a cuia, e matreiro... sai de fininho para algum canto, remoendo traumas, encucações e toda a sorte de loucuras. Sem essa de que vingança é um prato que se come frio, pois que, na água quente do amargo, fica tramando seus planos de vingança (inclusive, e principalmente: Revolução Farroupilha, a revanche!). E, ai daquele que não lhe passar a cuia. Outro que tem fantasias sexuais com a cuia, com a bomba e com a térmica. Só não me pergunte quais.

Sagitário - em geral estrangeiro, pois sagitariano que é sagitariano, nunca está em seu país de origem; aqui, no Rio Grande, pode ser um carioca, paulista ou baiano que, sem entender nada de tradição, fica mexendo o mate, com a bomba como se o amargo fosse um milk-shake. Conheci um que queria misturar mate com fanta uva.

Capricórnio - inventou o tele-chimarrão com pingo-boy e tudo, e o chimarrão de negócios, o qual pratica toda a sexta-feira na sua empresa, que, aliás, exporta cuia, bomba, erva e demais aparatos para a gringolândia. Diz que já tá fazendo até inglês largar o chá e pegar a cuia.

Aquário - rebelde até a última cuia, acha que esse negócio de chimarrão tá superado.Só não sabe pelo quê. Doido, mas metido a bonzinho, adora um povaréu; daí que, convida todo o vivente que estiver passando, pra sua roda de mate. Acha que se o chimarrão fosse servido na ONU, o mundo seria outro.

Peixes - inventou a leitura de cuia e recebe entidades durante a mateada. Se desconhece o tipo de ervas que usa... mas, diz que faz roda de chimarrão com os daqui e com os do além. Por isso, um conselho de amigo: se a roda de chimarrão for em outra estância, que volte de táxi.

Garantia da Salvação Eterna

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

Garantia da Salvação Eterna
Dr. Peter Sturges Ruckman, Ph.D, Th.D, D.D
(Traduzido, resumido e adaptado por Mary Schultze)

Prefácio

 Este livrinho sobre a doutrina da Garantia da Salvação Eterna é um excerto do livro do eminente erudito bíblico e escritor americano, Dr. Peter S. Ruckman, confiando em que, onde quer que ele chegue, será usado por Deus para o propósito que Lhe aprouver.
Antes de entrar completamente nas passagens referentes ao assunto, faz-se necessário apresentar algumas observações preliminares sobre a maneira como Deus tem tratado com os homens em períodos diferentes da história.
 Antes de tudo, devo declarar que me considero um pecador que estava perdido, porém fui salvo pela graça de Deus, e também sou um cristão crente bíblico, confiando em que a Palavra de Deus é a única regra de fé e prática de um verdadeiro cristão. Isso pode ser ou não ser aceitável aos olhos dos pentecostais, católicos romanos e outros grupos que admitem a perda da salvação. Estas pessoas que assim crêem, não apenas vivem na insegurança, como ainda levam outros cristãos a viverem do mesmo modo. Infelizmente, nos dias de hoje, ninguém se preocupa mais em ler e comparar passagens que dão a entender que o crente pode perder a salvação com outras que provam o contrário. Preferem apelar para as doutrinas surgidas a partir do século 17, quando os primeiros “desconfiados” da garantia eterna da salvação começaram a pregar esse tipo de ensino. Desejamos nos firmar exclusivamente sobre a Autoridade Final, que é a Palavra de Deus, a Bíblia, deixando de lado as interpretações de grupos (católicos, metodistas, pentecostais e outros), que pregam a doutrina do “cair da graça”, com a conseqüente perda de salvação, sem fazer comparação entre os poucos versos bíblicos que pregam essa doutrina e os inúmeros que dizem o oposto dela, ao longo da nossa Autoridade Final. {Convém esclarecer que a Bíblia que estamos usando é a da edição Almeida, Revista Corrigida e Fiel, que é a mais perfeita tradução da Bíblia King James Versão Autorizada de 1611, do Textus Receptus}.
A perda da salvação é o assunto em pauta. Por isso os grupos neo-pentecostais vivem apelando para diversos e estapafúrdios modismos, querendo adicionar obras à fé, como uma garantia da salvação eterna. Contudo, não podemos discutir esse problema sem atingir o assunto Dispensacionalismo, tão certo quanto a Bíblia é a Palavra de Deus, provando que Deus não tem tratado com os homens do mesmo modo em cada tipo de situação.
Que isto fique perfeitamente claro a qualquer pessoa que tente estudar e ensinar a Bíblia, quer os leitores sejam católicos, judeus, agnósticos, espíritas, ou de qualquer seita dita “evangélica”, todos eles sabem que existe uma diferença entre o Velho e o Novo Testamento. Tal não acontece quando um homem inteligente não pensa do mesmo modo sobre o Dispensacionalismo. Não me incomodo se ele é um agnóstico, um judeu, ou um evolucionista inteligente; qualquer iletrado bíblico pode observar que Levítico 11 não coincide com 1 Timóteo 4. Qualquer  principiante da Bíblia pode enxergar isso, até mesmo um cego que use o alfabeto Braille. Qualquer um que lê a Bíblia pode ver que existe diferença no trato de Deus com os homens, antes, durante e depois da lei de Moisés e, em seguida, depois da Ascensão de Cristo. Tudo isso está muito claro.
Existem versos que parecem negar a garantia da salvação do crente, mas vamos mostrar que eles são poucos e podem ser explicados no contexto histórico em que foram escritos e para quem se destinaram quando foram escritos.
 

Comentando a Garantia da Salvação

 
A Abraão não foi dito que se batizasse por quem quer que fosse. Houve alguns judeus a quem os apóstolos foram ordenados a batizar, conforme Atos 2. Vocês vão dizer: “eles eram judeus”. Ora, também as doze tribos de Jacó eram constituídas de judeus, que foram batizados por Moisés. Contudo, esses judeus jamais receberam o “dom do Espírito Santo”, quando isso aconteceu. Em palavras claras, um estudante inteligente da Bíblia reconheceria imediatamente certas diferenças dentro da Escritura. Se alguém acha que o Evangelho de Mateus 10 (leia-o, por favor!), Atos 22 (leia-o, por favor!), Atos 16 (leia-o, por favor!) e Apocalipse 14 (leia-o, por favor!) são a mesma passagem, então não passa de um tolo, conforme todas as leis do conhecimento inteligente de um cristão bíblico e espiritual.
Digo isso porque a principal passagem da Bíblia sobre como estudar a Bíblia diz: “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra de verdade” (2 Timóteo 2:15). Em qualquer tipo de estudo bíblico que o professor não saiba “manejar bem a palavra da verdade”, ele deixa simplesmente de manejar corretamente a “Palavra”, o que é uma tolice incoerente. Deus trata com os homens de maneira  diferente em tempos diferentes. Então precisamos ficar prontos,  de mente aberta, antes de começar  a ler este livro, que trata da Garantia da Salvação Eterna para um crente em Jesus Cristo. Tenhamos em vista que estamos tratando das diferentes maneiras de manejar as coisas, nas diferentes situações.
Alguém diria: “Bem, Ele é o Senhor Deus. Ele não muda. Portanto, vós, filhos de Jacó não sois consumidos”. Sim, é verdade. E “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre” – sim, é verdade. Contudo, também é verdade que o restante da Bíblia é verdadeiro. Não podemos usar quatro versos para chamar Deus de mentiroso. Novamente está escrito: “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?” (Números 23:19). Não se pode ir atrás de quatro versos do Livro de Deus para chamá-lo de mentiroso e nem pretendemos fazer isso. Por exemplo, não vamos usar alguns versos sobre este assunto para provar que o restante da Bíblia ensina a mesma coisa, quando ela não o faz. Pela mesma evidência não vamos usar alguns versos para provar que o cristão verdadeiro pode perder a salvação, quando o restante da Bíblia diz o contrário. O importante é atentar sempre para o contexto histórico em que o livro foi escrito, e para quem foi destinado quando foi escrito.
Agora vamos usar passagens que tratam da Garantia da Salvação Eterna do crente e ao mesmo tempo, do ensino de que o crente pode perder a salvação  nesta Dispensação da Graça. Quando digo nesta Dispensação, refiro-me à era que tem decorrido desde a ressurreição de Cristo até os dias atuais. Não pode haver dúvida sobre o contexto dessas observações. Não pretendo  falar da Garantia da Salvação Eterna referindo-me ao crente no Reinado Milenar de Cristo porque este ainda não chegou. Não falarei deste assunto referindo-me ao crente sob o jugo da Lei, porque essa já passou, visto como “ a lei e os profetas duraram até João” (Lucas 16:16a), conforme disse o Senhor Jesus Cristo, o qual, com certeza, é melhor autoridade do que qualquer outra pessoa que tenha ensinado ou esteja ensinando o contrário.
O batismo jamais foi necessário para a salvação e sobre o assunto podemos ler alguns versos: “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (Marcos 16:16)  Lucas 23:39-43 refere-se ao ladrão da cruz que foi salvo apenas quando creu que Jesus Cristo era o Messias de Israel.
Alguns professores e eruditos extremistas da Garantia da Salvação Eterna têm o péssimo hábito de conduzir toda a Bíblia submissa a algumas coisas com as quais eles concordam. Em palavras mais claras, uma vez que o extremista salvo acha que todos devem ser imersos em água, ele tem a tendência peculiar a fazer crer que a Bíblia inteira prega a imersão em água. Pela mesma evidência, se a Bíblia não menciona claramente a imersão, ele começa a corrigi-la.
Ao longo dessa linha, os batistas crêem na doutrina da Garantia da Salvação Eterna, do mesmo modo que os presbiterianos. Contudo, os luteranos, metodistas, episcopais, pentecostais, testemunhas de Jeová, católicos romanos e outros grupos, que tanto inflacionam o “mercado evangélico”,  não crêem nisso, embora creiam nos “fundamentos bíblicos”.
Todavia,  não é importante ser “fundamentalista”,  é muito melhor ser um crente bíblico que maneja bem a Palavra. E se você  encontra uma ou duas coisas na Bíblia que acha concordar com os Fundamentos, é melhor não cometer o erro de conduzir a Bíblia na mesma linha que você acredita ser a verdadeira. Simplesmente porque pode ser que você não tenha encontrado toda a verdade.
A partir de agora deixemos claro que estou falando mais para os pastores e professores de Bíblia, que são realmente salvos, do que para qualquer um que não respeita integralmente a Palavra, que possa imaginar que é possível perder a salvação. Para começar, o fato de crer que não se pode perder a salvação não é grande vantagem. Seria muito mais importante você acreditar no que Deus disse, quando Ele disse e onde Ele disse. Então não cometeria o erro de fazer crer que toda a Bíblia ensina a Garantia da Salvação Eterna, quando ela não faz isso.
Quando entramos nos versos que mostram essa garantia vamos descobrir que alguns grupos que crêem na Garantia têm sempre atacado, alterado e mudado a Palavra de Deus para adaptá-la às suas fantasias – fazendo com que alguns versos ensinem claramente essa Garantia, quando eles não o fazem.
Comecemos em Mateus, prossigamos e então tomaremos os versos que parecem ensinar que os cristãos crentes bíblicos nascidos de novo (que chamaremos de crentes verdadeiros)  podem perder a salvação. Agora vou insistir nessa terminologia, isto é de “um cristão crente bíblico nascido de novo” usando o termo “crente verdadeiro”. Que fique bem claro que estou falando da Garantia da Salvação Eterna (usando somente o termo Garantia)  de um pecador que nasceu de novo e crê no que Deus disse, e quando Ele disse, tendo nascido de novo pela fé e confiança no sangue derramado no sacrifício reparatório completo de Jesus Cristo, quando, então, foi regenerado pelo Espírito Santo. Estou falando sobre essa pessoa, que passaremos a chamar ”crente verdadeiro”.
Qualquer observação fora desse contexto nada tem a ver com este livrinho, visto como estou me referindo aqui ao pecador nascido de novo, regenerado e salvo em Jesus Cristo, nele selado pelo Espírito Santo através da circuncisão não feita por mãos, conforme Colossenses 2:8-14. Daquele que se tornou osso dos ossos de Cristo, carne de sua carne – Efésios 5. Daquele que foi salvo pela graça, através do sangue de Cristo. Daquele que recebeu de Jesus Cristo o dom de Deus, que é a vida eterna. Estou falando da Garantia desse pecador. Será que este crente verdadeiro poderá ir para o inferno? Não estou interessada noutra discussão. Se você conhece algum companheiro piedoso que fala em línguas e perdeu a salvação, não estou falando desse aí. Se você sabe de alguém que foi à frente do altar, teve uma sensação forte e depois foi batizado no “Espírito Santo”, correu e se atirou dentro de uma piscina, não me refiro a esse. Se você está falando sobre alguém que se arrependeu e recebeu os sacramentos, creu na Igreja que o ministrou, depois saiu e atirou em alguém, não estou interessado de modo algum nesse aí. Estou falando da Garantia do crente verdadeiro. É desse que estou falando.
Agora podemos ir para Mateus 7:23: “E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”. O ápice deste verso é obtido ao se chegar a “Senhor, Senhor”, versos 21 e 22: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas?” Os pecadores que o fizeram, profetizaram em “Seu nome”, expeliram demônios e operaram milagres em “Seu nome”. Em parte alguma, num contexto próximo ou distante, foi dito que eles eram, cristãos verdadeiros. Nem uma só vez em Mateus capítulos 5 a 7, a palavra cristão aparece, direta ou indiretamente. Você vai dizer: “Mas...”  Quietinho,  e  aguarde...
Você vai  dizer: “bem, os fariseus eram legalistas também, pois seguiam a lei ao pé da letra... E eu respondo: não tanto quanto Jesus o fez. E Jesus disse: “Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido” (Mateus 5:18). Ele colocaria um fariseu fora do céu, mesmo que este cresse literalmente nas palavras de Deus. O que você está querendo dizer é que os fariseus tinham apenas aparência. Não estamos falando de aparência. Estou crendo no que Deus falou. Não há sequer uma palavra em Mateus 7 sobre um crente verdadeiro indo para o inferno.
Você diz, então: “Bem, no verso 21...” Ser salvo? Não. Chegou ao céu? Não. Leia novamente. Você fica titubeando e diz: “mas...” Cale a boca! Veja, esse é o seu problema. O seu problema é já estar determinado àquilo em que deve crer, antes de pegar o Livro, e você já está condicionado e determinado a crer que se um cristão faz a vontade de Deus, ele vai para o céu e se não o faz, não chegará ao céu. Não é isso?
Você não viu isso em Mateus 7. Você pode  dizer: “Bem, sobre isso...” Pois então, controle-se, não tenha tanta pressa; concentre-se e chegaremos lá. Mas, antes de chegarmos lá, vamos corrigi-lo de uma vez por todas. Nada existe em Mateus 7 para a pessoa a quem estou me referindo – a não ser que você queira entrar no reino dos céus como um judeu circunciso.
Você notou como essa passagem começou? Mateus 5:1 diz que: “...Aproximaram-se dele os seus discípulos...”. Mateus 5:7 diz: ”Bem aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia” e então compare os discípulos com os gentios. Não há discípulo gentio entre os ouvintes de Mateus 5:7. Você argumenta: “Mas, irmã, “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça” (2 Timóteo 3:16). Claro que é. Sei disso muito bem. E se ela é proveitosa para ensinar, então vamos logo à verdadeira doutrina.
Paulo disse em 1 Timóteo 5:17 que “os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina”. A boa doutrina afirma que Mateus 7 foi escrito para os discípulos judeus que estavam sob o jugo da lei de Moisés, os quais tentavam entrar no reino dos céus. Ora, se esse é o seu caso, perca a “salvação” e vá para o inferno, conforme este verso. Quero dizer:  se você está preso e determinado a seguir a interpretação dos católicos, pentecostais e outros grupos, perdedores da salvação, por que iria eu chorar e me descabelar por sua causa? Se você quer ser um pobre tolo a vida inteira, esse é o seu problema e o seu privilégio. Estamos num país livre, por enquanto, e você pode ser até um baixo-pentecostal que não me interessa!
Em Mateus capítulos 5 a 7, não existe palavra alguma que fale de um crente verdadeiro perder coisa alguma. De fato, nem sequer existem cristãos no Sermão do Monte. Para falar toda a verdade, o termo cristão nem sequer aparece na Bíblia, até o capítulo 11 de Atos. Mas você não sabe disso, ou se o sabia não  reparou bem e foi logo engolindo tudo que lhe disseram, sem prestar qualquer atenção.
Vamos dar mais uma olhada em Mateus 7. Nem uma só passagem aí trata de um crente verdadeiro indo para o inferno, de modo algum. De fato a passagem nem se destina aos cristãos, do mesmo modo como acontece com outras passagens da Bíblia. Aqui temos um bom exemplo falado pelo mesmo Mestre, para esses mesmos discípulos judeus, que estavam sob a lei de Moisés. Ele mesmo diz em Mateus 5:22: “Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno”.
Você fica enrolado e pergunta: “Bem, mas o que acontece quando um cristão chama alguém de tolo?  Primeiro, o verso não se destina aos cristãos. Segundo, o verso diz Raca – e você nem sabe o que isto significa e se o soubesse não usaria esta palavra ridícula e obsoleta. Terceiro,  Paulo diz na 1 Coríntios 15:35-36: “Mas alguém dirá: Como ressuscitarão os mortos? E com que corpo virão? Insensato! O que tu semeias não é vivificado, se primeiro não morrer”. Paulo chamou os crentes de insensatos (tolos). Você acha que ele ficou com medo de ir para o inferno? Você está pensando: “Bem que ele correu o perigo de ir para o inferno”. Será mesmo? Então por que ele disse: “Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia” (2 Timóteo 1:12). E depois ele disse: “Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda”. (2 Timóteo 4:8). Depois ele disse novamente: “Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo” (Filipenses 1:6). Depois ele disse novamente na 1 Tessalonicenses 5:9: “Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo”. Você ainda acha que Paulo corria o risco de ir para o inferno? Aí você prossegue: “Mas Jesus disse... Esse era problema de Jesus e não seu. Jesus não tinha qualquer problema teológico ou doutrinário. Mateus também não. Os problemas são seus. O problema é você correr até Mateus 5:22 para provar que um filho de Deus, um crente verdadeiro pode ir para o inferno se chamar alguém de tolo. Para mim você é tão tolo que nem sequer consegue ler direito sua própria Bíblia. Você é um tolo, sabia? E quem  disse que eu vou para o inferno por ter-lhe dito esta verdade? Você acha que estou preocupada em ir para o inferno quando o chamo de tolo? Não estou preocupada com isso mais do que Jesus, quando disse em Lucas 24:25: “...Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram!”
        Agora você viu como o pessoal fica amarrado? Você torna a argumentar: “Mas não acho que se possa rasgar a Bíblia”. Ninguém está rasgando a Bíblia, aqui. Você é que está rasgando sua mente e se descabelando à toa. Se manejar bem a Palavra da Verdade, ficará com seu cérebro em forma. Contudo, se ficar desordenado e confuso através da mesma, rotulando todo o Livro e furtando ameaças feitas a alguém mais e aplicando promessas que não lhe pertencem, então realmente está rasgando sua mente.
Muito bem, aqui está um bom exemplo tirado do Sermão do Monte. Conheci alguém que argumentou: “Bem, achei outro verso no Sermão do Monte que parece dizer que se perde a salvação”. É Mateus 7:13: “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela”.
Então a pessoa argumenta: “Ora,  o grego diz aqui...” O que ela vai fazer é mentir. Quero dizer, qualquer coisa que possa esclarecer a Palavra pela própria Palavra  não deve ser desprezada de modo algum. Então, por que ir ao grego para provar o contrário?
Ora, o mesmo que falou isso em Mateus 7:13, mais tarde mais afirmou: “Eu sou o caminho...” (João 14:6).  E foi o mesmo que disse: “Eu sou a porta”...(João 10:9) E o mesmo que disse: “Vinde a mim...” (Mateus 11:28).  Não há dúvida de que Ele é o “Caminho”. O Caminho é Jesus Cristo. Aí você rebate com o: “Porfiai por entrar pela porta estreita...” (Lucas 13:24a). Eu já entrei por ela, quando recebi Jesus Cristo como o meu único e suficiente Salvador. Aí você diz: “Será que você entrou mesmo?” Ora, meu amigo teimoso, eu já entrei pela porta, com as dobradiças, com os ferrolhos, com a fechadura, com a tranca de ferro, com o postigo e o portal, com tudo o que compõe essa porta! A Bíblia fala sobre o crente verdadeiro em Colossenses 2:9,10: “Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade; e estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade”. E diz ainda em Colossenses 1:27: “Aos quais Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória”.
Na época de Mateus capítulos 5 a 7, a regeneração do pecador através do sangue de Cristo não tinha sido feita ainda. De fato, nesse tempo o Novo Testamento ainda não havia sido instituído. Em Mateus 26:28, foi que o Senhor Jesus Cristo instituiu o Novo Testamento quando disse: “Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados”. O Novo Testamento não entrou em efeito, senão depois de Mateus 27. Você pergunta espantado: “Donde você tirou isso?” Respondo: foi crendo no que Ele disse, onde Ele disse, quando Ele disse, evitando cuidadosamente qualquer referência ao  perigoso “original grego”.
A verdade é que não existiam ainda cristãos em Mateus capítulos 5 a 7. Cristo ainda não havia ressuscitado. A promessa do Espírito Santo ainda não havia sido cumprida. Você seria um louco ao supor que cada verso aí está tratando de um cristão verdadeiro perder a Garantia. Você precisa ter os seus olhos  voltados (e também o seu coração), para o Homem que lhe ensinou isso.
Contemple Mateus 8:11-12: ”Mas eu vos digo que muitos virão do oriente e do ocidente, e assentar-se-ão à mesa com Abraão, e Isaque, e Jacó, no reino dos céus; e os filhos do reino serão lançados nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes”. Agora você vai dizer, fungando: “Veja, aí eles eram filhos do reino e foram lançados nas trevas. “Filhos do reino?” De que reino? Reino dos céus (conforme o verso 11)? Não! Do reino da terra da promissão. De que fala ele? “Mas eu vos digo que muitos virão do oriente e do ocidente...” E lá são os filhos do reino  que sentarão com Abraão no reino dos céus...”. Não são gentios. Não são cristãos. Quem são eles? São os descendentes de Abraão, Isaque e Jacó, que rejeitaram o Messias. Está perfeitamente claro, a partir de cada coisa no contexto, dentro do contexto de Mateus 8, ou dos outros capítulos.
Os perdedores da salvação usam Mateus 12:32 para dar o exemplo: “E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado; mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro”. Daí porque encontramos os católicos romanos, pentecostais e outros grupos esvoaçando por aí, sempre preocupados com o pecado imperdoável. Quem já o cometeu? Quem não o cometeu ainda? Ah, meu Deus, que perigo de nunca mais ser perdoado!!! Sabe por que eles tanto se preocupam com isso? Porque sempre têm colocado mais ênfase no Espírito Santo do que no Senhor Jesus Cristo. O Senhor Jesus Cristo disse aos discípulos, em João 14:16, que quando viesse o Espírito Santo testificaria dele (Jesus Cristo), falaria dele (Jesus Cristo) e de suas coisas e lhes mostraria as coisas por vir.
A obra do Espírito Santo é exaltar o Senhor Jesus Cristo. E se há a menor dúvida, veja que o servo de Abraão (Eliézer, um tipo do Espírito Santo, conforme Gênesis 24) nem sequer é nomeado. O nome dele só aparece antes, em Gênesis 15:2, mas o Espírito Santo chama a atenção para o Filho de Deus. Este pecado imperdoável está claramente definido no Evangelho de Marcos,  em termos exatos, onde você de certo não poderia deixar de entender, quando ele diz no capítulo  3:29,30: “Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo. (Porque diziam: Tem espírito imundo)” Por acaso, você já falou isso de Jesus? Se já o fez, o que você quis dizer? O Filho do Homem já não está hoje aqui. E onde Ele está, aí está o  seu Espírito habitando no crente. Agora você vê em que confusão entram os perdedores, quando se recusam a crer no que Deus disse, quando Ele disse e onde Ele disse e para quem Ele disse?  Isso que Cristo disse foi exclusivamente para os que o rejeitaram: os judeus e os fariseus sob o jugo da lei. Mateus 12:24 é o contexto: ”Mas os fariseus, ouvindo isto, diziam: Este não expulsa os demônios senão por Belzebu, príncipe dos demônios”. Logo acima deste, no verso 21, ele disse: ”E no seu nome os gentios esperarão”. Em seu nome  – no nome de Cristo, esperarão os gentios”. Agora, se você quiser cometer o pecado imperdoável e perder sua Garantia, vou lhe mostrar como fazê-lo:
1.Volte à Lei de Moisés e obedeça os dez mandamentos para ser salvo, como fazem atualmente os Adventistas do Sétimo Dia.
         2. Encontre-se com Jesus Cristo na terra e diga-lhe que Ele está possesso de um espírito maligno. Depois, se quiser,  pode ir para o inferno!
        Se você é do tipo ansioso para provar uma heresia, vá em frente e prove. Alguns de vocês, perdedores da salvação,  não se preocupam de modo algum com o que Deus falou, então por que vou me preocupar com o que vocês falam? Se vocês são salvos, têm a Garantia, e se não sabem disso, o problema é de vocês. Quero dizer, se vocês querem ser tão estúpidos, Paulo disse: “Mas se alguém ignora isto, que ignore” (1 Coríntios 14:38). Se quiser se zangar por causa disso,  é  um direito seu, mas a Bíblia sempre tem razão.
O pecado imperdoável jamais foi atribuído a qualquer cristão verdadeiro, em parte alguma, depois do sacrifício de Cristo na cruz, e não se consegue encontrar isso em parte alguma do Novo Testamento, onde quer que se procure.
Vamos ver outro caso. Os perdedores estão sempre tentando fazê-lo perder sua Garantia. Mateus 13:21 diz: “Mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e, chegada a angústia e a perseguição, por causa da palavra, logo se ofende”. Esta é a Parábola do Semeador e da Semente. No segundo caso Ele diz que uma pessoa pode receber a Palavra, crer em Cristo e depois, no tempo da perseguição, cair fora. Este verso é associado pelos  católicos e pentecostais a um verso que diz: “cair da graça”. (Vamos chegar nele,  agüente firme).
Você precisa aprender um pouco de Bíblia, antes de ficar citando os dez versos que conhece. Além do mais, se você só conhece dez versos, não conhece coisa alguma da Bíblia. O  diabo conhece muito mais Bíblia do que você! Quando se diz isso a um iletrado  bíblico ele logo se ofende e foge. Note, com muito cuidado, em Mateus 13 isso acontece. Veja no verso 6 e novamente no verso 21 “este homem não tem raiz, não tem... não tem”. É muito importante notar esta expressão. De fato, essa é a diferença entre a falsa e a sã doutrina. O Senhor Jesus Cristo é chamado “a raiz da descendência de Davi” em Apocalipse 22:16b. E novamente Ele é apontado como “raiz de uma terra seca” em Isaías 53:2b. O conteúdo de Isaías 53:2 é a reparação através do sangue – o sangue remidor de Jesus Cristo. O homem da parábola não creu em Jesus Cristo e assim não O recebeu.
E assim vamos, por aí a fora. Em Mateus 24 você vai encontrar as aves do capítulo 13:4 novamente em ação. Em Mateus 24, os perdedores  se levantam novamente e dizem: “veja o verso 13 o que diz” : “Mas aquele que perseverar...” Então eles vão dizer: “ Tão certo como acontece ao lixo depois da refeição, se você não perseverar até o fim não será salvo”. Tudo bem, novamente. Em vez de acreditar no que ensinam esses tolos, você que acha que eles perderam a salvação deles e também acha que pode perder a sua (quem sabe, esses jamais foram salvos), por que  não lê Mateus 24? Você já o leu? Você vai dizer: “Eu já estudei  o ...” Não interessa. Também não aceito isso. Você já leu Mateus  24, ó, teimoso? Você notou que essa passagem se destina apenas aos judeus bem judeus? Você abre a boca e diz: “bem ela fala deste mundo...”. Veja o verso 14: “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim”. Você leu mesmo? Sabe o que acabou de fazer? Seus irmãos perdedores leram o verso 13 e aplicaram-no ao cristão verdadeiro. Então, ao chegarem ao verso 14 “e então virá”, não o citaram, porque sabem perfeitamente que o fim do verso 14 referia-se a um lapso de tempo. Se o lerem de novo de volta até o verso 13, ficaria implícito que um homem que perseverasse até o fim desse lapso de tempo é que seria salvo e essa referência nada tem, absolutamente, a ver com a vida dos cristãos verdadeiros na atual Dispensação.
De fato, o contexto do fim que ocorre na passagem, refere-se ao fim de um período, que o Velho Testamento chama de Grande Tribulação. “Tempo de Jacó”,  em Jó e “Tempo de Angústia” em Daniel 12. Este é o assunto da profecia chamada “A 70ª Semana de Daniel”. Se você é um TJ ou um Adventista do Sétimo Dia, lendo este livro não haverá chance alguma de entendê-lo, pois foi ensinado desde o princípio e, portanto condicionado pelos líderes  dos  dois maiores grupos de mentirosos que já viveram neste planeta (Charles Taze Russel e Ellen White ),  que afirmam que a Grande Tribulação não acontecerá no futuro, mas  que todos já estão vivendo nela agora e, portanto, sendo obrigados a “perseverar até o fim”. Mentira maior do que esta jamais foi extraída das  mais negras profundezas do inferno. Quanto aos católicos, quando se afirma crer somente na Palavra de Deus, os coitados reagem com uma frase sarcástica: “Eu só quero ver os protestantes mostrando a Bíblia para Deus, no Dia do julgamento Final, em vez de boas obras!” Esses infelizes, que vivem suando para ganhar a salvação através da Igreja, pagando missas, dando dinheiro à hierarquia da mesma, ignoram completamente que todos nós seremos julgados pela Palavra de Deus conforme João12:48: ”Quem me rejeitar a mim, e não receber as minhas palavras, já tem quem o julgue, a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia”.  Mateus 24:30 fala claramente sobre um período de tempo que precede o Segundo Advento: “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória”. Então o verso 29 diz:  “E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas”. Este  verso fala  claramente sobre um período de tempo chamado de Grande Tribulação, após o qual o Senhor aparecerá, e essas admoestações são para os povos  de Jerusalém – verso 15: quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel; está no lugar santo”...O lugar santo”, conforme o verso 16, se refere à Judéia. Estes versos foram dados para quem? Para os discípulos judeus, verso 3 – “E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?  Desse modo, é blasfêmia (não contra o Espírito Santo, mas contra o Senhor Jesus Cristo e a Bíblia) dizer a qualquer um pobre pecador que se ele “não perseverar até o fim” perde a Garantia, conforme Mateus 24:13, quando ninguém até então era ainda nascido de novo. Ninguém em Mateus 24 é cristão. Ninguém em Mateus 24 faz parte do corpo de Cristo. Ninguém em Mateus 24 foi regenerado, tornando-se um verdadeiro cristão. No contexto, fala-se a respeito do fim de um período da história mundial e não do final da vida humana.
Nesse caso, um católico  ou um pentecostal podem revidar: “Mas lá em Apocalipse 2:10 Jesus diz: Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida”.   Sim, Jesus diz isso, mas referindo-se á  “coroa da vida”. Ele não diz “Sê fiel até à morte e dar-te-ei a vida eterna”. Aí você pergunta: “Qual a diferença?” A diferença está nas palavras. Você notou que as duas expressões são diferentes? Uma é a vida eterna e a outra é coroa da vida. Você fica em dúvida e contesta: “Mas, o que...” Cale a boca, herege! E leia, leia o que está escrito. Pense, raciocine, deixe de ser preguiçoso!
O dever do cristão é crer no que lê e não tentar argumentar,  bambolear ou mentalizar de algum modo, tentando descobrir na Bíblia o que ele acha que aquela passagem significa. O mal desses perdedores é sua “achomania”. Eles deveriam crer no que Deus disse, quando Ele disse e onde Ele disse. Quando Ele disse “coroa da vida” Ele quis dizer “coroa da vida” porque  falava o que queria falar e significava exatamente o que Ele dizia. E se você e sua igreja não gostam disso, podem pular, estrebuchar à vontade. Se quiser, pode ir até o seu pastor, o seu  professor de escola dominical, sua esposa, seus filhos, sua mãe, seu padre, bispo papa, Nações Unidas, a quem quer que seja. Eu creio no Livro Santo. E ele disse: coroa da vida ele não disse vida eterna , portanto não vou ficar matando charada, onde ela não existe. A expressão é  coroa da vida.  Ela não significa nada além disso. “O amor folga com a verdade” (1 Coríntios 13:6). A verdade aqui é coroa da vida, não é vida eterna, mesmo porque  vida eterna não é coroa da vida. E se você é um cristão verdadeiro,  que lê e crê nisto, deveria se alegrar com o fato. Não devemos tentar provar que as duas expressões significam a mesma coisa, e que você poderia perder a Garantia, ou que se não for “fiel até à morte” não vai poder obter sua salvação eterna. Ela não custa esforço algum e muito menos dinheiro. É de graça. Sabe quanto custa a graça?  Nenhum esforço e nenhum centavo. A GRAÇA É DE GRAÇA!
Agora vamos experimentar Mateus 24:48-51:“Mas se aquele mau servo disser no seu coração: O meu senhor tarde virá; e começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com ébrios, virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe, e separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes”.
Alguém diz: “Veja, aí ele perdeu a Garantia”. Quem a perdeu? O texto diz que foi um servo. Então você pergunta: “E nós não somos servos do Senhor?” Sim, mas veja como você está aéreo novamente. Esta mensagem não  fala da Garantia da Salvação do verdadeiro cristão obtida pela graça através da fé na reparação final por meio do sangue de Cristo. Não podemos isso em Mateus 24, mesmo que usemos uma lanterna ou um raio laser. Não existe um filho de Deus regenerado em parte alguma desse capítulo. Além do mais, o Evangelho aí mencionado não é o Evangelho da graça de Deus – é o Evangelho do Reino: “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim” (Mateus 24:14). Você continua teimando e escancarando bem a boca. Cale-se e aprenda um pouco de Bíblia. Como vê, precisa abandonar a interpretação particular dos perdedores, deixando de rodopiar ao redor da mesma, como tem feito até agora.
A não ser que você seja um sujeito imundo, completamente degenerado (como tantos papas do catolicismo antigamente), que vive ligando a Internet para ver pornografia, em vez de conversar com gente decente,  tudo que precisa fazer é crer no que Deus disse, quando disse e onde disse. Para melhor compreensão da vontade de Deus, leia diariamente dez páginas da Bíblia na edição Revista Corrigida Fiel de  Almeida que é a mais perfeita editada em nossa língua. Comece no Evangelho de João e vá até Apocalipse. Em seguida, recomece em Gênesis 1, indo até Apocalipse 22 e repetindo este maravilhoso exercício de santificação até à volta de Jesus... Lendo cuidadosamente a Palavra você deixará de imaginar as coisas a seu modo,  passando a entender cada passagem  conforme o verdadeiro espírito da mesma. Voltando a Mateus 24 estou lhe dizendo que o homem nesta passagem é um servo (verso 48) e não um cristão verdadeiro, que não tem prazer no pecado e nem se alegra com a injustiça, vivendo na Dispensação da Graça.  Nesse contexto o homem é apontado como tendo parte com os hipócritas porque não é um verdadeiro crente, não está no corpo de Cristo, não é um salvo.
Quando você encontrar pessoas explorando passagens como estas, tentando convencê-lo de que você pode perder a salvação, garanto-lhe  que está lidando com um perdedor ou com um  cristão que de tal modo tem violado e cauterizado a sua consciência, com um ferro em brasa,  que já não consegue ler devidamente e muito menos ensinar adequadamente a Palavra. De fato,  não  há cristãos em Mateus 24. Estes não são mencionados aí, direta ou indiretamente. Quem  está aí é o servo mau, não um filho de Deus. É um servo, antes do Advento, não antes do Arrebatamento. É um servo que está esperando a volta do seu senhor. O  Senhor desse servo não é o “Filho de Deus” das epístolas paulinas. É um juiz rigoroso, que já não tem porque se apiedar dos pecadores.
Os católicos e pentecostais usam sempre esses versos para provar aquilo em que desejam crer. O verdadeiro cristão, que faz parte do Corpo de Cristo: “Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e ossos dos seus ossos” (Efésios 5:30), pela circuncisão espiritual feita não por mãos: “No qual também estais circuncidados com a circuncisão não feita por mão... a circuncisão de Cristo” (Colossenses 2:11), não tem mais que se preocupar com Mateus 24 do que com uma borboleta voando na praia. O mar é muito maior e muito mais interessante!  Em Mateus 24, o sangue de Cristo ainda não havia sido vertido como oferta pelo pecado e o Espírito Santo ainda não fora dado, portanto não fique borboleteando!
Nesse ponto seria apropriado fazer a nós mesmos a pergunta: “A quem, então, se destinam estes versos?” Já o dissemos. Não se lembra? Agora, você  pergunta: “Qual o  verso de Mateus que você vai tirar de sua Bíblia, para  negar a Palavra de Deus?”  Nenhum, meu amigo. Apenas estou lhe mostrando o que o Espírito Santo teria lhe mostrado, de qualquer maneira, se você fosse um pouco sensato, lesse a Bíblia com humildade, desejando conhecer a verdade que liberta do embuste religioso, e não apenas com a intenção de se mostrar sábio no assunto.
Estes versos não poderiam ser aplicados a um cristão verdadeiro.
Ora, eu disse muito pouco sobre a aplicação direta dos versos acima,  até agora, porque estava detestando entrar nesse problema das dispensações, por causa do preconceito fanático de alguns contra “manejar bem a palavra da verdade”. Esse preconceito é tão profundo e amargo que as novas “bíblias” não traduzem 2 Timóteo 2:15 como “manejar bem”. A BLH, por exemplo, apresenta esta passagem da seguinte maneira;Faça todo o possível para conseguir a completa aprovação de Deus, como trabalhador que não se envergonha do seu trabalho...” Já a Bíblia Viva diz assim: “Trabalhe arduamente, para que Deus possa dizer-lhe: muito bem. Seja um bom obreiro. Um obreiro que não precisa ficar envergonhado quando Deus examina o seu trabalho. Saiba que a sua palavra diz o que ela significa”.  Viram quanta deturpação? De fato, você não vai encontrar uma só tradução moderna no mercado, recomendada por alguém (especialmente esses perdedores que ganham dinheiro à custa de novas versões) que não altere a passagem de 2 Timóteo 2:15. De  modo que o cristão que estuda a sua Bíblia não pode aprender como estudá-la. A maneira de estudá-la é  manejar bem a palavra da verdade. Esta é a opinião do Espírito Santo de Deus. Não é a minha...
A Palavra da Verdade tem divisões apropriadas e ignorar essas divisões é atrair um desastre doutrinário. Agora, não somos o que você chama “hiper” ou “ultra dispensacionalista”. Por exemplo, não seria eu quem iria dizer que não se pode encontrar uma aplicação espiritual ou instrução espiritual em Mateus. Não digo isso. O que estou falando é da doutrina da Garantia Eterna do crente. Acho que deixei isso meridianamente claro, nas primeiras linhas desta mensagem, e, contudo, por enquanto, alguns de vocês, perdedores incondicionais, esqueceram o assunto. Vocês estão por fora. Eu jamais  diria, em hipótese alguma, uma vez sequer que cada verso na Bíblia não é inspirado. Eu jamais diria, também, que a Bíblia não é proveitosa para ensinar, para redargüir, para instruir em justiça. Estou falando aqui é sobre uma doutrina e você deveria receber primeiro a sã doutrina porque o Espírito Santo ordenou isso. Ele não gosta de hereges!
“Toda Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ensinar...” (2 Timóteo 3:16). Algumas dessas ásperas observações que estou fazendo não são tão duras como as que você vai encontrar no Trono do Julgamento de Cristo. O Espírito Santo disse que a maneira de você estudar a Palavra é manejá-la bem e para aprender a manejá-la corretamente,  você deve ir direto à sua doutrina. Isso é o que disse o Espírito Santo. O que é sua própria opinião, comparada à de Deus? A partir de agora, chamarei sua atenção para o fato de que os versos citados  em Mateus 24,25 se destinaram aos judeus, antes da crucificação, morte, sepultamento e ressurreição de Jesus Cristo, ou àqueles, depois que o Senhor tiver arrebatado a sua Igreja, no período de tempo chamado Grande Tribulação.
Aqui está um exemplo perfeito em Mateus 25, que tem sido usado por seitas heréticas, católicos e pentecostais em geral. Esta passagem tem sido usada por essas pessoas, desde tempos imemoriais, para ensinar que um cristão pode apagar o Espírito Santo, perder o Espírito Santo e não estar pronto quando Jesus Cristo vier. Essa passagem tem sido sempre usada em conjunção com uma do livro de Hebreus, e vou citar a mesma, comparando com esta passagem, para que possamos ver a conjunção errada e como essas pessoas torcem as Escrituras para a sua própria condenação.
A primeira passagem usada é Mateus 25:1-13:
1. “Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo.
2. E cinco delas eram prudentes, e cinco loucas.
3. As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo.
4. Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas.
5. E, tardando o esposo, tosquenejaram todas, e adormeceram.
6. Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro.
7. Então todas aquelas virgens se levantaram, e preparam as suas lâmpadas.
8. E as loucas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque nossas lâmpadas se apagam.
9. Mas as prudentes responderam, dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós, ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós.
10. E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.
11. E depois chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos.
12. E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.
13.  Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir”.
        Vamos, agora, a Hebreus 9:28: “Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação”.
        Esta  passagem está ancorada em  Hebreus 12:14, onde Ele diz: “Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”. Agora, ao tomar estas duas passagens fora de um livro chamado HEBREUS, que não é endereçado ao Corpo de Cristo (como o são as passagens de 1 e 2 Coríntios, Efésios, Filipenses, Colossenses e Romanos), junto com Hebreus 9:28, que diz “... sem pecado”, os perdedores ficam  “bamboleando-a” com Mateus 25, e, assim, conseguem chegar a essa situação absurda de que o crente verdadeiro pode estar às margens do lago de fogo!
Como diria um pregador pentecostal, lendo-a:
Então os céus (embora o texto diga reino do céu) são parecidos com as dez virgens que tomaram suas lâmpadas e foram para o noivo...” (Sem dúvida, nenhuma Bíblia diz isso. Porém esse fato jamais incomodou os perdedores,  que ensinam que um cristão pode perder a salvação. Ela jamais deu consentimento para que eles a  pervertessem, porém eles não têm consciência disso). O verso diz que as virgens foram encontrar o noivo. Você indaga: “Qual a diferença entre encontrar e casar?” A maneira de falar. Você argumenta mais uma vez: “no Grego...” Bem, se o Grego diz de outro modo, então corrija o Grego com a ajuda do Espírito Santo, que é bem melhor. A expressão “para encontrar” e a palavra em grego para “casarnão são a mesma. E nem são a mesma coisa em Inglês, Francês, Alemão, Português, Espanhol, etc.  O verso disse que elas foram ENCONTRÁ-LO, não CASAR com ele”. Se o noivo era Cristo, então por que achar que ele seria um polígamo, casando com várias virgens, ao mesmo tempo? E que cinco delas foram salvas e cinco  foram condenadas...
Jesus disse: “ Não vos conheço”.
Infelizmente,  essa passagem tem sido usada, desde o tempo de Orígenes, para provar que um cristão verdadeiro pode perder a salvação e apagar o Espírito Santo. Mateus 25 tem sido usado junto com Hebreus e em ambas as passagens há observações sobre o fato de que ninguém verá a Deus sem santidade. Mas não é isso que ela diz, só que isso jamais incomodou essa turma de perdedores. Apocalipse 1:7 diz: “Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram...”. Por acaso todos esses olhos que o verão serão de pessoas santificadas? Chegue você mesmo a uma conclusão.
Para nós, os que cremos na Bíblia, cerca de oito ou nove fatos muito claros se destacam nessas passagens.
Número 1: A Igreja nunca é referida como as dez virgens. O Corpo de Cristo, a Igreja, nunca é mencionada como sendo as dez virgens. De fato, o próprio Espírito Santo tem ensinado que a passagem trata da Noiva de Cristo, como uma virgem pura – conforme 2 Coríntios 11:2, que diz: “Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo”.
 Conforme Cantares de Salomão capítulos 2,4 e 6, a noiva de Cristo jamais é referida como virgens no plural.
Número 2 – Há um grupo de pessoas que são chamadas “virgens” na Bíblia,  e nem uma só destas está no corpo de Cristo. Então você pergunta: “Onde estão elas?” Procure, seu preguiçoso. Há uma porção delas em Apocalipse 14 e são todas hebréias. Também há uma porção delas em Apocalipse 7 e são todas hebréias.
Número 3 – Os versos que falam de buscar a Cristo e vê-lo estão escritos na Epístola aos Hebreus. Como se explica isso?
Em nossa exposição de Mateus  24:5, antes de tudo aprendemos que a igreja jamais foi referida como as “virgens” na Bíblia, e sim como UMA virgem pura, o que seria suficiente para clarear a mente de cada perdedor. Outro grupo de pessoas que na Bíblia são chamadas “virgens” está nos capítulos 7 e 14 de Apocalipse e essas virgens são pessoas de literal carne e sangue, das doze tribos de Israel, chamadas “hebreus”. (Ora, acabei de dar uma boa colher de chá para o leitor preguiçoso!) São hebreus físicos literais das tribos físicas, somando 12 mil de cada tribo. Não são hebreus espirituais “no Espírito” ou de qualquer fábula de Armstrong,  criada para convencer que Deus está por trás de todo o Israel de Deus. Essa história de chamar os crentes de ”Israel de Deus” tem dado o maior enguiço no estudo da Palavra.  A verdade é que não somos  o Israel de Deus, mas a Igreja de Jesus Cristo, fundada para existir durante a Dispensação da Graça. Na passagem de Romanos, em que Paulo fala de um judeu verdadeiro, espiritual e circunciso, sendo a circuncisão, feita “no coração e no espírito”, “não na carne”, ele fala de um judeu literal, visível, físico, numa tribo literal, visível e física, a quem são dirigidas as palavras literais de Deus.
Finalmente, as “virgens” hebréias são encontradas no livro de Hebreus, onde o escritor, um hebreu, fala para hebreus:
Essas virgens não serão personagens desta Dispensação, mas do período que virá após o arrebatamento da igreja. Esta Dispensação começou após a ressurreição de Cristo, quando Ele se apresentou nesta terra, no primeiro Advento. Desse modo, devemos entender conforme o livro de Hebreus,  que aqueles que olham para Ele, são os que aqui estarão no segundo Advento, quando Ele vier para salvar o povo de Israel. “Assim também Cristo, oferendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá a segunda vez sem pecado, aos que o esperam para a salvação”  (Hebreus 9:28).
Na primeira vez, Cristo  “veio para os seus”, os judeus, os quais “não o receberam”. Ele veio como o Rei dos Judeus. Veio para pagar os pecados deles (e  dos gentios). E quando Ele pagou os seus pecados, esta inscrição foi colocada sobre a sua cabeça: “Jesus, nazareno, Rei dos Judeus”. Da próxima vez em que Ele vier, virá para salvar a sua nação e se assentar no trono de Davi (Lucas 1). Esta é razão pela qual alguns dos partidários do arrebatamento parcial”, jamais entenderam essa parte da Bíblia.
Se você é membro da Igreja Católica, é Adventista ou TJ, há uma parte da Bíblia selada para você, a qual jamais será aberta, se você não aprender a ”manejar bem a palavra da verdade”.  Não existe um só Adventista, TJ ou membro da Igreja Católica, principalmente um padre católico romano, na face da terra, que creia em Lucas 1:30-33 e Isaías 2 e 11, literalmente. Nem um sequer. Não é de admirar, portanto, que essas passagens sejam obscuras para vocês, que andam de namoro com o Catolicismo Romano. Não é de admirar que os perdedores sempre recorram a Hebreus para tentar provar que um crente verdadeiro pode perder a salvação. Será que você  sabe onde os hebreus se encaixam no plano de Deus? De uma vez por todas, lembre-se que as virgens de Mateus 25, sobre quem estamos discutindo, não saíram para casar com Ele, mas para encontrá-lo. Agora, a noiva de Cristo,  a igreja, é a sua esposa (Efésios 5:23-27). Em Mateus 25:12 Jesus falou às virgens néscias: “...em verdade vos digo que vos não conheço”. Você já considerou isso? “vos não conheço”. Observe como há concordância entre esta passagem e a de Mateus 7:23, quando Ele disse: “Nunca vos conheci; apartai-vos de mim...”. Bem, o que você pretende fazer agora? Vai continuar com o seu pastor perdedor da Garantia, ou vai ler a Bíblia com vontade de aprender a verdade?
Examine João 10:27-28: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão”. Como você pode, então, colocar cinco virgens hebréias néscias, que saíram para comprar azeite na tribulação, junto com as ovelhas de João 10? Aquele que tem a vida eterna  é conhecido por Cristo e não cabe nesse contexto, quando Ele diz às virgens néscias “não vos conheço”. Sendo uma de suas ovelhas, Ele me conhece e eu O conheço! Que maravilha ter esta certeza!
E não é tudo. Quando o apóstolo Paulo escreveu para os gentios (e não para os hebreus) ele disse isto, a respeito dos gentios salvos: “Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecido por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir?” (Gálatas 4:9).
Você quer dizer que depois que Deus me conhece (e diz que me conhece) e declara que me conhece, Ele me daria as costas e diria “não o conheço?” Você tem cascalhos na cabeça?
Esses perdedores, que ensinam que você pode perder a salvação erram em dois pontos: 1) tendem a achar que Deus é mentiroso; 2)  extraviaram-se através de um falso mestre e nele creram. São tão adeptos da justiça própria que estão contando com as obras para serem salvos, porque encontram citações na Bíblia, onde as obras de alguém os salvaram, ou os acompanham. Vamos falar sobre isso depois.
Prosseguiremos com Mateus 25. Falando de obras, vejamos: “Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna. (Mateus 25:45,46). Note nesta passagem: nenhuma fé, nenhuma crença – só obras do princípio ao fim. Note que as pessoas que entram no reino através de suas obras são chamadas de justas. Você jamais encontrará Paulo chamando um cristão verdadeiro de justo. Paulo diz sobre o cristão verdadeiro, que Cristo é a sua justiça (Romanos 10:1-5). Você fica nervoso e diz: “Eu só queria que você deixasse de comparar Paulo com Cristo”. Isso o incomoda, não é? Bem, isso também incomoda o  “cristão”  liberal. O católico e o “cristão” liberal sempre gostam de seguir as destacadas letras em vermelho “do que Jesus falou” nos evangelhos e de se livrar das doutrinas de Paulo, da divindade de Cristo e do novo nascimento. Para um católico é mais cômodo confiar em Maria, porque ela é “mãe” e mãe é sempre mais maleável do que pai. O liberal sempre faz objeção à experiência de conversão de Paulo, pois ele jamais se converteu. Esses perdedores, que tentam “se apoiar nos Evangelhos” (usando apenas numa pequena porção do Evangelho de João), eram chamados Ebionitas, no primeiro século do Cristianismo. Se você os confrontar, verá que eles se recusam a crer nas epístolas de Paulo. Eles crêem que ao imitar a vida de Cristo, um pecador pode se tornar semelhante a Cristo. É a tal história do monge católico que escreveu a “Imitação de Cristo”, o livrinho mais ridículo e piegas que existe neste mundo! Parafraseando Paulo na 1 Coríntios 13:11: Quando eu era católica, falava como católica, sentia como católica, discorria como católica, mas logo que cheguei a ser mulher cristã, acabei com as coisas de católica. Antes de conhecer realmente o meu Salvador,  muito preocupada com a minha salvação, vivia lendo aquele livrinho horroroso (que ainda guardo escondido numa gaveta, para consulta) e pensava: ”Meu Deus, eu vou para o inferno, de qualquer maneira, porque jamais vou conseguir nem um milionésimo da santidade Cristo”. Era  o reflexo de Hebreus 12:14... Que prisão detestável é o Catolicismo Romano! Coitados dos católicos!
Sobre a justificação, Paulo diz a respeito do filho de Deus: “Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus  sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção”  (1 Coríntios 1:30). Você logo vai perguntando: “Por que você é tão exclusivista a esse respeito?” Eu lhe digo porque: porque fico doente e cansada desses ministros perdedores, que tentam falar aos novos cristãos sobre sua salvação, simplesmente, como se eles tivessem de “trabalhar pela mesma”.
 Não há caminho neste mundo,  caminho algum, nenhum mesmo, a não ser Jesus Cristo, e Ele não precisa de ajuda. Ele é a “força total”. Seu sangue tem poder suficiente para lavar os pecados de toda a humanidade... quando você duvida deste fato está chamando Jesus de anêmico. Essa é a versão entregue pelo Catolicismo Romano que sempre mistura o valor do sangue de Jesus à mediação de Maria para se obter salvação.
Bem, agora mesmo, antes que alguns de vocês tenham um ataque de fúria por causa de sua ignorância, leiam Hebreus 12:14 que diz: “Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”. Aí você diz: “Bem, quer dizer que sem santidade ninguém verá Deus”? Como  então todos irão vê-lo durante o julgamento do Grande Trono Branco? “Se dobre todo o joelho dos que estão nos céus e na terra e debaixo da terra...(Filipenses 2:9,10) e vi os mortos, grandes e pequenos que estavam diante de Deus...” (Apocalipse 20:12). Você acha que todos estes possuem santidade? Vou lhe dar mais uma chance: E sem santidade ninguém verá a Deus”. Mas... E então, todos os perdidos não irão vê-lo diante do Grande Trono Branco? Aí você contemporiza: “Bem, Deus é santo...” Não é isso que o verso quer dizer, quando os perdedores o  citam. Não há um só perdedor, pregador de santidade, neste mundo, que deixe de frisar que você não verá a Deus sem santidade. Se você não  for santo, quando Ele vier, não vai fazer  parte do arrebatamento. Santidade essa conseguida pelo seu  próprio esforço...
E não é só. Você viu Apocalipse 1:7 “Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém”  O que você vai fazer agora?  Vai mostrar sinal de fadiga e dizer: “Bem, irmã, vou fazer o possível de ser um cristão bondoso, doce e não agressivo, como a senhora”. Que bom,  irmão!  Você vai ser bondoso, doce e amoroso e ficar sempre junto com os seus irmãos. Tudo bem, mas depois, se não viver a Palavra, ao pé da letra, como eu, por exemplo, não consigo viver, vai ter de enfrentar o julgamento de Cristo como um bobo, e poderá ouvir estas palavras: “...Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mateus 4:4). E também: “...Quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou tem a vida eterna...” (João 5:24); ”Passará o céu e a terra, mas as minhas palavra não passarão” (Marcos 13:31).  Então vai descobrir, um pouco tarde, que teria que ler a Palavra para que ela pudesse agir em seu coração. problema. Os pregadores que ensinam que um cristão verdadeiro pode perder a salvação têm um problema com raiz muito mais profunda do que simplesmente uma doutrina confusa. No conteúdo total dessa doutrina católica importada pelos pentecostais há o problema da justiça própria, de quem deseja que sua obras façam parte da salvação, contrariando totalmente o que Deus disse, porque Ele o disse, quando o  disse. Essas pessoas se consideram “sábias” em seu próprio raciocínio, conforme Romanos 11, e você sempre pode localizá-las em qualquer  época porque nenhuma delas crê no reino literal e físico de mil anos de Jesus Cristo. Os que professam crer nisto – e recentemente alguns dos “aficionados”  de Jesus têm adotado a posição pré-milenista, a fim de aplacar alguns dos irmãos com quem estão tendo companheirismo – não abandonarão o ensino de que um cristão verdadeiro pode perder a Garantia porque são basicamente partidários da justiça própria. Assim o problema é muito mais profundo, conforme vamos dizer: 1. Justiça própria; 2. Utilitarismo; 3. Ignorância – se você encontrar uma combinação melhor de apóstata carnal, me mostre, por favor! É tudo de que o mundo informatizado precisa agora – um bando de cristãos com justiça própria, utilitaristas e  ignorantes. E assim, o Ecumenismo toma conta de tudo, e todo mundo se ama loucamente, todo mundo se abraça, católicos, judeus, muçulmanos e protestantes (que não sabem mais protestar), porque todos pensam do mesmo modo, não há mais essa  “bobagem” de contradição na doutrina. Isso era coisa de cristão puritano, de cristão antiquado, vamos ficar do jeito que o diabo gosta!
Vamos voltar a Mateus 25, ao Julgamento das Nações. O critério aqui é como os irmãos em Cristo foram tratados pelos povos e nações, enquanto o critério em Apocalipse é o Livro da Vida. Aqui nesta passagem de  Mateus,  que estamos lendo agora, é dito claramente que aqueles que são salvos “herdam o reino” preparado para eles, desde a fundação do mundo, e o reino como herança é sempre apresentado como um pedaço físico literal de terra dado a Abraão, Isaque e Jacó. (leia Gênesis).
         A herança espiritual do reino celestial ou estado celestial é mencionada na 1 Pedro 1, Efésios e Colossenses e o contexto é para os cristãos verdadeiros. Mas as parábolas que estamos lendo aqui estão claramente tratando do Reino dos Céus (Mateus 25: 1-14) e um rei  está na terra  nesta passagem – não um Salvador no céu. A passagem trata de como as nações trataram os irmãos de Cristo e nada tem a ver com o andar do crente pela fé, nesta era. Isso quer dizer que você provavelmente não poderia usar Mateus 25 para ensinar que um cristão pode perder a salvação, a não ser que você seja apenas um perdedor inveterado, enganado, secularista e ignorante, confiando em sua  justiça própria.
Você diz: “E o servo de Mateus 25:25, 28?” “E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu. Tirai-lhe  pois o talento, e dai-o ao que tem dez talentos”. Aqui temos exatamente a situação já discutida em Mateus 24:50,51: “Virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe, e separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes”. Aqui temos um caso tratando com o Advento de Cristo e a volta de Cristo. É o reino dos céus (verso 14), não o Reino de Deus (Verso 12). Você  certamente cairia numa confusão tremenda porque em Lucas 19 o servo infiel não vai para o inferno (versos 23,26). Mas em Mateus ele vai. Portanto, tenha cuidado com qualquer mestre ou falso profeta que lhe diz que o reino dos Céus e o reino de Deus são a mesma coisa, porque NÃO SÃO!
        O servo infiel de Lucas 19 não vai para as trevas, pois ele está no Reino de Deus.  O servo infiel de Mateus 25:25-30 é “lançado nas trevas exteriores, onde haverá choro e ranger de dentes”. Então vemos mais uma vez como o Espírito Santo foi sério e de fato, até exigente  e severo, quando falou: “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” (2 Timóteo 2:15).
Nenhum texto grego pode lançar qualquer luz sobre passagem alguma.  Em geral, todo pastor “subletrado”, que aprende um pouco de Grego, vai logo querendo intimidar as pobres ovelhas “iletradas”, fazendo jogo de palavras, a fim de conduzi-las a um estado de perfeita submissão. Eles agem  como os padres católicos, que pegam uma bolachinha, obrigam todos a crer que Jesus Cristo, o Supremo Deus Criador, está ali dentro, até que esta fique toda carunchada...

Judas Iscariotes perdeu a salvação?
 
Já tivemos uma boa amostra disso no Livro de Mateus, de passagens que ensinam que você “pode perder a salvação”. Judas é um bom exemplo. Você vai ouvir falar de Judas, “caindo da graça”, caindo do seu apostolado e “indo para o seu próprio lugar”. Aí os perdedores falam: “Bem, Judas perdeu a salvação, então você também pode perder a sua”. O texto que diz isso está logo aqui em Atos 1:25, onde se lê: “Para que tome parte neste ministério e apostolado, de que Judas se desviou, para ir para o seu próprio lugar”. Meu Deus, que maneira de torcer as Escrituras! Esses perdedores andam  para cima e para baixo neste país, há muitos anos, dizendo aos filhos de Deus que assim como Judas perdeu a salvação, mesmo sendo um apóstolo, eles também pode perder a sua!
Você já parou para pensar como é absurda esta afirmação? Por acaso você já leu alguma vez o que o próprio Senhor Jesus Cristo disse sobre Judas? “Respondeu-lhes Jesus: Não vos escolhi a vós os doze? E um de vós é um diabo” (João 6:70). Aí você tenta explicar: “Mas irmã, ele foi tomado pelo diabo”. Deixe de chamar Jesus de mentiroso, leia o Livro. Até mesmo nas edições fajutas Jesus chama Judas de um diabo! Aí você dá uma de grande erudito e diz: “Mas o grego diz...” Você está doido, amigo. Você não pode corrigir o Senhor Jesus. Ele disse: “Não vos escolhi a vós os doze? E um de vós é um diabo”. Aí você teima em dizer: “Bem, ele foi tomado...”. Cale a boca, herege!  Quem está possuído pelo diabo é você! Esse é o problema. Você está tão possesso do diabo que não pode entender o que a Escritura diz, quando fala do diabo. Aqui não há referência a ser possuído pelo diabo. O Livro diz: “Não vos escolhi a vós os doze? E um de vós é um diabo”. E você é tão teimoso que torna a dizer: “Bem, ele estava possuído...” Então, eu me canso do seu “pentecostalismo” e aconselho:  saia de João 13:27 e leia João 6:70. Pois você está no capítulo errado.
Agora você vê como esses barulhentos perdedores operam. Eles simplesmente não crêem no que Deus disse, onde o disse e quando o disse. Eles dizem: “como podia ele ser um diabo e não ser que o diabo o tivesse possuído ... blá, blá, blá”. Ora, amigo, Deus não se preocupa se você entende ou não. O seu negócio é crer nisto, crer sincera e cabalmente na Palavra.   O Senhor não disse: “entenda a passagem”. Você tem de ler a passagem e crer nela. O resto é feito pelo Espírito de Deus. Conheci um pastor presbiteriano em S. José dos Campos (SP), que dava a fórmula exata para um cristão verdadeiro descansar em Deus: ler a Bíblia, crer em tudo o que ela diz,  ir à igreja e viver tranqüilo, que Deus fará o resto. Ele era tão ligado à Palavra que um dia sua televisão queimou e ele deu graças a Deus porque teria mais tempo para ler a Palavra. Este santo já está na glória celestial.
Você ainda tem a coragem de falar: “Bem, eu creio no que estes outros companheiros lêem nestas passagens”. Sim, mas eles a apanharam fora do contexto. O contexto de João 6 não mostra o diabo entrando em Judas Iscariotes. O diabo não entra nele, até João 13. Você leu ou não leu? Como vê, aí está o problema, novamente. Você acreditou nesses perdedores, que citaram um verso aqui, outro ali, e crê no que eles dizem, simplesmente  porque deseja crer. Eles são legalistas e você também é. Eles são ignorantes e você assim vai permanecer.  No final da história, vocês são pássaros com a mesma plumagem ou, como dizia minha avó católica: são farinha do mesmo saco! Você sabe o que Judas era? Ele era um diabo. Quem falou isso? Jesus Cristo. Você sabe que valor tem a sua opinião neste assunto? Zero! Ali está um perdedor de pé no púlpito, dizendo: “Judas perdeu a salvação”. Ele  perdeu a salvação? Você quer dizer que ele era um diabo salvo? Você fica meio confuso e responde: “Bem, eu ainda acho...” . Mas, veja, este é o seu problema: ter muita “acheza”, falar demais e sempre fora do contexto. Leia Tiago 1:5, depressa, que você está precisando demais desse conselho dado aos Judeus na Dispersão” : “E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada”. Depois leia João 6:70 que foi dirigido aos discípulos: “Respondeu-lhes Jesus: “Não vos escolhi a vós os doze? E um de vós é um diabo”. A simples idéia de Judas “perdendo a salvação” deveria deixá-lo envergonhado de si mesmo!
Se você fosse apenas um homem simples de bom coração não iria crer primeiro para depois desenterrar estes versos de que estamos falando? Outra pergunta, meu caro irmão: que espírito lhe teria possibilitado adotar certos textos obscuros como a sua Carta Magna do Cristianismo, quando existem centenas de versos que são meridiana e absolutamente claros?
 
Vamos esquecer estas passagens e ler
versos mais agradáveis e convincentes
 
Vamos dar alguns exemplos de versos que contribuem para o bem estar e segurança do cristão verdadeiro:
“Porque Deus amou o  mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).
“Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome” (João 1:12).
“E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:14,15).
“Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3:3).
“Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida” (João 5:24).
“Em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12).
“E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê (Atos 13:39).
“Mas, aquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça” (Romanos 4:5).
“Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios” (Romanos 5:6).
“Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5:8).
         “Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira” (Romanos 5:9).
“De maneira que nenhum dom vos falta, esperando manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual vos confirmará também até o fim, para serdes irrepreensíveis no dia der nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu filho Jesus Cristo nosso Senhor” (1 Coríntios 1:7-9).
“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” (Efésios 2:8-10).
“Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar, e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a sua glória” (Judas 24).
“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados e irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Tessalonicenses 5:23).
E agora vamos a outro disparo de metralhadora. Mais uma vez com pesar:
“E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão. Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai” (João 10:28,29).
“Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conforme à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos” (Romanos 8:29).
“Porque estou de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 8:38,39).
“E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção” (Efésios 4:30).
“Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo” (Filipenses 1:6).
“Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho” (Filipenses 1:21).
“Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor” (Filipenses 1:23).
Agora, senhores perdedores, o que é que vocês pretendem, correndo através de Tiago, Hebreus, Mateus e Atos, procurando versos obscuros para neutralizar estas claras passagens escritas para um crente verdadeiro, salvo e nascido de novo? O que vocês pretendem ao percorrer o capítulo 2 de Tiago, dizendo: “Veja, o homem é justificado pelas obras, e não por fé somente”, quando se sabe perfeitamente que Tiago escreveu isso para as doze tribos de Israel, conforme Tiago 1:1? Novamente, o que vocês pretendem ao correr para Hebreus capítulos 6 e 10 e 2 Pedro 2 (passagens que tratam dos falsos profetas e dos Hebreus na Tribulação), tentando neutralizar estas perfeitas, exatas e meridianas declarações escritas e entregues como Autoridade Final e absoluta, pelo infalível Espírito Santo de Deus?
 

Não se apegue a passagens que

não foram escritas para os salvos


Alguns desses perdedores têm outro problema, além do legalismo consumista. São ladrões! Têm se apropriado de versos bíblicos que não lhes pertencem, mas podem crer que “o seu pecado os achará”.
Nenhum cristão verdadeiro, crente salvo, filho de Deus nascido de novo, de sincero e bom coração, pensaria em correr até Hebreus 6 e 10 e Tiago 2 para contradizer e neutralizar os versos acima mencionados. Isto seria  masoquismo espiritual de primeira classe! Você ainda vai ter a coragem de  dizer: “Mas a Bíblia diz isso”. Sim, mas ela também diz o contrário em outros versos. Não se podem citar cinco versos para anular uma centena deles. Vou-lhe dizer mais: não existe essa história de um cristão verdadeiro tentar explicar Tiago 2, Hebreus 6 e 10 e 2 Pedro 2, quando ainda nem conseguiu entender João 3:16 e João 5:24. Não é concebível que um iletrado bíblico, que ainda não tenha entendido Efésios 2 e Colossenses 2, possa subir ao púlpito, tentando explicar Atos 2:38 – sermão pregado por um hebreu para hebreus ainda circuncidados, que se abstinham de carne suína, guardavam o sábado, adoravam no templo. Não é possível respeitar esse tipo de perdedor e se você ouviu algum deles citando Atos 2, sempre que o fez sem expor inteligentemente Romanos 10, pode crer que você está lidando com um  tipo de “cristão” não salvo, um réprobo ímpio, portanto, é melhor deixá-lo falando sozinho.
Você não pode construir uma casa sobre fundamento de “eucatex”, neste  mundo. Os fundamentos do Empire State Building não são feitos de tubos de fiação elétrica. Este magnífico edifício precisou de alguns tubos de fiação elétrica nele, porém não nos fundamentos. Nós, os cristãos verdadeiros, que cremos na Bíblia, de Gênesis a Apocalipse, não duvidamos, por um minuto sequer, de que tudo que  está na Bíblia é a legítima Palavra de Deus. Mas  não vamos ser tão idiotas a ponto de começar nosso estudo com Atos 2:38. Que  lugar pra começar, hem, meu irmão!
Você já notou que em Atos 2, quando Pedro prega para os judeus, tudo o que ele tem à mão ali, é o Velho Testamento (de Gênesis a Malaquias)? Você já notou que Mateus, Marcos,  Lucas e João nem sequer haviam registrado coisa alguma do que Pedro falou em Atos 2? E você vai começar com Atos 2:38, quando o mesmo apóstolo que pregou esta passagem, afirmou, mais tarde, crer que somos salvos pela graça, conforme Atos 15:11: ”Mas cremos que seremos salvos pela graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também”. Quando o mesmo apóstolo estava deixando perfeitamente claro que a salvação não dependia do batismo de água, em Atos 10:47 que diz o seguinte: “Respondeu, então, Pedro: Pode alguém porventura recusar a água, para que não sejam batizados estes, que também receberam como nós o Espírito Santo? Você ainda quer voltar para Atos 2:38? Sabe o que você é? Um tipo legendário que existe apenas numa centelha de minha imaginação.
Não existe capitão de uma companhia de rifle que nunca tenha manuseado o coldre de um rifle e se por acaso existir um tipo assim, essa companhia está condenada à falência. Se você tem um pregador, professor ou pastor que não expõe Colossenses 2, Efésios 2, João 3 e Romanos 10, diligentemente, garanto que ele está tentando conduzi-lo a Atos 2, Hebreus 6 e 10, livros não escritos para cristãos verdadeiros.  
Agora que já conseguimos expor o assunto de Hebreus 6 e 10, vamos deixar de lado essas passagens. Você já deve ter observado que, embora possam existir exemplos isolados no Evangelho de João e nas Epístolas de Paulo, nas quais alguém poderá confundir a verdade e achar que vai “perder a salvação”, garanto-lhe que  as  passagens ideais para o objetivo dos perdedores de salvação estão em Mateus, Atos, Hebreus e Tiago.
Você já havia notado isso?
Quem de nós não sabe que é possível fazer com que as Escrituras provem qualquer coisa? Você sabe que a Bíblia diz que “há tempo para matar?” (Eclesiastes 3:3). E também que a Bíblia diz que  “Satanás anda entre os filhos de Deus? (Jó 1:6). A Bíblia não diz “que a alma que pecar essa morrerá?” (Ezequiel 18:4). Claro está ... E  todos sabemos  que a Bíblia pode ensinar qualquer coisa, mas você não. A  não ser que acrescente palavras à mesma ou dela retire palavras que lá estão, o que é condenado pela própria Bíblia, conforme Apocalipse 22:18,19.
Então os contextos desses perdedores que rejeitam a Palavra de Deus sempre estão nas passagens de Mateus, Atos, Hebreus e Tiago. Você ainda não havia percebido isso?
Muito bem, vamos para o Livro de Hebreus. Antes de tudo observe o nome desse livro. Um sujeito diz: “Bem, Paulo nomeou sua carta aos romanos, mas este livro não foi escrito somente aos romanos”. Sim, mas os romanos ainda são uma classe de gentios, enquanto a epístola aos Hebreus tem sofrido sérias distorções da Palavra de Deus, visto como foi escrita para os judeus. De fato, no Novo Testamento o Espírito Santo divide claramente as pessoas em três grupos: os gentios, os judeus e a igreja. Portanto como gentios se incluem: Efésios, Colossenses, Tessalonicenses, Filipenses, Coríntios e Romanos, enquanto Hebreus inclui somente os israelitas. Para a Igreja foram escritas as cartas pastorais e os três primeiros capítulos de Apocalipse.
Muito bem. Temos aqui um livro chamado Hebreus. Vamos ler o mesmo no capítulo 3:6: “Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim”. Suponhamos que você não mantenha perfeita confiança até o fim. Viu como agem os passarinhos, fazendo ninhos em sua cabeça? Novamente, leiamos Hebreus 3:14: “Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim”. Suponhamos que não. Viu como funciona? Você simplesmente retira estes dois versos e diz: “Olhe aqui, se você não permanecer firme”...Viu a confusão resultante?
Mas, espere um minuto. Não acabamos de ler Mateus 24 e lá não encontramos o mesmo tópico destacado? “Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo” (Mateus 24:13). A que tempo se refere esse fim, ao final da vida humana na terra? Não. Veja o verso seguinte que diz: “E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim”. Olhe  Hebreus 3:6-9, onde achará a expressão “o fim” definida e localizada. Porque ele estava falando de um período de tempo! Veja novamente os versos 14-17 de Hebreus 3 onde podemos descobrir que o escritor se dirigia aos hebreus que saíram do Egito sob  lei de Moisés.
Agora que já lemos isto, como pode alguém ser tão tolo a ponto de pensar que esses versos de Hebreus (6:6-8) podem estar se referindo a um cristão verdadeiro, que creu no Evangelho e se tornou co-participante do corpo de Cristo, e foi regenerado pelo Espírito Santo, quando essas passagens são destinadas exclusivamente aos hebreus? Você é hebreu? Quem porventura tenha escrito isto, só podia ser um hebreu. Veja como o Apóstolo Paulo faz o mesmo ao escrever aos Coríntios na 1 Coríntios 15:1: “Também vos notifico, irmãos, o evangelho que já vos tenho anunciado; o qual também recebestes, e no qual também permaneceis”. As passagens que acabamos de ler foram aquelas em que algumas vezes Paulo se dirigia aos salvos e perdidos ao mesmo tempo. Quando escreveu aos hebreus, o autor disse a esses hebreus que se eles quisessem ser co-participantes de Cristo teriam de permanecer firmes:  ”Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio de nossa confiança até ao fim” (Hebreus 3:14. Cada vez que o autor fala de “o fim”, ele se refere a um período de tempo. Se você olhar novamente o contexto no capítulo 3:18,19 não vai encontrar uma única referência de alguém indo para o inferno, mas a um repouso definitivo na terra da promissão. Alguns católicos e pentecostais vão enredar você, quando citarem esses versos, levando-o a pensar, que você pode perder a salvação.
Eles esqueceram de dizer-lhe que a salvação aqui tinha a ver com a entrada na terra de Canaã. Não  há referência ao inferno em parte alguma, em todo este capítulo. Leia Hebreus 3:1-19. Toda esta passagem se refere a uma aplicação espiritual de Israel, o povo de Deus, entrando em Canaã, a terra prometida. Nesse caso você  diz: “Mas não é um tipo de...?” Sim, mas veja a sua doutrina. Não esqueça como 2 Timóteo 3:16 começou. Foi assim: “Toda a Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça”. Agora sabemos que a Escritura tem lições espirituais a serem aprendidas nesta passagem, a qual é bastante clara  pelo modo como o próprio Paulo usa as passagens dele. Ao escrever aos Coríntios, Paulo diz na 1 Coríntios 10:11: “Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso”... referindo-se aos filhos de Israel no deserto por quarenta anos, “Mas Deus não se agradou da maior parte deles, por isso foram prostrados no deserto. E estas coisas foram-nos feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más como eles o fizeram” (1 Coríntios 10:5,6).  Aqui se pode fazer uma aplicação espiritual. Mas note que, quando o autor de Hebreus faz aplicação espiritual em Hebreus 3, ele tem muito cuidado em dizer que isso nada tem a ver com ser salvo, regenerado ou ir para o céu.
De fato, quando Paulo entrega a passagem de 1 Coríntios 10:4-12, ele deixa muito claro que aqueles que pecaram no deserto por causa da incredulidade, foram mortos. Não  houve o caso de qualquer uma daquelas pessoas indo para o inferno, exceto o caso isolado de Coré, Datã e Abirão, que tentaram anular o sacerdócio. Você diz: ”Bem, e estes?” Muito simples, eles eram judeus do Velho Testamento e estavam sob a lei. Você está? Eles estavam saindo literalmente da terra do Egito. Você está? Eles eram ordenados a guardar o sábado. Você é? Em Romanos 13 você não vai encontrar o sábado entregue nos Dez Mandamentos. Os judeus eram todos circuncidados. Você é? Eles todos faziam abstinência de porco e gafanhoto, carne de coelho e peixes com barbatanas. Você faz? Agora veja em que confusão esses perdedores colocam você! Eles estão sempre tentando arranjar alguma coisa que não lhe diz respeito, a fim de enfiá-la pela sua garganta e tentar fazê-lo achar que você pode perder a salvação e cair da graça de Cristo, talvez porque eles próprios talvez não tenham Cristo. Quem sabe se esse não é o verdadeiro problema deles?
 A  Escritura citada resume-se simplesmente à própria conveniência deles. Não há sequer uma passagem em Hebreus que possa indicar, com efeito, que um cristão verdadeiro regenerado pelo Espírito Santo possa perder a salvação. O contexto fala de hebreus não de salvos tornando-se co-participantes do corpo de Cristo, no caso de conservarem a confiança e a esperança, até o final daquele período de tempo. O contexto fala de literal herança da visível terra da Palestina. Agora, se o seu pregador, professor, sacerdote ou ancião não lhe ensina isso, uma ou duas coisas estão erradas. Ou ele é um pecador salvo que está pervertendo a Bíblia para viver às custas de sua credulidade, ou então é um não salvo a caminho do inferno e seria melhor que você saísse de perto dele, o mais rápido possível.
Agora vamos experimentar outros versos. Hebreus 6:1-6 declara: “Por   isso, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até à perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, e da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos e do juízo eterno. E isto faremos, se Deus o permitir. Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tronaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus e as virtudes do século futuro, e recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério”. Esta passagem tem sido usada desde os tempos imemoriais para provar que um cristão verdadeiro pode perder a salvação.
Antes de chegar ao mesmo perdedor, com a mesma ignorância arrogante e  cega, ou ao ancião TJ,  ou a outro líder cego guiando cegos, vamos ler a passagem? “Pois é impossível que aqueles...” Aqueles quem? Vejamos o verso 9: “Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e coisas que acompanham a salvação, ainda que assim falamos”. É um desagradável retorno ao evento, não é? E não é tudo. Se o verso 4 ensina que você pode perder a salvação, você não poderia tê-la de volta, se a experimentou. Contudo há sempre um perdedor qualquer, andando para cima e para baixo neste país, dizendo: “creia e seja batizado, senão...”. O perdedor que adora batizar diz que você pode perder a salvação, mas pode obtê-la de volta. Contudo Hebreus 6:1-6 mostra que você não pode, meu amigo! O verso 4 diz que isso é “impossível”. Se a sua Bíblia não diz isso, então ela deve ser uma dessas novas versões fabricada por homens corruptos, que desejam ganhar dinheiro fácil das pessoas.
Note que você está realmente em apuros. Aqui está uma coisa escrita em Hebreus, que diz respeito aos hebreus, que tendo aceitado a doutrina de Cristo, queriam voltar à lei de Moisés. Vejamos os versos 10 e 11: “Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis. Mas desejamos que cada um de vós mostre o mesmo cuidado até ao fim, para completa certeza da esperança”. Mostrar a mesma diligência para assegurar a completa segurança até o fim – FIM – e aqui está ele novamente, não é? Estavam exatamente de volta a Hebreus 3:6;3:14 e Mateus 24:13. Nada poderia ser mais claro e compreensível para uma pessoa honesta. Agora, se você tem um bom coração, é honesto e crê na Palavra de Deus, por que não crê no que estou dizendo? Mateus escreveu o seu evangelho para apresentar Jesus Cristo como o Rei dos Judeus. Todo mundo sabe disso. Hebreus foi escrito para os hebreus e leva este título. Em todos esses textos que temos lido, de Mateus 24:13; Hebreus 3:6 e 6:1-5, o contexto fala de alguém chegando ao final de um PERÍODO DE TEMPO, e as obras estão aí também implícitas. Nenhum erudito em grego, em mil anos de História da Igreja, laborando com qualquer texto grego, pode fornecer melhor esclarecimento sobre um verso ou uma série deles.
Você lembra de Mateus 25:  “o que fizeste...?” Notou que neste capítulo, tudo que Ele fala é de boas obras? Notou que quando ele entrou na passagem das virgens loucas, falou para sair para comprar e vender? Você notou em cada contexto em que entrei até agora (e quando entramos em Tiago nós realmente queremos combatê-las), que Ele está falando de obras, o tempo todo ele só está falando de obras? Ele está falando de um período de tempo que vai chegar ao fim, não com o Arrebatamento, mas com o advento de Jesus Cristo. Você notou isso?
Você notou que os 144 mil  castos que estudamos nada têm a ver com a noiva de Cristo, como claramente se aprende estudando Mateus 25? Você notou nesta passagem como as obras estão envolvidas? Em Apocalipse 7 e 14, as obras deles são mencionadas como parte de sua salvação. Você notou novamente, quando leu Tiago 5 e viu passagens como “aquele que converte...”? Que o contexto se refere ao final da tribulação e o livro foi escrito para as “Doze tribos” e o fim em questão é a Segunda Vinda de Cristo? Você observou tudo isso?
Se não observou, o problema é seu. O problema é com a escola bíblica  e os professores de seminários, que estão lhe ensinando a Bíblia. Como podem continuar fazendo-o de bobo e armando-lhe ciladas e atirando-o na confusão para fazê-lo duvidar de sua salvação e rejeitar outras declarações claras da Palavra de Deus, desprezando essas passagens das quais nada sabem? Está na moda, ultimamente, afirmar que a Igreja vai passar pela tribulação. Se a Igreja vai passar pela tribulação as passagens que acabamos de ler podem ser aplicadas a um cristão verdadeiro. Nesse caso, as passagens que lemos em Mateus, Atos, Hebreus e Tiago se aplicam ao Corpo de Cristo e você pode perder a salvação. Imagine um membro de seminário que crê na Garantia da Salvação e assim mesmo ensina que a Igreja vai passar pela tribulação. Onde está a lógica? “...Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lucas 18:8) Aqui temos a confusão. E até os fundamentalistas entram nela. Eles colocam Israel no lugar errado e não enxergam a Grande Tribulação e a 70ª semana de Daniel. E quando não vêem isso, deixam de colocar a Igreja em seu devido lugar. Quando colocamos a Igreja no devido lugar, apropriamo-nos dos versos destinados ao Corpo de Cristo e destinados a este período de tempo. Os amilenistas costumam roubar as promessas pertencentes a Israel e roubar as ameaças destinadas a alguém mais, destinando-as à cabeça dos cristãos, levando-os ao fracasso espiritual através do medo e deixando-os duplamente amedrontados da morte, quando o nosso Deus bondoso e misericordioso jamais pretendeu que tal acontecesse.
Os outros versos que lemos são claros. Qual é a dificuldade sobre João 15:12: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei”. É tão difícil de se entender? Qual é a dificuldade com João 5:24: “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida”. E qual é a dificuldade com Romanos 8:38,39?: “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem  os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor”. E qual é a dificuldade com Filipenses 3:20,21? “Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas”. E qual é a dificuldade com 1 João 3:2,14? “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. Nós sabemos que passamos da morte para vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama a seu irmão permanece na morte”. E com 1 João 4:13? “Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito”.
E depois ainda vamos bancar os bobos por causa de hebreus (que foram iluminados e depois caíram da graça, etc.), quando nem sequer temos idéia sobre o que estamos falando? E o que dizer de um bando de professores de Grego rejeitando a Palavra e fazendo tentativas de alterar o texto inglês da Versão Autorizada de 1611 (ou Versão Almeida Corrigida Fiel em português) para adaptá-la à sua ignorância?
Se você não consegue levantar  uma  pá cheia de concreto, como pretende construir um Palace II, edifício que, exatamente por falta de competência profissional e de material apropriado ruiu fragorosamente? No caso deste, o responsável pela construção conseguiu fugir da justiça terrena, ancorado em seus milhões de dólares. Contudo, diante da justiça do Juiz Supremo do universo o dinheiro não vai ter valor algum. Se você não pode lidar com o mínimo, como vai poder lidar com o máximo? Aqui vale a pena ler a advertência contida em Hebreus 5: 12-14, que diz: “Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta deleite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal”.
Também vale a pena ler a admoestação do autor de Hebreus sobre os cristãos que digeriam carne, quando só podiam digerir leite? Não é uma admoestação sobre novatos confundindo os versos, nesse exato livro através do qual você está tentando chegar ao inferno? Você rejeitou o mandamento de Deus, resiste ao Espírito Santo e está de volta à carne de pescoço,  em Hebreus 6, para tentar falar mesmo de salvação pela graça?
Do que estamos falando agora é de um homem que pode manejar a GRAÇA descrita em João 3, Romanos 10, 1 João 5, o qual nunca não se atrapalharia com Hebreus 6 e 10 mais do que o Bill Gates ficaria atrapalhado com os seus programas Windows.
Se você deseja mesmo ir para o inferno, os livros ideais para essa “viagem interplanetária” são Mateus, Atos,  Hebreus e Tiago. O Diabo pode lhe oferecer tantas Escrituras quantas você precisar. Hebreus 10:26,27, diz: “Porque se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários”. Então, não é o caso? Se você “peca voluntariamente”, depois de ter sido salvo, pode perder a salvação, não pode?
Os perdedores dizem: “Bem, creio que se você pecar conscientemente...  mas eu não pequei conscientemente”. Será que um cristão sincero não sabe quando está pecando? Nesse caso poderíamos dizer que o Espírito Santo dormiu a "siesta" dentro dele. E, então, errou porque um guarda nunca dorme em serviço.
 A 1 João 5:17 diz: “Toda a iniqüidade é pecado, e há pecado que não é para morte”. Um perdedor nunca se atreve a admitir que pecou, depois que recebe o batismo no Espírito Santo. Porque tem, segundo Hebreus 10, que ir para o inferno. Então ele faz uma das duas coisas. Diz que “não a possuía”, ou então que não sabia que estava pecando, apesar do que diz 1 João 1:8: “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós”.
Certa vez uma pentecostal da alta sociedade, quando visitava o meu "stand" de cosméticos num congresso internacional de cosmetologia, no Hotel Nacional, Rio de Janeiro, perguntou se eu era batizada no Espírito Santo. Tentando ser gentil respondi-lhe que me achava pecadora demais para conseguir esse batismo. Foi então que ela, com um sorriso maroto, confidenciou-me: ”não seja tola, eu falo palavrão à beça e mesmo assim fui batizada no Espírito Santo”. Estou falando daqueles que  professam ser cristãos e, no entanto, comportam-se como pagãos. Não falaria desse modo para um pecador não salvo, em hipótese alguma, se soubesse que ele era um não salvo. Falo para quem professa ser um erudito em Bíblia. Para esses pregadores perdedores, tolos e enganados, que se movimentam por aí professando ter encontros “evangélicos” e “estudos bíblicos”. Eu jamais mudaria o meu tom de voz com eles e essa é a turma que eu quero atingir. Contudo, para um  pobre pecador não  salvo, que está indo para o inferno, eu jamais falaria desse modo. Em seu caso, iria aconselhá-lo a ler humildemente a Palavra de Deus, certo de que o Espírito Santo iria agir em seu coração.
Deus tem pena desses pobres pecadores e “quer que todos os homens se salvem” (1 Timóteo 2:4). Pedro também diz: “ O Senhor ... é longânimo para conosco não querendo que alguns se percam, mas que todos venham a arrepender-se (2 Pedro 3:9). Porém Ele  não tem pena desses perdedores que torcem, negam e pervertem a Bíblia, réprobos de citações bíblicas, que rejeitam a Sua Palavra, usando-a como desculpa, a fim de engordar suas aplicações bancárias...
Em nosso estudo anterior, passamos muito tempo discutindo Mateus 5:7, Mateus 20, 22 e 25; Hebreus 3,6 e 10. Vasculhamos cada passagem em que havia uma questão sobre onde e quando a mesma foi aplicada doutrinariamente. A maioria dos falsos apóstolos vivos têm citado e estudado a Escritura, escolhendo, de preferência, passagens com pontos questionáveis ou duvidosos, a fim de aprisionar os membros de suas igrejas.
Em duas coisas, contudo, eles têm errado. O que 2 Timóteo 3:7 diz sobre essas pessoas é “que aprendem sempre e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade”. Pedro também diz: ”E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor, como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras escrituras, para sua própria perdição” (2 Pedro 3:15,16). Você quer saber: “Bem, como posso ter certeza dessas coisas, se é preciso ser um erudito?” Você não precisa. Eu não sou. Ou então diz: “como posso ter certeza disso, se não sou um bom estudante?” Você não precisa. De fato, ninguém pode ser enganado nestas  coisas, a não ser que seja desonesto. É difícil desviar da verdade um homem honesto. O único homem que se pode desviar é o trapaceiro. Se você ler cuidadosamente as epístolas paulinas, vai entender que essa quantidade de massa cinzenta que possui e a quantidade de tempo que vai gastar estudando Grego ou Hebraico são uma questão secundária, quando comparada à condição do seu coração, quando você se achega à Bíblia e como se achega a Deus.
Conforme vimos em nosso estudo, encontramos pelo menos seis passagens que ensinam que alguém pode perder a salvação. Creio no Livro de capa a capa e, por isso, procuro sempre  as passagens em que Deus me garante a salvação eterna. Antes de tudo sou humana, depois uma pecadora salva e, em terceiro lugar, uma cristã crente bíblica. E, por acaso, sou uma batista pré-milenista. Não tenho dúvida alguma sobre a minha salvação, mas tenho mais senso do que  um perdedor, que coloca o seu fundamento básico em Mateus, Atos, Hebreus e Tiago. Não existe essa coisa de cristão maduro, inteligente, radicado e seguro na Palavra, que antes não tenha se apropriado de Romanos 4 e 10; Colossenses 2; Efésios 3 e 4; Filipenses 4; 1 Coríntios 1; Gálatas capítulos  3 e 5. Quando se ouvem esses perdedores puxando ocasionalmente uma referência a Gálatas e Romanos, é geralmente para subjugá-la a Mateus, Atos,  Hebreus e Tiago. Manter os membros de sua Igreja acorrentados a essas passagens é bom para eles. Suas ovelhas dão o dízimo pontualmente, acreditam em tudo o que eles falam e assim eles podem reinar soberanos sobre as mentes dos iletrados bíblicos e viver folgadamente, comprando mansões e viajando pelo mundo, às custas da ignorância alheia.
Como já falei antes, não se usa “eucatex” no fundamento de uma casa. Não se usa fiação elétrica na parte externa da parede. Não se usam tijolos nas janelas de ventilação. Tudo numa casa é a casa, mas existe um lugar apropriado para começar e um lugar apropriado para terminar a construção. Não se coloca madeiramento sobre a mesinha do quarto, mas sobre o telhado.
Cada passagem encontrada em Mateus, Atos, Hebreus e Tiago, parece indicar que um cristão pode perder a salvação, no contexto. Onde  a palavra “cristão” não aparece, nem aparece a expressão “novo nascimento”, nem a palavra “regenerado” e onde ninguém “está em Cristo”, obviamente a fé precisa ser acoplada às boas obras. Já estabelecemos o fato de que realmente existem passagens na Bíblia que podem indicar que alguém pode perder a salvação. Um bom exemplo é Apocalipse 22:14. Vejamos: “Bem aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas”.  John R. Rice tirou esta passagem de sua “Bíblia” mitológica, com a desculpa de que ela não concorda com a doutrina batista. Então, visto como John Rice é um batista doente, ele simplesmente deletou qualquer parte da Bíblia que não concorda com o que os batistas falam. Contudo, este é um exemplo de fanatismo radical. Nós, os crentes bíblicos conservadores, não devemos concordar com esse tipo de tolice, nem por um minuto, e nem tolerar bobagem desse tipo. Já não basta o que fazem os hierarcas católicos e líderes das seitas TJ e Mórmon, que subtraem ou acrescentam palavras à Sagrada Escritura, desse modo incorrendo na maldição prescrita em Apocalipse 22:18,19? Cremos que se o Livro diz que é assim e se isso não concorda com a doutrina batista ou de qualquer seita “evangélica”, então a sua doutrina deve ser policiada.
Vamos olhar novamente o que diz Apocalipse 22:14: “Bem aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas”.  A conclusão que parece óbvia (segundo os Adventistas do Sétimo Dia e Ellen White) é : “Se você não guarda os Seus mandamentos não terá direito à árvore da vida”. Vamos permitir essa conclusão e indagar ao bom irmão: se você já tem a vida eterna em Jesus Cristo, que lhe interessa a árvore da vida em primeiro lugar? As pessoas não conseguem raciocinar. Então, quando John Rice, ou outro fanático radical, sai por aí picotando a Palavra de Deus, fazendo-se sua própria autoridade, está errado. Pois  os cristãos não lavaram suas vestes. ELES FORAM LAVADOS. A passagem fala de um crente nascido de novo, citando Alguém “que nos amou” bem como Apocalipse 1:5 que diz: “...Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados”. Em João 15:3, esse Alguém afirma: “Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado” . Quanto às  pessoas que foram purificadas e lavaram suas vestes no sangue do Cordeiro foram exatamente outras, todas elas  reunidas, e isso está claro em Apocalipse 7:14 “E eu disse-lhe: Senhor, tu sabes. E ele disse-me: estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro”. Leia esta passagem, em vez de ficar percorrendo os oito versos que os perdedores lhe ensinaram. Leia em sua Bíblia. Apocalipse 7 nada tem a ver com um crente nascido de novo em Cristo. Este verso  fala daquelas pessoas que vêm da grande tribulação e chegam junto com os 144.000 judeus que haviam sido selados. Se você estuda mesmo a sua Bíblia, como pode deixar de notar que não existe mais igreja em Apocalipse 7? Também vai notar que já não existe igreja em Apocalipse 6. Nem também existe igreja em Apocalipse 5.
 

Alguns pastores radicais roubam versículos da Bíblia

 
Aqui podemos ter um problema. Qualquer ministro, pode se apoderar da Bíblia  e dela extrair qualquer passagem para provar qualquer coisa, se mudar a mesma, como o fez John Rice, mudando Apocalipse 22:14, ou acrescentando, ou subtraindo coisas, como o  fazem os perdedores em 1 Pedro 3:21 ou usando passagens fora do contexto. Vejam bem que as pessoas que lavaram suas vestes NÃO são os salvos do corpo de Cristo – pelo menos não estão dentro dos dois capítulos, onde, de algum modo, a partir dos quais são citados. Por conseguinte, a tentativa de Rice de alinhar Apocalipse 22:14 com a doutrina batista é pura bobagem. O filho de Deus foi ele próprio lavado no sangue, NÃO AS SUAS VESTES. E não é tudo. O filho de Deus recebeu vida eterna do Salvador, que foi pendurado na árvore da maldição. Pois está escrito: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro” (Gálatas 3:13)
Então, por que, ir até Apocalipse 22:14 e ficar preocupado em guardar ou não os mandamentos, a fim de participar da árvore da vida, a não ser que se trate de um perdido tentando alcançar o céu pelas boas obras? Para essa passagem os perdedores correm o tempo inteiro. As pessoas que argumentam demais sobre a Garantia da Salvação são os não salvos, que não têm o testemunho do Espírito Santo, ou nada entendem a respeito do assunto. As pessoas que argumentam demais sobre “cair da graça” jamais tiveram qualquer “graça da qual cair”! O problema desses perdedores  é falta de fidelidade à Palavra de Deus. Vou mostrar mais um verso,  que ensina que um crente pode perder a salvação. Este é encontrado no capítulo onde a igreja é mencionada. Por exemplo dou um retrocesso aqui e volto à era da igreja e trato a passagem que ocorre num contexto onde se pode achar a palavra “igreja”: “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante de seus anjos” (Apocalipse 3:5). Esta passagem diz que se alguém guardar as obras até o fim, o Senhor não apagará o seu nome do livro da vida, conforme acabamos de ver. A implicação óbvia é que se uma pessoa não perseverar até o fim o seu nome será apagado do livro da vida. Então você diz: “veja aí. Se você não perseverar, seu nome vai ser apagado”. A resposta está em 1 João 4:4 : “Filhinhos, sois de Deus e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo”. Leia também 1 João 5:4,5: “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê Jesus é o Filho de Deus?” Existe ainda quem indague ansiosamente: “E se você não perseverar?” Resposta: os filhos de Deus já VENCERAM. Eles não estão esperando para vencer. Nós, os salvos, não precisamos andar para cima e para baixo, com adesivos em nossos carros, participando de movimentos ocultistas piramidais, dentro da Igreja,  que prometem nova conversão e poder espiritual. Também não precisamos participar de “marchas para Jesus” e outras baboseiras, dizendo que venceremos! Simplesmente porque já VENCEMOS. Pode ser que você, perdedor inveterado,  não tenha vencido, mas  não precisa rasgar a sua Bíblia, nem sair por aí, pervertendo a mesma, tentando  adaptá-la às suas fantasias, ou tentando condenar a si mesmo ou a alguém mais. Se você quer ir para o inferno, ninguém vai poder salvá-lo, mas deixe de perturbar-nos, enquanto fica citando a Escritura, para provar como se pode chegar ao inferno. Quando chegar ao inferno, você vai descobrir que o Diabo conhece toda a Bíblia de cor, até melhor do que você!
Agora, finalmente, vamos até às epístolas de Paulo para observar a diferença nas declarações claras, exatas, planas, graníticas, radicais e fundamentais dirigidas aos filhos de Deus, e os lugares onde estamos a nos intrometer usando Apocalipse (livro de profecia) Hebreus (escrito para hebreus), Tiago (escrito para as doze tribos de Israel) e Mateus 24-25. Agora podemos ver a diferença.
Comecemos por Romanos. Estou lendo numa carta escrita pelo apóstolo Paulo aos gentios, o qual tinha um ministério específico entre os gentios através de  uma revelação de Deus, conforme Gálatas 1 para um propósito específico. Ele escreve em Romanos 4:5 “Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça”. Também Romanos 4:8 diz: “Bem aventurado o homem a quem o Senhor não  imputa o pecado” e Romanos 3:24-27: “Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs pela propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus; para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus. Onde está logo a jactância? É excluída. Por qual lei? Das obras? Não, mas pela lei da fé”.
Não é o oposto de Mateus  25, Hebreus 6 e 10, Tiago2,  e de todos os fortes e pesados nacos de carne, que o deixaram doente do estômago, quando tentou digeri-los? Você sabe o que Paulo disse sobre algumas dessas pessoas que ocupam o seu tempo tentando condenar você e conseguem pessoas para escutá-las? Você sabe o que o Senhor falou em termos claros? É só ler em Hebreus 13:9; “Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que nada aproveitaram aos que a eles se entregaram”. Paulo também diz: “Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente” (Efésios 4:14). Então, é isso que acontece, quando você fica rodando pelas epístolas judaicas escritas para os judeus sob a lei, ou aos dispersos na tribulação, como os Livros de Mateus, Tiago e Hebreus. Ou para os judeus que davam os primeiros passos na salvação, como o livro de Atos dos Apóstolos. Essas pessoas chegam à sua casa tentando conduzi-lo a Mateus 24; Hebreus 6, 10 e Atos 2 – quando elas próprias não conhecem as coisas simples, fundamentais, básicas e rudimentares, isto é, que um homem  é salvo pela graça através da fé e é justificado GRATUITAMENTE pelo dom de Deus, que é a vida eterna através de Jesus Cristo nosso Senhor.
Note bem o contraste nas epístolas de Paulo, escritas para as pessoas salvas. Em Romanos 5:1 Paulo diz: “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo”.  Então “sendo justificados pela fé” e (não por obras conforme Tiago) “temos paz”. Não estamos preocupados com a perda da salvação. TEMOS PAZ. Por que? Os versos 6 a 9 dão a resposta: “Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue seremos por ele  salvos da ira”. Então vemos que justificados pelo seu SANGUE somos “salvos da ira através dele”. E se você  é tão tolo a ponto de correr para  outro verso, que diz ser o pecador “justificado por fé mais obras” o problema é seu. Eu diria que você já está tão condicionado a ir para o inferno que daria até o próprio pescoço para lá chegar e, por favor, faça isso, bem depressa, que eu já estou cansada de suas perguntas bobas.
Que homem em sã consciência tomaria uma ilustração do Velho Testamento, de Abraão oferecendo Isaque, e usaria isso como exemplo de salvação eterna? Os teólogos da prosperidade usam esta passagem para exigir sacrifícios financeiros dos membros de suas igrejas, a fim de engordar as suas contas bancárias! Porque, Abraão foi salvo pela graça através da fé muito antes de oferecer Isaque. Veja Romanos 4:3: “Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça”. Agora, escute: Abraão creu em Deus e isso lhe foi creditado por justiça em Gênesis 15. O que você está fazendo, indo ao capítulo 2 de Tiago, escrito para as doze tribos e citando o verso 24? “Vede então que o homem é justificado pelas obras e não somente pela fé”. Agora, você se acha no direito de citar o verso 21 que diz:  “Porventura o nosso pai Abraão não foi justificado pelas obras, quando ofereceu sobre o altar o seu filho Isaque?” Oferecer Isaque nada tinha a ver com a eterna salvação de Abraão. A salvação de Abraão lhe fora imputada como justiça de Deus em Gênesis 15, antes de Isaque ter nascido. Nenhum professor de grego, ao expor QUALQUER texto grego, poderia melhorar essa revelação. Nenhuma pessoa com um coração honesto poderia deixar de ver o que acabei de mostrar em Gênesis capítulos 15 e 22 e em Tiago. Possivelmente você não deixaria de ver, a não ser que fosse um desonesto e o fizesse de propósito.
Você diz: “Irmã, você está tentando dizer que todas aquelas pessoas que levam suas vidas ensinando que um cristão pode perder a salvação são desonestas?” Sim, de fato elas são exatamente isso que estou dizendo. Essas pessoas se preocupam muito mais com o orçamento de suas igrejas do que com a salvação dos pecadores, sabia?
Quando você  chega às epístolas paulinas, lê coisas bem diferentes do que leu em Tiago e Hebreus, as quais são doutrinariamente diferentes. Por exemplo: Romanos 5:18, é uma meridianamente clara e diz o seguinte: “Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens  para a justificação de vida”. Quando alguém diz: “Você pode ganhar esta dádiva esforçando-se para consegui-la”, está mentindo. A salvação é uma dádiva de Deus. O Senhor sabia perfeitamente, quando disse que a “dádiva” de Deus seria a vida eterna, dádiva esta, que alguns desses perdedores dizem que você precisa fazer algo para conseguir. O Senhor disse DOM GRATUITO e pronto. Aí você insiste em perguntar: “e o resto da Escritura?” Ora, não vista uma roupa menor do que o seu manequim. Mas você não se manca e diz ainda: “E o verso que diz...” Olhe aqui, ó seu chato de galocha, se você quer ir mesmo para o inferno, que vá, mas não tente me levar junto com você. Meu passaporte já foi carimbado com o  sangue do Cordeiro e o  Diabo não vai me querer atravessando a fronteira infernal, de modo algum...
O grande problema com o qual temos de lidar é que os perdedores estão interessados em usar a Bíblia apenas como ferramenta para construir uma denominação (pregadores e professores) e ficam pulando de um verso para outro, a fim de provar que estão certos. São leigos desonestos ou enganados, que não sabem encarar a verdade com um coração honesto e mente aberta.
Romanos 8:1, diz o seguinte: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito”. Aí você  pergunta: “E se você andar segundo a carne?” No verso 3 temos a resposta: “Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne”. O perdedor dá um verso como este a um crente e diz: “Bem, se você não andar segundo o Espírito, mas andar segundo a carne, vai ser condenado”. Claro que vai, lemos isso no verso 13. Deus diz: ”Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis” . Este verso diz que Deus matará o cristão que anda segundo a carne, mas o que fará com a sua alma? Os versos 38-39 respondem: “Porque estou de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura, nos poderá separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”. Estão no mesmo capítulo, foram escritos pelo mesmo apóstolo e para os mesmos crentes nos quais habita o Espírito Santo. Não são  claros como um dia de sol? Ou você tem algum problema com eles? Você jamais deveria esquecer os versos 38 e 39 de Romanos 8, para conseguir acertar com a bola no cesto! A simples idéia de vê-lo correndo de um para outro verso, quando tudo está tão claro, me dá uma pena enorme de sua insegurança. Voltemos a Romanos 8:37-39: “...em todas estas coisas...” Aí você diz: “Isso é para os não salvos”. É mesmo? Veja o verso 29: “Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos”. De quem estamos falando? Nós, os crentes bíblicos, não memorizamos dez versos para em seguida tentar fazer toda a Bíblia concordar conosco. O contexto fala de um homem salvo. Romanos 8:38,39, diz: “pois estou certo de que nem a morte (se você morrer, não vai perder a salvação), nem a vida (se continuar vivo não vai perdê-la), nem anjos (eles não podem tirá-la de você), nem principados (prefeitos, governadores, príncipes não a podem tomar de você), nem poderes (os reis não podem tirá-la de você), nem coisas do presente (nada que aconteça amanhã, na próxima semana ou no próximo ano), nem altura (nada que esteja acima de você), nem profundidade (nada que esteja abaixo de você), nem qualquer outra criatura (sobre todas as coisas mencionadas até agora, no caso de não serem suficientes, Ele diz “NEM QUALQUER”. Agora como Deus poderia ser mais convincente? Então você diz: ”Mas, e no caso de...”. Então vá para o inferno, se é isso que deseja. Se você já condicionou sua mente neste sentido, se mande depressa e cale a boca. Deus fica “doente e cansado”, só  de ouvi-lo tentar falar às pessoas que elas vão se perder, simplesmente porque você está perdido. No capítulo 8:28 lemos: “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente par o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”.
Você sabe por que muitas dessas pessoas têm tanto problema com essas passagens tão simples e claras que eu citei? Acho que têm um QI abaixo do normal. Como poderíamos esquecer Romanos 10:11-12? “Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido. Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam”.  Vejamos agora Romanos 10:13: Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”.  O verso diz: Será salvo. Está claro? Aí você diz: “Ora, isso é futuro”. Será realmente futuro? O que significam, então, Romanos 8:2,3 e 4? Esse futuro já aconteceu. Está no particípio passado. Tudo já foi feito, concluído, mais do que completado. Mas  você ainda teima: “E se a gente andar segundo a carne”? Conforme Romanos 8:13, Deus o matará (pode ser de câncer no pulmão ou na garganta, por causa do fumo; de AIDS ou doenças venéreas, por causa do sexo ilícito). O certo é que Ele vai dar um jeitinho brasileiro... Pode crer...
O verso 10 de Romanos 10 diz: “Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação”. Agora temos um problema. Muitas dessas pessoas que retiram os versos da Bíblia para provar que podem perder a salvação simplesmente não têm duas naturezas. Se você não tem duas naturezas, então 1 Co. 2:14: “ Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente”. Nesse caso, a resposta é que você não pode. É tolice falar de natureza carnal, que ficou no túmulo, quando o filho de Deus é salvo, enquanto o novo homem (natureza espiritual) vive pela graça e não pode “cair da graça”. A passagem foi citada para provar que em Gálatas 5:1 Paulo fala do homem que está contando com a lei para o justificar: “Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não toneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão”. Os Adventistas do Sétimo Dia podem “cair da graça” porque continuam confiando na lei para serem justificados. Você não poderia ser um cristão verdadeiro e “cair da graça”, como uma máquina obsoleta, porque já não conta com a lei para ser justificado. Você conta com o sangue de Cristo. Nossa esperança repousa exclusivamente sobre o sangue e a justiça de Jesus. Estamos firmes na Rocha eterna, que é Cristo e tudo o mais nos é dado de presente. Escrituras erroneamente citadas e mal colocadas se transformam em “areia movediça”.
Por um instante apenas vamos admitir que entendemos as Escrituras. Digamos que o crente lavado no sangue está circuncidado por uma aplicação espiritual não feita por mãos humanas (Colossenses 2) e colocado no corpo de Cristo (Efésios 5) pelo Espírito Santo como um dom gratuito (Romanos 6) ao receber Jesus Cristo (João 1). Estaremos dizendo que como osso dos ossos e carne da sua carne não haverá chance alguma, absolutamente, dele ir para o inferno, mas haverá possibilidade dele perder a alegria da salvação, o testemunho, o caráter, a reputação, a saúde e até a vida. Concordamos com tudo isso, porém jamais com que ele possa perder a salvação. Em seguida, vamos crer no seguinte:  logo após o arrebatamento do corpo de Cristo da terra (1 Tessalonicenses 4; 1 Coríntios 15; Salmos 5; Isaías 26; Cantares 2 e João 3 e 7), não pergunte a um perdedor onde ele se encontrará, porque ele não vai saber. Virá  um tempo na terra em que as obras terão de acompanhar a fé e o homem será obrigado a ter fé mais obras para se salvar. Suponhamos que tal situação seja verdadeira, imaginando que após a partida do corpo de Cristo (Igreja) e o estabelecimento da 70º de Daniel aconteça, aconteça, quando  Deus renovará sua aliança com Israel (Daniel 12). Vamos admitir, por um minuto, que durante a tribulação, tempo das dores de Jacó (e não da Igreja, pois a 70ª semana de Daniel trata dos judeus e do anticristo  e não mais a era da igreja), que uma combinação de fé e obras seja necessária para obter a salvação.
Após fazer tal suposição, voltemos à leitura das passagens dos livros de Mateus, Tiago, Hebreus e Pedro, para ver se existe uma diferença entre a doutrina cristã para um judeu na tribulação e a doutrina para um crente verdadeiro no corpo de Cristo onde não há judeu nem gentio. Antes de mergulhar neste assunto voltemos ao livro de Apocalipse, no final da Bíblia, o qual trata de tempos que ainda virão sobre a terra, depois que a igreja for retirada, o que é perfeitamente evidenciado pelo fato de que a palavra “igreja” não aparece mais em parte alguma, nos capítulos 4 a 20. Note, também, que neste livro há declarações definidas que indicam que a salvação de alguém está condicionada à fé mais obras. Os batistas podem gritar até ficarem cianóticos, mas não se pode alterar as declarações destas passagens, a não ser que se esteja usando uma “bíblia” deturpada, em vez da Palavra de Deus, como você gostaria de usar. Apocalipse 12:17, diz o seguinte: “E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo”.  1 – Esse remanescente da semente “guarda os mandamentos de Deus”; 2 – esse remanescente da semente “tem o testemunho de Jesus Cristo”.
Agora não me preocupa o que você vai fazer com este verso. Não existe um pregador bíblico ortodoxo no mundo que não saiba quem é essa mulher. Em Gênesis 37:1-2, ela é definida como sendo Israel, com as Escrituras se interpretando a si mesmas. A interpretação particular da Igreja Católica, que diz ser essa mulher a Igreja ou Maria, está obviamente errada, o que se pode provar pela leitura dos quatro versos seguintes. Lendo-se Apocalipse 12:1-6, pode-se constatar que essa mulher foge para o deserto e é alimentada durante três anos e meio por Deus. O fato é que se diz que essa mulher tem uma semente e que o Diabo, durante a tribulação, vai fazer guerra contra essa semente. Sua semente não é salva pela graça através da fé; não é dito que sua semente é regenerada e nascida de novo. É dito que essa semente guarda os mandamentos de Deus e o testemunho de Jesus Cristo. O testemunho de Jesus Cristo está claramente definido no mesmo livro, portanto não temos que nos preocupar com a interpretação.
 Em Apocalipse 19:10 é dito que o testemunho de Jesus “é o espírito da profecia”. Nesse contexto, as pessoas têm o testemunho de Jesus Cristo, mas isso não é tudo. No capítulo 14 vemos que, pela segunda vez, ocorre esta expressão. O verso 12 declara: “Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus”. Agora temos novamente aqui algumas pessoas que guardam a fé, o testemunho de Jesus e os mandamentos  de Deus. E isso não é tudo. Quem porventura sejam essas pessoas, é dito que elas estão subordinadas a um dragão, ou um demônio ou uma besta, que lhes coloca uma marca na mão ou na testa (verso 9) e nesta passagem pode-se ler (verso 1) que elas são 144.000 judeus – exatamente conforme são listados em suas tribos em Apocalipse 7:4-8. (Agora, se você é um TJ, não pode entender, e nem tente. Você, meu amigo,  não começou com a salvação como um dom gratuito de Deus. Infelizmente, começou com um estudo bíblico feito em Mateus 24, do qual nada sabia, daí por que perverteu os 144.000 e os transformou em judeus espirituais, o que eles não são. Desse modo, quando chegou em Apocalipse 14, certamente não poderia ter conhecido o ápice da parte inferior da passagem e não adianta discutir este assunto com você).
O verso diz que essas pessoas tinham a fé em Jesus Cristo e guardavam os mandamentos de Deus” e são as mesmas que encontramos no capítulo 12, como israelitas, e as mesmas que encontramos no capítulo 7, como as doze tribos de Israel. Elas não são chamadas “judeus espirituais” (como em Romanos 2). Também não  são chamadas “Israel de Deus” (como em Gálatas 6). Conseguimos memorizar todos os 10 versos e os outros 30, que explicam porque você os interpreta de modo errado.
Na tribulação alguém tem fé e também guarda os mandamentos de Deus. Nada poderia ser mais claro do  que isto, a partir da passagem de Apocalipse 22:14, que diz: ”Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas”. Bem, obviamente trata-se de pessoas de outra Dispensação. Você acha que estou um pouquinho interessado nos portões da cidade? Eu já faço parte da cidade. Você não leu em sua Bíblia que a cidade é a “esposa do Cordeiro”? Não leu isso em Apocalipse 21:2, quando a cidade santa desce do céu da parte de Deus como a esposa do Cordeiro, em Apocalipse 21:9? Você acha que estou preocupado com a árvore da vida? Eu já tenho Aquele que me deu a vida eterna, a partir da árvore da morte, a cruz.
Parece que agora estamos chegando ao ponto. O Livro diz: “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra de verdade” (2 Timóteo 2:15). Tão certo como alguns de vocês, perdedores inveterados,  com quem estou falando, irão para o inferno rápido como balas de metralhadora, também não poderiam aprender, explicar ou ensinar a Bíblia, mesmo que se sentassem um ano inteiro estudando-a, porque o seu coração é mau. A Bíblia deveria abrir-lhes os olhos com respeito a essas passagens, pois elas são claras e simples para um coração receptivo. As passagens em Apocalipse, capítulos  7;12;14;21, que acabei de mencionar, falam da mesma coisa, no contexto em que aparecem, e são destinadas a uma certa classe de pessoas. Você notará, ao somar as coisas em Apocalipse 22:14, que não somente é feito um convite a essas pessoas na tribulação: ”Bem aventurados aqueles que guardam os eus mandamentos, para que tenham direito à água da vida, e possam entrar na cidade pelas portas”, mas também na era da igreja: “E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” (Apocalipse 22:7). Quando começa a falar da água da vida, você está falando de algo mais. Está falando da árvore da vida, que é uma coisa, e dos mandamentos que se relacionam com ela, mas quando fala da água da vida, está pisando em outro terreno. “E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se de pé, e clamou dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre” (João 7:37,38). Ele disse claramente à mulher samaritana no poço, que se ela bebesse dessa água jamais teria sede.  Ele falou à mulher em questão, conforme João 4:10: “Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias e ele te daria água viva”.  Este é o dom gratuito que nos leva de volta a Romanos – no verso de João 4:13: ”Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede”.
Haverá qualquer chance de você chegar a entender isso? Vê como tudo se encaixa no conteúdo do Livro? Ele possui divisões apropriadas. Quando se fala dos mandamentos de Deus, da fé em Jesus Cristo e da tribulação dos judeus, está se falando de alguém que vai conseguir a vida eterna, a partir da árvore da vida. (Quando  se fala “quem quiser beber dessa água...” está se falando da esposa convidando os pecadores a vir beber da mesma. Você, porventura, já a bebeu?) Note como todas essas passagens tratam de salvação através das obras. Observe quão freqüentemente isso aparece no livro de Apocalipse. Por exemplo em  Apocalipse 14, que o evangelho que está sendo pregado não é o das boas novas de que Cristo morreu pelo pecadores. Veja aqui em Apocalipse 14:6,7: “E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra e a toda a nação e tribo, e língua, e povo”. Isso é o evangelho da graça? Não, não é o evangelho pregado por Paulo. Paulo disse: “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transformar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema” (Gálatas 1:6-8). Vejam o que ele disse: “mesmo que um anjo do céu”. Bem, em Apocalipse 14:6,7 vemos um anjo pregando outro evangelho. Se você sabe que existe uma diferença entre o anjo que prega o evangelho eterno durante a tribulação e o evangelho da graça de Deus pregado pelo anjo do Apocalipse aos gentios nesta era, você já  sabe alguma coisa útil. As pessoas  que crêem no evangelho do anjo não são salvas apenas pela fé, mas terão de observar melhor os seus passos. Vejamos Apocalipse 14: 9 a 11 “E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão, também este beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro. E a fumaça do seu tormento sobe para todo o sempre; e não têm repouso nem de dia nem de noite os que adoram a besta e a sua imagem, e aquele que receber o sinal do seu nome”.  Como você vê, existem pessoas que vão crer num evangelho diferente do que temos agora. Elas são salvas pela fé mais obras -  o que não é o nosso caso – e estão num período de tempo em que não estamos agora. Foi sobre essas pessoas que Mateus falou: “Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo” (Mateus 24:13).
Por enquanto, você deve abrir os olhos para uma grande verdade. O grande Livro não foi todo escrito para uma porção de pessoas dos século 20/21. Ele foi escrito para pessoas que viveram de Adão até o novo milênio. Deus não confinou suas observações somente à era da igreja. Aqui estamos lendo versos que tratam de pessoas em tempos diferentes, situações diferentes e, como se não bastasse, de raças diferentes. A essas da tribulação foram dados mandamentos. Então, se você é um Adventista do Sétimo Dia, entre outras coisas é um sujeito infeliz, tentando ser salvo pelos dez mandamentos, e da prática de boas obras, conforme a lei de Moisés, pervertendo, assim, a Palavra de Deus. Por exemplo, Apocalipse 22:14, que você conecta a 1 João 2, e em seguida a Mateus, leva qualquer um  a pular dentro do inferno por causa da má interpretação da Escritura. Daí porque Simão Pedro disse: “Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para a sua própria perdição” (2 Pedro 3:16). E Mateus disse: “Deixai-os; são condutores cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova” (Mateus  15:14). Você não vai rejeitar a livre graça de Deus e sair ileso. Vai ser queimado, sem adiantar quanta Escritura você possa citar.
Agora vamos de volta às duras palavras de Mateus 5:19, que dizem: ”Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus”. É a sua prova de fogo para ir para o inferno. Quer ir para o inferno através deste verso? Então pule em cima dele como se fosse um cavalo veloz e se mande. Ele é bom para isso. Você dirá apenas: “bem, não posso guardar todos eles, então se eu não guardar todos os mandamentos vou perder a salvação e ir para o inferno”. Veja bem: se esses judeus da tribulação não guardarem todos, irão todos para o inferno. Você precisa guardar bem o sábado na tribulação. Sabe por que? Porque em Mateus 24, no mesmo contexto da tribulação lemos no verso 20: “E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado”. O que Paulo falou sobre o sábado ao crente nascido de novo no corpo de Cristo? “Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” (Romanos 13:9). O apóstolo deletou o sábado. As pessoas dizem: “eles serão os menores do reino dos céus”. Paulo não ensinaria o sábado em Romanos 13:9. Aí, ele entrega alguns mandamentos e, propositadamente, deixa fora o sábado.
E não é tudo, o apóstolo Paulo, escrevendo aos crentes salvos (nascidos de novo no corpo de Cristo), propositadamente fala dos dez mandamentos que foram dados como meio de salvação. Não há dúvida sobre isto. Eles passaram e sua glória passou com eles (2 Coríntios 3) e os mandamentos de que ele está falando são aqueles gravados em tábua de pedra. Então, não permita que os blasfemos Adventistas do Sétimo Dia entrem na sua casa e digam que Cristo nos livrou apenas da lei cerimonial, mas não dos dez mandamentos (lei moral), quando os mandamentos eram parte da lei pela qual ele morreu. Você indaga ansioso: “o que acontece com os cristãos que não os guardam? Parece que você quer me dizer que não pretende fazê-lo”. Pelo visto você ainda não quer enfrentar a Escritura. Ainda está tentando escapar. Você contemporiza: “bem, se você diz que os dez mandamentos já passaram, então o cristão pode cometer adultério, matar e roubar”. Não estamos falando desse assunto. Estamos falando de sã doutrina. Um crente verdadeiro, que maneja bem a palavra da verdade,  tem o Espírito de Deus dentro dele e não sente prazer em praticar o mal. Ele fica tão condicionado à Palavra que só se sente bem fazendo o que Deus ordena. Leia o final do livro...Você vai encontrar os outros mandamentos entregues em Romanos 13:9, se quiser voltar a ler o verso. O mandamento da guarda do sábado, aí omitido, era um sinal para somente para Israel.
Este sábado era chamado “sinal”, tanto que Paulo diz, na 1 Coríntios 1, que os judeus pediam um “sinal”. Daí porque o Espírito Santo disse que se voltasse a Ezequiel 20:12,20 onde ninguém podia deixá-lo de lado, já que o sábado era um “sinal”  entre o Senhor e Israel, para que este soubesse que ele era o Senhor Deus, que os santificava: “E também lhes dei os meus sábados, para que servissem de sinal entre mim e eles; para que soubessem que eu sou o Senhor que os santifica. E santificai o meus sábados, e servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o Senhor vosso Deus”. Você não pode jogar este verso sobre um cristão, baseado em Mateus  5, a não ser que você seja um tremendo perdedor escanchado na lei para ser justificado e, nesse caso, conforme Gálatas, você caiu da graça. Infelizmente, vocês, perdedores, cheios de ambição de todo tipo,  ainda continuam varrendo todo este país, e levando centenas e milhares de pessoas a seguir esse tipo de ensino. Vocês precisam pensar menos em fama, riqueza e poder,  e zelar mais pela Palavra da Verdade. Vocês sabem que os incautos gostam de pular para os mestres, tendo coceiras nos ouvidos, seguindo suas próprias concupiscências. Eles estão abandonando a verdade e acatando suas fábulas: “Porque  virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas” (2 Timóteo 4:3,4). Um pouco de caldo de galinha e vergonha na cara não fariam mal algum a vocês...
Vamos a outro problema, o de supor que Israel e a igreja são a mesma coisa, na Bíblia. Por exemplo, lembra-se daquelas virgens de Mateus 25, de quando elas estavam esperando a vinda do Senhor? Ali elas são citadas como “virgens” no plural. Elas não estavam esperando o noivo para casar, e sim para encontrá-lo. Chegaram  ao casamento, quando o noivo já estava se casando com outra noiva. Mateus 25:10 diz: “E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta”. Elas entraram na câmara nupcial. Entraram virgens, conforme você encontra a palavra virgens em Apocalipse 14:4. Eram os santos judeus da tribulação. Na condição de não estarem as virgens preparadas para a vinda do Senhor, tiveram de sair e lutar para conseguir sua salvação. Agora, cada passagem ocupa o seu lugar apropriado e não há necessidade de se conhecer o grego para entender qualquer uma delas.
Por exemplo falando do trabalho para conseguir o azeite. Notou como os versos em Hebreus no assim chamado “arrebatamento parcial” entram no exato contexto? Você lê: “Sem santidade ninguém verá Deus”. Mas quando? No segundo Advento. No “arrebatamento parcial”. Há um arrebatamento no final da tribulação que é feito pela metade: ”Assim também Cristo, oferendo-se uma vez, para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado aos que o esperam para a salvação” (Hebreus 9:28). Se você não  está olhando para Ele, então Ele não lhe aparecerá na tribulação. Ele só aparecerá para os que o estiverem esperando e “sem santidade ninguém o verá”. Vamos voltar depressa a Mateus 24, que fala desses mesmos santos da tribulação e ver onde se encontra o problema. Há um “arrebatamento da tribulação”, conforme os versos 29-31: “E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus”.  Veio tudo junto, num piscar de olhos. Não foi preciso um professor de grego para ensinar qualquer um destes. Aqui estão os judeus para quem o Messias dos judeus falou no contexto judaico (sob a lei, antes da crucificação). Ele lhes falou sobre os mandamentos e as obras em conexão com a salvação deles, referindo-se ao tempo em que voltaria numa situação em que eles teriam de praticar obras e guardar os mandamentos de Deus para obterem a salvação. Dentre esses mandamentos estava o Sábado, que tinham estado a guardar. Eles precisavam orar para que sua fuga não acontecesse no sábado da tribulação, porque quando Ele voltasse durante a tribulação, haveria um arrebatamento, depois desta, para os santos que nela viveram. Esses santos da tribulação precisariam estar prontos, quando Ele viesse, ou a porta seria fechada para eles.
Também Ele diria que não os conhecia e que teriam de “trabalhar pela própria salvação” e  “perseverar” até o fim” para serem salvos ou não poderiam alcançá-la, pois “sem santidade ninguém  verá a Deus”.
Cada verso é deixado como deveria estar no contexto em que aparece – exatamente como está na Versão Autorizada da Bíblia King James de 1611 – sem distorção, manuseio, perversão, sem oposição, sem enfeite, sem destruição ou mudança NUMA SIMPLES PALAVRA, num só verso, num só contexto no qual CADA uma delas aparece. Quando esse procedimento for seguido você terá a verdade, toda a verdade e nada mais que a verdade. Nenhum professor de Grego em mil anos de história da igreja jamais encontrou Apocalipse conforme está na Versão Autorizada de 1611.
Cuidado com qualquer um que tente fazer estes versos dizer o que  não dizem, somente para serem adaptados à sua doutrina – do mesmo modo como deve ter cuidado com qualquer indivíduo que achar que você pode perder a salvação, adaptando os versos à era da igreja, o que NÃO é possível. Tudo deve ser colocado no devido lugar. Note em Mateus 25:30 que o servo infiel perdeu a salvação e foi atirado às trevas exteriores. Observe  em Mateus 25:44 a 46 aqueles que perderam a salvação por não apresentarem obras. Eles recebem a marca da besta naquela tribulação. Por acaso, você já a recebeu? Quem sabe, você é do tipo que acredita que os códigos de barra são a marca da besta?
Agora voltemos àquela passagem de Hebreus 6. Ela fala de alguém que se cair não será “renovado” para arrependimento. Tudo que ele pode fazer é esperar para ser queimado em Hebreus 6:8. Veja como agora faz sentido. Volte e pegue a passagem de Hebreus 3:6 e 3:14.  E note que “manter a confiança até o fim” refere-se claramente ao fim do período de tempo, no qual Deus está tratando com Hebreus, de maneira que a encontramos no livro de Hebreus. E visto como o livro de Tiago foi escrito para as “doze tribos de Israel”, tanto que  diz em Tiago 2:24,  “que o homem é justificado pelas obras e não somente pela fé “– fé e obras – “fé em Jesus Cristo e obediência aos mandamentos de Deus”. É isso que queremos dizer quando afirmamos a necessidade de obedecer a  2 Timóteo 2:15 “Procura apresentar-te a Deus aprovado,  como obreiro que não tem  de que se envergonhar, que maneja bem a palavra de verdade”. Os batistas tentam fazer com que cada verso ensine Garantia da Salvação para todos os crentes,  em todas as dispensações.  Eles são exatamente como os metodistas, os episcopais, os pentecostais, os católicos romanos, perdedores em geral, que tentarão dizer que um crente pode perder a salvação, concentrando-se nos versos escritos para os judeus como se a Igreja de Jesus Cristo fosse um “Novo Israel”.  Você faz mais uma pergunta: “mas... e as outras passagens”? Elas combinam exatamente com o lugar onde estão. Não é obrigação nossa trocar versos, livrando-nos dos que não entendemos, sabia? É o que esses estúpidos professores de grego gostam de fazer, tentando mostrar erudição. O caso é simplesmente crer no que Deus falou. Ele disse porque o disse. Se não se adapta a uma situação se adapta a outra. “...Seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso...” (Romanos 3:4). Não vamos ficar atirando nenhum verso sobre alguém a quem não pertence, como os perdedores atiram Atos 2:38 contra os cristãos. Vamos nos ater ao que Deus disse, onde Ele disse e para quem ele o disse.
Voltemos, pela milésima vez, à clássica passagem de Atos 2:38, onde os católicos e os perdedores em geral garantem que receber o Espírito Santo está condicionado ao batismo de água: “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:38). Agora, antes de entrar nessa passagem tão massacrada por eles, vamos ao pano de fundo da mesma. Você deve ter notado, até agora, o grande número de vezes em que tivemos uma referência judaica (ou a Israel) ao lidar com essas passagens como alguém ser salvo pela fé mais obras. Já falamos que alguns de nossos irmãos batistas fogem dela e ficam insistindo em que o homem sempre foi salvo pela graça, e tentam comprovar isso apontando Abraão antes da lei. Mas esta é outra bolha de ar, se você parar e pensar por um minuto sobre três personagens do Velho Testamento – Sansão, Saul e Davi. Quem já levou em consideração estes três personagens? Será que essa pessoa não ficou chocada ao observar como Saul se tornou outro homem, quando o Espírito Santo veio sobre ele em seguida jamais voltou a possuí-lo? Sansão tinha o Espírito de Deus, e Este o abandonou, mas depois voltou. Davi tinha o Espírito de Deus com ele quando orou: “...Não retires de mim o teu Espírito Santo” (Salmo 51:11 ) e o Senhor o atendeu. Não o choca terrivelmente o que o Novo Testamento diz sobre o Espírito Santo com respeito ao crente nascido de novo no corpo de Cristo: “E não entristeçais o Espírito Santo, no qual estais selados para o dia da salvação” (Efésios 4:30). Quando Jesus Cristo falou sobre o Espírito Santo, Ele disse: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre” (João 14:16). Ele disse que quando viesse o Espírito, Ele habitaria para sempre no crente.
Então, como alguém pode explicar isto? Ele não habitou em Saul para sempre. Veio e se foi. Ele nem sempre habitou em Sansão. Ele habitou para sempre em Davi, mas poderia tê-lo abandonado. Davi reconheceu isto perfeitamente em sua oração. Será que ainda não entrou em sua cabeça dura que existe uma diferença entre o trato de Deus com Israel como nação e o trato de Deus com o filho nascido de novo no corpo de Cristo? Bem, se tal ainda não aconteceu, é  bom que você  leia Hebreus, Tiago e Mateus um pouco mais devagar, da próxima vez em que sentar para ler a sua Bíblia.
Em vez de ficar roubando partes destinadas aos judeus, as quais não lhe pertencem, seria bom que você lembrasse que a Bíblia é um livro judaico. Sem uma compreensão apropriada sobre o local do programa de Deus para os judeus, não haverá chance alguma de você  ser mais do que um bitolado bíblico. Dentro dessa classificação se encontram cerca de 90% dos professores e anciãos professos da Bíblia e dos assim chamados “apóstolos” da atualidade.
Vamos repetir mais uma vez Atos 2:38. Aqui existe  beleza se é que algum dia você já notou alguma. Simão Pedro, que era um judeu ortodoxo, circunciso, abstêmio de porco, guardador de sábado, adorador do templo, antes que fosse escrito o Novo Testamento, falou: “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo” (Atos 2:38). Quantas pessoas já não ouviram algum perdedor dizer-lhes que esse é o plano da salvação? Não estão todas as rotas aéreas lotadas de crentes iludidos, implorando com gemidos para serem   “batizados” em o nome de Jesus para remissão dos pecados? E logo depois, suplicando pelo Batismo no Espírito Santo? Não persuadiram os perdedores os ouvidos desses inocentes bíblicos com este assunto, sem lhes esclarecer que Mateus, Marcos, Lucas e João ainda não haviam sido escritos, quando Pedro fez este sermão? Você constatou que no tempo em que Simão Pedro falou estas palavras, em Atos 2, ele nada tinha em mãos senão o Velho Testamento de Gênesis até  Malaquias? Você disse: “É verdade que ele estava cheio do Espírito Santo e falou a verdade”. Porém, falou essa Verdade para os judeus! Mas, para que ouvir o que Salomão disse de verdadeiro no Livro de Eclesiastes, se sabemos muito mais agora? Não podemos nos livrar da revelação progressiva. Deus não é estático. Ele é dinâmico. Só que não anda por aí, falando com qualquer um, que logo em seguida funda uma igreja e fica milionário, num piscar de olhos. Ele fala através da Palavra. E se alguém diz que teve uma visão de Jesus, ou bateu um papinho com ele,  como certos ”apóstolos” que estão surgindo às centenas por aí, garanto que esse é “o outro Jesus” e não o Jesus dos evangelhos. Você não pode nascer, viver e morrer em Atos 2, sem passar por Atos 10 e 15. Em Atos 15, o mesmo Pedro, o mesmo judeu que se levantou para pregar e informar o Concílio de Jerusalém, diante do ortodoxo Tiago, o chefe da Igreja de Jerusalém, não diz uma só palavra sobre a necessidade de gentio algum ser batizado em água alguma, para ser salvo. (E por falar em Tiago, por que a Igreja de Roma não pensou em nomeá-lo como o primeiro papa? Seria uma mentira bem mais fácil de ser digerida... mas, como, se Jesus “nunca” teve  irmãos?) O mesmo Simão Pedro, poucos capítulos depois de Atos 2, diz em Atos 15:11 “Mas cremos que seremos salvos pela graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também”. Quando foi que Pedro mudou de tom? Bem, sem levar isso em conta vou dizer-lhe: se ele o mudou seria melhor que você mudasse também o seu tom, de acordo com ele. Se ele foi inspirado em Atos 2, também o foi em Atos 15. Se essas passagens não combinam, é porque Pedro aprendeu alguma coisa. Devo mostrar-lhe algo e o que poderia ser mais claro do que isso, se você ler Gálatas 2? Mas, quem se dá ao trabalho de ler Gálatas 2? Os crentes em geral só pegam a Bíblia, quando têm algum problema de saúde, de família, de membresia, de emprego, problema com a lei, e por aí a fora. Ninguém pode zombar de Deus, conforme Gálatas 6:7: “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará” . Tenho visitado muitas igrejas e ouvido pastores, que citam Atos 2:38,  professam ser autoridades na Bíblia porém, quando colocados contra a parede, só uns 2 por cento, levam em conta o que Deus realmente falou, quando falou e para quem  falou. Eles usam o Livro, apenas como ferramenta de ensino daquilo que lhes convém. Em geral Deus é usado porque eles não permitem ser usados por Deus. Eles deveriam se envergonhar de si mesmos. É o caso de você contemporizar, mais uma vez: “mas, irmã, eles em geral são homens piedosos e dedicados”. Cale a boca, herege!  Isso nada tem a ver com a verdade, somente a verdade e nada mais que a verdade. Quando Simão Pedro pregou Atos 2:38 e disse que a promessa era para eles (destinada a Israel no contexto) e a seus filhos (destinada a Israel no contexto) ele estava simplesmente citando Daniel 9:7 “A ti, ó Senhor, pertence a justiça, mas  a nós a confusão de rosto, como hoje se vê; aos homens de Judá, e aos moradores de Jerusalém,  e a todo o Israel, aos de perto e aos de longe, em todas as terras por onde os tens lançado, por causa das suas rebeliões que cometeram contra ti”. Em palavras mais claras, se qualquer pessoa lhe disser que este é o plano da salvação, trata-se de um não salvo, que tem interpretado particularmente a Escritura, sem consideração alguma pelo que  Deus disse. A declaração clara da Escritura, onde estes versos estão e onde permanecerão, mostram que Simão Pedro em Atos 2, ao pregar para a casa de Israel, estava lhe entregando o que Deus  tinha para entregar-lhe, antes da época em que o Novo Testamento estaria completo; e naquela época os judeus tinham de ser batizados para mostrar que estavam arrependidos por ter crucificado o Messias.
Quando Deus chamou o apóstolo aos gentios (Paulo) e lhe deu a revelação do evangelho da graça de Deus, ele o comunicou a Simão Pedro, em Gálatas 2. Simão Pedro, mais tarde,  o entregou em Atos 15. A soma final de Atos 15; Atos 13:39; e Atos 2:43 é que um homem é salvo pela graça através da fé e nada mais, e que ele recebe o Espírito Santo, antes de ser batizado na água. Da próxima vez em que você voltar a Atos 2, depois de Deus ter-lhe mostrado isso, Ele vai encaixá-lo numa prateleira, como objeto inanimado. Espiritualmente, você vai ficar estocado numa pilha de velharias, se correr de volta a Atos 2, depois que Deus lhe mostrou em Atos 13:39 e nos quatro últimos versos de Atos 10 e em Atos 15. Agora, vá até o perdedor, que o tem conduzido de volta à lei, depois que saiu de lá, e “você terá caído da graça”. É exatamente disso que Paulo está falando. Se você ler o Livro de Hebreus sempre e sempre, descobrirá a mesma coisa.
Que ao judeu é dito que continue, que perdure, que mantenha e guarde, até que ele perceba a graça de Deus, e não vá de volta à lei e nela confie para ser justificado. O tema prossegue e prossegue.
Agora existem alguns trechos nas epístolas paulinas onde, se alguém quisesse considerar perdida a salvação e ir para o inferno, bem que poderia. Um destes está na 1 Coríntios 9:27 que diz: “Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado”, e ainda em I Coríntios 10:9,12: “E não tentemos a Cristo, como alguns deles também tentaram e pereceram pelas serpentes... aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia” outro verso desse tipo está em 2 Coríntios 13. Um  salvo, que tenta ensinar a Bíblia através da mentira que um crente verdadeiro, filho de Deus, pode ser reprovado: “Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados”. Claro que o verso não fala coisa alguma sobre salvação. Fica completamente claro que, a não ser que um homem  seja um réprobo, deveria saber que Cristo está nele. Se ele é um réprobo, ele não pode sabê-lo.
Agora vejamos 1 Coríntios 15:2 ”Pelo qual também sois salvos se o retiverdes tal como vo-lo tenho anunciado; se não é que crestes em vão”. Aí você diz: “Bem, e se você não guardar?” Se você não guardar é porque jamais foi salvo. Você então indaga: “De onde você tirou isso?” Do final do verso: “crestes em vão”. Eu havia citado apenas a  metade do verso e você nem percebeu. Isso porque tem medo de que a Bíblia venha de encontro a qualquer opinião que lhe agrada, caso compreenda tudo que está escrito no Livro. Paulo disse na 1 Coríntios 15:2  “se não é que crestes em vão”. Muita gente tem crido em vão porque tem colocado sua crença apenas em seus líderes e aprendido dos mestres perdedores a fórmula da condenação. Arrependam-se, como Judas fez; creiam, como Simão o mágico fez; confessem, como Faraó  fez; sejam batizados, como Judas foi; e em seguida podem ir todos para o inferno, encontrar-se com eles (e todos os papas do Catolicismo Romano), já que são seus discípulos. Exercer a fé no evangelho e obedecer o evangelho tem tudo a ver com a crença do coração. Veja como isso é claramente mostrado em Atos 8, onde o eunuco etíope está para ser batizado e Filipe lhe diz em Atos 8:37: “...É lícito, se crês de todo o coração”. Observe como isto é reforçado nas epístolas paulinas - em Romanos 6, quando Paulo está falando a pessoas salvas, no verso 17: “Mas graças a Deus que, tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues”. E, novamente, em Romanos 10:10: “Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação”.
Agora estamos chegando mais perto da raiz do problema, que é bem evidente: um homem não salvo não pode entender a Bíblia. Se ele tivesse de memorizá-la, não poderia entendê-la. ”Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente” (1 Coríntios 2:14). Quando você ouvir um homem no púlpito falar que um cristão verdadeiro,  perde a salvação, você está lidando com um homem espiritualmente cego. Daí porque Deus continua dizendo: “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos” (Provérbios 23:26).
É possível crer em vão. O homem possesso de demônios, em Atos 19:15, que saltou sobre os filhos de Ceva, disse: “Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: Conheço a Jesus, e bem sei quem é  Paulo; mas vós quem sois?” Vejamos o caso do homem possesso de Marcos 1:23,24 disse: “E estava na sinagoga deles um homem com um espírito imundo, o qual exclamou, dizendo: Ah! Que temos contigo, Jesus  Nazareno? Vieste destruir-nos? Bem sei quem és: O Santo de Deus”. Os não salvos em Mateus 7:22, que se adiantaram disseram: “...Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas?” Todos eles eram perdidos. Então chegamos a uma grande verdade. É possível afirmar que se conhece a Cristo, que se crer em Cristo, arrepender-se, confessar, ser batizado, expulsar demônios, operar milagres, sinais e maravilhas e ainda assim ir para o inferno com a rapidez de uma bala. Você precisa nascer de novo, companheiro! “...Necessário vos é nascer de novo” (João 3:7).
Você não pode dizer que ao seguir uma forma ritual e legalista: um dois, três, quatro, cinco vezes, significa nascer de novo. Deus não tem o menor interesse em estatística. Infelizmente, as mega-igrejas que existem e as que estão surgindo só se preocupam com estatística. Se você fala em línguas e acha que esta é a evidência de salvação, tenha cuidado, amigo. O que tem de pai de santo por aí, falando com a língua enrolada, só vendo para crer. Você pode ter mergulhado profundamente em Atos 2:38, após o batismo nas águas e achar que recebeu o Espírito Santo, quando tal não aconteceu. Você pode citar a Escritura até ficar azul, surdo, mudo e cego, e, ainda assim, ir para o inferno tão depressa, e abrirá um rombo tão grande no asfalto sulfúrico, que o Diabo vai levar uma eternidade para consertar.
Os que são salvos e nascidos de novo dizem como Paulo na carta a Timóteo: “Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia” (2 Timóteo 1:12) e aos filipenses “Tendo por certo isto mesmo, que aquele que começou em vós a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo (Filipenses 1:6). Somos selados pelo Espírito Santo da redenção. E “porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 8:38,39). Nós os cristãos verdadeiros sabemos em quem temos crido por isso não entraremos em julgamento, pois já passamos da morte para a vida. Recebemos o dom gratuito de Deus que é a vida eterna e   fomos justificados pela graça de Deus através sangue de Jesus Cristo derramado em propiciação pelos nossos pecados. Somos nascidos de novo, redimidos, separados, justificados, salvos, santificados e  nos sentamos nos lugares celestiais com Cristo. Já estamos lá. Não precisamos nos preocupar com a ida, pois já recebemos a salvação de nossas almas (1 Pedro 1:2), pois já fomos “eleitos segundo a presciência de Deus Pai em santificação do Espírito”... Já estamos nos lugares celestiais com Cristo: “E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus” (Efésios 2:6). Estar sentados à direita de Deus  é apenas questão de tempo, até que nossos corpos façam a viagem rumo à glória celestial.
Você diz: “E se...”  Bem, nesse caso, serei arrebatado e você vai ficar aqui em baixo. Enquanto você permanecer no “e se...” , prova que nada aprendeu sobre a Palavra de Deus  que deveria aprender. Não existe nenhum “e se...” para chegar a Cristo. Em seu imenso amor pelos homens perdidos, antes da fundação do mundo o Pai Celestial já havia inaugurado o ICQ (estou procurando você). Todas as promessas de Deus em Jesus Cristo são o “amém para a glória de Deus”. “Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou”  (Romanos 8:37). “Graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Coríntios 15:57). Se alguém vive conforme a carne está caminhando para a morte (Gálatas 6:7). Se não nos julgamos a nós mesmos é que estamos enfermos e dormindo e perdemos o galardão e morreremos (1 Coríntios 11:30-32). Se formos além da linha, o Senhor nos matará e nos apanhará mortos em nossos pecados. Há pecados que são para a morte e não devemos orar...(1 João 5:6c)
Por isso, não estamos mais preocupados com a perda da salvação eterna. A Bíblia diz: “Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. No  amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor. Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro. Se alguém diz: Eu amo a Deus e odeia a seu irmão, é mentiroso pois quem não   ama a seu irmão ao qual viu como pode amar a Deus a quem não viu?” (1 João 4:7,18-20). Você sabe o que isto significa? A prova de que você ama a Deus está no fato de que você ama seu irmão. Nós, os cristãos verdadeiros temos apenas dois mandamentos, e não seiscentos e treze como os judeus, na lei de Moisés. Estes dois mandamentos, resumidos por Jesus, são os seguintes: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração e de toda a tua alma e de todo o teu pensamento...amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 22:37-39). Nosso estado pode variar de tempos em tempos, como aconteceu com os israelitas no deserto, quando Deus lidou com eles, varreu-os e castigou-os (1 Coríntios 10:1-13).
 Se você continua procurando aquelas passagens que admitem a possibilidade da perda da salvação eterna,  definitivamente já traçou a sua meta. Sempre  que qualquer TJ, Adventista do Sétimo Dia, Católico Romano, Mórmon, perdedores inveterados, e qualquer árvore “evangélica” de galhos podres tentarem amedrontá-lo, dizendo que você  pode perder a salvação, conforme os seus versículos prediletos, podemos assegurar-lhe que eles irão fazer-lhe, RESPECTIVAMENTE, as seguintes exigências: 1. Vender  muitas revistas de porta em porta. 2. Guardar  o sábado. 3. Usar  os sacramentos, pagar missas, crer na transubstanciação, nos poderes mediadores  de Maria e dos santos, enfim, crer em tudo que a Igreja diz. 4. Casar  várias vezes, ter muitos filhos e arranjar dezenas de adeptos para a Igreja de Joseph Smith. 5. Obedecer  cegamente o pastor, ir aos “encontros” realizados em lugares ermos, nos fins de semana, dar muito mais que o dízimo, construir uma pirâmide de adeptos do “movimento”, etc. e tal.
Eles vão citar passagens do Velho Testamento ou a tribulação, cada vez que isso lhes convier. Pode observar como essa gente adora citar o Velho Testamento!
Todo fundador de seita (e falso pastor evangélico) sempre apela para o Velho Testamento, procurando encontrar respaldo bíblico para o legalismo que exige dos membros de suas igrejas. Muitas vezes costumam citar passagens tratando de alguém não salvo pela graça (nesta era) ou uma passagem que trata da perda de um testemunho ou de um ministério – em vez de perda de salvação – para corroborar suas “ameaças”.  Eles gostam de ler no Novo Testamento  passagens como estas:
“Esta palavra é fiel e digna de toda a aceitação” (1 Timóteo 4:9).
“Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação...” (1 Coríntios 11:29).
 Se têm dúvida, a si mesmos se condenam: “Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé, e tudo o que não é de fé é pecado” (Romanos 14:23) e se sentem culpados por terem naufragado na fé: “Conservando a fé e a boa consciência, a qual alguns rejeitando, fizeram naufrágio na fé” (1 Timóteo 1:19).  Sempre  que os perdedores lançam essas “ameaças” sobre o crente, sabemos exatamente do que estão falando e de onde elas vieram. Vamos resumir o que tentamos dizer neste livrinho:
         Há três maneiras de se mentir contra a Bíblia diante de um filho de Deus: 1) Citar um verso que trata do assunto antes da reparação através do sangue de Cristo, no Velho Testamento. 2) Citar um verso destinado a alguém, que está sob o jugo da fé mais obras, na tribulação. 3) Citar um verso do Novo Testamento que trata da perda do ministério, do testemunho ou da vida física. Visto como nenhuma destas coisas tem algo a ver com a reparação completa feita por Cristo,  e com a obtenção da salvação eterna pelo crente através da graça de Deus, este assunto não merece mais atenção do que  uma borboleta voando na praia.
         Eventualmente tenho ouvido um ancião TJ ou Mórmon citar Romanos 6, a fim de provar que a água do batismo é essencial à salvação, quando Paulo não a menciona uma vez sequer em toda a sua epístola de 16 capítulos. Ouvi outro “subletrado” bíblico, membro de seita pentecostal, citando Gálatas 3:27, a fim de provar que o batismo nas águas é essencial para a salvação, quando a palavra “água” ocorre apenas uma  vez em Efésios 5:26, e assim mesmo referindo-se “a lavagem da água, pela palavra”, o que concorda plenamente com a declaração de Jesus em João 15:3; “Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado”. Esses guias cegos são incuráveis. Se algo está claro em Romanos é que somos salvos e justificados pela graça, através da fé em Cristo,  e NADA MAIS. Se existe alguma coisa clara em Gálatas é que somos salvos pela graça, através da fé em Cristo, e NADA MAIS, e que essa justificação repousa exclusivamente na obra perfeita de Cristo no Calvário. Contudo, apesar dessas duas epístolas  escritas pelo apóstolo Paulo aos gentios, ainda se podem encontrar esses urubus mal intencionados sobrevoando a cabeça do crente, prontos para arrancar os olhos do seu cadáver. Você ainda me pergunta se o crente deve respeitar esses homens? De modo nenhum! Eles deviam estudar a Palavra com diligência, para não ficar falando bobagens e levando os bem intencionados para o inferno. Mesmo pretendendo ser eruditos bíblicos esses “subletrados” continuam sujos, porque não mergulham com amor e humildade na “água pura da Palavra”.
         Claro que não os colocaríamos no xadrez, porque não somos católicos romanos (os católicos romanos têm feito o que bem entendem na Irlanda do Norte).  Não iríamos atirar neles (como os católicos irlandeses têm feito na Irlanda do Norte, Belfast). Não iríamos fechar suas igrejas (como têm feito os católicos romanos na Espanha, contra os protestantes). Certamente não iríamos açoitá-los, nem colocaríamos a polícia em seu encalço (como fizeram os católicos romanos com os budistas, no Vietnã do Sul). Também não iríamos tentar exterminá-los sumariamente (como os católicos romanos fizeram com os sérvios ortodoxos na Croácia, Iugoslávia, na época de Hitler, com as bênçãos de Pio XII).
         Nós, os crentes bíblicos, não acreditamos nessas violências carnais, e procuramos obedecer o segundo grande mandamento, que é amar ao próximo como a nós mesmos.  O que não podemos conseguir com a Palavra pregada e com as nossas orações, deixamos de lado. Por que lançar pérolas aos porcos? Quem não se converter lendo a Palavra, cujo plano de salvação é tão meridianamente simples, pode colaborar com o Diabo e ir correndo para o inferno. Não temos mais tempo a perder com gente desse tipo e na certa o Senhor é bem mais ocupado do que nós.
          A Palavra de Deus é a verdade, com poder suficiente para fazer cair de joelhos até mesmo o ateu mais empedernido. Se um católico romano, que confia em Maria para a salvação,  quer ir a galope para o inferno, provando  que está certo, conforme a tradição de sua igreja, que vá em frente e caia nas profundezas infernais, porque Maria não pode ajudá-lo em coisa alguma. As promessas são claras: “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6:23).”Quem tem o Filho de Deus tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida” (1 João 5:12). “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna” (João 6:47). “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).  Estas passagens põem Tiago 2 no chinelo. Os católicos romanos que lêem um pouquinho de Bíblia gostam de citar Tiago, com a maior empáfia, tentando provar que as obras são necessárias para a salvação. Eles  não se dão conta de que Tiago escreveu esta carta para as “doze tribos na dispersão” e, portanto, ela nada tem a ver com os salvos em Cristo. Enquanto isso, as  passagens que citamos acima se apoiam na premissa básica  de um crente verdadeiramente salvo em Cristo.
Ninguém pode se tornar um guia florestal sem conhecer uma folha de árvore. Ninguém pode competir numa olimpíada aquática, antes de aprender a sustar  a respiração debaixo d’água. Se alguém diverge das proposições bíblicas acima, então o seu problema não é bíblico, não é espiritual. É um problema mental. Se eu estivesse em lugar dessa pessoa iria correndo procurar uma clínica psiquiátrica onde passaria uma boa temporada. Todo mundo tem problemas. Quem não os tem? Mas a Palavra resolve qualquer problema espiritual.
         Precisamos falar para alguns pobres pecadores  perdidos, os quais desejam ser salvos  e ganhar a vida eterna, mas não o conseguem. Isso, porque sempre que o tentam, alguém como um ancião TJ, Mórmon ou carismático, ou ainda um “curandeiro falador de línguas”,  vem com o seu blá, blá, blá, e bota tudo a perder. E o pior é que, no final da história, todos eles – mestres e discípulos – cairão  diretamente no inferno. Se alguém pensa, por um minuto, que Deus torna difícil a salvação, como afirmam esses iletrados bíblicos, não deve ter uma opinião tão elevada a respeito do Criador. Nesta dispensação da graça, quando se ganha a vida eterna apenas pela fé, tudo que Deus nos pediu para fazer foi colocar a fé na obra perfeita do Seu Filho na cruz. Ele nada exige de nós, além de que  sintamos necessidade dele, que desejemos ser salvos pela obra redentora do Seu Filho amado. Não estou interessada em alguns professores da Bíblia, que têm pulado de verso em verso (como os católicos e os pentecostais), a fim de provar que o crente pode perder a salvação. Jesus disse: ... quem quiser tome de graça da água da vida” (Apocalipse 22:17).”Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mateus 11:28). Deus não torna difícil a salvação  para um perdido. Ele a torna difícil, sim,  para um ancião TJ e um Mórmon, que estão se esforçando para alcançá-la, trabalhando para a sua igreja. Ele a torna difícil, também, para um católico romano, que está tentando abrir o seu caminho através de boas obras, de Maria e dos sacramentos da Igreja, deixando a Bíblia de lado e confiando nas fábulas da tradição romana. Ele a torna difícil para um pentecostal, que um dia se sente assim e no outro se sente “assado” (dependendo dos seus sentimentos e experiências), em vez de se firmar na autoridade absoluta da Palavra santa. Deus sempre a tem tornado difícil para quem rejeita a sua Autoridade Final.  Mas não vai torná-la difícil para um pecador, por mais perdido que seja, o qual, cansado de sua vida de pecados deseja, de coração e com humildade, encontrar Jesus Cristo como seu único, total e suficiente Salvador.
         Se você não quer ir para o inferno, não precisa ir. Se deseja possuir a vida eterna, pode obtê-la. Em vez de ficar por aí, escutando as bobagens faladas por essa turma de fanáticos, que ficam zanzando com a Bíblia na mão, cortando fatias do Livro, de capa a capa,  por que não se ajoelha apenas e diz: “Senhor, eu sou um pecador perdido. Creio que Cristo morreu por mim e pela graça de Deus vou confiar nele como meu Salvador”. Em seguida, passe a confiar somente em Jesus Cristo, nosso Salvador eterno. Ele já fez TUDO!
         Por que não tenta fazer isso? Os versos são claros, quando dizem:  “Veio para o que era seu e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome” (João 1:11-12).
         Não nos foi dito para receber ensinos, mas receber uma Pessoa. Não nos foi dito para receber doutrinas, mas para receber uma Pessoa. Milhares de homens que estão ensinando doutrinas e tentando ganhar as pessoas para as suas igrejas, jamais receberam essa Pessoa. “Quem tem o Filho de Deus tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida” (1 João 5:12). Você já o recebeu? Não estou falando dos evangelhos. Não falei uma palavra sobre o batismo. Você pode ter tantas visões panorâmicas sobre este assunto como as têm os corredores de automóveis. Mas estou falando DELE. Ele disse: “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida” (João 5:24). 
Não me preocupo em perder a vida eterna. Jamais a perderei. Não depende de mim perdê-la. É Dele que depende. Foi Ele quem ma deu. Não foi uma Igreja “infalível”, nem uma santa adorada pelos idólatras dessa Igreja.  Não foi uma experiência carismática, também. “Porque os dons e vocação de Deus são sem arrependimento” (Romanos 11: 29). Não há um só caso no Novo Testamento em que Deus tenha tirado a vida eterna de um filho de Deus nascido de novo no Corpo de Cristo. E desse corpo só faz parte quem confia unicamente em Cristo.  Qualquer passagem da Escritura que for citada para provar o contrário terá sido distorcida para a destruição do mentecapto, que a examinou por alto, a fim de destruir sua própria alma  e a de quem lhe dá ouvidos. É melhor ficar longe desse tipo de gente. Que o Senhor o abençoe com a sabedoria e o entendimento de sua Palavra, por amor de Jesus Cristo.
 

Conclusão


         Ao concluir este resumo do livro do Dr. Ruckman, eu gostaria de acrescentar alguma coisa, a fim de que os leitores não imaginem que estamos pregando um antinomionismo, tipo Johann Agricola (1492-1566),  isto é, que estamos dizendo que o crente, uma vez salvo, pode pecar à vontade, já que não pode mais perder a sua salvação eterna. Realmente, a salvação está garantida para todo aquele que se converteu e não para quem levantou o braço, foi à frente  depois não levou Cristo a sério. Tive um motorista chamado João, que assistia a todos os cultos evangélicos comigo e sempre ia à frente, quando o pastor fazia o apelo. Um dia perguntei porque ele sempre ia à frente, então ouvi uma resposta incrível: “Ora, eu vejo um monte de gente indo à frente, então vou também. Se bem não faz, mal também não vai fazer... porque a gente está numa igreja...”  Ele jamais entendeu o plano de salvação, mesmo depois que lhe expliquei detalhadamente.
         Para explicar como o crente verdadeiro deve agir, usaremos parte de um trabalho nosso falando de como um verdadeiro filho de Deus deve se comportar, a fim de provar que, realmente, foi salvo.
Teresópolis (RJ) é uma das mais evangelizadas do país, pois aqui 1/3 das pessoas é constituído de “crentes” e em cada esquina você topa com um pastor ou um padre, a Bíblia circula em muitas mãos, e em cada loja em que se entra há um vendedor evangélico, e por aí a fora.
Não vou entrar no mérito das igrejas católicas porque estas são especialistas em adorar ídolos de madeira, barro, e pedra;  e ainda pregam um falso evangelho, dizendo que a Igreja – e não Jesus – é quem salva. Que Maria é Mediadora, que os “santos” podem nos ajudar, que existe purgatório, etc. Não vou entrar no mérito das “igrejas” que se dizem cristãs e, contudo, pregam doutrinas que ultrapassam a Bíblia, usando escritos de “profetas” duvidosos,  a tradição e  livros complementares, enfim pregam o ocultismo, porque tudo que ultrapassa a doutrina de Cristo é ocultismo.
Quero falar mesmo é das igrejas que se dizem evangélicas e, contudo, não pregam santidade de vida. Alguns pastores garantem:  “Se você crê que Jesus é Deus, dá o dízimo e freqüenta a Igreja toda semana,  garanto que está salvo, que vai ser arrebatado”. Mas eu lhe digo:  cuidado, meu irmão.  Se você nasceu de novo, tem garantida a salvação eterna, mas o Senhor vai lhe dar tantas chicotadas, quando você sair da linha, que eu não gostaria de estar nem um minuto em seu lugar.
Infelizmente, o que se vê, hoje em dia, é um Cristianismo deturpado, cheio de idólatras, portanto, paganizado, pois entre os seus membros há os que adoram ídolos diversos e praticam iniquidade de todo tipo. É um Cristianismo avivado com música druida, um Cristianismo frouxo, que mais se assemelha a um tipo de Nicolaísmo. Ah, você não sabe o que é Nicolaísmo? Muito bem. Abra a sua Bíblia em Apocalipse 2:13-15. Aliás, é melhor que você leia os capítulos 2 e 3 de Apocalipse para entender bem o que é ser um nicolaíta. Diz-se que Nicolau era um idólatra, que topava tudo dentro da Igreja, de modo que o termo ”Nicolaísmo” deve ter se originado em seu nome. Ele tolerava a tal mulher chamada Jezabel (homônima da tenebrosa esposa de Acabe), a qual induzia os crentes de Pérgamo e Tiatira à prostituição. Jezabel era uma discípula de Balaão, aquele que ensinou os Judeus a se prostituírem com as moabitas, tendo conseguido, através do “ecumenismo” deles, que o país sofresse uma grande derrota espiritual e militar.
Jesus condena o Nicolaísmo, condena Jezabel, condena o “ecumenismo” religioso, condena o meio termo, enfim exige vida reta e santa de todos os que se chamam cristãos.  Se você joga no time de Deus e no time do mundo, não vai fazer gol algum em matéria de santificação. Se você gosta de dar cheque sem fundo, porque já está salvo e Deus vai ser bonzinho, cuidado com Ele. Quando Jesus vier buscar os seus, se você não for realmente convertido, isto é, se for um crente só da boca para fora,  e não tiver levado a sério as doutrinas de sua Bíblia, provavelmente vai ficar nas garras do Anticristo e verá o como o seu Cristianismo era apenas  um tipo de Nicolaísmo. Uma vez salvo, para sempre salvo... O problema é saber quem realmente se entregou a Jesus em fé e verdade, levando a sério a obrigação que todo cristão tem de estudar a Palavra e viver uma vida reta, segundo os ditames do Espírito Santo. Este não fala através de experiências, visões, movimentos duvidosos, etc. Ele só fala através da Palavra. Você precisa conversar com Deus diariamente, a fim de  provar o seu amor por ele. Deus nos fala através da sua Palavra e nós lhe falamos através da vida exemplar que levamos e da oração que lhe fazemos todos os dias. Deus não gosta de crentes que ficam buscando poder espiritual e bens materiais. Ele gosta de crentes produtivos, que se empenham em ganhar almas.
Não é fácil ser cristão de verdade. Você tem de renunciar a si mesmo. Tem de amar o seu irmão, pois a fé que não atua pelo amor é uma prova de que não houve realmente conversão. Fé e Amor formam o binômio da vida de um crente verdadeiro. Fé na PESSOA exata e amor aos irmãos na fé. Ninguém prega mais amor do que os espíritas e, no entanto, sabemos que todos eles estão perdidos por seguirem uma religião ocultista, que não crê na divindade de Cristo e o considera apenas como um “espírito de alta luz”.
Também não pense que pode viver na imoralidade, praticando toda sorte de impureza, dispensando o casamento, arranjando mulheres (ou homens) por aí, pois já está salvo e... o resto que se dane. Quem é salvo se comporta segundo a Palavra de Deus. Quem é salvo se preocupa em estudar diligentemente a Palavra – a única arma contra as ciladas deste mundo tenebroso, governado pelo Maligno. Quem é salvo se preocupa com o vizinho que ainda não conhece Jesus. Quem é salvo se preocupa com a próxima vinda do Senhor, orando em favor dos incrédulos, a fim de arrebatá-los do fogo. Quem é salvo não tem medo de confessar o Nome de Jesus, em toda parte onde chega. Quem é salvo não teme ser ridicularizado por ser cristão. Quem é salvo não troca a  Igreja por programas na TV, onde se prega imoralidade, adultério,  ocultismo, homossexualismo, rebelião dos filhos contra os pais, de empregados contra patrões, de cidadãos contra o governo estabelecido. Quem é salvo não anda jogando na loteria, esperando ficar rico, num passe de mágica. Quem é salvo ganha honestamente a vida, não espera por milagres, tipo: o Senhor vai me dar um carro bonito, um bom emprego, nunca vou ficar doente... Isso não é Cristianismo, é fanatismo psico-religioso, um tipo de ocultismo do qual a Igreja Evangélica está ficando cheia. Enfim, ser convertido, salvo em Cristo, é colocar Jesus acima de tudo, fazer o bem o tempo inteiro sem desfalecer, é livrar-se das paixões do mundo, receber com alegria o título de fanático, enfim,  é aguardar a vinda do Salvador... Que vem sem demora.
 
Material colhido nas páginas 1-99 do livro “Eternal Security”,
do Dr. Peter S. Ruckman, PhD, ThD, DD.
Traduzido, resumido e adaptado por Mary Schultze.
 
 
Dados Biográficos do autor
 
Peter Sturges Ruckman nasceu em 1921. Passou  anos estudando a história dos manuscritos da Bíblia. Recebeu doutorado em Filosofia  na Universidade Bob Jones e mais tarde os graus de doutorado em Teologia e Divindades.
Fundou pessoalmente, ou ajudou a fundar, dezenas de igrejas. Ele é o fundador e presidente do Instituto Bíblico de Pensacola, em Pensacola, Flórida, USA,  onde treinou centenas de pregadores, missionários e leigos cristãos. Também foi o autor de quase uma centena de livros e comentários bíblicos.
         Ele é, sem dúvida, o mais conhecido campeão da Bíblia King James desta geração. É  considerado um inimigo extremamente perigoso dos críticos da Bíblia,  que ensinam que Deus não conservou perfeita a Sua Palavra. (Apesar do Salmo 12:6-7). Seu arsenal é um intelecto acima da média, anos de estudos dos manuscritos originais da Bíblia e uma pregação contundente. Durante os anos em que estudava nos seminários teológicos, o Dr. Ruckman lia uma média de mil páginas diariamente, tendo lido cerca de 6.500 livros, nesse tempo.
Seu estilo abrasivo de pregação ofende e até amedronta os gesticuladores e carismáticos “soldados do SENHOR”, que morrem de medo de afundar num confronto com ele, bem como diante dos fatos que ele apresenta como erudito do Novo Testamento em língua grega. O Dr. Ruckman viaja pelo mundo inteiro tentando desfazer o que ele chama de “bamboleios na Palavra de Deus”. Sua maneira vibrante e coloquial de expor sua erudição bíblica tem-lhe angariado uma pletora de inimigos, principalmente nos meios TJ, Mórmon, Católico e Neo-pentecostal. Contudo, seus inimigos mais ferrenhos são os chamados “críticos textuais” da Bíblia King James, principalmente aqueles que fazem parte das comissões de atualização da Versão Autorizada de 1611.
         Todos os críticos da Bíblia afirmam que a Bíblia “é a perfeita Palavra de Deus, sem qualquer mistura de erro”. Fazem esta afirmação para enganar as pessoas de suas congregações, a fim de garantir seus altos lucros, “andando com astúcia e falsificando a Palavra de Deus” (2 Coríntios 4:2b). Eles morrem de medo de que um membro da congregação apareça, de repente,  com um dos muitos livros do Dr. Ruckman e descubra a diferença entre alguém que “afirma” crer que a Bíblia é perfeita e aquele que realmente crê nisso.
         Muitos cristãos verdadeiros, iluminados pelo Espírito Santo, chegaram à própria conclusão de que a Bíblia King James é a absoluta e perfeita Palavra de Deus. Despidos de qualquer malícia, esses filhos de Deus irão, sem dúvida, questionar os “melhoramentos” feitos na Escritura pelos críticos textuais, os quais são, em verdade, deturpações seguidas pelos pastores gananciosos.  Esses cristãos verdadeiros serão logo tachados de “ruckmaníacos”, mesmo que, na maioria das vezes,  jamais tenham ouvido falar do Dr. Peter S. Ruckman. Quanto a mim, assumo com muita honra  o epíteto de “ruckmaníaca”... Vou continuar lendo a Palavra diariamente, orando e pedindo que o Espírito de Deus me ilumine para que eu seja uma bênção e nunca maldição na vida dos irmãos crentes.
         Esse tipo de denúncia é uma simples, embora desesperada tática, usada pelos mercadores da Palavra de Deus. Nenhum cristão deseja ser apontado com o dedo indicador como “seguidor de um homem”. Desse modo, os críticos da Bíblia racionalizam que se os crentes da Bíblia King James (Almeida Corrigida e Revisada Fiel em nossa língua) puderem ser acusados de “seguidores de  um determinado homem”, logo abdicarão de suas convicções e humildemente seguirão os pastores acomodados às falsificações (que chegam a 60.000) da Bíblia de Deus.
         Certa vez encontrei um pregador que rejeitava a idéia de se agrupar com crentes bíblicos dizendo que estes poderiam ser “ruckmaníacos”, Ele afirmava: “não sigo homem nenhum”.     Parecia muito piedoso. Mais tarde, porém, ele declarou, com um gesto de absoluta piedade cristã,  que era um calvinista convicto (isto é, um seguidor dos ensinos do homem, João Calvino).
Os crentes verdadeiros não devem seguir doutrinas de homens, mas somente as da Bíblia. A Igreja de Roma inventou essa história de interpretação, mas a Bíblia é um livro escrito pelo Espírito Santo e deve ser lido e interpretado ao pé da letra.

Mary Schultze, junho 2000


vros do Dr. Ruckman e descubra a diferença entre alguém que “afirma” crer que a Bíblia é perfeita e aquele que realmente crê nisso.
         Muitos cristãos verdadeiros, iluminados pelo Espírito Santo, chegaram à própria conclusão de que a Bíblia King James é a absoluta e perfeita Palavra de Deus. Despidos de qualquer malícia, esses filhos de Deus irão, sem dúvida, questionar os “melhoramentos” feitos na Escritura pelos críticos textuais, os quais são, em verdade, deturpações seguidas pelos pastores gananciosos.  Esses cristãos verdadeiros serão logo tachados de “ruckmaníacos”, mesmo que, na maioria das vezes,  jamais tenham ouvido falar do Dr. Peter S. Ruckman. Quanto a mim, assumo com muita honra  o epíteto de “ruckmaníaca”... Vou continuar lendo a Palavra diariamente, orando e pedindo que o Espírito de Deus me ilumine para que eu seja uma bênção e nunca maldição na vida dos irmãos crentes.
         Esse tipo de denúncia é uma simples, embora desesperada tática, usada pelos mercadores da Palavra de Deus. Nenhum cristão deseja ser apontado com o dedo indicador como “seguidor de um homem”. Desse modo, os críticos da Bíblia racionalizam que se os crentes da Bíblia King James (Almeida Corrigida e Revisada Fiel em nossa língua) puderem ser acusados de “seguidores de  um determinado homem”, logo abdicarão de suas convicções e humildemente seguirão os pastores acomodados às falsificações (que chegam a 60.000) da Bíblia de Deus.
         Certa vez encontrei um pregador que rejeitava a idéia de se agrupar com crentes bíblicos dizendo que estes poderiam ser “ruckmaníacos”, Ele afirmava: “não sigo homem nenhum”.     Parecia muito piedoso. Mais tarde, porém, ele declarou, com um gesto de absoluta piedade cristã,  que era um calvinista convicto (isto é, um seguidor dos ensinos do homem, João Calvino).
Os crentes verdadeiros não devem seguir doutrinas de homens, mas somente as da Bíblia. A Igreja de Roma inventou essa história de interpretação, mas a Bíblia é um livro escrito pelo Espírito Santo e deve ser lido e interpretado ao pé da letra.

Mary Schultze, junho 2000



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs